A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Sistemas Operativos (Instalação e Configuração)

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Sistemas Operativos (Instalação e Configuração)"— Transcrição da apresentação:

1 Sistemas Operativos (Instalação e Configuração)
Formador: David Casimiro

2 Sistemas Operativos (Instalação e Configuração)
Objectivo(s) Instalar e configurar sistemas operativos. Instalar e configurar utilitários sobre sistemas operativos. Conteúdos Tipos de sistemas operativos. Tipos de utilitários. Formador: David Casimiro

3 Conteúdos Programáticos Tipos de Sistemas Operativos
Exigências do sistema operativo quanto às capacidades do equipamento Instalação do SO a partir de periféricos Selecção de opções na instalação Definição do plano de configuração de periféricos Definição do modelo de logins Configuração do SO de acordo com as necessidades de cada utilizador Manutenção do SO por alteração da configuração do equipamento 3 Formador: David Casimiro

4 Conteúdos Programáticos Tipos de Utilitários
Antivírus Gestores de disco Compressores e descompressores de dados Conversores de ficheiros Browsers de acesso a uma rede intranet/Internet Emulação de terminais Transferência de ficheiros (File Transfer) Acesso a bases de dados Acesso remoto a servidores Gestores de monitorização de tráfego de redes Gestores de mail Gestores de bancos de imagens Gestores de comunicações 4 Formador: David Casimiro

5 Sistema Operativo Fechado? Aberto ou
5 Formador: David Casimiro

6 SO (Gestor de Equipamento)
Computadores Processadores, memória principal, discos impressoras, teclado, monitor, interfaces de rede, etc. Software Processadores de Texto, Programas de Multimédia, Desenvolvimento Gráfico, Browsers, etc. Sistema Operativo Serve de mediador entre os recursos disponíveis do Hardware e os serviços disponibilizados pelo Software . 6 Formador: David Casimiro

7 SO (Interface entre Hardware e Software)
7 Formador: David Casimiro

8 SO (Gestor de Equipamento)
8 Formador: David Casimiro

9 Objectivos do SO Executar comandos e programas do utilizador
Facilitar o uso da máquina Utilizar o hardware da máquina de uma forma eficiente (disco, placa gráfica, memória, etc.) 9 Formador: David Casimiro

10 Que SO Escolher? Super computadores Mainframes Mini computadores
Estações de Trabalho Pc’s (microcomputadores) Computadores de bolso 10 Formador: David Casimiro

11 Evolução dos Sistemas Operativos
Processamento Série (Serial Processing) Monitor de Controlo Processamento em Lotes (Batch) Multiprogramação Sistemas de partilha de tempo Sistemas de Secretária (Desktop) Sistemas Multi-Processador Sistemas Distribuídos Sistemas de Tempo-Real Sistemas de “Bolso” 11 Formador: David Casimiro

12 Processamento em Série
Máquinas simples, sem qualquer tipo de sistema operativo Os programas eram introduzidos pelo utilizador e depois executados pela máquina. Hardware baseado em tubos de vácuo. Input através de cartões perfurados. Output através de lâmpadas Baixa produtividade Era sempre necessário introduzir tudo à mão Todas as operações tinham que ser definidas pelos programas 12 Formador: David Casimiro

13 Monitor de Controlo Atribuição a cada utilizador de quotas de tempo de utilização da máquina, dispondo da máquina como um todo Permitia ao utilizador carregar os seus programas em memória, editá-los e verificar a sua execução Execução das operações necessárias através de comandos do monitor No final da sessão guardavam os programas e resultados sob a forma de listagens, fitas de papel perfuradas ou, nos sistemas mais evoluídos, em fita magnética Rotinas de I/O reutilizáveis 13 Formador: David Casimiro

14 Monitor de Controlo Um monitor típico era composto por um conjunto de rotinas utilitárias que facilitavam a interacção (operação) com máquina: Interpretador de uma linguagem de comando que permite fazer executar os restantes módulos Compilador Tradutor de linguagem simbólica (Assembler) Editor de ligações (Linker) Carregador de programas em memória (Loader) Rotinas utilitárias para o controlo de periféricos: consola; leitor de cartões; leitor/perfurador de fita de papel; bandas magnéticas Ineficiente Durante a maior parte do tempo o processador está inactivo, à espera de um comando ou a efectuar uma operação de I/O O tempo de execução de um programa é gasto essencialmente nas operações de I/O 14 Formador: David Casimiro

15 Processamento em Lotes (Batch)
Automatizavam a sequência de operações que envolvem a execução de um programa: O programa é enviado ao operador do computador O operador junta o programa ao conjunto de programas existentes, criando um lote Cada lote de programas é executado sequencialmente pelo computador Os resultados são fornecidos ao operador à medida que os programas vão acabando A memória está dividida em duas partes: Sistema Operativo do computador Lote de programas que está a correr 15 Formador: David Casimiro

16 Processamento em Lotes (Batch)
Problemas Não é possível a interacção entre um programa a correr e o utilizador A capacidade de processamento da unidade central de processamento (UCP) evolui exponencialmente No entanto, os dispositivos de I/O são muito lentos: Um leitor de cartões lê 20 cartões/s Os primeiros discos rígidos também são muito lentos O tempo de execução de um programa é predominantemente determinado pelas operações de I/O 16 Formador: David Casimiro

17 Processamento em Lotes (Batch)
Solução Para optimizar a utilização da UCP passou a fazer-se a recolha dos dados num computador auxiliar onde eram lidos, para uma banda, os cartões dos diversos trabalhos A banda era colocada no computador central e executados os programas, produzindo igualmente os ficheiros de saída para outra banda que, por sua vez, era tratada pelo computador mais pequeno para optimizar o tempo de impressão 17 Formador: David Casimiro

18 Processamento em Lotes (Batch)
Evolução: Periféricos passaram a poder executar operações autónomas, avisando o processador do fim da sua execução através do mecanismo de interrupções Possibilidade de notificar assincronamente o processador de que uma dada operação terminou As operações de I/O podem prosseguir em paralelo com a execução de um programa que apenas é interrompido para iniciá-las e para tratar a sua terminação Paralelamente, os periféricos de armazenamento de dados sofreram uma evolução significativa, deixando de ser meros dispositivos sequenciais (bandas) para se tornarem verdadeiras memórias secundárias com possibilidade de endereçamento aleatório (tambores e discos) 18 Formador: David Casimiro

