A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

PLANO DE TRABALHO 2009 PLANO DE TRABALHO 2009 28ª Reunião do Conselho Superior 1.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "PLANO DE TRABALHO 2009 PLANO DE TRABALHO 2009 28ª Reunião do Conselho Superior 1."— Transcrição da apresentação:

1 PLANO DE TRABALHO 2009 PLANO DE TRABALHO ª Reunião do Conselho Superior 1

2 Missão : contribuir expressivamente para a melhoria da competitividade das organizações privadas e da qualidade e produtividade das organizações públicas de maneira sustentável, elevando a qualidade de vida da população brasileira. 2

3 Tecnologia de gestão em todos os setores Programas de Qualidade em todos os estados Avaliação e premiação da qualidade em 20 Setores Premiação para Micro e Pequenas Empresas em todos os estados Avaliação e premiação em todas as organizações federais Reconhecimento do nível de gestão nas organizações públicas Prêmio da qualidade do governo federal Uso de mapas de benchmarking em cadeias e arranjos produtivos Cultura de medição e avaliação disseminada Cultura de inovação e marketing disseminada Tecnologia de gestão em todos os setores Programas de Qualidade em todos os estados Avaliação e premiação da qualidade em 20 Setores Premiação para Micro e Pequenas Empresas em todos os estados Avaliação e premiação em todas as organizações federais Reconhecimento do nível de gestão nas organizações públicas Prêmio da qualidade do governo federal Uso de mapas de benchmarking em cadeias e arranjos produtivos Cultura de medição e avaliação disseminada Cultura de inovação e marketing disseminada Visão de Futuro 10 anos (2002 a 2012) 3

4 4

5 PROGRAMAS Benchmarking Grupo de projetos e processos com o objetivo de avaliar o desempenho da competitividade nacional Gestão Grupo de projetos e processos com o objetivo de contribuir para a melhoria da competitividade do setor privado. Gestão Pública Grupo de projetos e processos com o objetivo de contribuir para a melhoria da gestão do setor público. Inovação Grupo de projetos e processos com o objetivo de estimular a capacidade inovadora das organizações. 5

6 Benchmarking Gestão Gestão Pública Inovação World Economic Forum Indicador de Competitividade dos Estados Digital Leaders Forum/CEO Forum Prêmio Nacional de Gestão Escolar Programas Estaduais e Setoriais de Q,P&C Prêmio MPE Brasil Líder - Novo Sul (Piloto) Congresso Brasil Competitivo Modernização da Gestão Pública Prêmio Prefeito Inovador Agenda Nacional de Gestão Pública Prêmio Mercosul C&T Prêmio Nacional de Gestão da Inovação Mobilização Empresarial para Inovação 2º Innovation Summit Brazil/USA Congresso Nacional de Biodiesel 6

7 Iniciação Planejamento Execução Encerrados Distrito Federal Mato Grosso Sergipe Aparecida de Goiânia Pelotas & Rio Grande Pernambuco II Pará Pernambuco I São Paulo Alagoas – Fase I Pref. São Paulo Bahia Gover. Valadares Rio de Janeiro Divinópolis Alagoas II Modernização da Gestão Pública Modernização da Gestão Pública Rio Grande do Sul I Rio Grande do Sul II Tribunal de Just. RS Salvador Guarujá Recife Pref. Rio de Janeiro Ilhabela Cancelados Piauí Roraima Manaus Campinas Mato Grosso do Sul 7

8 Investimento R$ 51,4 milhões Relação Custo x Benefício 0,5% 57 DOADORES PMGP GMD/GMR ALDFPEPref. SPRJRSSESPMTBA Custo3,62,262,75,509,94,3 6,24,41 Resultado262,215,5480, % Resultado/Custo 1,4%14,2%1,2%0,18%0,2%0,4%1,5%0,3%1,5%2,0% em milhões R$ Custo x Resultado 8

