A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Mestrado em Estruturas de Engenharia Civil Seminário de Investigação F

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Mestrado em Estruturas de Engenharia Civil Seminário de Investigação F"— Transcrição da apresentação:

1 Mestrado em Estruturas de Engenharia Civil Seminário de Investigação F
Mestrado em Estruturas de Engenharia Civil Seminário de Investigação F.E.U.P. –2000 Metodologia da Utilização de Tirantes e de Cabos de Pré-Esforço Exterior Provisórios na Construção de Pontes Orientador: Prof. Doutor Adão da Fonseca Mestrando: Helvécio Pontífice da Cunha Faculdade de Engenharia da Universidade do Porto

2 Objectivos Principais
Mestrado em Estruturas de Engenharia Civil - 15º Edição – 1999/2000 Objectivos Principais Exploração das técnicas de utilização de cabos e tirantes exteriores provisórios na construção de pontes. Abordagem dos factores respeitantes às características e processos de protecção dos cabos e tirantes. Definição das tensões de serviço apropriadas a aplicação dos mesmos, em função de cada caso concreto. Análise dos processos de protecção de cabos. Análise das técnicas de ancoragem dos cabos/tirantes provisórios. Preparação de um programa de optimização de estruturas que auxilie a decisão das tensões a aplicar em cada caso. Faculdade de Engenharia da Universidade do Porto

3 Porquê adoptar Cabos e Tirantes?
Mestrado em Estruturas de Engenharia Civil - 15º Edição – 1999/2000 Porquê adoptar Cabos e Tirantes? É um processo construtivo auxiliar. Porque com o aço de pré-esforço temos a melhor relação resistência e área, bem como o facto de não possuir problemas de instabilidade por funcionar a tracção. Em cabos de pouca área e peso, conseguimos aplicar grandes forças. O que os torna aconselhável no processo de montagem e desmontagem. A escolha da força a aplicar na barra, será dependente do tipo de objectivo a atingir, nomeadamente se pretende diminuir deslocamentos, controlar tensões ou diminuir esforços.  Faculdade de Engenharia da Universidade do Porto

4 Sistemas de Construção
Mestrado em Estruturas de Engenharia Civil - 15º Edição – 1999/2000 Sistemas de Construção Na construção de pontes, a aplicação de cabos e tirantes provisórios é feita mediante quatro técnicas distintas : Sistemas de Suspenção (Barras Passivas). Sistemas de Equilíbrio (Barras Passivas). Sistemas de Atirantamento(Barras Activas). Sistemas de Triangulação (Barras Activas e Passivas). Faculdade de Engenharia da Universidade do Porto

5 Mestrado em Estruturas de Engenharia Civil - 15º Edição – 1999/2000
Conceito de Barra. Barra Activa é uma barra em que é possível introduzir uma força.  Barra Passiva é uma barra em que a variação de esforços é por efeito passivo, ou seja há compatibilidade de deformações em relação ao sistema em que é inserido.  Barras de Atirantamento será a barra típica de um sistema de atirantamento.  Barras de Triangulação será a barra típica de um sistema de treliças. Faculdade de Engenharia da Universidade do Porto

6 Descrição dos sistemas
Mestrado em Estruturas de Engenharia Civil - 15º Edição – 1999/2000 Descrição dos sistemas Sistemas de Atirantamento São tipicamente os mais utilizados. Recorrem-se normalmente quando se pretende : Construir pontes por avanços sucessivos em consola; Substituição de tirantes em pontes atirantadas; Construção de pontes por deslocamentos sucessivos; Construção de pontes por colocação de aduelas pré-fabricadas a partir dos pilares; Construção de arcos; Faculdade de Engenharia da Universidade do Porto

7 Wilde Gera Bridge – Alemanha(Thuringian Forest).
Mestrado em Estruturas de Engenharia Civil - 15º Edição – 1999/2000 Exemplo 1 Faculdade de Engenharia da Universidade do Porto Wilde Gera Bridge – Alemanha(Thuringian Forest).

