A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

HISTÓRIA DA ARTE 1º ano do ENSINO MÉDIO Profª MÁRCIA FABIANI AULA 2

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "HISTÓRIA DA ARTE 1º ano do ENSINO MÉDIO Profª MÁRCIA FABIANI AULA 2"— Transcrição da apresentação:

1 HISTÓRIA DA ARTE 1º ano do ENSINO MÉDIO Profª MÁRCIA FABIANI AULA 2
COLÉGIO CAESP – EDUCAÇÃO INFANTIL, ENSINO FUNDAMENTAL E MÉDIO Rua Almirante Barroso, – Fone/Fax (045) – CEP Foz do Iguaçu – PR – Brasil HISTÓRIA DA ARTE Profª MÁRCIA FABIANI 1º ano do ENSINO MÉDIO AULA 2

2 LINHA DO TEMPO DA HISTÓRIA DA ARTE

3 PRÉ HISTÓRIA ARTE RUPESTRE ARTE EGÍPCIA IDADE ANTIGA ARTE GREGA
A MAIS ANTIGA DAS REPRESENTAÇÕES ARTÍSTICAS, GRAVADAS EM CAVERNAS EM SUAS PAREDES. PRÉ HISTÓRIA ARTE RUPESTRE ARTE EGÍPCIA IDADE ANTIGA ARTE GREGA ARTE ROMANA FOI A ÉPOCA DOS MOSAICOS E VITRAIS IDADE MÉDIA ARTE GÓTICA RENASCIMENTO LEONARDO DA VINCI, MICHELANGELO E RAFAEL IDADE MODERNA BARROCO REMBRANDT ROCOCÓ ALEIJADINHO ROMANTISMO GOYA E DELACROIX IDADE CONTEMPORÂNEA IMPRESSIONISMO CEZANNE, DEGAS, GAUGUIN, MONET, RENOIR, VAN GOGH E TOULOUSE-LAUTREC CUBISMO PICASSO E TARSILA DO AMARAL ABSTRACIONISMO KANDINSKY, MANABU MABE E TOMIE OHTAKE SURREALISMO SALVADOR DALI E TARSILA DO AMARAL

4 DESENHO DAS MÃOS – como assinatura
A MAIS ANTIGA DAS REPRESENTAÇÕES ARTÍSTICAS, GRAVADAS EM CAVERNAS EM SUAS PAREDES. PRÉ HISTÓRIA ARTE RUPESTRE DESENHO DAS MÃOS – como assinatura HOMENS CAÇANDO E ANIMAIS DE CAÇA

5 IDADE ANTIGA ARTE EGÍPCIA

6 IDADE ANTIGA ARTE GREGA ESCULTURAS E CERÂMICAS

7 IDADE ANTIGA ARTE ROMANA

8 MOSAICOS IDADE MÉDIA ARTE GÓTICA

9 VITRAIS IDADE MÉDIA ARTE GÓTICA

10 IDADE MODERNA - RENASCIMENTO
MICHELANGELO LEONARDO DA VINCI RAFAEL

11 IDADE MODERNA - BARROCO
REMBRANDT

12 IDADE MODERNA - ROCOCÓ ALEIJADINHO

13 IDADE CONTEMPORÂNEA - ROMANTISMO
FRANCISCO GOYA DELACROIX

14 IDADE CONTEMPORÂNEA - IMPRESSIONISMO
PAUL CEZANNE EDGAR DEGAS

15 IDADE CONTEMPORÂNEA - IMPRESSIONISMO
CLAUDE MONET PAUL GAUGUIN

16 IDADE CONTEMPORÂNEA - IMPRESSIONISMO
TOULOUSE-LAUTREC RENOIR

17 IDADE CONTEMPORÂNEA - IMPRESSIONISMO
VINCENT VAN GOGH

18 IDADE CONTEMPORÂNEA - CUBISMO
PABLO PICASSO TARSILA DO AMARAL

19 IDADE CONTEMPORÂNEA - ABSTRACIONISMO
WASSILY KANDINSKY

20 IDADE CONTEMPORÂNEA - ABSTRACIONISMO
MANABU MABE

21 IDADE CONTEMPORÂNEA - ABSTRACIONISMO
TOMIE OHTAKE

22 IDADE CONTEMPORÂNEA - SURREALISMO
SALVADOR DALI

23 IDADE CONTEMPORÂNEA - SURREALISMO
SALVADOR DALI

24 IDADE CONTEMPORÂNEA - SURREALISMO
TARSILA DO AMARAL

25 IDADE CONTEMPORÂNEA - SURREALISMO
JACEK YERKA

26 IDADE CONTEMPORÂNEA - SURREALISMO
JACEK YERKA

27 IDADE CONTEMPORÂNEA - SURREALISMO
JACEK YERKA

28 PRÉ-HISTÓRIA E ARTE PRIMITIVA

29 Manifestações artísticas não eram destinadas à contemplação – Tinham funções definidas. Trabalhos de magia Imagem – algo poderoso para ser usado

30 Os criadores dos desenhos eram caçadores profissionais (daí o seu conhecimento perfeito dos animais). O pintor/caçador do Paleolítico supunha ter poder sobre o animal uma vez que possuísse a sua imagem.