19 Multiprogramação Esta solução torna os sistemas multiprogramados permitindo que diversos programas estejam simultaneamente activos Os diversos programas necessitam de estar na memória central para facilmente se mudar de contexto. O sistema tem em vista a realização de todas as tarefas em conjunto no menor tempo possível, usando os recursos disponíveis de uma forma eficiente. 19 Formador: David Casimiro

20 Sistemas de partilha de tempo (Computação Interactiva)
Características Cada programa é visto como um processo pelo SO A comutação entre processos é suficientemente rápida de modo a permitir a interacção em “tempo real” entre um processo e um utilizador Os processos em execução são substituídos em função do seu último período de ocupação da UCP Formador: David Casimiro

21 Sistemas de Secretária (Desktop)
Geração 1.5  Mono-utilizador Algumas capacidades de multitarefa, mas o mecanismo de escalonamento ainda não permite a execução concorrente( os processos competem pelos recursos). Sem multitarefa Ex: Windows 3.0 e 3.1 Formador: David Casimiro

22 Multiutilizador O sistema permite que vários utilizadores corram os mesmos programas e acedam aos mesmos ficheiros de uma forma consistente. O primeiro SO da Microsoft a suportar Multiprogramação e Multiutilizador foi o “Windows 2000” (SO mais estável da Microsoft até aos dias de hoje). Formador: David Casimiro

23 Sistemas Multi-Processador
O computador pode utilizar dois ou mais CPUs, partilhando: O barramento O relógio A memória Os periféricos O disco etc. Formador: David Casimiro

24 Sistemas Multi-Processador
Symmetric multiprocessing (SMP): Cada processador corre uma cópia idêntica do sistema operativo Podem correr em simultâneo vários processos sem existir degradação no desempenho A maior parte dos sistemas operativos modernos suportam SMP Formador: David Casimiro

25 Sistemas Distribuídos
Sistema em que a comunicação entre máquinas (CPUs) cooperantes é feita através de uma rede de comunicação Sistemas Peer-to-Peer Cada máquina tem responsabilidades equivalentes Exemplos:     -  Kazaa Formador: David Casimiro

26 Sistemas de Tempo-Real
Cada tarefa do sistema tem associadas restrições temporais (deadlines) Normalmente utilizados em sistemas dedicados Podem ser classificados em sistemas: Hard-real time: Onde o não cumprimento de um deadline leva à falha do sistema (Ex: Travões ABS) Soft-real time: Onde o não cumprimento de um deadline leva apenas a uma degradação da saída do sistema (Ex: Sistema de Som) Formador: David Casimiro

27 Sistemas de “Bolso” Características:     -  Memória pequena     -  Processador lento     -  Ecrã pequeno     -  Sistemas de I/O limitados Exemplos:     -  PDAs     -  Telemóveis Formador: David Casimiro

28 Linux Open-Source (Código Aberto para manipulação pelo utilizador)
Escrito por “Linus Torvalds” do Departamento de Ciência da Computação da Universidade de Helsinki, Finlândia. Inspirado pelo seu interesse no Minix, um pequeno sistema UNIX desenvolvido por Andrew S. Tanenbaum. Lançado a 5 de Outubro de 1991 Linus Torvalds anunciou a primeira versão "oficial" do Linux. Formador: David Casimiro

29 Windows (História) Sistema Comercial Fechado (O utilizador não tem acesso ao desenvolvimento) Desenvolvimento de um Gestor de Interface (subsequente renomeado Microsoft Windows) em Setembro de 1981. considerado como um SO a partir da versão Windows NT, lançada em Agosto de (Anteriormente operava o DOS) Versões Windows 3.1 Windows 3.11 Windows 95 Windows (SO mais estável da Microsoft ainda muito usado por esta característica). Windows ME (Melenium) Windows XP Windows Vista Windows 7 Formador: David Casimiro

30 Windows 2000 Descende do Microsoft Windows NT e foi criado em (Fevereiro de 2000) Foi considerado um dos Sistemas mais estáveis da Microsoft Mas muitos problemas de segurança sérios foram encontrados (worms) Sistema de Ficheiros FAT Formador: David Casimiro

31 XP de eXPerience, experiência em inglês
Lançado em 25 de Outubro de 2001 com a intenção de combinar a facilidade de uso do Windows ME com a estabilidade do Windows 2000. Suporta sistema de ficheiros NTFS (Partilha na Rede) Windows XP Starter Edition para computadores de baixo custo Windows XP x64, uma versão do Professional para processadores de 64 bits. Recursos para lidar com músicas digitais, fotografias, integração com câmaras digitais, recursos para facilitar a criação de redes domésticas e um visual novo e mais amigável. Formador: David Casimiro

32 Windows Vista Lançado em 30 de Janeiro de 2007
Centenas de Novas Funções novas ferramentas de criação multimédia como o Windows DVD Maker Tem como alvo aumentar o nível de comunicação entre máquinas em uma rede doméstica usando a tecnologia peer-to-peer Interface com forte índice de Inteligência Artificial que procura minimizar o esforço do Utilizador. Formador: David Casimiro

33 Ambiente de Trabalho (XP)
Área de Trabalho Ícones Barra de Tarefas 33 Formador: David Casimiro

34 Ícones de acesso rápido
Barra de Tarefas Programas Abertos Nomes de todos os programas que estão a ser usados e cujas janelas estão minimizadas Botão Iniciar Acesso à janela de programas Ícones de acesso rápido Acesso automático ao programa que representam Área de Aviso Ícones que representam os programas que estão na memória 34 Formador: David Casimiro

35 Janelas                     Barra de Título
Barra de Menus Barra de Ferramentas Padrão Barra de Endereços Botão de Minimizar Janela Botão de Maximizar Janela Botão de Fechar Janela Barra do Explorador Barra de deslocamento Horizontal Barra de deslocamento Vertical 35 Formador: David Casimiro

36 Pastas Servem para organizar os assuntos ou programas do computador
36 Formador: David Casimiro

37 Ícones São pequenos objectos gráficos.
37 Formador: David Casimiro

38 Atalhos São formas de chegar mais rapidamente a um determinado local.
Distinguem-se pelo símbolo que apresentam no canto inferior esquerdo da imagem respectiva. 38 Formador: David Casimiro

