A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

O Problema de Roteamento de Veículos (PRV) Componentes: - Filipe Nunes Ribeiro - Marcio Tadayuki Mine - Matheus de Souza Alves Silva.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "O Problema de Roteamento de Veículos (PRV) Componentes: - Filipe Nunes Ribeiro - Marcio Tadayuki Mine - Matheus de Souza Alves Silva."— Transcrição da apresentação:

1 O Problema de Roteamento de Veículos (PRV) Componentes: - Filipe Nunes Ribeiro - Marcio Tadayuki Mine - Matheus de Souza Alves Silva

2 Tópicos O Problema Heurísticas e Metaheurísticas utilizadas Resultados Conclusão

3 O Problema Dado um conjunto de cidades (ou consumidores), cada qual com uma demanda q i por um produto, e um depósito com veículos de capacidade Q, encontrar as rotas para os veículos minimizando os custos de transporte.

4 Requisitos a serem atendidos Cada rota começa e termina no depósito; Toda cidade, com exceção do depósito, é visitada somente uma vez por somente um veículo; A demanda total de qualquer rota não deve superar a capacidade Q de um veículo

5 O Problema na Prática

6 Características do PRV Este problema é uma generalização do Problema do Caixeiro Viajante (PCV), distiguindo-se no fato de que o PCV tem por objetivo visitar um determinado número de cidades em uma rota única, enquanto o PRV possui várias rotas. O PRV pertence à classe de problemas NP-Difícil, isto é, não existe solução em tempo polinomial para este problema.

7 Heurísticas e Metaheurísticas utilizadas Para a solução do PRV, foi utilizado a heurística GRASP: Fase de construção da solução inicial: Método das Economias de Clarke & Wright ; Fase de Busca Local: Busca Tabu.

8 GRASP procedimento GRASP(, t); 1 Para iter 0 até maxGRASP, faça 2 s melhor das iterSo soluções geradas pela heurística de Clarke & Wright(); 3 s BuscaTabu(s, BTmax, |T|, f(), N()...); 4 Retorne s; {Retorne a melhor solução} fim GRASP;

9 Método das Economias de Clarke & Wright Originalmente desenvolvida para resolver o problema clássico de roteamento de veículos. Baseia-se na noção de economias, que pode ser definido como o custo da combinação, ou união, de duas subrotas existentes. Trata-se de uma heurística iterativa de construção baseada numa função gulosa de inserção.

10 Como se aplica Cálculo das economias: e ij = d i0 + d 0j - d ij

11 Busca Tabu A Busca Tabu é um procedimento adaptativo que utiliza uma estrutura de memória para guiar um método de descida a continuar a exploração do espaço de soluções mesmo na ausência de movimentos de melhora, evitando que haja a formação de ciclos, isto é, o retorno a um ótimo local previamente visitado.

12 Estruturas de Vizinhança Para tentar escapar de ótimos locais, foram utilizadas três estruturas de vizinhança: Movimento 1-optimal intra-pétala Esse movimento seleciona aleatoriamente uma pétala e faz todas as combinações possíveis entre as cidades dessa pétala

13 Movimento 1-optimal Intra-pétala

14 Estruturas de Vizinhança Movimento 1-optimal inter-pétalas: Este movimento escolhe aleatoriamente duas pétalas do vetor solução e faz todas as combinações possíveis entre as cidades destas pétalas calculando a função objetivo em cada troca permanecendo com a melhor solução ao final de todas as possíveis combinações

15 Movimento 1-Optimal Inter-pétala

16 Resultados Equipamento utilizado: AMD Athlon 850 MHz, 192 MBytes de RAM Plataforma: Windows XP Dados da literatura:

17 Conclusões Eficiência na combinação da heurística de Clarke e Wright com o Busca Tabu aplicados ao GRASP Dificuldade em encontrar ótimos parâmetros para o Busca Tabu


Carregar ppt "O Problema de Roteamento de Veículos (PRV) Componentes: - Filipe Nunes Ribeiro - Marcio Tadayuki Mine - Matheus de Souza Alves Silva."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google