A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Page 1 Soluções PUR & PIR como Isolante Térmico com Alta Economia de Energia para Painéis com Faces Metálicas Tipo Sanduíche, de Acordo com as Regulamentações.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Page 1 Soluções PUR & PIR como Isolante Térmico com Alta Economia de Energia para Painéis com Faces Metálicas Tipo Sanduíche, de Acordo com as Regulamentações."— Transcrição da apresentação:

1 Page 1 Soluções PUR & PIR como Isolante Térmico com Alta Economia de Energia para Painéis com Faces Metálicas Tipo Sanduíche, de Acordo com as Regulamentações Européias Francesca Pignagnoli Luigi Pellacani Rodnei Massamiti Abe

2 Page 2 From: BP STATISTICAL REVIEW, JUNE 2008 CONSUMO GLOBAL DE ENERGIA POR TIPO DE COMBUSTÍVEL A Necessidade da Conservação de Energia MMT oil equiv Custos Emissão CO 2 Protocolo de Kyoto (Nível Global) Energy Performance of Building Directive (EPBD) (Europa) PROCEL EDIFICA (Brasil) Regulamentação para Etiquetagem Voluntária do Nível de Eficiência Energética de Edifícios Comerciais, de Serviços e Públicos

3 Page 3 A Necessidade da Conservação de Energia CONSTRUÇÃO (40%) TRANSPORTE (32%) INDÚSTRIA (28%) DIVISÃO DO CONSUMO TOTAL DE ENERGIA NA EUROPA MATERIAIS ISOLANTES DE ALTA PERFORMANCE - Impacto direto na redução de energia Fonte: Directorate General for Energy and Transportation. European Comission

4 Page 4 Características chaves dos painéis PUR & PIR CaracterísticasImpacto Isolação TérmicaConservação de Energia Resistência MecânicaPropriedades Estruturais LevezaBaixo Custo Facilidade de ProduçãoBaixo Custo Alto grau de pré-fabricado e facilidade de instalação Baixo Custo

5 Page 5 Espessura requerida para se atingir uma transmitância térmica U= 0.35 W/m 2 °K (source: ANPE) Conservação de Energia é Possível com Painéis de PU ISOLANTES TÉRMICOS EM PAINÉIS: Materiais Fibrosos Inorgânicos => Lã de vidro e Lã de rocha; Materiais Orgânicos Espumados => Poliuretano, Poliisocianurato e Poliestireno;

6 6 Europa - Cenário da Regulamentação Diretivas para Produtos de Construção (CPD) 6 exigências essenciais (ER) Pré-requisito para obter a marca CE; Atestado de conformidade de órgãos certificadores; Harmonizar e criar um mercado Europeu único para produtos da construção. No. 1 Resistência Mecânica e Estabilidade No. 2 Segurança em caso de Fogo No. 3 Higiene, Saúde e Meio Ambiente No. 4 Segurança no uso No. 5 Proteção contra Barulho No. 6 Conservação de Energia e Retenção de Calor EN NBR 15366

7 Page 7 NORMA BRASILEIRA NBR 15366

8 Page 8 Exemplos da Última Geração de Sistemas PUR da Dow expandido com HC para Linha Contínua (RF DBL)

9 Page 9 Exemplos da Última Geração de Sistema PUR da Dow Expandido com HFC para Processo Descontínuo (DCP) System4 5 System 6 Relação Iso/Pol 120/ /100 Agente expansor HFC FR performance B3 Dados de reatividade (Máquina da alta pressão): Tempo de Gel (s) Densidade livre(g/l) Propriedades da Espuma, Brett mold: Flow index Performance do isolamento térmico: Densidade global (g/l) Initial at overpack 10% (mW/m°K, at 10°C) Uvalue for 100 mm thick panelW/(m 2.K)

10 Page 10 Alto ÍndiceMédio ÍndiceBaixo Índice Iso-Polyol NCO Index> – – 2.2 Certificações Reação ao FogoLPS 1181FM 4880, EMPA 5 Euroclass BS2d0, DIN 4102 Resistência ao FogoLPS 1208 EN1364 Processabilidade Temperature of Conveyor60 – 65 °C50 – 60 °C40 – 50 °C Camada adesivaDisponível sob encomenda Disponível sob encomenda PIR Stratification: VORATHERM TM Product Family