39 Menus 39 Formador: David Casimiro

40 Caixas de diálogo São todas as caixas que permitem efectuar um diálogo com o computador. 40 Formador: David Casimiro

41 Operações Básicas do S.O.
Obtenção de Ajuda Selecciona o menu Iniciar a opção Ajuda e suporte. 41 Formador: David Casimiro

42 Formador: David Casimiro [david.casimiro.mexp@gmail.com]
42 Formador: David Casimiro

43 Activação de Programas e ficheiros
Técnica I – através do menu iniciar. Técnica II – Clicar no ícone respectivo, caso esteja no ambiente de trabalho. 43 Formador: David Casimiro

44 Criação de atalhos Técnica I
Abre a janela onde se encontra o ficheiro, pasta ou programa para o qual queres criar o atalho. Selecciona o ficheiro, programa ou pasta. Clica no botão direito do rato para aceder ao menu de acesso rápido. Seleccionar a opção Enviar para e em seguida Ambiente de Trabalho (criar atalho). 44 Formador: David Casimiro

45 Técnica II Selecciona o ficheiro, pasta ou programa para o qual queres criar o atalho. Prime o botão direito do rato sobre o ícone respectivo. Com o botão premido, arrasta o ícone até ao local onde queres criar o atalho. 45 Formador: David Casimiro

46 Técnica III Coloca-te no local onde pretende criar o atalho.
Selecciona no menu Ficheiro a opção Novo e em seguida Atalho. Na janela do assistente clica em Procurar para localizar o ficheiro, pasta ou programa para o qual queres criar o atalho. Segue os passos indicados pelo assistente. 46 Formador: David Casimiro

47 Criação de Pastas Técnica I
Posiciona-te no local onde queres criar a pasta. Selecciona no menu Ficheiro a opção Novo e, em seguida, Pasta. Escreve o nome da nova pasta no local assinalado a azul. 47 Formador: David Casimiro

48 Técnica II Acede ao local onde queres criar a pasta.
Posiciona-te num local vazio da janela. Clica no botão direito do rato para aceder ao menu de acesso rápido. Selecciona a opção Novo e, em seguida, Pasta. Dá o nome à pasta, como no processo anterior. 48 Formador: David Casimiro

49 Encerramento do Ambiente de Trabalho
Seleccionar no menu Iniciar a opção Encerrar Selecciona a opção Desligar 49 Formador: David Casimiro

50 Programa de Gestão de Ficheiros
Explorador do Windows Este dá-nos uma visão gobal da estrutura de pastas e respectivos ficheiros no computador. 50 Formador: David Casimiro

51 Como abrir o Explorador do Windows??
Técnica I Clica sobre iniciar Selecciona todos os programas. Selecciona a pasta acessórios Selecciona 51 Formador: David Casimiro

52 Posiciona-te no botão iniciar. Clica no botão direito do rato.
Técnica II Posiciona-te no botão iniciar. Clica no botão direito do rato. Selecciona explorar. 52 Formador: David Casimiro

53 Janela do Explorador Pasta Estrutura hierárquica de pastas e subpastas
Ficheiro 53 Formador: David Casimiro

54 Modos de Visualização O windows permite visualizar ficheiros e pastas de várias formas. 54 Formador: David Casimiro

55 Miniaturas Mosaicos 55 Formador: David Casimiro

56 Lista Ícones Formador: David Casimiro [david.casimiro.mexp@gmail.com]
56 Formador: David Casimiro

57 Detalhes 57 Formador: David Casimiro

58 Criar Pastas Abre a janela do Explorador do windows.
Selecciona no menu Ficheiro a opção Novo, e em seguida, a opção Pasta. Digita o nome da pasta. Prime Enter ou clica numa outra posição do ecrã 58 Formador: David Casimiro

59 Comandos c/ Pastas e Atalhos
Criar atalho – Criar um atalho da mesma pasta. Eliminar – Enviar uma pasta ou atalho para a reciclagem. Mudar o nome – Atribuir um outro nome. Propriedades – características da pasta ou atalho. Compactar – compactar e enviar por o ficheiro compactado. Antivírus –Analisar a pasta e limpa-la de vírus. Enviar para – Enviar ficheiros para… Cortar - Mover a pasta para outro local. Copiar – Criar uma cópia da pasta. Abrir – ver o conteúdo da pasta. Explorar – Ver o que se encontra dentro da pasta na mesma janela. Procurar – Abre a pesquisa de ficheiros ou pastas. Partilhe e Segurança – Definir se se quer partilhar ou não. 59 Formador: David Casimiro

60 Tipos de ficheiros Ícone Extensão Tipo de ficheiro
.doc Ficheiro do processador de texto. .xls Ficheiro da folha de cálculo. .ppt Ficheiro de apresentação electrónica. .txt Ficheiro de texto simples. .avi Ficheiro de vídeo. .jpg Ficheiro de imagem. 60 Formador: David Casimiro

61 Comandos com Ficheiros
Para além dos comando usados nas pastas e atalhos Novo – Criar um novo ficheiro. Imprimir – Enviar o ficheiros para impressão. Mostrar – Abre e mostra o documento. 61 Formador: David Casimiro

62 Comandos com discos Para além dos comandos já estudados, existe ainda a opção formatar. Formatar – prepara a unidade para a gravação de ficheiros, eliminando o seu conteúdo. 62 Formador: David Casimiro

63 Pesquisa de Ficheiros e Pastas
Botão Iniciar - Procurar 63 Formador: David Casimiro

64 Formador: David Casimiro [david.casimiro.mexp@gmail.com]
64 Formador: David Casimiro

65 Configuração do Computador
O windows permite configurar o computador através: Painel de Controlo Barra de tarefas 65 Formador: David Casimiro

66 Painel de Controlo 66 Formador: David Casimiro

67 um fundo para o ambiente de trabalho, uma protecção de ecrã,
Permite : escolher um tema, um fundo para o ambiente de trabalho, uma protecção de ecrã, o aspecto das janelas e botões, a resolução e qualidade de cor do monitor. Personalizar: o menu iniciar, a barra de tarefas, a apresentação de pastas e ficheiros. 67 Formador: David Casimiro