9 Iniciação Planejamento Execução Encerrados Distrito Federal Mato Grosso Sergipe Aparecida de Goiânia Pelotas & Rio Grande Pernambuco II Pará Pernambuco I São Paulo Alagoas – Fase I Pref. São Paulo Bahia Gover. Valadares Rio de Janeiro Divinópolis Alagoas II Modernização da Gestão Pública Modernização da Gestão Pública Rio Grande do Sul I Rio Grande do Sul II Tribunal de Just. RS Salvador Guarujá Recife Pref. Rio de Janeiro Ilhabela Cancelados Piauí Roraima Manaus Campinas Mato Grosso do Sul 9

10 Redução de Despesas/GMD em R$ 22 milhões Aumento de Receita/GMR em R$ 83 milhões Total: R$ 105 milhões GMD: R$ 76 milhões (+245%) GMR: R$ 186,2 milhões (+76%) Frentes/Metas: Resultados: Ganho de Qualidade/Produtividade: 1.ICMS: Implantação do acompanhamento sistemático dos parcelamentos do Imposto 2.Hoje o estado inteiro gasta o que apenas Maceió gastava em combustível antes da implantação de chips de controle (chipagem de veículos); 3.Realização de registro de preço para medicamentos Governo de Alagoas (encerrado) 10

11 Aumento de Receita/GMR em R$ 87 milhões Redução de Despesas/GMD em R$ 40 milhões Total: 127 milhões GMD: R$ 161 milhões GMR: R$ 129 milhões Frentes/Metas: Resultados: Ganho de Qualidade/Produtividade: 1.O ganho conseguido neste período possibilitou o aumento de benefício para a população 2.Número de alunos transportados triplicou de 2006 para Aumento de 10% no fornecimento de merenda escolar de 2006 para Algumas secretarias adotaram sistema de gratificação por avaliação de desempenho, dando bônus aos funcionários dos setores que atingirem as metas Governo de Sergipe (encerrado) 11

12 Aumento da Receita em R$ 300 mi; Redução de Despesas em R$ 70 mi; Saúde, Segurança Pública, Educação GMD: R$ 106,8 milhões GMR: R$ 445,6 milhões Frentes/Metas:Resultados: Ganho de Qualidade/Produtividade: 1.Redução da criminalidade de 53,94 para 46,7 crimes por 100mil/habitantes (redução de 13,4%) 2.Redução de vidas perdidas por 1000 habitantes/ano de 56,2 para 51,4 ao ano; 3.Feito convênio com a Universidade de Pernambuco, ampliando o uso da metodologia de gestão para alcançar todas as bases do governo. PE foi o único estado a universalizar o programa. 4.Aumento em 169% da oferta de vagas de educação profissional e apoio à produção científica. 5.Pernambuco um dos 04 estados brasileiros a atingir todas as metas do Todos pela Educação. Governo de Pernambuco (encerrado) 12

13 Aumento da Receita em R$ 500 milhões Redução de Despesas em R$ 500 milhões GMD: R$ 414,2 milhões GMR: R$ 491 milhões Frentes/Metas:Resultados: Ganho de Qualidade/Produtividade: 1.A Penitenciária Feminina de Santana utilizará mão de obra das detentas no preparo de refeições e o valor da diária (café da manhã, almoço e jantar) cobrado será de R$ 4,61 (47% do Valor Referencial). 2.Uma comissão de nutricionistas está desenvolvendo uma política de substituição de gêneros alimentícios nos períodos entre-safras. A substituição demonstrou oportunidades de economia. Governo do São Paulo (encerrado) 13

14 Aumento da Receita em R$ 680 milhões Redução de Despesas em R$ 90 milhões GMD: R$ 101 milhões GMR: R$ 2,1 bilhões Frentes/Metas:Resultados: Ganho de Qualidade/Produtividade: 1.Renegociação dos contratos de Limpeza e Higiene da SEFAZ. 2.Realização de Seminário de Energia envolvendo os 47 Órgãos do Estado. 3.NO DETRAN, a ação mais impactante sobre os resultados é o aumento da arrecadação com multas, representando R$ 91 milhões anuais 4.Redução do preço unitário de preservativos de R$0,16 para R$0,07. Governo do Rio Grande do Sul (encerrado) 14