11 Page 11 É possível reduzir a 19.0 mW/mk adicionando- se uma quantidade maior de c-pentano System 7System 8System 9 PIR NCO indexBaixoMédioAlto Agente Expansor normal pentane Espessura do Painel (mm)80 - Tempo Gel (s) Densidade global (g/l) Tensão Compressão (kPa) Tensão adesão (kPa) Initial at 10°C (mW/m°K) Dados de Processo da Linha Contínua: Exemplos da VORATHERM TM expandido com HC para Linha Contínua (RF DBL)

12 Page 12 Foi demonstrado através da otimização das formulações que é possível melhorar o desempenho da isolação térmica dos painéis PUR ou PIR de forma a atender, sem muitas dificuldades, as exigências das Diretivas de Desempenho Energético de Edificações (EPBD) na Europa e do Programa PROCELEDIFICA no Brasil. A tecnologia VORATHERM TM PIR da Dow oferece uma rota efetiva para se atingir um desempenho high class ao fogo além de uma excelente performance energética dos painéis. O sistema VORATHERM TM PIR da Dow atende plenamente as novas Diretivas para Produtos da Construção(CPD) na Europa referente aos painéis isolantes tipo sanduiches, EN Da mesma forma atende plenamente a norma Brasileira para Painéis e Telhas, NBR Conclusões

13 Page 13 OBRIGADO PELA ATENÇÃO ! RODNEI MASSAMITI ABE DOW BRASIL S.A. FONE:

14 Page 14

15 Page 15 The initial termal insulation The speed and impact of the ageing according Annex C of EN13165 If ordinary ageing = fixed increments procedure is applied to calculate aged value If non-ordinary ageing = direct measurement via accelerated ageing is performed Factors for Long-Term Thermal Insulation Performance CO 2 gas 25°C = 16.3 mW/m.K Rapid outward diffusion rate Air gas 25°C = 26.5 mW/m.K Slow inward diffusion rate P int < P est Aging of PUR/PIR foam (closed cell structure) A recent development in DOW formulation technology for a PUR HC blown foam, has shown the possibility of drastically reduce the increase of thermal conductivity during ageing PU foam cell

16 Page 16 The CE marking = European manufacturer's declaration that the product complies with the essential requirements of the relevant European health, safety and environmental protection legislations. For rigid faced sandwich panels, the relevant harmonized EU standard is the norm EN Thermal conductivity of core material is measured in accordance with product standard EN Both EN and the EN were published by the European Commission in the Official Journal of the European Union, which triggered the period of coexistence, from until At the end of the coexistence period, national regulations will be phased out and replaced by the harmonised EU standard. Energy saving through Thermal Insulation

17 Page 17 Balanço Total com 50 anos de uso = 7900 kWh de economia de energia Economia de Energia vs uma edificação não isolada pelo uso de painéis PU/PIR = 160kWh/m 2 ano Energia requerida para produzir um painel PU/PIR com 80 mm de espessura = 100 kWh/m 2 (U= 0.30W/m2°K) Espessura requerida para se atingir uma transmitância térmica U= 0.35 W/m 2 °K (source: ANPE) Conservação de Energia é Possível com Painéis de PU Exemplo de balanço energético (source : BING)

18 Page 18 The regulatory framework EN (harmonized standard for RF sandwich panels Answers the question: how should the panel be tested ? Directive 2002/91/EC of the European Parliament and Council on energy efficiency of buildings Answers the question: how good should the insulation of the building be ? Energy Performance of Buildings Directive Council Directive 89/106/EEC

19 Page 19 NBR ( EN )


Carregar ppt "Page 1 Soluções PUR & PIR como Isolante Térmico com Alta Economia de Energia para Painéis com Faces Metálicas Tipo Sanduíche, de Acordo com as Regulamentações."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google