68 É possível criar novas ligações de rede ou configurar uma rede.
Configuração das opções de Internet. 68 Formador: David Casimiro

69 Adicionar ou remover programas permite alterar ou remover programas e componentes do Windows.
69 Formador: David Casimiro

70 Modificar o esquema de som; Definições do altifalante.
Permite : Ajustar o volume do sistema (isto é, aumentar ou diminuir o volume de sons associados a determinados eventos); Modificar o esquema de som; Definições do altifalante. 70 Formador: David Casimiro

71 Desempenho e manutenção – podem ver-se informações básicas sobre o computador, ajustar efeitos visuais, libertar espaço no disco do computador, efectuar cópias de segurança dos dados e reorganizar os itens no disco. 71 Formador: David Casimiro

72 Adicionar-se novas impressoras, locais ou de rede
Impressoras e outro hardware: Adicionar-se novas impressoras, locais ou de rede Configurar controladores de jogo, opções de telefone e modem, rato, teclado, scanners e câmaras, etc. 72 Formador: David Casimiro

73 Contas de Utilizadores:
Permite alterar ou criar contas de utilizadores e modificar o modo como os utilizadores iniciam ou terminam a sessão. 73 Formador: David Casimiro

74 Permite adicionar um suporte para outros idiomas.
Data, hora, idioma e opções regionais Permite alterar a data e a hora, sincronizando-as com um servidor de horas da Internet, e as opções regionais, como os formatos dos números, moeda, data e hora. Permite adicionar um suporte para outros idiomas. 74 Formador: David Casimiro

75 Opções de acessibilidade:
Ajustar o contraste para o texto e cores do ecrã e configurar o Windows para trabalhar de acordo com necessidades específicas de visão, audição e mobilidade. 75 Formador: David Casimiro

76 Barra de Tarefas 76 Formador: David Casimiro

77 Pacote de Software de produtividade Pessoal
O sistema operativo e todos os seus utilitários por si só não suficientes para executar as tarefas que o utilizador comum necessita. Para além dos programas incluídos no Windows, o sistema operativo permite instalar outros programas das mais diversas categorias: Adobe Photoshop, Macromedia Dreamweaver, etc… 77 Formador: David Casimiro

78 Acessórios do Windows Permitem escrever textos simples, efectuar cálculos, criar ou editar imagens, etc. 78 Formador: David Casimiro

79 Bloco de notas É um editor de texto simples; Permite digitar texto;
Os ficheiros ficam guardados com a extensão .txt. 79 Formador: David Casimiro

80 Programa de desenho - Paint
Permite criar desenhos simples; Editar imagens digitalizadas; Os ficheiros ficam guardados com extensão .bmp, .tif, .gif, .jpg, .png. 80 Formador: David Casimiro

81 Processador de texto WordPad é um processador de texto do Windows.
81 Formador: David Casimiro

82 Calculadora Calculadora Padrão Calculadora Científica
82 Formador: David Casimiro

83 Utilitários Servem para executar tarefas como: Cópias de segurança;
Desfragmentar e limpar o disco; Compactar ficheiros; Evitar que os vírus infectem o computador; Etc… 83 Formador: David Casimiro

84 Desfragmentador do disco
Permite reorganizar a informação existente no disco. A eliminação de ficheiros ou a alteração do seu tamanho pode fazer com que no disco passem a existir vários fragmentos sem informação. O aumento do tamanho de um ficheiro pode fazer com que o sistema não o consiga gravar em sectores contíguos, fazendo com que partes desse ficheiro sejam gravadas em sectores não contíguos do disco. 84 Formador: David Casimiro

85 Antes e depois da desfragmentação:
85 Formador: David Casimiro

86 Desfragmentar o disco frequentemente, aumenta a performance do sistema.
86 Formador: David Casimiro

87 Cópia de Segurança Efectua cópias do software instalado e de pastas e ficheiros existentes para os proteger de eventuais perdas acidentais. 87 Formador: David Casimiro

88 Limpeza de disco Permite limpar ficheiros temporários, criados pelo sistema durante a execução de algumas tarefas e que se tornaram desnecessários em disco. 88 Formador: David Casimiro

89 Compactador de ficheiros
Programas que servem para compactar ficheiros e pastas, de forma a torná-los mais pequenos para que possam, por exemplo, ser gravados numa disquete. 89 Formador: David Casimiro

90 Antivírus São programas que permitem localizar e limpar vírus do sistema. Será executado o antivírus que estiver instalado no computador. 90 Formador: David Casimiro

91 Firewall Um firewall é um sistema de segurança que actua como uma fronteira protectora entre um computador ou uma rede e o mundo exterior. O firewall de ligação à Internet é um software utilizado para impor restrições às informações comunicadas a partir da rede doméstica ou de um pequeno escritório de e para a Internet. 91 Formador: David Casimiro

92 S.O interface gráfico e a Internet
O Windows XP está preparado para trabalhar com a Internet. O browser (navegador) incluído no Windows XP é o Internet Explorer. 92 Formador: David Casimiro

93 Ambiente de Trabalho (VISTA)
Ícones Área de Trabalho Barra de Tarefas 93 Formador: David Casimiro

94 Ícones de acesso rápido
Barra de Tarefas Programas Abertos Nomes de todos os programas que estão a ser usados e cujas janelas estão minimizadas Botão Iniciar Acesso à janela de programas Ícones de acesso rápido Acesso automático ao programa que representam Área de Aviso Ícones que representam os programas que estão na memória 94 Formador: David Casimiro

95 Janelas                     Barra de Título
Barra de Menus (Pressionar ATL) Barra de Ferramentas Padrão Barra de Endereços Botão de Minimizar Janela Botão de Maximizar Janela Botão de Fechar Janela Barra do Explorador Barra de Links Barra de Deslocamento 95 Formador: David Casimiro

96 Pastas Servem para organizar os assuntos ou programas do computador
96 Formador: David Casimiro

97 Ícones São pequenos objectos gráficos.
97 Formador: David Casimiro

98 Atalhos São formas de chegar mais rapidamente a um determinado local.
Distinguem-se pelo símbolo que apresentam no canto inferior esquerdo da imagem respectiva. 98 Formador: David Casimiro