15 Iniciação Planejamento Execução Encerrados Distrito Federal Mato Grosso Sergipe Aparecida de Goiânia Pelotas & Rio Grande Pernambuco II Pará Pernambuco I São Paulo Alagoas – Fase I Pref. São Paulo Bahia Gover. Valadares Rio de Janeiro Divinópolis Alagoas II Modernização da Gestão Pública Modernização da Gestão Pública Rio Grande do Sul I Rio Grande do Sul II Tribunal de Just. RS Salvador Guarujá Recife Pref. Rio de Janeiro Ilhabela Cancelados Piauí Roraima Manaus Campinas Mato Grosso do Sul 15

16 Aumento da Receita em R$ 50 milhões Redução de Despesas em R$ 42 milhões Reduzir em 36% o tempo de tramite da PGE Saúde, Segurança Pública, Educação PGE: Redução de 58% no tempo de tramitação Saúde: Aumentou capacidade de atendimento em 19% na UTI e 7% nas emergências Educação: Piloto de metas de aprovação implantados em 11 escolas Frentes/Metas: Resultados: Ganho de Qualidade/Produtividade: 1.Aumento de receita em Fase de Planejamento: ações e metas de recuperação da dívida ativa de IMCS sendo discutidas com medidas de cobranças amigáveis e a priorização de processos ajuizados. Governo da Bahia (execução) 16

17 Redução de Despesas em R$ 42 milhões Sec. Educação: R$ 14milhões Sec. Saúde: R$ 28milhões GMD: R$ 26,2 milhões (parcial) Frentes/Metas:Resultados: Ganho de Qualidade/Produtividade: 1.Queda de mais de 30% no consumo de água do Hospital Regional de Taguatinga; 2.Escola Classe de Taguatinga economizou 40% de energia e com o benefício será construído um refeitório para escola; 3.GDF organiza assembléia-geral para disseminar os cases, irradiar as estratégias eficiência de gestão e apresentar um plano de aplicação dos ganhos para todo Governo. Governo do Distrito Federal (execução) 17

18 Redução de Despesas em R$ 70 milhões Aumento da Receita em R$ 218 milhões 1.ª Reunião de Acompanhamento de Resultados previsto para Maio de 2009 Frentes/Metas:Resultados: Governo do Mato Grosso (execução) 18

19 Aumento da Receita em R$ 800 milhões Redução de Despesas em R$ 380 milhões Segurança Pública GMD: R$ 837,7 milhões (+121%) GMR: R$ 1,9 bilhões (+ R$ 1 Bi) Frentes/Metas:Resultados: Ganho de Qualidade/Produtividade: 1.5% queda homicídio doloso 2.10% queda roubo de veículos (influencia no valor do seguro) 3.Criação de ferramenta de sistema para acompanhamento online de indicadores de criminalidade 4.Ranking de Metas: Policiais serão premiados em até R$ 1.500,00/ano em se atingindo metas Governo do Rio de Janeiro (execução) 19

20 Planos de Trabalho aprovados. Em fase de viabilidade econômica e/ou assinatura do convênio. PMGPs em fase de Planejamento – Início em

