A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

RENASCIMENTO. CARACTERÍSTICAS GERAIS Séc. XV e XVI; Séc. XV e XVI; Homens percebendo que não vivem mais na Idade Média – ação; Homens percebendo que não.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "RENASCIMENTO. CARACTERÍSTICAS GERAIS Séc. XV e XVI; Séc. XV e XVI; Homens percebendo que não vivem mais na Idade Média – ação; Homens percebendo que não."— Transcrição da apresentação:

1 RENASCIMENTO

2 CARACTERÍSTICAS GERAIS Séc. XV e XVI; Séc. XV e XVI; Homens percebendo que não vivem mais na Idade Média – ação; Homens percebendo que não vivem mais na Idade Média – ação; Divisão do passado segundo ações humanas; Divisão do passado segundo ações humanas; Visão revolucionária – 1330 – poeta Petrarca; Visão revolucionária – 1330 – poeta Petrarca; Ser igual ou superar ou clássicos; Ser igual ou superar ou clássicos; Questionar crenças e práticas tradicionais; Questionar crenças e práticas tradicionais;

3 GÓTICO FINAL – A PASSAGEM PARA O RENASCIMENTO Realismo Flamengo; Realismo Flamengo; Tentativa de exacerbação da realidade cotidiana em seus mínimos detalhes; realidade de sonhos e pesadelos; Tentativa de exacerbação da realidade cotidiana em seus mínimos detalhes; realidade de sonhos e pesadelos; Transição da cena central dos palácios para o universo burguês; Transição da cena central dos palácios para o universo burguês; Trabalho com o simbolismo dissimulado – todos os detalhes são pensados para simbolizar algo – simbolizar o sobrenatural; Trabalho com o simbolismo dissimulado – todos os detalhes são pensados para simbolizar algo – simbolizar o sobrenatural;

4 Contradição real – simbólico; Contradição real – simbólico; Dotar a realidade de significação espiritual; Dotar a realidade de significação espiritual; Devoção cotidiana e arte; Devoção cotidiana e arte; Realidade – cores menos brilhantes, menos ouro e mais sutileza e variabilidade de cores e sons; Realidade – cores menos brilhantes, menos ouro e mais sutileza e variabilidade de cores e sons; Utilização do óleo (antes, têmpera); Utilização do óleo (antes, têmpera); Perspectiva aérea – contraposição a perspectiva linear; Perspectiva aérea – contraposição a perspectiva linear; Criação de escolas de arte; Criação de escolas de arte;

5 Nas figuras de Adão e Eva se re-introduz os nus em tamanho real; Nas figuras de Adão e Eva se re-introduz os nus em tamanho real; Retratos – pinturas – doadores; Retratos – pinturas – doadores; Ideal de personalidade – transposta nos traços (início); exacerbação do caráter e não da aparência (final); Ideal de personalidade – transposta nos traços (início); exacerbação do caráter e não da aparência (final); Final – Recuperação do Drama Emocional; Final – Recuperação do Drama Emocional; 1450 – Invenção da impressão de livros como conhecemos hoje; anteriormente impressão em madeira; 1450 – Invenção da impressão de livros como conhecemos hoje; anteriormente impressão em madeira;

6 PROTO-RENASCIMENTO Séc. XV – Duque de Milão tenta recriar um império; Séc. XV – Duque de Milão tenta recriar um império; Florença – Resistência em três frentes: militar, diplomática e intelectual; Florença – Resistência em três frentes: militar, diplomática e intelectual; Leonardi Bruni – Louvor da cidade de Florença (1402-3); Leonardi Bruni – Louvor da cidade de Florença (1402-3); Florença = Atenas na Guerra do Peloponeso – chefia política e intelectual; Florença = Atenas na Guerra do Peloponeso – chefia política e intelectual; Lançasse um concurso em para criar as portas de bronze do batistério; Lançasse um concurso em para criar as portas de bronze do batistério;