8 Pitzal Valley Bridge – Austria(Tyrol)
Mestrado em Estruturas de Engenharia Civil - 15º Edição – 1999/2000 Exemplo 2 Faculdade de Engenharia da Universidade do Porto Pitzal Valley Bridge – Austria(Tyrol)

9 Exemplo 3 Faculdade de Engenharia da Universidade do Porto
Mestrado em Estruturas de Engenharia Civil - 15º Edição – 1999/2000 Exemplo 3 Faculdade de Engenharia da Universidade do Porto Pitzal Valley Bridge – Austria(Tyrol)

10 Ponte D. Ana Maria – Portugal (Porto)
Mestrado em Estruturas de Engenharia Civil - 15º Edição – 1999/2000 Exemplo 4 Faculdade de Engenharia da Universidade do Porto Ponte D. Ana Maria – Portugal (Porto)

11 Descrição dos sistemas
Mestrado em Estruturas de Engenharia Civil - 15º Edição – 1999/2000 Descrição dos sistemas Sistemas de Equilíbrio Utilizam-se menos frequentemente que os anteriores. Recorrem-se normalmente quando se pretende : Estabilizar os deslocamentos das consolas para cargas excêntricas e acidentais; Controlar a geometria do sistema global; Garantir a segurança das consolas e dos pilares durante a construção, em relação às acções de derrubamento nas duas direcções; Faculdade de Engenharia da Universidade do Porto

12 Exemplo 1 Faculdade de Engenharia da Universidade do Porto
Mestrado em Estruturas de Engenharia Civil - 15º Edição – 1999/2000 Exemplo 1 Faculdade de Engenharia da Universidade do Porto Ponte da Régua sobre o Rio Douro Portugal (Régua) – Equilíbrio Transversal sobre o tabuleiro.

13 Exemplo 2 Faculdade de Engenharia da Universidade do Porto
Mestrado em Estruturas de Engenharia Civil - 15º Edição – 1999/2000 Exemplo 2 Faculdade de Engenharia da Universidade do Porto Ponte da Régua sobre o Rio Douro Portugal (Régua) – Equilíbrio das Consolas

14 Exemplo 3 Faculdade de Engenharia da Universidade do Porto
Mestrado em Estruturas de Engenharia Civil - 15º Edição – 1999/2000 Exemplo 3 Faculdade de Engenharia da Universidade do Porto Ponte da Régua sobre o Rio Douro Portugal (Régua) – Fases de Montagem do Sistema de Equilíbrio

15 Exemplo 4 Faculdade de Engenharia da Universidade do Porto
Mestrado em Estruturas de Engenharia Civil - 15º Edição – 1999/2000 Exemplo 4 Faculdade de Engenharia da Universidade do Porto Ponte da Régua sobre o Rio Douro Portugal (Régua) – Detalhe da Aplicação do Sistema de Equilíbrio Transversal nos Pilares.

16 Descrição dos sistemas
Mestrado em Estruturas de Engenharia Civil - 15º Edição – 1999/2000 Descrição dos sistemas Sistemas de Triangulação Foram de pouco uso até há bem pouco tempo. O recurso aos mesmos tem sido cada vez maior. São utilizados quando se pretende: Construir arcos recorrendo a escoramentos; Estabilizar os deslocamentos a partir de cabos provisórios, em pontes construidas pos avanços sucessivos; Faculdade de Engenharia da Universidade do Porto

17 Exemplo 1 Faculdade de Engenharia da Universidade do Porto
Mestrado em Estruturas de Engenharia Civil - 15º Edição – 1999/2000 Exemplo 1 Faculdade de Engenharia da Universidade do Porto Projecto da fase final da Ponte do Infante (Porto-Gaia). A imagem mostra a existência de cabos de retenção (que transmitem as tensões instaladas no tabuleiro às sapatas ) e as diagonais (que servem para equilibrar os avanços das consolas do tabuleiro).