21 Perspectivas 21

22 Perspectivas 22

23 Perspectivas 23

24 Pontos Críticos FatoCausaAçãoQuem Redução dos recursos disponíveis para o Programa; Crise financeira e retração das empresas; Diretoria Novas demandas têm surgido por parte de Prefeitos, de todos os tamanhos de cidade; Os resultados alcançados nos estados e a visibilidade do projeto. Ação de alguns governadores que participam do Programa Necessidade de pensar uma forma de dar enraizamento na melhoria de gestão Possibilidade dos ganhos alcançados se perderem após a conclusão dos projetos. As atuações em novos estados terão dificuldade de financiamento e de operação; Ano pré-eleitoral pode contaminar o programa e dificultar a operacionalização. Construir um modelo ação que possa ser replicado com custos mais baixos e descentralizado; Propor um plano de ação com prioridade em prefeituras para o período de 2009 e 2010; Definir uma abordagem que possa atuar em agrupamentos de municípios (micro-região); Propor um modelo de financiamento do programa de médio e longo prazo 24

25 Benchmarking Gestão Gestão Pública Inovação Indicador de Competitividade dos Estados Programas Estaduais e Setoriais de Q,P&C Prêmio MPE Brasil Modernização da Gestão Pública Prêmio Prefeito Inovador Prêmio Mercosul C&T Prêmio Nacional de Gestão da Inovação 25

26 Prefeito Inovador Reconhecer prefeitos que estão se destacando na aplicação de recursos tecnológicos e que possam servir de exemplo para outros, promovendo a modernização e desburocratização do serviço público municipal brasileiro. Metas: 80 prefeituras inscritas Próximos passos: - Recebimento dos questionários respondidos - Avaliação e visita técnica - Banca de juízes - Evento de Reconhecimento e Premiação (28 de julho) Objetivo: 26

27 Benchmarking Gestão Inovação Indicador de Competitividade dos Estados Programas Estaduais e Setoriais de Q,P&C Prêmio MPE Brasil Prêmio Mercosul C&T Prêmio Nacional de Gestão da Inovação 27

28 Estado com prêmio MPE Prêmio de Competitividade MPE Cenário 2009 Lançamento ciclo 2009 – 16 abril Ação Conjunta 28

29 (2009*) meta geral estabelecida a partir das metas individuais dos estados participantes. Quantidade de empresas inscritas Quantidade de empresas auto-avaliadas Quantidade de estados participantes Inscritas: Aumento de 76% com relação a 2007 Inscritas: Aumento de 76% com relação a 2007 Resultados – Prêmio de Competitividade MPE 29

30 > Dez/08 – Abr/09 realização da Etapa Nacional do MPE Brasil, que premiará as vencedoras nacionais nas 9 categorias do Prêmio (Agronegócio, Comércio, Indústria, Serviços, Serviços de Saúde, Serviços de Turismo, Serviços de Tecnologia da Informação e Destaque em Responsabilidade Socioambiental). Dentre as 40 visitadas na Etapa Nacional - 9 empresas foram escolhidas vencedoras pela Banca de Juízes do Prêmio MPE Brasil, em evento dia 08/04/2009. Das 53 mil empresas participantes no ciclo 2008, 132 foram vencedoras em seus estados e receberão o Reconhecimento Nacional em evento dia 16/04/2009. Apoio da Confederação Nacional da Indústria (CNI) na realização do MPE Brasil 2009 nos 27 Estados. Fatos Relevantes – MPE Brasil 30

31 Pontos Críticos FatoCausaAçãoQuem Possível desmobilização da rede Sebrae (estadual) no apoio ao MPE Brasil Troca de gestores do sistema Sebrae (Estados) Conselho Superior Redução do apoio financeiro para as ações de 2009 (Cerimônia Nacional, 27 estados, 75 mil MPE e ciclo nacional) Retração financeira devido a Crise e concentração em apenas 3 parceiros nacionais. Diretoria Mobilização estadual restrita a poucos parceiros, tornando a participação muito concentrada em determinados setores ou regiões estaduais Rede de parceiros locais é frágil e a participação de entidades setoriais ainda é pequena. Diretoria Sensibilizar e mobilizar os gestores estaduais em reunião do CDN em 2009 Buscar pelo menos mais 2 patrocinadores, que tenham atuação nacional Mobilizar as entidades empresariais para apoio na mobilização e suporte, especialmente o sistema CNI. 31

