A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Literatura Prof. Henrique Classicismo Camões - Lírica.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Literatura Prof. Henrique Classicismo Camões - Lírica."— Transcrição da apresentação:

1 Literatura Prof. Henrique Classicismo Camões - Lírica

2 Classicismo Contexto Histórico Portugal : século XVI Desenvolvimento comercial Expansão marítima Descobrimentos e colonização: África Ásia Brasil

3 Classicismo Renascimento Cultural Características Influência da cultura greco-latina Racionalismo Ideal de equilíbrio / harmonia Fusionismo : elementos greco-latinos e medievais cristãos

4 Classicismo Portugal Sá de Miranda : Medida Nova Versos decassílabos 10 sílabas métricas ( poéticas ) Sonetos Oitavas ( Os Lusíadas ) Idade Média : redondilhas ( Medida Velha) 5 ou 7 sílabas métricas

5 Camões Camões – Biografia Amou, cantou, sofreu Formação humanista: Literatura Renascentista Experiência pessoal Viagens ao Oriente e África Experiências amorosas intensas

6 Camões - Lírica Características da obra: 1.Medida Velha Origem medieval portuguesa Temas populares Imagens da vida rural portuguesa Amor : suave sensualidade

7 Camões – Lírica – medida velha Mote Descalça vai para a fonte Leonor pela verdura Vai formosa e não segura Voltas Leva na cabeça o pote O texto nas mãos de prata, Cinta fina escarlata Sainho de chamalote Traz a vasquinha de cote Mais branca que a neve pura Vai formosa e não segura (...)

8 Camões - Lírica Características da obra: 2.Medida Nova Origem greco-latina Trazida da Itália para Portugal Tema : Amor Amor Espiritual X Amor Carnal Reflexão / existência humana

9 Camões - Lírica Mudam-se os tempos, mudam-se as vontades, Muda-se o ser, muda-se a confiança; Todo mundo é composto de mudança, Tomando sempre novas qualidades. Continuamente vemos novidades, Diferentes em tudo da esperança; Do mal ficam as mágoas da lembrança, E do bem, se algum houve, as saudades. O tempo cobre o chão de verde manto, Que já coberto foi de neve fria, E em mim converte em choro o doce canto E, afora esse mudar-se cada dia, Outra mudança se faz de mor espanto: Que não se muda já como soia

10 Camões - Lírica O soneto expressa um importante tema na obra de Camões. Qual é esse tema ? Indique trechos do soneto que comprovem sua resposta.

11 Camões - Lírica Passagem do tempo Carpe Diem : pessimismo Mudam-se os tempos, mudam-se as vontades, Muda-se o ser, muda-se a confiança; Todo mundo é composto de mudança, Tomando sempre novas qualidades. Continuamente vemos novidades, Diferentes em tudo da esperança; Do mal ficam as mágoas da lembrança, E do bem, se algum houve, as saudades.

12 Camões - Lírica Alma minha gentil, que te partiste. Tão cedo desta vida descontente, Repousa lá no céu eternamente, E viva eu cá na terra sempre triste. Se lá no assento etéreo, onde subiste, Memória desta vida se consente, Não te esqueças daquele amor ardente Que já nos olhos meus tão puro viste E se vires que pode merecer-te Alguma cousa a dor que me ficou Da mágoa, sem remédio, de perder-te; Roga a deus que teus anos encurtou Que tão cedo de cá me leve a ver-te, Quão cedo de meus olhos te levou.

13 Camões - Lírica Existe no soneto duas antíteses principais. Explique-as e retire do texto um trecho que comprove sua resposta. Antítese : figura de linguagem que indica dois elementos opostos, comparados.

14 Camões - Lírica Antítese : céu X terra céu eternamente X terra sempre triste Antítese : amor puro X amor ardente espiritual X carnal Repousa lá no céu eternamente, E viva eu cá na terra sempre triste. Não te esqueças daquele amor ardente Que já nos olhos meus tão puro viste

15 Camões - Lírica Amor é um fogo que arde sem se ver, É ferida que dói, e não se sente; É um contentamento descontente, É dor que desatina sem doer. É um não querer mais que bem querer; É um andar solitário entre a gente; É nunca contentar-se de contente; É um cuidar que ganha em se perder. É querer estar preso por vontade; É servir a quem vence, o vencedor; É ter com quem nos mata, lealdade. Mas como causar pode seu favor Nos corações humanos amizade, Se tão contrário a si é o mesmo Amor?

16 Camões - Lírica Como o soneto é estruturado? Sua estrutura exemplifica uma tensão entre razão e emoção na definição do amor: indique essa tensão com trechos do soneto.

17 Camões - Lírica Estrutura : paradoxos Elementos contraditórios, unidos. Razão : impossível de ser definido o Amor. Amor é um fogo que arde sem se ver, É ferida que dói, e não se sente; É um contentamento descontente, É dor que desatina sem doer. É um não querer mais que bem querer; É um andar solitário entre a gente; É nunca contentar-se de contente; É um cuidar que ganha em se perder. É querer estar preso por vontade; É servir a quem vence, o vencedor; É ter com quem nos mata, lealdade. Mas como causar pode seu favor Nos corações humanos amizade, Se tão contrário a si é o mesmo Amor?


Carregar ppt "Literatura Prof. Henrique Classicismo Camões - Lírica."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google