A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

A REGIONALIZAÇÃO DO ESTADO DO CEARÁ UMA PROPOSTA DE REFORMULAÇÃO Fortaleza, setembro de 2006.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "A REGIONALIZAÇÃO DO ESTADO DO CEARÁ UMA PROPOSTA DE REFORMULAÇÃO Fortaleza, setembro de 2006."— Transcrição da apresentação:

1 A REGIONALIZAÇÃO DO ESTADO DO CEARÁ UMA PROPOSTA DE REFORMULAÇÃO Fortaleza, setembro de 2006

2 Objetivos Gerais Analisar as diferentes regionalizações do Estado do Ceará praticadas pelas Secretarias Setoriais. Propor uma única regionalização para o Ceará.

3 REGIONALIZAÇÕES DO CEARÁ PROMOVIDAS PELO GOVERNO DO ESTADO

4 MACRORREGIÕES DE PLANEJAMENTO

5 REGIONALIZAÇÃO IBGE

6 OUTROS EXEMPLOS

7 OBJETIVOS ESPECÍFICOS Pólo Econômico + Centro Administrativo Integrado O Governo ser indutor do Desenvolvimento Regional

8 DEFINIÇÕES Pólo Econômico: Características socio- econômicas com grande poder de indução de dinâmica econômica nos municípios circunvizinhos Centro Administrativo Integrado: Coordenação de equipamentos estaduais voltados para oferta de bens e serviços públicos

9 Procedimentos Metodológicos A proposta de regionalização é baseada no Modelo Gravitacional. A atração entre dois corpos (municípios) é diretamente proporcional às suas massas e inversamente proporcional ao quadrado da distância entre eles Isaac Newton

10 Equação Gravitacional I ij = g (M i x M j ) / D 2 ij I ij = interação entre os municípios i e j M i = massa do município i M j = massa do município j D ij = distância entre os municípios i e j g = constante gravitacional

11 Massas Definição das massas dos municípios: considerou-se aspectos quantitativos (população) e qualitativos (desenvolvimento) de cada município: M i = D i x P i D = Índice de Desenvolvimento Municipal (IDM) P = População

12 IDM

13 PÓLOS Os Municípios-Pólo: são aqueles que possuem as maiores massas obedecendo um critério de não- proximidade (a distância mínima entre Pólos deve ser 70 Km) Obtêm-se 13 Municípios-Pólo: Aracati, Baturité, Camocim, Crateús, Fortaleza, Iguatu, Itapipoca, Juazeiro do Norte, Limoeiro do Norte, Quixadá, Sobral, Tauá e Tianguá.

14 Definição das Regiões Calculou-se o índice de atratividade I ij entre cada Município-Pólo (i) e os demais municípios (j) situados a uma distância de até 100Km do Pólo (i). Por questões geográficas e culturais, ajustes finos foram realizados para melhor adequação de alguns municípios (cerca de 15%).

15 A nova Regionalização do Ceará

16 Equipamentos Públicos Estaduais Sede do Centro Regional Integrado de Administração (CRIA) Grande escola de Segundo Grau (Liceu); Campus das Universidades Estaduais com cursos voltados para as características da região; CENTEC / CVT; Batalhão da P.M.; Batalhão do C.B.; Batalhão da Policia Rodoviária Estadual; Unidades de Saúde de média complexidade; Escritório do DETRAN; Escritório do DERT; necessários nas Regiões

17 Equipamentos Públicos Estaduais Centro Desportivo/Olímpico (Vilas Olímpicas); Casa do Cidadão; Centro Digital; Casa de Mediação; Escritório da JUCEC; Escritório da SEMACE; Escritório da CAGECE; Pólo de Desenvolvimento Regional (SDLR); Conselho de Desenvolvimento Regional (CDR); Comitê de Bacia Hidrográfica; necessários para a composição da Região

18 Equipamentos Públicos Estaduais Centro Cultural Regional; Centro Regional de Turismo; Centro de Abastecimento Agropecuário; Unidades de Custódia da SEJUS Unidades de Medidas Socioeducativas necessários para a composição da Região

19 OBRIGADO! Fone: (85) Fax: (85)

20 GRUPO 1 - Indicadores Fisiográficos, Fundiários e Agrícolas Precipitação pluviométrica; Área explorável utilizada; Índice de distribuição de chuva; Valor da produção vegetal; Valor da produção animal; Salinidade média da água; Quociente locacional de energia rural.

21 GRUPO 2 - Indicadores Demográficos e Econômicos Densidade demográfica; Taxa de urbanização; Produto interno bruto per capita; Receita orçamentária per capita; Consumo de energia elétrica da indústria e comércio; Produto Interno Bruto do Setor Industrial; Trabalhadores do emprego formal com rendimento superior a dois salários mínimos.

22 GRUPO 3 - Indicadores de Infra- Estrutura de Apoio Agências de correios por dez mil habitantes; Agências bancárias por dez mil habitantes; Veículos de carga por cem habitantes; Canais de radio-difusão Coeficiente de proximidade - medida do grau de proximidade do município com Fortaleza: Domicílios com energia elétrica; Rede rodoviária pavimentada.

23 GRUPO 4 - Indicadores Sociais Taxa de escolarização no Ensino Médio Taxa de aprovação no Ensino Fundamental Bibliotecas, salas de leitura e laboratório de informática por escola pública Equipamentos de informática por escola pública Percentual da função docente no ensino fundamental com grau de formação superior Taxa de cobertura de abastecimento dágua Médicos por mil habitantes Leitos por mil habitantes Taxa de Mortalidade Infantil (TMI)


Carregar ppt "A REGIONALIZAÇÃO DO ESTADO DO CEARÁ UMA PROPOSTA DE REFORMULAÇÃO Fortaleza, setembro de 2006."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google