A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Prolog Concepção da linguagem, ou seja, porque e como ela é como é?

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Prolog Concepção da linguagem, ou seja, porque e como ela é como é?"— Transcrição da apresentação:

1 Prolog Concepção da linguagem, ou seja, porque e como ela é como é?

2 Concepções Uma primeira concepção pode ser entendida por perguntas: o que se relaciona como o quê? Ou: entre que coisas do mundo que conhecemos existe relação? Há relação entre este texto e o que estou pensando? Há relação entre mim e minha mãe? Há relação entre o motorista do ônibus e seus passageiros? Há relação entre dois irmãos? Há relação entre uma caneta que está sobre uma mesa? Há uma relação entre uma calça e uma camisa? E assim poderíamos continuar interrogando-nos sucessivamente... E assim entenderíamos que entre todas as coisas que conhecemos existe relação

3 Tudo é relação... Qual a definição de árvore para você?

4 Exemplo um Você consegue definir um vegetal sem concebê-lo no seu meio-ambiente? Este é o fruto da relação: a árvore (vegetal) relaciona-se com a terra, com o ar e com a luz solar. Sem estas relações não existe o objeto árvore.

5 Exemplo dois Outro exemplo: dois irmãos existem por ter pais em comum. Sem a relação de paternidade a definição irmãos não existiria.

6 Relação com a linguagem Java. class calcado { int tamanho; String Cor; } class feminino extends calcado { String estilo; feminino() //Default Constructor { System.out.println("construindo feminino..."); }

7 class especificarcalcado { public static void main(String args[]) { feminino Sandalia = new feminino(); Sandalia.Cor = "azul"; Sandalia.estilo = "classico"; System.out.println("Cor escolhida:" + Sandalia.Cor); System.out.println("estilo escolhido:" + Sandalia.estilo); Sandalia.tamanho = 10; }

8 A Classificação e A Seriação. No caso do homem, sabemos que é um mamífero primata humano. Com esta afirmação, indicamos que existem mamíferos primatas não-humanos e também mamíferos não- primatas. Ao realizar a distinção entre homens e macacos, faz-se também a associação entre suas formas e funções corporais, o que faz presumir que ambos, embora sendo de uma mesma categoria, têm características distintas. O mesmo ocorre quando comparam-se homens e macacos com outros mamíferos não-primatas, e assim sucessivamente. Em decorrência, temos uma organização hierárquica onde os humanos estão incluídos no grupo dos primatas, que, por sua vez está incluído no grupo dos mamíferos, estabelecendo, assim,uma seriação.

9 Relação define conhecimento Podemos observar que há relações entre as diferentes classes, e isso é o que permite a definição de cada uma delas. Sem a estrutura de relações, não existiriam classes e, portanto, não existiria conhecimento. Por quê? A identificação de um objeto no mundo depende de sua diferenciação em relação a outros objetos. Essa diferenciação presume classificação que, por sua vez, presume seriação. O conhecimento depende da distinção entre os atributos dos objetos do mundo. Sem a distinção, sem o relacionamento, não há conhecimento. Relação define, portanto, conhecimento! Relação não é o conhecimento em si, mas um fator fundamental para que o conhecimento exista.

10 É necessário que tenhamos estes conceitos de relações ao estudarmos Prolog, uma vez que, através desta linguagem de programação, iremos representar o mundo através de relações. A programação em Prolog - que significa programação em lógica - não é baseada no seqüenciamento de procedimentos, mas na definição de relações, na forma com a qual se representa o mundo que se quer implementar no computador.

11 Prolog, linguagem usada em... compreensão de linguagem natural, automação de projetos,análise de estruturas bioquímicas e sistemas especialistas.

12 Sistemas especialistas Um sistema especialista que necessite realizar um diagnóstico precisa que a experiência humana do especialista esteja inserida nas regras de produção para que produza um resultado correto.

13 Classificação biológica dos seres vivos No caso do homem, sabemos que é um mamífero primata humano. Com esta afirmação, indicamos que existem mamíferos primatas não-humanos e também mamíferos não- primatas. Ao realizar a distinção entre homens e macacos, faz-se também a associação entre suas formas e funções corporais, o que faz presumir que ambos, embora sendo de uma mesma categoria, têm características distintas. O mesmo ocorre quando comparam-se homens e macacos com outros mamíferos não-primatas, e assim sucessivamente. Em decorrência, temos uma organização hierárquica onde os humanos estão incluídos no grupo dos primatas, que, por sua vez está incluído no grupo dos mamíferos, estabelecendo, assim,uma seriação.

14 Características da linguagem Fatos Baseiam-se no seguinte comando: Predicado (arg 1[,arg 2,...,arg n]). onde: predicado = relação; arg i = objetos sobre os quais atuam a relação.

15 Exemplo um Um exemplo simples de fato com dois argumentos seria a relação amiga: Amiga (joana, maria).

16 Portanto... Assim, definimos uma relação (amizade) entre dois argumentos (joana e maria). Obviamente podemos ter um fato com apenas um argumento:

17 homem(carlos). Observe que a relação (homem), quando submetida a apenas um objeto (carlos), torna-se como uma característica daquele objeto.

18 Mais argumentos... No caso de haver mais argumentos, a ordem de consistência é definida como sendo a atualmente registrada, ou seja, a última utilizada. Por exemplo: paga(patrao,salario,empregado).

19 Nota... À primeira vista parece evidente que a relação (paga) é direta entre os dois primeiros objetos (patrao,salario) e indireta ao terceiro (empregado). Esse tipo de interpretação está dependente da ordenação dos objetos declarados nos fatos. Para manter uma coerência, é importante que todos os fatos sigam uma mesma estrutura de interpretação. Assim,no caso da relação amiga talvez fosse mais prudente a declaração bivalente:

20 declaração bivalente... amiga(joana,maria). amiga(maria,joana). Demonstrando a relação amiga tanto no sentido do objeto joana-maria quanto maria-joana. É importante salientar que um conjunto de fatos forma um banco de dados. Ou seja, várias afirmações compõem os dados existentes no sistema. Os fatos são a célula básica do banco de dados Prolog.

21 Questões Questões A sintaxe de questões varia de acordo com os compiladores existentes, mas basicamente é um fato antecedido de um ponto de interrogação ou comando que indique a formulação de uma questão. Por exemplo: ?- amiga(joana, maria). yes A função da questão é basicamente testar a existência de uma relação sobre os argumentos propostos. No exemplo apresentado, a resposta (yes) foi positiva.

22 Professor Marcelo José Storion


Carregar ppt "Prolog Concepção da linguagem, ou seja, porque e como ela é como é?"

Apresentações semelhantes


Anúncios Google