A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Programação RAD para Windows usando o Visual Studio 2008 Bruno Campagnolo de Paula.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Programação RAD para Windows usando o Visual Studio 2008 Bruno Campagnolo de Paula."— Transcrição da apresentação:

1 Programação RAD para Windows usando o Visual Studio 2008 Bruno Campagnolo de Paula

2 Sumário A ferramenta Visual Studio 2008; Versões; Edições; Arquitetura de arquivos; Editor de código; Atalhos; Depurador; Win Forms Designer; Estrutura de Menus.

3 Objetivo Referência à ferramenta e retorno quando necessário; Apresentação de termos importantes para desenvolvimento visual; Não é suficiente saber bem uma linguagem de progração, você também deve saber bem como utilizar bem as ferramentas construídas para ela; Por exemplo, observo POUCOS alunos depurando da maneira certa! E pior, muitos não conhecem as ferramentas disponíveis. Na prática: PERCA MENOS TEMPO E SEJA MAIS PRODUTIVO. IMPRIMA ESTE MATERIAL!

4 Visual Studio 2008 (VS2008) Ambiente de desenvolvimento integrado (IDE - Integrated Development Environment) da Microsoft para geração rápida de aplicações (RAD - Rapid Application Development). Voltada ao desenvolvimento de aplicações para: o Windows; o Windows Mobile; Principais linguagens suportadas: o Visual C#; o Visual Basic; o Visual J#: descontinuado! o Visual C++; o F#, Iron Python, Ruby.Net: outros produtos. Versões: o Visual Studio 97, Visual Studio 6.0; o Visual Studio.Net (2002), Visual Studio.Net 2003; o Visual Studio 2005, Visual Studio 2008.

5 VS Edições Express: limitada, voltada para estudantes, não tem MSDN completa, o Visual Web Developer é usado para programação para Web; Standard: IDE integrada, diversas funcionalidades a mais. Professional: Depuração remota, gerenciamento de DB SQL Server. Tools for Office: Para desenvolvimento voltado ao Office. Team System: grupos de trabalho; Mais detalhes na planilha em: o

6 VS Arquitetura de Arquivos do Projeto Arquivos (.cs,.vb,.resx,.settings, etc) estão contidos dentro de uma estrutura de pastas denominado Projeto; Uma solução (solution) é um conjunto de projetos e é representado por um arquivo com a extensão.sln; Na PUCPR os seus arquivos estão, geralmente na pasta: o C:\Temp\VisualStudio2008\Projects

7 VS Características do Editor de Código (1/3) Algumas características só se aplicam ao C#; Syntax Highlighting: cores diferenciadas para elementos do código; Code Completion (IntelliSense): menu preditivo de comandos, CTRL + ESPAÇO. Facilidade para refatoração de código; Background compiling: compilação incremental, permite a correção imediata de erros.

8 VS2008 Características do Editor de Código (2/3) Documentação integrada à IDE: o MSDN: Microsoft Developer Network; o Própria via comentários XML: sxml.doc s Bookmarks de código; Delimitação de regiões (outlining) no código a partir da diretiva #region / #endregion;

9 VS Características do Editor de Código (3/3) Suporte a atalhos de teclado: o Ver poster em: o Ver, principalmente, os atalhos de refatoração (CTRL + R); Code Snippets: o Fragmentos de código; o Exemplos: cw, if, foreach, switch, while, ; o Digitar o nome do code snippet e clicar TAB 2x ou pelo menu contextual;

10 VS Atalhos Execução e Depuração: o F5: Iniciar depuração; o F6: Build (sem execução); o SHIFT + F5: Parar depuração; o CTRL + F5: Executar sem depurar; o F10: Step over; o F11: Step into; o CTRL + D, I: Immediate Window; Editor: o CTRL + ESPAÇO: IntelliSense; o CTRL + E, C: Comentar linhas; o CTRL + E, U: Descomentar linhas; o CTRL + E, D: Identação do documento; o CTRL + E, F: Identação da seleção; o F7: Modo de Código; o SHIFT + F7: Modo de Design; Refatoração: o CTRL+R, R: renomear campo; o CTRL+R, M: extrair método; o CTRL+R, E: encapsular campo. Bookmarks: o CTRL + B, T: Colocar Bookmark; o CTRL + B, N: Próximo Bookmark; o CTRL + B, P: Bookmark Anterior;