32 Benchmarking Gestão Inovação Indicador de Competitividade dos Estados Programas Estaduais e Setoriais de Q,P&C Prêmio MPE Brasil Prêmio Mercosul C&T Prêmio Nacional de Gestão da Inovação 32

33 Uma parceria entre os setores públicos, privado e terceiro setor. Que visa: Programa Estadual e Setorial MOBILIZAÇÃO CAPACITAÇÃO RECONHECIMENTO Por meio de ações estratégicas focadas no aumento da competitividade estadual e setorial. Atuação: O programa é: 33

34 Programas Estaduais de Qualidade Cenário 2008 Programa Inativo Programa Ativo Em (re)estruturação 34

35 Programas Estaduais de Qualidade Cenário - Sustentabilidade Média Alta Baixa 35

36 Pontos Críticos – TODOS ESTADOS FatoCausaAçãoQuem Os programas estaduais, em geral, têm PROBLEMAS para mobilizar lideranças que se comprometam com a causa. A mensagem (comunicação) do movimento não tem mobilizado; Conselho Superior Conselho das Partes Interes. Diretoria Conselho das Partes Interes. Conselho Superior Diretoria A sustentabilidade dos programas estaduais tem sido um problema recorrente, devido a variação no comprometimento das instituições e lideranças locais, gerando falta de estrutura física, pessoal e financeira. A falta de parceiros nacionais, a exemplo do MPE Brasil, restringe a capacidade de operação dos movimentos estaduais; Dificuldade, em nível estadual, para a mobilização de recursos e parcerias com entidades, setor público etc; Parceiros locais têm restringido seu apoio, inviabilizando alguns programas. 1. Repensar a forma de comunicação do Movimento Nacional e o desdobramento estadual; 2. Construir um termos de referência dos objetivos, ações, indicadores e modo de operação dos movimentos estaduais em consenso com as lideranças estaduais; 3. Buscar um parceiro nacional, que tenha desdobramento estadual, a exemplo do Sebrae no MPE Brasil; 4. Criar uma sistemática de interlocução entre as lideranças nacionais e as lideranças estaduais do movimento; 5. Mobilizar uma rede de parceiros nacionais que sirvam de padrinhos dos estados; 6. Integrar os movimentos estaduais nas ações regionais e setoriais, por exemplo, Gespública. 36

37 Programa Setorial Objetivo geral: Radio e TV É um sistema de reconhecimento de empresas que estão se destacando em suas atividades empresariais e que possam servir de exemplo para outras, fortalecendo o grau de competitividade do setor em que atuam. Convênio entre MBC e parceiro assinado Cronograma de trabalho e metas definidas Diretrizes, regulamento,pro- cesso e critérios de avaliação definidos Evento de lançamento do Programa Setorial Adesão das empresas realizadas Cerimônia de reconhecimento realizada 12 meses Mês 1 Mês 1 Mês 12 Mês 12 Agricultura e Pecuária 37

38 Benchmarking Gestão Inovação Indicador de Competitividade dos Estados Programas Estaduais e Setoriais de Q,P&C Prêmio MPE Brasil Prêmio Mercosul C&T Prêmio Nacional de Gestão da Inovação 38

39 Prêmio MERCOSUL de Ciência e Tecnologia Realização: Reunião Especializada de Ciência e Tecnologia (RECyT), Ministério da Ciência e Tecnologia, UNESCO, MBC e CNPq. Nº trabalhos avaliados (Ano) Tema (*) meta 39

40 Prêmio Nacional de Gestão da Inovação Objetivo: Realizar um sistema de mobilização, avaliação e reconhecimento de uma gestão da inovação nas micro e pequenas. Meta: Abrangência: Ciclo : 10 estados: 40

41 Benchmarking Gestão Inovação Indicador de Competitividade dos Estados Programas Estaduais e Setoriais de Q,P&C Prêmio MPE Brasil Prêmio Mercosul C&T Prêmio Nacional de Gestão da Inovação 41