31 Esse artista mágico pode ser considerado o primeiro representante da especialização e da divisão do trabalho. Ele se destaca da massa indiferenciada, junto do curandeiro e do mágico.

32 Pinturas descobertas em paredes de cavernas e em rochas da Espanha e no sul da França ( a.C): - representações animadas, naturais e vigorosas de animais que eram caçados na época – bisões, mamutes, cavalos e renas

33 Principal característica dos desenhos do Paleolítico Superior - Naturalismo.
Imagens que representam animais temidos: carregadas de traços que revelam força e movimento. Imagens que representam renas e cavalos: traços revelam leveza e fragilidade.

34 Desenhos já revelam uma elaboração por parte do artista

35 O homem da caverna usava óxidos minerais, ossos carbonizados, carvão, vegetais e sangue de animais - esmagados e dissolvidos na gordura dos animais caçados. Pincel - inicialmente o dedo; mas há indícios de terem usado pincéis feitos de penas e pêlos.

36

37 Apetrechos rudimentares de osso e de ferro

38 Rituais de poder – tótens, vestes, máscaras, etc
Rituais de poder – tótens, vestes, máscaras, etc. Mundo onírico Obras dos artistas têm uma função nos rituais

39 Não importa a beleza da pintura ou escultura, segundo padrões estéticos, mas a sua funcionalidade. Habilidade tribal e domínio técnico: obras de talha e cestaria, couro ou metais.

40 Cabeça de um negro, provavelmente representando um rei, de ife, Nigéria, séculos XII - XIV

41 “A história da arte, em seu todo, não é uma história de progresso na proficiência técnica, mas uma história de idéias, concepções e necessidades em permanente evolução”.

42 América do Norte – artistas combinam uma observação muito apurada das formas naturais com o descaso pelo que chamamos aparência real das coisas.

43 Máscara de dança inuit, do Alasca, 1880

44 Tlaloc, o deus da chuva asteca, séculos XIV-XV

45 Como caçadores, conhecem muito bem o verdadeiro formato do bico da águia ou das orelhas do castor. Mas consideram que uma só dessas características é mais que suficiente.

46

47 _Passagem do Paleolítico ao Neolítico
Homem deixa de viver “parasitariamente” à custo da natureza e passa a produzir os meios necessários à própria alimentação: cultivo, posse de terras, domesticação de animais, provisões de alimentos... Começa a surgir uma diferenciação da sociedade em camadas, classes, organização do trabalho, divisão de funções, etc.

48 Com a transição do estágio de recolha de alimentos e caça (do paleolítico) para o da criação de gado e cultivo de vegetais (neolítico), a organização da vida em grupo se modificou.

49

50 Surge a necessidade de ídolos, amuletos, símbolos sagrados, ofertas nativas, cerimônias fúnebres e monumentos funerários. Surge a distinção entre arte sagrada e profana, arte de representação religiosa e arte de ornamentação.

51 Vénus de Willendorf

52 O homem desenvolveu a técnica de tecer panos, fabricar cerâmicas e construir as primeiras moradias. Conseguiu ainda o domínio do fogo.

53 Dólmen

54

55

56 Conquistas técnicas do Neolítico refletiram na arte.
O artista camponês não precisava ter os sentidos apurados do caçador do Paleolítico. Seu poder de observação foi substituído pela abstração e racionalização.

57

58 Abandono do estilo naturalista que predominava na arte do Paleolítico, e o surgimento de um estilo simplificador e geometrizante.

59

60

61 Com o tempo, essas figuras foram se reduzindo a traços e linhas muito simples, mas que comunicavam algo para quem as via. O Neolítico, último período pré-histórico, terminou com o surgimento da escrita.

62

63


Carregar ppt "HISTÓRIA DA ARTE 1º ano do ENSINO MÉDIO Profª MÁRCIA FABIANI AULA 2"

Apresentações semelhantes


Anúncios Google