11 VS2008 Características do Depurador Depuração Tradicional: Breakpoints,Watches, Step Into, Step Over; Call Stack: pilha de chamadas; Depura programas externos (.exe e.dll) caso um programa dê erro grave; Código gerenciado e código nativo; Disassembly (obtenção do código de máquina)do código, caso não esteja disponível; Edit and Continue: Edição do código enquanto se depura; Data Tooltips: mostra o valor das variáveis quando o usuário passa com o mouse por cima; Immediate Window: execução de comandos em tempo de depuração

12

13 VS2008 Editores Visuais Disponíveis WinForms Designer: Editor visual da GUI (Graphic User Interface) para aplicações Windows; Web Designer: Editor visual para aplicações web; Editor de ASP.NET, CSS, Javascript, HTML, CSS; Interface compartilhada com o Expression Studio; Class Designer: Editor de classes; Não disponível na versão Express; Data Designer: Editor de bases de dados; Mapping Designer: Editor de mapeamentos objeto-relacionais; WPF Designer: voltado para interfaces WPF (Silverlight).

14 VS2008 WinForms Designer Editor com os estilos de interação WYSIWYG e manipulação direta para criação de aplicações Windows; WYSIWYG: o What you see is what you get; o O que você vê é o que você obtém); o A representação de manipulação da interface (tempo de projeto), é a mesma representação que a aplicação cria (tempo de execução); o Você "enxerga" o que está programando; o É difícil de representar algumas situações: múltiplas abas; interfaces alternativas. Manipuração direta: o Usuário age diretamente sobre os objetos da aplicação; o GERALMENTE utiliza-se de mouse para drag & drop.

15 VS2008 WinForms Designer Interface estilo WIMP e estimulando a criação de interfaces WIMP: o Windows: Janelas, widgets; o Icons: Ícones; o Menus: Menus; o Pointers: Mouses; o Domina a computação a cerca de 15 anos! Pergunta: o O que não é WIMP hoje em dia?

16 VS2008 WinForms Designer Widgets, controles ou componentes são elementos de uma interface gráfica com os quais o usuário interage de maneira direta; Geralmente permitem interação via mouse; Exemplos de Widgets: o Janelas, Formulários, TextBox, Botão, botão de rádio, caixa de seleção, menu, etc. Em WinForms os widgets são representados por componentes que podem ser arrastados da Toolbox para dentro de um container, como, por exemplo, dentro de um formulário.

17 VS2008 WinForms Designer Tipos de componentes: o Visuais: caixas de texto, botões; o Não visuais: dataset, timer, serial port; No exemplo ao lado temos 3 componentes visuais e 3 componentes não visuais.

18 VS2008 WinForms Designer Representação dos widgets em código-fonte; Podemos representar um widget através de linguagens: o Imperativas: Descreve o programa como um conjunto de ordens (ações); Diz como fazer; Poderosas, mas difíceis para "pessoas normais"; Java, C, C++, C#,etc; o Declarativas: Descreve o que deve ser feito, mas não se preocupa com como os procedimentos funcionam; Geralmente mais simples de serem entendidas, mas menos poderosas; Facilidade de criar editor visual; HTML, SQL, XML, etc;

19 VS2008 WinForms Designer WinForms utiliza C# para representar a interface; No momento que você arrasta um componente na tela é criado automaticamente um código que gera a interface; Esse código é criado dentro da função InitializeComponent dentro do arquivo [Nome doForm].Designer.cs; Observe que em C# uma classe pode estar espalhada por mais de um arquivo. Cada componente é um objeto de uma classe específica e possui Propriedades, Métodos e Eventos. Por exemplo, cada Textbox é uma instância da classe System.Windows.Forms.TextBox;

20

21 VS2008 WinForms Designer Observe que todos os componentes podem ser modificados em tempo de projeto através da aba de propriedades ou em tempo de execução, via código; Além disso, você pode associar eventos a um ou mais objetos; Eventos são ações realizadas quando uma certa condição for satisfeita; Tal condição pode ser, por exemplo: o O clique de um botão; o O digitar de uma tecla; o O arrastar do componente; o A mudança de valor do componente;

22 VS2008 WinForms Designer No Visual Studio, ao clicar duas vezes em um componente você gera o evento padrão associado a ele; Para visualizar os demais eventos, selecione a aba de eventos; O código do evento é gerado na classe [Nome do Form].cs; "sender" representa o objeto que chamou o evento; "e" contém informações sobre o evento chamado.