42 Disseminar informações e resultados qualificados sobre a competitividade e fatores relevantes; Criar consciência para a competitividade. Disseminar informações e resultados qualificados sobre a competitividade e fatores relevantes; Criar consciência para a competitividade. ICE – Índice de Competitividade Estadual Objetivo: Resultados Esperados: Rodar o ICE-F 2008 nos 26 estados e DF Prazo – 7 meses Início Previsto: 2º semestre Prazo – 7 meses Início Previsto: 2º semestre 42

43 Gestão da Despesa Gestão da Receita Re-projeto de Processos Gestão de Projetos Reestruturação Organizacional SISTEMA DE GESTÃO 43

44 Sistema de Gestão MBC PROCESSOFase Compras e ContrataçõesAcompanhamento dos Indicadores e da Implantação dos Processos ViagensAcompanhamento dos Indicadores e da Implantação dos Processos Gestão de AssociadoAcompanhamento dos Indicadores e da Implantação dos Processos FinanceiroAcompanhamento dos Indicadores e da Implantação dos Processos MPE BrasilExecução do Plano de Ação Programa Gestão PúblicaExecução do Plano de Ação Prêmio Gestão InovaçãoExecução do Plano de Ação Próximos Passos Equipe MBC Reprojeto do Processo do Gestão de Desempenho, já na fase de redesenho Reprojeto do Processo da Base de Parceiro, na fase de mapeamento da situação atual Redesenhar TODOS os processos do MBC de acordo com a cadeia de valor. Reprojeto do Processo do Gestão de Desempenho, já na fase de redesenho Reprojeto do Processo da Base de Parceiro, na fase de mapeamento da situação atual Redesenhar TODOS os processos do MBC de acordo com a cadeia de valor. Realizado: Construção da cadeia de Valor, Revisão da Estrutura Organizacional, Reprojeto de Processo e Implantação do Escritório de Projetos 44

45 OBJETIVO: Base de Associados Mantenedores com 100 ou mais empresas até término de AÇÕES: Identificar e apresentar do Movimento Brasil Competitivo – MBC à empresas que compartilhem do mesmo objetivo: Promover a competitividade do Pais; Manutenção da base de Associados promovendo maior participação dos Associados Mantenedores; Melhorar o sistema de comunicação do MBC com os associados; Envolver o Conselho Superior na sensibilização de novas organizações; Repensar a composição do Conselho das Partes Interessadas para envolver mais as organizações parceiras. PLANO 100 – Aumento da Base de Associados Mantenedores Numero Total de Adesões – 2009 PeríodoHistóricoJanFevMarAbrMaiJunJulAgoSetOutNovDez Realiz. 3,005,006,000,00 Meta2,007,0013,0019,0028,0034,0044,0053,0062,0071,0090,00100,00 Linha Meta Realizado dentro da meta Realizado fora da meta Realizado fora da meta (dentro tolerância) Resultados GMR (MBC) 45

46 Resultados GMD (MBC) PACOTEMETA ANUAL (2009) Cálculo Meta (%)*Economia (%) Até março/2009 CorrespondênciaR$37.000, % em relação ao ano anterior, meta mês a mês de acordo com a sazonalidade 49% Impressão InternaR$ 6.600, % em relação ao ano anterior, meta mês a mês de acordo com a sazonalidade 7% Energia ElétricaR$ , % em relação ao ano anterior, meta mês a mês de acordo com a sazonalidade 3% Telefone MóvelR$ , % em relação ao ano anterior, meta mês a mês de acordo com a sazonalidade 15% Telefone FixoR$ , % em relação ao ano anterior, meta mês a mês de acordo com a sazonalidade 17% Início do Projeto: 15/10/08 Ganho no período em análise: R$ ,00 46

47 47


Carregar ppt "PLANO DE TRABALHO 2009 PLANO DE TRABALHO 2009 28ª Reunião do Conselho Superior 1."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google