7 Campanhas escultóricas para diversas igrejas; Campanhas escultóricas para diversas igrejas; Construção da cúpula da catedral – gasto próximo a reconstrução da acrópole de Atenas; Construção da cúpula da catedral – gasto próximo a reconstrução da acrópole de Atenas; Entusiasmo cívico; Entusiasmo cívico; Artista visto como o homem das idéias; Artista visto como o homem das idéias; Dois tipos de artistas: Dois tipos de artistas: 1º - Homem do mundo, senhor de si, cortês, à vontade no ambiente aristocrático; 2º - Gênio solitário, reservado, excêntrico, dado a crises de humor melancólico e a conflitos repetidos com seus patronos; Formação de grupos de colecionadores; Formação de grupos de colecionadores;

8 Florença 1400 – Quatrocento Nanni Di Banco – ( ) – Quatro Coronati; Massa e monumentalidade; Realismo; Expressões angustiadas;

9 Donatello – (1411 – 1413) – São Marcos; Autonomia em relação ao fundo; Contrapposto; Corpo humano – articulado; Roupas – elemnetos secundários; Energia refletida nos olhos;

10 Donatello – (1425) – Festim de Herodes; Composição não gótica do cenário; Quadro como recorte de uma realidade ilimitada e contínua; Trabalho com perspectiva; Matematização dessa perspectiva; (Filippo Brunelleschi – Lorenzo Guiberti – Leone Battista Alberti – tratado de pintura renascentista;) Escolha do ponto de vista do observador;

11 Hieronymus Bosch – (séc VX) – O Jardim das Delícias; Não nus – Despidos; Ideal de beleza física fora do contexto Cristão;

12 Donatello – (1445) – Estátua Eqüestre de Gattamelata; Escultura comemorativa de proeza; Não se localiza em túmulos; Não é autoglorificante;

13 Arquitetura Proto-renascentista Fillipo Brulleschi – Criação de máquinas para içar os materiais necessários; Fillipo Brulleschi – Criação de máquinas para içar os materiais necessários; Sobreposição de cúpulas que dispensavam a presença das estruturas de madeira; Sobreposição de cúpulas que dispensavam a presença das estruturas de madeira; Perspectiva científica possibilita a construção de plantas detalhadas; Perspectiva científica possibilita a construção de plantas detalhadas; Colunas como mera decoração, sem caráter de sustentação; Colunas como mera decoração, sem caráter de sustentação; Arcos perfeitos; Arcos perfeitos; Elementos independentes justapostos e ordenados proporcionalmente; Elementos independentes justapostos e ordenados proporcionalmente;

14 Fillipo Brulleschi – Porta da Igreja de San Lorenzo

15 Pintura Proto-renascentista Massaccio – 1420; Massaccio – 1420; Nus vestidos; Nus vestidos; Perspectiva científica para cenários; Perspectiva científica para cenários; Figuras com possibilidades de movimento se fossem livres - vivas; Figuras com possibilidades de movimento se fossem livres - vivas; Ponto de vista do observador; Ponto de vista do observador;

16 Masaccio – A Santíssima Trindade com a Nossa Senhora e São João – (1425) – Afresco – Santa Maria Novella – Florença.

17 Busto – Retrato Proto- renascimento Busto – Retrato Proto- renascimento Maior influência – Bernardo Rossellino; Maior influência – Bernardo Rossellino; Mármore; Mármore; Recuperação do realismo greco-romano – leve idealização; Recuperação do realismo greco-romano – leve idealização; Peças de coleção; Peças de coleção; Pessoas de vulto social – médicos, artistas, arquitetos, famílias aristocráticas e burguesas; Pessoas de vulto social – médicos, artistas, arquitetos, famílias aristocráticas e burguesas;