99 Menus 99 Formador: David Casimiro

100 Caixas de diálogo São todas as caixas que permitem efectuar um diálogo com o computador. 100 Formador: David Casimiro

101 Operações Básicas do S.O.
Obtenção de Ajuda Selecciona o menu Iniciar a opção Ajuda e suporte. 101 Formador: David Casimiro

102 Formador: David Casimiro [david.casimiro.mexp@gmail.com]
102 Formador: David Casimiro

103 Activação de Programas e ficheiros
Técnica I – através do menu iniciar. Técnica II – Clicar no ícone respectivo, caso esteja no ambiente de trabalho. 103 Formador: David Casimiro

104 Criação de atalhos Técnica I
Abre a janela onde se encontra o ficheiro, pasta ou programa para o qual queres criar o atalho. Selecciona o ficheiro, programa ou pasta. Clica no botão direito do rato para aceder ao menu de acesso rápido. Seleccionar a opção Enviar para e em seguida Ambiente de Trabalho (criar atalho). 104 Formador: David Casimiro

105 Técnica II Selecciona o ficheiro, pasta ou programa para o qual queres criar o atalho. Prime o botão direito do rato sobre o ícone respectivo. Com o botão premido, arrasta o ícone até ao local onde queres criar o atalho. 105 Formador: David Casimiro

106 Técnica III Coloca-te no local onde pretende criar o atalho.
Selecciona no menu Ficheiro a opção Novo e em seguida Atalho. Na janela do assistente clica em Procurar para localizar o ficheiro, pasta ou programa para o qual queres criar o atalho. Segue os passos indicados pelo assistente. 106 Formador: David Casimiro

107 Criação de Pastas Técnica I
Posiciona-te no local onde queres criar a pasta. Selecciona no menu(pressiona ALT) Ficheiro a opção Novo e, em seguida, Pasta. Escreve o nome da nova pasta no local assinalado a azul. 107 Formador: David Casimiro

108 Técnica II Acede ao local onde queres criar a pasta.
Posiciona-te num local vazio da janela. Clica no botão direito do rato para aceder ao menu de acesso rápido. Selecciona a opção Novo e, em seguida, Pasta. Dá o nome à pasta, como no processo anterior. 108 Formador: David Casimiro

109 Encerramento do Ambiente de Trabalho
Seleccionar no menu Iniciar a opção Encerrar Selecciona a opção Desligar 109 Formador: David Casimiro

110 Programa de Gestão de Ficheiros
Explorador do Windows Este dá-nos uma visão gobal da estrutura de pastas e respectivos ficheiros no computador. 110 Formador: David Casimiro

111 Como abrir o Explorador do Windows??
Técnica I Clica sobre iniciar Selecciona todos os programas. Selecciona a pasta acessórios Selecciona Explorador do Windows 111 Formador: David Casimiro

112 Posiciona-te no botão iniciar. Clica no botão direito do rato.
Técnica II Posiciona-te no botão iniciar. Clica no botão direito do rato. Selecciona explorar. 112 Formador: David Casimiro

113 Janela do Explorador Ficheiros Pastas
Estrutura hierárquica de pastas e subpastas 113 Formador: David Casimiro

114 Modos de Visualização O windows permite visualizar ficheiros e pastas de várias formas. 114 Formador: David Casimiro

115 Títulos Mosaicos 115 Formador: David Casimiro

116 Ícones Pequenos Lista 116 Formador: David Casimiro

117 Ícones Grandes 117 Formador: David Casimiro

118 Criar Pastas Abre a janela do Explorador do windows.
Selecciona no menu Ficheiro (ALT) a opção Novo, e em seguida, a opção Pasta. Digita o nome da pasta. Prime Enter ou clica numa outra posição do ecrã 118 Formador: David Casimiro

119 Comandos c/ Pastas e Atalhos
Criar atalho – Criar um atalho da mesma pasta. Eliminar – Enviar uma pasta ou atalho para a reciclagem. Mudar o nome – Atribuir um outro nome. Propriedades – características da pasta ou atalho. Compactar – compactar e enviar por o ficheiro compactado. Antivírus –Analisar a pasta e limpa-la de vírus. Enviar para – Enviar ficheiros para… Cortar - Mover a pasta para outro local. Copiar – Criar uma cópia da pasta. Abrir – ver o conteúdo da pasta. Explorar – Ver o que se encontra dentro da pasta na mesma janela. Procurar – Abre a pesquisa de ficheiros ou pastas. Partilhe e Segurança – Definir se se quer partilhar ou não. 119 Formador: David Casimiro

120 Tipos de ficheiros Ícone Extensão Tipo de ficheiro
.doc/.docx Ficheiro do processador de texto. .xls/.xlsx Ficheiro da folha de cálculo. .ppt/.pptx Ficheiro de apresentação electrónica. .txt Ficheiro de texto simples. .avi Ficheiro de vídeo. .jpg Ficheiro de imagem. 120 Formador: David Casimiro

121 Comandos com Ficheiros
Para além dos comando usados nas pastas e atalhos Novo – Criar um novo ficheiro. Imprimir – Enviar o ficheiros para impressão. Mostrar – Abre e mostra o documento. 121 Formador: David Casimiro

122 Comandos com discos Para além dos comandos já estudados, existe ainda a opção formatar. Formatar – prepara a unidade para a gravação de ficheiros, eliminando o seu conteúdo. 122 Formador: David Casimiro

123 Pesquisa de Ficheiros e Pastas
Botão Iniciar - Procurar 123 Formador: David Casimiro

124 Barra de Progressão de Procura Endereço para a procura
& Endereço para a procura 124 Formador: David Casimiro

125 Configuração do Computador
O windows permite configurar o computador através: Painel de Controlo Barra de tarefas 125 Formador: David Casimiro

126 Painel de Controlo 126 Formador: David Casimiro

127 um fundo para o ambiente de trabalho, uma protecção de ecrã,
Permite : escolher um tema, um fundo para o ambiente de trabalho, uma protecção de ecrã, o aspecto das janelas e botões, a resolução e qualidade de cor do monitor. Personalizar: o menu iniciar, a barra de tarefas, a apresentação de pastas e ficheiros. 127 Formador: David Casimiro

