A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Movimento Brasil Competitivo Belém, 25 de setembro de 2007 O NOVO CONPI Conselho das Partes Interessadas Irani Carlos Varella Presidente do CONPI Assessor.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Movimento Brasil Competitivo Belém, 25 de setembro de 2007 O NOVO CONPI Conselho das Partes Interessadas Irani Carlos Varella Presidente do CONPI Assessor."— Transcrição da apresentação:

1 Movimento Brasil Competitivo Belém, 25 de setembro de 2007 O NOVO CONPI Conselho das Partes Interessadas Irani Carlos Varella Presidente do CONPI Assessor do Presidente da Petrobras

2 Nova governança do ConPI Revisão das Atribuições e Estrutura do ConPI Presidente IRANI Carlos Varella – PETROBRAS Vice-Presidentes Eduardo Viera da Costa GUARAGNA – COPESUL ELIANA Emediato - MCT

3 Novas atribuições: Dimensão Estratégica Assessorar o Conselho Superior na formulação das estratégias, propor conteúdos e informações advindas da sua representação pluralista. Revisão das Atribuições e Estrutura do ConPI

4 Dimensão Tática Propor projetos à luz das estratégias definidas pelo CS e dar apoio técnico à criação/seleção do conteúdo específico para os projetos e iniciativas do MBC; Sugerir instituições executoras para os projetos; Articular com a Rede QPC - organizações, governos e setores - para a implementação das estratégias e realização de projetos e iniciativas propostas. Revisão das Atribuições e Estrutura do ConPI Novas atribuições:

5 Dimensão Operacional Liderar a condução de projetos e iniciativas estratégicas do MBC que estejam alinhados à natureza do negócio e missão das organizações membros do ConPI, segundo definição prévia pelo CS; Acompanhar a realização dos projetos e iniciativas lideradas pela Diretoria e pelas organizações membros do ConPI; Avaliar os resultados obtidos com os projetos e iniciativas. Revisão das Atribuições e Estrutura do ConPI Novas atribuições:

6 Revisão das Atribuições e Estrutura do ConPI Workshop de integração do ConPI: Objetivos: consolidar o novo papel Compartilhamento de projetos e iniciativas existentes; Identificação de novos projetos necessários; Explicitação das ações do ConPI e das organizações participantes.

7 Administração Direta Empresas/Organizações Setor Público Setor Privado Terceiro Setor MPEs Cadeias Suprimento Cadeias Produtivas Setor / Região Possíveis clientes (diretos e indiretos através dos Progr. Estaduais e Setoriais, Gespública e outros) Mobilização Articulação Capacitação Disseminação Implantação Reconhecimento Focos de atuação do MBC GestãoBenchmarkInovação Diagnóstico – onde estão os vazios ?

8 Mapa Estratégico do CONPI (Validado) Assessorar o CS na formulação das estratégias, propor conteúdos e informações advindas de sua representação pluralista. ESTRATÉGICO Propor projetos ao CS; Auxiliar tecnicamente na criação / priorização dos projetos; Sugerir instituições executoras; Articular para a implementação das estratégias e realização dos projetos propostos. TÁTICO Garantir o funding para a execução dos projetos estratégicos priorizadas pelo movimento Garantir o comprometimento dos integrantes do movimento Garantir a seleção e a qualificação dos Gestores dos projetos priorizados Garantir a implementação de um modelo de gestão para formulação, priorização e gestão da carteira de projetos do CONPI Definir, acompanhar e avaliar os indicadores para o movimento QPC Impulsionar o tema Inovação no âmbito do movimento QPC Mobilização; Articulação; Capacitação; Disseminação e implantação de tecnologias de gestão, e reconhecimento. Contribuir expressivamente para a melhoria da qualidade de vida da população a partir da promoção da QPC nos setores público, privado e terceiro setor Liderar a condução de alguns projetos do MBC e rede QPC; Acompanhar a realização dos projetos e iniciativas; Avaliar os resultados obtidos. OPERACIONAL Criar uma Agenda Nacional para impulsionar os projetos priorizados com ênfase para os setores público, educação, segurança e saúde, nas dimensões de gestão, benchmarking e inovação Posicionamento Prioridades de atuação externa do CONPI Prioridades de atuação Interna Gestão; Benchmark; Inovação. Consolidar o CONPI como principal fórum da rede QPC Assegurar a participação das lideranças e Organizações da Sociedade no movimento da Rede QPC Garantir a representatividade por meio da qualidade do processo de comunicação do Movimento Influenciar os agentes definidores de políticas que impactam a competitividade sistêmica Buscar o fortalecimento da capacidade de formulação do CONPI e Sustentabilidade dos integrantes do Movimento

9 Mapa Estratégico do CONPI (Validado) Assessorar o CS na formulação das estratégias, propor conteúdos e informações advindas de sua representação pluralista. Liderar a condução de alguns projetos do MBC e rede QPC; Acompanhar a realização dos projetos e iniciativas; Avaliar os resultados obtidos. Propor projetos ao CS; Auxiliar tecnicamente na criação / priorização dos projetos; Sugerir instituições executoras; Articular para a implementação das estratégias e realização dos projetos propostos. ESTRATÉGICOTÁTICO OPERACIONAL Garantir o funding para a execução dos projetos estratégicos priorizadas pelo movimento Garantir o comprometimento dos integrantes do movimento Garantir a seleção e a qualificação dos Gestores dos projetos priorizados Garantir a implementação de um modelo de gestão para formulação, priorização e gestão da carteira de projetos do CONPI Definir, acompanhar e avaliar os indicadores para o movimento QPC Impulsionar o tema Inovação no âmbito do movimento QPC Mobilização; Articulação; Capacitação; Disseminação e implantação de tecnologias de gestão, e reconhecimento. Contribuir expressivamente para a melhoria da qualidade de vida da população a partir da promoção da QPC nos setores público, privado e terceiro setor Criar uma Agenda Nacional para impulsionar os projetos priorizados com ênfase para os setores público, educação, segurança e saúde, nas dimensões de gestão, benchmarking e inovação Posicionamento Prioridades de atuação externa do CONPI Prioridades de atuação Interna Gestão; Benchmark; Inovação. Buscar o fortalecimento da capacidade de formulação do CONPI e Sustentabilidade dos integrantes do Movimento Consolidar o CONPI como principal fórum da rede QPC Assegurar a participação das lideranças e Organizações da Sociedade no movimento da Rede QPC Garantir a representatividade por meio da qualidade do processo de comunicação do Movimento Influenciar os agentes definidores de políticas que impactam a competitividade sistêmica

10 FIM


Carregar ppt "Movimento Brasil Competitivo Belém, 25 de setembro de 2007 O NOVO CONPI Conselho das Partes Interessadas Irani Carlos Varella Presidente do CONPI Assessor."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google