A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

SEMINÁRIO DE METODOLOGIA DA PESQUISA Dra.Sueli Rezende Cunha FIOCRUZ ESTÁGIO DE PÓS-Doutoramento Universidade Federal do Rio de Janeiro- Escola de Enfermagem.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "SEMINÁRIO DE METODOLOGIA DA PESQUISA Dra.Sueli Rezende Cunha FIOCRUZ ESTÁGIO DE PÓS-Doutoramento Universidade Federal do Rio de Janeiro- Escola de Enfermagem."— Transcrição da apresentação:

1 SEMINÁRIO DE METODOLOGIA DA PESQUISA Dra.Sueli Rezende Cunha FIOCRUZ ESTÁGIO DE PÓS-Doutoramento Universidade Federal do Rio de Janeiro- Escola de Enfermagem Anna Nery Grupo de Pesquisa em Enfermagem Hospitalar Núcleo de Pesquisa em Ciência, Tecnologia e Inovação em Saúde-NUPCTIS CIEV- CENTRO DE INSTRUÇÃO EM EDUCAÇÃO PARA VIDA ID- INSTITUTO DIMASSU

2 REFLEXÕES PARA QUEM CUIDA DO CORAÇÃO Anatomia: fisiologia, patologia, funcionamento, máquina Sentimentos: alegrias e dores Simbólico: fonte da vida, do amor, Imaginário: grande, pequeno, Portador de valores: generoso, hostil, de pedra Espiritual : fonte de amor incondicional Pode ser explorado de várias formas e maneiras.... Diferentes visões de pesquisa.

3 Leitura mais comum o coração Funcionamento Átrio direito Átrio direito Átrio esquerdo Átrio esquerdo Veia cava superior Veia cava superior Aorta Artéria pulmonar Artéria pulmonar Veia pulmonar Veia pulmonar Valva mitral (auriculo-ventricular) Valva mitral (auriculo-ventricular) Valva aórtica Valva aórtica Ventrículo esquerdo Ventrículo esquerdo Ventrículo direito Ventrículo direito Veia cava inferior Veia cava inferior Valva tricúspide (auriculo-ventricular) Valva tricúspide (auriculo-ventricular) Valva aorta (pulmonar) Valva aorta (pulmonar)ADOECIMENTO

4 O CORAÇÃO TEM RAZÕES QUA A PRÓPRIA RAZÃO DESCONHECE O CORAÇÃO TEM RAZÕES QUA A PRÓPRIA RAZÃO DESCONHECE Blaise Pascal (Clermont-Ferrand, Puy-de-Dôme, 19 de Junho de Paris, 19 de Agosto de 1662) foi um filósofo religioso, físico e matemático francês, que como filósofo criou uma das afirmações mais pronunciadas pela humanidade nos séculos posteriores: Clermont-FerrandPuy-de-Dôme19 de Junho1623Paris19 de Agosto1662filósofofísicomatemáticofrancêsClermont-FerrandPuy-de-Dôme19 de Junho1623Paris19 de Agosto1662filósofofísicomatemáticofrancês Para aliviar o trabalho do seu pai como um agente fiscal, Pascal inventou uma máquina de calcular para adição e subtração e cuidava de sua construção e venda. Neste mesmo ano, após uma "visão divina", abandonou as ciências para se dedicar exclusivamente à teologia, e no ano seguinte recolheu-se à abadia de Port-Royal des Champs, centro do jansenismo, só voltando às ciências após "novo milagre" (1658). teologiajansenismo1658teologiajansenismo1658 Morreu aos 39 anos em péssimas condições sanitárias.

5 Falar em pesquisa é falar de diferentes formas de ver, olhar, compreender e transformar uma realidade. A idéia de pesquisa: algo que nos inspira, nos mobiliza, nos mostre algo que ainda não percebemos, mas que sempre esteve lá... O tema da pesquisa pode ser interno, Algo que nos inspira, nos desperta, nos toca, algo que desejamos que fosse diferente.... Uma busca de respostas Para isto utilizamos rotas, mapas, e guias, que ajudam no percurso.