128 É possível criar novas ligações de rede ou configurar uma rede.
Configuração das opções de Internet. 128 Formador: David Casimiro

129 Adicionar ou remover programas permite alterar ou remover programas e componentes do Windows.
129 Formador: David Casimiro

130 Modificar o esquema de som; Definições do altifalante.
Permite : Ajustar o volume do sistema (isto é, aumentar ou diminuir o volume de sons associados a determinados eventos); Modificar o esquema de som; Definições do altifalante. 130 Formador: David Casimiro

131 Adicionar-se novas impressoras, locais ou de rede
Impressoras e outro hardware: Adicionar-se novas impressoras, locais ou de rede Configurar controladores de jogo, opções de telefone e modem, rato, teclado, scanners e câmaras, etc. 131 Formador: David Casimiro

132 Desempenho e manutenção – podem ver-se informações básicas sobre o computador, ajustar efeitos visuais, libertar espaço no disco do computador, efectuar cópias de segurança dos dados e reorganizar os itens no disco. 132 Formador: David Casimiro

133 Contas de Utilizadores:
Permite alterar ou criar contas de utilizadores e modificar o modo como os utilizadores iniciam ou terminam a sessão. 133 Formador: David Casimiro

134 Permite adicionar um suporte para outros idiomas.
Data, hora, idioma e opções regionais Permite alterar a data e a hora, sincronizando-as com um servidor de horas da Internet, e as opções regionais, como os formatos dos números, moeda, data e hora. Permite adicionar um suporte para outros idiomas. 134 Formador: David Casimiro

135 Opções de acessibilidade:
Ajustar o contraste para o texto e cores do ecrã e configurar o Windows para trabalhar de acordo com necessidades específicas de visão, audição e mobilidade. 135 Formador: David Casimiro

136 Barra de Tarefas Botão direito do Rato por cima da Barra de Tarefas
136 Formador: David Casimiro

137 Pacote de Software de produtividade Pessoal
O sistema operativo e todos os seus utilitários por si só não suficientes para executar as tarefas que o utilizador comum necessita. Para além dos programas incluídos no Windows, o sistema operativo permite instalar outros programas das mais diversas categorias: Adobe Photoshop, Macromedia Dreamweaver, etc… 137 Formador: David Casimiro

138 Acessórios do Windows Permitem escrever textos simples, efectuar cálculos, criar ou editar imagens, etc. 138 Formador: David Casimiro

139 Bloco de notas É um editor de texto simples; Permite digitar texto;
Os ficheiros ficam guardados com a extensão .txt. 139 Formador: David Casimiro

140 Programa de desenho - Paint
Permite criar desenhos simples; Editar imagens digitalizadas; Os ficheiros ficam guardados com extensão .bmp, .tif, .gif, .jpg, .png. 140 Formador: David Casimiro

141 Processador de texto WordPad é um processador de texto do Windows.
141 Formador: David Casimiro

142 Calculadora Calculadora Padrão Calculadora Científica
142 Formador: David Casimiro

143 Ferramentas do Sistema
Servem para executar tarefas como: Cópias de segurança; Desfragmentar e limpar o disco; Compactar ficheiros; Evitar que os vírus infectem o computador; Etc… 143 Formador: David Casimiro

144 Desfragmentador do disco
Permite reorganizar a informação existente no disco. A eliminação de ficheiros ou a alteração do seu tamanho pode fazer com que no disco passem a existir vários fragmentos sem informação. O aumento do tamanho de um ficheiro pode fazer com que o sistema não o consiga gravar em sectores contíguos, fazendo com que partes desse ficheiro sejam gravadas em sectores não contíguos do disco. 144 Formador: David Casimiro

145 Desfragmentação: Desfragmentar o disco frequentemente, aumenta a performance do sistema. 145 Formador: David Casimiro

146 Cópia de Segurança Efectua cópias do software instalado e de pastas e ficheiros existentes para os proteger de eventuais perdas acidentais. 146 Formador: David Casimiro

147 Limpeza de disco Permite limpar ficheiros temporários, criados pelo sistema durante a execução de algumas tarefas e que se tornaram desnecessários em disco. 147 Formador: David Casimiro

148 Compactador de ficheiros
Programas que servem para compactar ficheiros e pastas, de forma a torná-los mais pequenos para que possam, por exemplo, ser gravados numa disquete. 148 Formador: David Casimiro

149 Antivírus São programas que permitem localizar e limpar vírus do sistema. Será executado o antivírus que estiver instalado no computador. 149 Formador: David Casimiro

150 Firewall Um firewall é um sistema de segurança que actua como uma fronteira protectora entre um computador ou uma rede e o mundo exterior. O firewall de ligação à Internet é um software utilizado para impor restrições às informações comunicadas a partir da rede doméstica ou de um pequeno escritório de e para a Internet. 150 Formador: David Casimiro

151 S.O interface gráfico e a Internet
O Windows Vista está preparado para trabalhar com a Internet. O browser (navegador) incluído no Windows Vista é o Internet Explorer. 151 Formador: David Casimiro

152 Instalação do S.O. Instalação Completa de “Raiz”
Instalação Completa numa Nova Partição Restaurar o S.O. c/ uma Imagem válida Instalação por linha de comandos Actualização (Update) 152 Formador: David Casimiro

153 Instalação Completa de “Raiz”
Usa-se quando não temos nenhum S.O. Instalado. Requer ir à Bios/Setup e Configurar o Computador para iniciar a partir do dispositivo que faça o Boot/“arranque” do S.O. Dica: Toma Atenção ao que vês logo quando ligas o computador e pressiona a tecla que te leva lá (ao Setup) ;) Atenção: Tem o cuidado de não alterares outras configurações na Bios!! Pede Ajuda sempre que precises !! ;) A Instalação vai pedir-te para preparares o Suporte Magnético que vai conter o S.O. Criar Partições (Se houver espaço suficiente, criar partição para conter o S.O. e os programas a instalar e outra para armazenamento de ficheiros. Isto aumenta a rapidez na procura) Formatar e Instalar na Partição Pretendida o Sistema de Ficheiros Apropriado e suportado pelos S.O. que irão aceder à Partição (FAT32, NTFS) Atenção: Se Formatares a partição/unidade errada e essa contenha ficheiros e programas estes serão perdidos para sempre!!! 153 Formador: David Casimiro