18 Antonio Rossellino – Giovanni Chellini – (1456)

19 Antonio Del Pollaiuolo – (1475) – Hércules e Anteu; Impulso centrífugo; Ação vigorosa, mas em harmonia; Complexidade na observação de todos os ângulos;

20 Neoplatonismo – Proto - Renascentista Idade Média – Ações clássicas, mas trocavam as identidades; (repertório antigo); Idade Média – Ações clássicas, mas trocavam as identidades; (repertório antigo); Pollaiuolo anuncia o neo-platosnismo; Pollaiuolo anuncia o neo-platosnismo;

21 Para Ficino, a vida do universo, incluindo a do homem, estava ligada a Deus por um circuito espiritual, continuamente ascendendo e descendendo, de modo que toda a revelação, quer da Bíblia, quer de Platão, quer ainda dos mitos clássicos, era uma só. E assim, a beleza, o amor e a beatitude, constituindo fases do mesmo circuito, eram um todo, e os neoplatônicos podiam invocar quer a Vênus Celestial, quer a Virgem Maria como fontes do Amor Divino. Para Ficino, a vida do universo, incluindo a do homem, estava ligada a Deus por um circuito espiritual, continuamente ascendendo e descendendo, de modo que toda a revelação, quer da Bíblia, quer de Platão, quer ainda dos mitos clássicos, era uma só. E assim, a beleza, o amor e a beatitude, constituindo fases do mesmo circuito, eram um todo, e os neoplatônicos podiam invocar quer a Vênus Celestial, quer a Virgem Maria como fontes do Amor Divino.

22 Sandro Botticelli – O Nascimento da Vênus;

23 Renascimento Pleno Séculos XV e XVI; Séculos XV e XVI; Gênio segundo Platão: O espírito apoderando-se do poeta e levando-o a compor num `delírio divino´; Gênio segundo Platão: O espírito apoderando-se do poeta e levando-o a compor num `delírio divino´; Criação não é mais privilégio de Deus; Criação não é mais privilégio de Deus; Artistas com objetivos vastos e ambiciosos; Artistas com objetivos vastos e ambiciosos; Algumas empreitadas extra-humanas – frustração; Algumas empreitadas extra-humanas – frustração;

24 Subjetividade da arte em contraponto a sua objetividade – inspiração da beleza é divina; Subjetividade da arte em contraponto a sua objetividade – inspiração da beleza é divina; Troca da perspectiva científica pela efetividade visual; Troca da perspectiva científica pela efetividade visual; Cativar as emoções do observador; Cativar as emoções do observador; Não se cria um estilo copiável; Não se cria um estilo copiável; Cria-se uma subjetividade artística que morre com os seus criadores; Cria-se uma subjetividade artística que morre com os seus criadores; Grandes nomes: Leonardo Da Vinci, Donato Bramante, Michelangelo, Rafael, Giorgoni e Ticiano. (1520) Grandes nomes: Leonardo Da Vinci, Donato Bramante, Michelangelo, Rafael, Giorgoni e Ticiano. (1520)

25 Leonardo Da Vinci – (1503-5) – Mona Lisa.

26 Leonardo Da Vinci – ( ) A Última Ceia;

27 Leonardo Da Vinci – Retrato de uma Dama com um Arminho;

28 Donato Bramante – Cristo Flagellato;

29 Bramante, Igreja de Santa Maria, praça Jan Satiro, Milão;

30 Michelangelo – (1510) – Criação de Adão

31 Michelangelo – La Piettà

32 Michelangelo

33 Rafael – (1515) – Leda e o Cisne;

34 Rafael – (1510 – 1511) – Escola de Atenas;

35 Rafael – (1513) – Galatéia;

36 Giorgione – A Tempestade;

37 Ticiano – Bacanal;


Carregar ppt "RENASCIMENTO. CARACTERÍSTICAS GERAIS Séc. XV e XVI; Séc. XV e XVI; Homens percebendo que não vivem mais na Idade Média – ação; Homens percebendo que não."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google