18 Descrição dos sistemas
Mestrado em Estruturas de Engenharia Civil - 15º Edição – 1999/2000 Descrição dos sistemas Sistemas de Suspenção Também de pouco uso. Recorrem-se normalmente quando se pretende : Transportar estruturas provisórias; Faculdade de Engenharia da Universidade do Porto

19 Ponte Sobre o Rio Chavanon - França
Mestrado em Estruturas de Engenharia Civil - 15º Edição – 1999/2000 Exemplo 1 Faculdade de Engenharia da Universidade do Porto Ponte Sobre o Rio Chavanon - França

20 O Caso da Ponte do Infante-1
Mestrado em Estruturas de Engenharia Civil - 15º Edição – 1999/2000 O Caso da Ponte do Infante-1 Faculdade de Engenharia da Universidade do Porto Fase 3, 4 e 5 da Montagem de cabos de retenção

21 O Caso da Ponte do Infante-2
Mestrado em Estruturas de Engenharia Civil - 15º Edição – 1999/2000 O Caso da Ponte do Infante-2 Faculdade de Engenharia da Universidade do Porto Fase 6, 7a e 7b da Montagem das diagonais

22 O Caso da Ponte do Infante-3
Mestrado em Estruturas de Engenharia Civil - 15º Edição – 1999/2000 O Caso da Ponte do Infante-3 Faculdade de Engenharia da Universidade do Porto Fase 8, 9 e 10 da Montagem das diagonais e “fecho” do tabuleiro

23 Considerações sobre a Ponte
Mestrado em Estruturas de Engenharia Civil - 15º Edição – 1999/2000 Considerações sobre a Ponte É uma ponte que será construida por avanços sucessivos, cujos avanços serão garantidos pela montagem sucessiva de cabos de retenção e diagonais provisórias, auxiliadas por pilares provisórios que serão construidos nos encontros de Gaia e Porto. Optimização do dimensionamento dos cabos foi feita com bases semi-empíricas (baseada na sensibilidade do funcionamento da estrutura e limitações de equilíbrio das forças actuantes nos cabos de retenção) Faculdade de Engenharia da Universidade do Porto

24 Considerações sobre a Ponte
Os cabos de retenção e as diagonais, são cabos provisórios em regime de Barras Activas(Sistema de Triangulação). Formulação feita tendo em consideração a existência de um regime linear, utilizando-se : a. Utilização da Matriz de Influência dos cabos. b. Imposição de ordens de restrições. c. Determinação das tensões “ideias”nos tirantes utilizando o Solver (do Excel) como programa de optimização.

25 Mestrado em Estruturas de Engenharia Civil - 15º Edição – 1999/2000
Objectivos Finais Procurar a situação de forças mais adequadas a estrutura em análise. Desenvolvimento de um aplicativo para optimizar a referida estrutura. Eventualmente uma versão adaptada do po NEWTOP. Faculdade de Engenharia da Universidade do Porto

26 Mestrado em Estruturas de Engenharia Civil - 15º Edição – 1999/2000
Considerações Finais. O objectivo final desta dissertação, será a execução de um programa de optimização de estruturas, em que estará em causa a determinação do tirante mais adequado a um dado carregamento (durante a fase de utilização provisória) na construção da Ponte do Infante. Faculdade de Engenharia da Universidade do Porto

27 Temporizador de Actividades.

28 Mestrado em Estruturas de Engenharia Civil - 15º Edição – 1999/2000
Bibliografia. 1. Cable Supported Bridges – Concept & Design, Niels J. Gimsing, Wiley Editors 2.  Prestressed Concrete Bridges, Cristian Menn 3.  Jornadas Portuguesas de Engenharia de Estruturas, LNEC 1998. 4.  vms.voorhees.k12.nj.us/science/bridges/page2.htm 5.  www.hsba.go.jp/bridge/aka_info.htm 6.  www.fe.up.pt/~azr/pontes/pontes.htm 7. Guia de Apresentação da Ponte do Infante – AFA Consultores. 8. Elementos de projectos realizados pelo Eng. Armando Rito Faculdade de Engenharia da Universidade do Porto


Carregar ppt "Mestrado em Estruturas de Engenharia Civil Seminário de Investigação F"

Apresentações semelhantes


Anúncios Google