154 Instalação Completa (Nova Partição)
Semelhante à instalação anterior com a diferença de que neste caso já existe um S.O. Atenção: Se Formatares a partição/unidade errada e essa contenha ficheiros e programas estes serão perdidos para sempre!!! 154 Formador: David Casimiro

155 Restaurar o S.O. por Imagem
Neste caso o S.O. Foi guardado e compactado num único ou em alguns ficheiros. Estes ficheiros compactados contêm uma cópia do S.O. a funcionar para uma determinada máquina. Esta imagem pode ser restaurada a partir do “Backup and Restore Center” do Control Panel (Windows Vista), através do programa de instalação do S.O, ou através de um programa independente que suporte o formato da imagem e que arranque o computador Formador: David Casimiro

156 Formador: David Casimiro [david.casimiro.mexp@gmail.com]

157 Instalação por linha de comandos
Pode ser útil, caso o CD ou suporte magnético não tenha Boot (Não “arranque” o computador) Usar um Cd de outra versão do S.O. Apenas para carregar em memória os comandos necessários para aceder ao ficheiro de instalação da versão do S.O. Que queremos instalar. Executar o ficheiro através da linha de comandos e proceder a uma instalação normal. Formador: David Casimiro

158 Actualização/Update Útil quando queremos actualizar o S.O. Sem ter que fazer backups e sem perder os ficheiros e os programas já instalados. Ter em Atenção se a Máquina (Computador) tem os requisitos mínimos para trabalhar com o novo S.O. Ter em Atenção se o pacote (software) de actualização pode ser aplicado pelo já existente Formador: David Casimiro

159 Instalação do Windows Vista
Fase em que o computador detecta na inicialização um CDD/DVD com “boot” (sistema que permite o computador inicializar através do CD). Se isto não acontecer, o CD/DVD pode não ter este sistema, ou então o teu computador não tem como primeira opção no arranque a drive de CD/DVD, pelo que deves alterar no setup (Em geral, tecla F2, F12, Del, etc. Estar atento ao 1º ecrã da inicialização do computador). Formador: David Casimiro

160 Formador: David Casimiro [david.casimiro.mexp@gmail.com]
Escolha do Idioma a instalar; Teclado usado e Formato da Hora/Data e Moeda. Formador: David Casimiro

161 Formador: David Casimiro [david.casimiro.mexp@gmail.com]
- Dar inicio à instalação Formador: David Casimiro

162 Formador: David Casimiro [david.casimiro.mexp@gmail.com]
Aqui deves inserir a chave do produto. Toma atenção porque em algumas instalações de Software é pedido a chave do produto no fim da instalação, pelo que deves ter sempre a certeza antes de qualquer instalação que tens uma chave válida. Formador: David Casimiro

163 Formador: David Casimiro [david.casimiro.mexp@gmail.com]
Terás que aceitar os termos da licença de Software para continuares na instalação. Normalmente é humanamente impossível (ou quase) ler a licença até ao fim, mas em termos gerais o conteúdo fala dos direitos de propriedade/cópia do produto. Formador: David Casimiro

164 Formador: David Casimiro [david.casimiro.mexp@gmail.com]
Aqui a única opção activa é “Personalizar”, que nos possibilita uma instalação “de Raiz”, ao contrário de actualização do S.O., que só deve ser feita sobre um S.O. actual e desde que a versão actual suporte a sobreposição sobre a antiga (Ex: Windows Vista Business sobre Windows XP Business; Vista Ultimate sobre XP Ultimate) Formador: David Casimiro

165 Formador: David Casimiro [david.casimiro.mexp@gmail.com]
Aqui é onde é escolhido o disco rígido (HD) onde vamos instalar o S.O., pelo que devemos escolher a unidade que não contém nenhum ficheiro, pois esta instalação ao contrário do “Update”, vai destruir qualquer ficheiro contido na partição a instalar. Formador: David Casimiro

166 Formador: David Casimiro [david.casimiro.mexp@gmail.com]
- E a instalação começou!! Formador: David Casimiro

167 Formador: David Casimiro [david.casimiro.mexp@gmail.com]

168 Formador: David Casimiro [david.casimiro.mexp@gmail.com]

169 Formador: David Casimiro [david.casimiro.mexp@gmail.com]

170 Formador: David Casimiro [david.casimiro.mexp@gmail.com]

171 Formador: David Casimiro [david.casimiro.mexp@gmail.com]
Neste ponto a instalação está completa só tens que criar/configurar a área de trabalho para o administrador (que é você!). A criação da palavra passe é aconselhável, até porque, só com a sua existência é possível instalar alguns programas servidor (Ex.: VMWare Server). Formador: David Casimiro

172 Formador: David Casimiro [david.casimiro.mexp@gmail.com]

173 Formador: David Casimiro [david.casimiro.mexp@gmail.com]
Após a Instalação do S.O. A primeira coisa a fazer é instalar as actualizações para este. Isto impede que programas maliciosos (Ex: Vírus) atinjam logo de inicio no nosso sistema. Permitir que o nosso sistema proceda de forma automática à instalação de actualizações sempre que estas estejam disponíveis é a opção aconselhada. ;) Formador: David Casimiro

174 Formador: David Casimiro [david.casimiro.mexp@gmail.com]
- É sempre útil termos data e hora certas. Formador: David Casimiro

175 Formador: David Casimiro [david.casimiro.mexp@gmail.com]
Este grupo de opções permite escolher de um modo generalizado o nível de segurança que queremos usar no nosso sistema, pelo que a opção de “Trabalho” é o nível intermédio. Formador: David Casimiro

176 Formador: David Casimiro [david.casimiro.mexp@gmail.com]
- E as primeiras configurações estão concluídas. Formador: David Casimiro

177 Formador: David Casimiro [david.casimiro.mexp@gmail.com]
Login!..Ainda te lembras da “palavra–passe” que escolheste? É sempre importante nunca esquece-las! ;) Formador: David Casimiro

178 Formador: David Casimiro [david.casimiro.mexp@gmail.com]
O primeiro quadro ajuda-nos a estabelecer um primeiro contacto com o S.O. E indica-nos as primeira tarefas que devemos executar, em que o “registo online” e a “Transferência de Ficheiros e definições” são a prioridade. Formador: David Casimiro