6 Afinal o que é pesquisa... Procedimento sistemático com o objetivo de proporcionar respostas aos problemas identificados. Quando não se dispõe de informações suficiente. È desenvolvida mediante a utilização cuidadosa de métodos. O PLANEJAMENTO DA PESQUISA CONCRETIZA-SE ATRAVÉS DA ELABORAÇÃO DO PROJETO DE PESQUISA, QUE TORNA CLARO AS ETAPAS A SEREM SEGUIDAS

7 QUAIS OS ELEMENTOS DO PROJETO DE PESQUISA FORMULAR O PROBLEMA JUSTIFICATIVA DEFINIR OS OBJETIVOS: Discutir, analisar, conhecer, compreender, reconhecer, avaliar... FUNDAMENTAÇÃO TEÓRICA: reunir informações disponíveis em vários veículos, autores mais importante, banco de dados científicos, revistas indexadas, Internet, revistas,teses e dissertações, etc METODOLOGIA: tipo de pesquisa ( exploratórias, descritivas e explicativas ),instrumentos a serem utilizados na pesquisa Como conseguir os dados, como vou analisar meus dados. Como apresentar os dados ao leitor. CRONOGRAMAORÇAMENTOANEXOS

8 COMO FORMULAR UM PROBLEMA DE PESQUISA...

9 COMEÇE FORMULANDO UMA PERGUNTA: SEJA CLARO E PRECISO. A REPOSTA PODE SUBSIDIAR UMA AÇÃO AVALIAR CERTAS AÇÕES INTERESSES PRÁTICOS EXPLORAR UM TEMA POUCO CONHECIDO DESCREVER UM DETERMINADO FATO

10 TIPOS DE PESQUISAS MAIS UTILIZADOS NESTA MODALIDADE DE CURSO. PESQUISA BIBLIOGRÁFICA: ESCOLHA O TEMA FAÇA O LEVANTAMENTO BIBLIOGRÁFICO PRELIMINAR FORMULE O PROBLEMA ELABORE O PLANO PROVISÓRIO DO ASSUNTO BUSQUE AS FONTES LEITURA DO MATERIAL: exploratória, seletiva e analítica) FICHAMENTO ORGANIZAÇÃO DO ASSUNTO REDAÇÃO DO TEXTO

11 Tipo de Pesquisa: Estudo de caso Muita utilizada na pesquisa biomédica. Consiste no estudo profundo, detalhado e exaustivo de um ou alguns objetos, de maneira que permita seu amplo e detalhado Pode ser usado como estudo-piloto para esclarecer algum campo de pesquisa. Seus resultados são apresentados em aberto,não são conclusivos. Pode ser usado para investigar um fenômeno contemporâneo, em um contexto real.

12 Propósitos de um estudo de caso: Explorar situações da vida real Preservar o caráter unitário do objeto estudado Descreve a situação no contexto do estudo

13 Etapas de um estudo de caso Robert K Yin (2001) Robert E. Stake (2000): Formulação do problema Definição da unidade-caso Determinação do número de casos Elaboração de protocolo Coleta de dados Avaliação e análise dos dados Preparação do relatório

14 Grandes temas de pesquisa ASPECTOS ÉTICOS E LEGAIS DO ATENDIMENTO ÀS URGÊNCIAS E EMERGÊNCIAS. PREVENÇÃO E CONTROLE DE INFECÇÃO HOSPITALAR EM UNIDADE DE URGÊNCIA E EMERGÊNCIA PREVENÇÃO E CONTROLE DE INFECÇÃO HOSPITALAR EM UNIDADE DE URGÊNCIA E EMERGÊNCIA ATENDIMENTO NAS EMERGÊNCIAS CLÍNICAS - PRÉ- HOSPITALAR E HOSPITALAR ATENDIMENTO NAS EMERGÊNCIAS TRAUMÁTICAS TORÁCICAS, ABDOMINAIS E MÚSCULO – ESQUELÉTICAS - PRÉ- HOSPITALAR E HOSPITALAR Atendimento nas Emergências psiquiátricas e saúde mental METODOLOGIA DO ENSINO E EXTENSÃO PARA A EDUCAÇÃO À SAÚDE DA POPULAÇÃO

15 Bibliografia consultada LAKATOS, E MARCONI: FUNDAMENTOS DA METODOLOGIA CIENTÍFICA. 6 EDIÇÃO. SÃO PAULO. ATLAS GIL. ANTONIO CARLOS. COMO ELABORAR PROJETOS DE PESQUISA. 4 EDIÇÃO. SÃO PAULO. TEORIA E PRÁTICA DA LIBERTAÇÃO. UMA INTRODUÇÃO AO PENSAMENTO DE PAULO FREIRE. 3 EDIÇÃO. MORAES.1980 JAPIASSÚ E MARCONDES. DICIONÁRIO BÁSICO DE FILOSOFIA. 3 EDIÇÃO. RIO DE JANEIRO. JORGE ZAHAR, 1996.

16

17


Carregar ppt "SEMINÁRIO DE METODOLOGIA DA PESQUISA Dra.Sueli Rezende Cunha FIOCRUZ ESTÁGIO DE PÓS-Doutoramento Universidade Federal do Rio de Janeiro- Escola de Enfermagem."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google