23 Estrutura de Menus Em destaque os principais itens de cada menu; O menu Data será comentado em detalhes quando trabalharmos com Banco de Dados; Teremos uma aula específica sobre o menu Tools e sobre as opções de um Projeto quando comentarmos sobre instalação de um programa em.Net;

24 Estrutura de Menus - Menu File Em destaque os principais itens de cada menu; New Project: Cria um projeto novo; Open Project: Abre um projeto já existente; Open File: Abre arquivo; Close: Fecha arquivo; Close Solution: Fecha a solução; Save All: Salva Tudo; Export Template: Cria um modelo de um projeto ou de um arquivo para reutilização; Recent Projects: Projetos abertos recentemente.

25 Estrutura de Menus - Menu Edit Undo, Redo, Cut, Copy, Paste, Delete, Select All: Ações disponíveis em qualquer editor de textos; Find and Replace: existe a opção Find in Files; Insert File As Text... : Importa texto; Advanced: opções de identação, etc; Bookmarks: gerenciamento de favoritos; Outlining: gerenciamento das regiões de código; IntelliSense: opções de code completion;

26 Estrutura de Menus - Menu View Alterna as diferentes janelas disponíveis: o Code: código; o Designer: formulário associado; o Class View: hierarquia de classes; o Error List: lista de erros; o Output: saída via Console; o Properties Window: Propriedades dos objetos; o Solution Explorer: Projetos da solução; o Task List: Lista de tarefas; o Toolbox: barra de componentes o Toolbars: barra de ferramentas.

27 Estrutura de Menus - Menu Project Add Windows Form: adiciona um novo formulário ao projeto; Add User Control: adiciona um novo user control; Add Class: Cria uma nova classe vazia; Add New Item: Adiciona um item qualquer dentre os modelos; Add Existing Item: Adiciona um item a partir de uma arquivo já existente; Show All Files: Mostra arquivos ocultos do Projeto; Add Referece: adiciona uma biblioteca; Add Service Reference: adiciona uma referência a partir de um webservice;... Properties: Propriedades do Projeto, teremos aula específica sobre esse item futuramente.

28 Estrutura de Menus - Build e Debug Build Solution: constrói todos os projetos da solução; Rebuild Solution: reconstrói a solução; Publish... : Permite que se instale o aplicativo em outra máquina, criando um instalador; Windows: mostra as janelas de saída e immediate; Start Debugging: inicia a depuração; Start Without Debugging: executa sem depurar; Exceptions: Gerencia quais exceções devem ser tratadas pelo IDE ou pelo programa;

29 Estrutura de Menus - Menu Format Menu exclusivo para trabalho com controles de formulário; Align: alinhamento de controles; Make Same Size: deixa os controles com o mesmo tamanho; Horizontal Spacing: Espaçamento horizontal; Vertical Spacing: Espaçamento vertica; Center in Form: centraliza o item em relação ao formulário; Order: ordem no índice Z, ou seja, se um componente está na frente ou atrás dos outros; Lock Controls: impede a movimentação de um controle;

30 Resumo O Visual Studio 2008 é uma ferramenta: o Com estilo de interação WYSIWYG; o Com estilo de interação WIMP; o Orientada a eventos; o Cuja interface em Windows Forms é representada através de uma linguagem imperativa; o Que suporta e estimula refatoração de código;

31 Referências Extras de Souza, C. S.; Leite, J. C.; Prates, R.O. & Barbosa, S.D.J. - "Projeto de Interfaces de Usuário: Perspectivas Cognitiva e Semiótica", Anais da Jornada de Atualização em Informática, XIX Congresso da Sociedade Brasileira de Computação, Rio de Janeiro, julho de Ver capítulo 1.5 sobre estilos de interação WIMP, manipulação direta, etc. Event Driven Programming Explica a programação orientada a eventos.


Carregar ppt "Programação RAD para Windows usando o Visual Studio 2008 Bruno Campagnolo de Paula."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google