179 Formador: David Casimiro [david.casimiro.mexp@gmail.com]
Comecemos pelo “Registo Online” – Apesar de isto ser um bocadinho “chato” num momento em que nós queremos explorar o nosso S.O., isto é muito importante, porque normalmente a Microsoft dá-nos apenas uns dias para fazer o registo e caso isso não aconteça o nosso sistema começa a trabalhar com certas “dificuldades”. Formador: David Casimiro

180 Formador: David Casimiro [david.casimiro.mexp@gmail.com]
- Para isto temos que ter um ! Formador: David Casimiro

181 Formador: David Casimiro [david.casimiro.mexp@gmail.com]
181 Formador: David Casimiro Formador: David Casimiro

182 Formador: David Casimiro [david.casimiro.mexp@gmail.com]
A segunda tarefa do quadro inicial será a “Transferência de Ficheiros” ou actualizações do S.O. Que por vezes também está à disposição na “zona de aviso” da “barra de tarefas” (canto inferior direito) através de um rectângulo amarelo com um ponto de exclamação. Sempre que este sinal apareça na área de aviso, este ícone deve ser executado para que uma nova actualização seja executada. Formador: David Casimiro

183 Formador: David Casimiro [david.casimiro.mexp@gmail.com]

184 Antivírus Formador: David Casimiro [david.casimiro.mexp@gmail.com]
- A terceira tarefa que devemos realizar inicialmente é a instalação de um Antivírus!! É exemplo o “Avira” (http://free-av.com) cuja aquisição da versão mais “simples” é grátis. Formador: David Casimiro

185 Formador: David Casimiro [david.casimiro.mexp@gmail.com]
- Clicar em “Download” para baixar o produto Formador: David Casimiro

186 Formador: David Casimiro [david.casimiro.mexp@gmail.com]
- Clicar novamente em “Download Now” (Rectângulo verde). Formador: David Casimiro

187 Formador: David Casimiro [david.casimiro.mexp@gmail.com]
- E novamente no quadrado verde (“Download Now”) Formador: David Casimiro

188 Formador: David Casimiro [david.casimiro.mexp@gmail.com]
- Salvar o arquivo (No meu caso “Save as”) Formador: David Casimiro

189 Formador: David Casimiro [david.casimiro.mexp@gmail.com]
- Escolher uma localização (Pode ser no Ambiente de Trabalho). Formador: David Casimiro

190 Antivírus - Instalação
E ao dar duplo clique no ícone (está na localização que escolheste) do Avira, é dado inicio à sua instalação. Formador: David Casimiro

191 Antivírus - Instalação
- Aceitar os termos da Licença (Como de costume). Formador: David Casimiro

192 Antivírus - Instalação
- Escolher a instalação completa para não haver falhas. Formador: David Casimiro

193 Antivírus - Instalação
Registar o produto preenchendo com os dados pessoais (Os que não têm “*” não precisa), “checando” a opção “yes, I would like to register…” - Continuar com “seginte”. Formador: David Casimiro

194 Antivírus - Instalação
- Seguinte… Formador: David Casimiro

195 Antivírus - Instalação
- Escolher um nível de segurança médio. Não queremos que o nosso antivírus se torne um empecilho!! Formador: David Casimiro

196 Antivírus - Instalação
Escolher um Inicio Normal (Normal Start). Não Queremos perder tempo a verificar se temos vírus sempre que ligarmos o computador!! Formador: David Casimiro

197 Antivírus - Instalação
Por agora, escolhendo/”checando” esta opção verificamos se já existe algum vírus. “Seguinte”. Formador: David Casimiro

198 Antivírus - Instalação
Processo de verificação de vírus!! Se existir algum o Antivírus apita!! ;) Formador: David Casimiro

199 Antivírus - Instalação
Nesta fase o Antivírus está presente e a proteger o nosso sistema, pelo que é visível pelo guarda-chuva aberto na “zona de aviso”. Formador: David Casimiro

200 Antivírus - Instalação
Se der duplo clique no “guarda-chuva”/ícone do “Avira” é possível fazer uma configuração personalizada para a protecção do nosso sistema, o que normalmente não é necessário. Formador: David Casimiro

201 Gestor de Mail Servidor de Mail Cliente de Mail Exercício:
Protocolo SMTP (Simple Mail Transfer Protocol) Cliente de Mail Protocolo POP/POP3 (Post Office Protocol) IMAP (Internet Message Protocol) Exercício: Criar um mail (ver o video “ -criar.avi” no diapositivo seguinte). Enviar/Receber mail (ver o video “ -criar.avi” no diapositivo 203). Habilitar o Servidor de POP/IMAP e configurar o Outlook 2007. (ver video do diapositivo 204) Diferenças entre POP e IMAP: Ao contrário do POP, o IMAP proporciona uma comunicação bilateral entre o servidor de (Ex:Gmail) e o(s) cliente(s) de correio. O IMAP garante que as mensagens não são perdidas nem transmitidas várias vezes. Formador: David Casimiro

202 Nota: Pressione Shift+F5 que abre o vídeo onde mostra como se cria uma conta no Gmail (http://www.gmail.com)

203

204

205 Compressão/Descompressão de Arquivos
Útil para reduzir o tamanho dos arquivos Útil para comprimir vários arquivos num só As extensões mais usadas são: ZIP RAR Formador: David Casimiro

206

207 Acesso ao Servidor Telenet (A transmissão é feita em texto aberto).
SSH (A transmissão é feita com os dados criptografados) SCP (Cópia de ficheiros de forma segura). Aplicações que usam SSH e SCP Puty WinSCP Formador: David Casimiro

208 Exemplos com Telnet Abilitar o cliente/servidor de Telnet
Painel de Control   Menu Iniciar -> Executar -> Telnet Formador: David Casimiro

209 Exemplos com Telnet Ver em… ..E Experimentar.

210 Bibliografia “Sistemas Operacionais Modernos” [Andrews S. TANENBAUM].
Documentação Online do Windows Vista. Documentação Online do Microsoft Office 2007. Ajuda do “Gmail”. Formador: David Casimiro


Carregar ppt "Sistemas Operativos (Instalação e Configuração)"

Apresentações semelhantes


Anúncios Google