A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

CURSO BÁSICO DE ESPIRITISMO 3ª AULA COMUNHÃO ESPÍRITA BEZERRA DE MENEZES - 2011.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "CURSO BÁSICO DE ESPIRITISMO 3ª AULA COMUNHÃO ESPÍRITA BEZERRA DE MENEZES - 2011."— Transcrição da apresentação:

1 CURSO BÁSICO DE ESPIRITISMO 3ª AULA COMUNHÃO ESPÍRITA BEZERRA DE MENEZES

2 INCENTIVO à REFORMA ÍNTIMA (Um dos objetivos do curso) CONHECE-TE A TI MESMO QUAL O BEM QUE VOCÊ PRATICOU HOJE? A QUE MAL VOCÊ NÃO CONSEGUIU RESISTIR HOJE? 1 – Como você se define? 2 – Qual sua maior virtude? 3 – Qual seu maior defeito?

3 3ª AULA – A ORIGEM DA DOUTRINA ESPÍRITA - 1ª PARTE: ASPECTOS HISTÓRICOS Eu rogarei ao Pai e ele vos dará outro Consolador, para que fique convosco para sempre; o Espírito de Verdade, que o mundo não pode receber, porque não o vê nem o conhece; mas vós o conheceis; porque habita convosco e estará em vós. Mas, aquele Consolador, o Espírito Santo, que o Pai enviará em meu nome, esse vos ensinará todas as coisas e vos fará lembrar de tudo quanto vos tenho dito (João cap.15 – 15 a 26).

4 Nos sec. XVI e XVII, depois que a Reforma Protestante havia libertado a humanidade dos domínios da Igreja, formou-se um clima muito propício à fermentação de ideais renovadores. Foi neste período que se Iniciaram as primeiras manifestações de Espíritos, chamando a atenção dos homens de então e preparando o terreno para o advento do Consolador.

5 Doutrina Espírita ou Espiritismo século XIX, por volta do ano de 1850 Suas raízes encontram-se nos princípios do Cristianismo É o Consolador prometido por Jesus Considerada a terceira revelação

6 EMMANUEL SWEDENBORG engenheiro de minas e grande autoridade em Física e Astronomia, tendo publicado, também, vários trabalhos sobre as marés e sobre a determinação das latitudes. Foi ainda financista e político, além de estudioso apaixonado da Bíblia.

7 ANO DE 1744 Foi Quando desabrocharam suas forças latentes, em Londres, onde desenvolveu seu trabalho por vinte e sete anos e esteve em constante contato com o outro mundo Trouxe-nos muitas narrativas do plano espiritual, que se assemelham as de André Luiz, recebidas pela psicografia de Chico Xavier.

8 ANDREW JACKSON DAVIS Nascido em 1826 em Nova York, descendia de família humilde e era ignorante e sem cultura. Foi um dos maiores médiuns da sua época

9 ANO DE 1844 desenvolveu a audiência, a clarividência, descrevia o corpo humano, que se tornava transparente aos seus olhos espirituais

10 DANIEL DUNGLAS HOME Nascido em 1833, na Escócia, Descendia de família nobre, da Escócia. Considerado o maior médium de efeitos físicos do século passado Foi contemporâneo de Kardec

11 ANO DE 1850 começaram a produzir-se os mais variados fenômenos, tais como fortes batidas nos móveis, transporte de objetos, previsões de desencarnações de pessoas próximas a ele

12 O FENÔMENO DE HYDESVILLE O ano era 1848, o vilarejo, Hydesville, Estados Unidos. O que lá aconteceu assombrou o mundo. Foi o primeiro caso de comunicação direta com espíritos, noticiado pela imprensa mundial e testemunhado por jornalistas e estudiosos. Produzia-se a manifestação de barulhos diversos em uma casa, parecendo que forças do invisível tentavam de alguma maneira comunicar-se com o mundo material.

13 CASA DA FAMÍLIA FOX, EM HYDESVILLE

14 AS IRMÃS FOX As irmãs Kate e Margaret Fox, de 11 e 14 anos, moradoras da casa,estabeleceram com o ser comunicante um tipo de código, onde uma pancada na parede significaria uma resposta afirmativa às perguntas feitas. Já duas pancadas, significariam uma negativa, além de outros sinais, que poderiam formar frases inteiras.

15 AS MESAS GIRANTES Na França, no início de 1850, surgiu uma brincadeira que atraía nobres da sociedade parisiense. Tratava-se de mesinhas redondas, sobre as quais certas pessoas colocavam suas mãos e instantaneamente estes móveis começavam a girar e dar saltos, sem que ninguém fizesse alguma força Basicamente, as perguntas eram sobre futilidades

16 MESAS GIRANTES

17 Emília de Girardim desenvolveu um método de contato, que consistia de uma mesa que se movia ao redor de um eixo, lembrando uma roleta. Sobre a mesa, letras do alfabeto eram colocadas em círculos, além de números e os termos sim e não. No meio desta circunferência, havia uma agulha ou mesmo um ponteiro metálico, e então as pessoas envolvidas colocavam suas mãos sobre a borda da mesa. O móvel passava a girar, parando, sob o ponteiro metálico, a letra do alfabeto que viria a formar uma frase desta força invisível.

18 ALLAN KARDEC – O CODIFICADOR DA DOUTRINA ESPÍRITA Nome verdadeiro: Hippolyte Leon Denizard Rivail nasceu em Lyon, França, dia 3 de outubro de 1804, de família católica; mãe prendada e afável, e pai juiz. Com 10 anos vai para a Suiça estudar com grande educador Johan Heinrich Pestalozzi, considerado o pai da pedagogia moderna.

19 APRENDIA COM PESTALOZZI Que o amor é o eterno fundamento da educação. Que a verdadeira religião não é outra senão a moralidade. Assim, Denizard Rivail iniciava a concepção da idéia de uma reforma religiosa, com o propósito de unificar crenças.

20 Aos 50 anos de idade, já escritor de livros didáticos (22 obras), membro de Instituições Científicas, da Academia de Ciências de Arras, professor de cursos técnicos Poliglota, conhecia bem o alemão, inglês, holandês, tinha sólidos conhecimentos do latim, grego, gaulês e algumas línguas neolatinas

21 ANO DE 1854 Seu amigo Fortier o convida a verificar o fenômeno das mesas girantes. Em maio de 1855, conheceu as filhas do Sr. Boudin, que tinham 14 e 16 anos. Eram crianças, despidas de preconceitos e vaidades e se comunicavam com os espíritos

22 Pesquisas de Kardec Fazia perguntas aos Espíritos desencarnados e as comunicações recebidas foram escritas, revisadas várias vezes,de modo a se evitar erros ou interpretações dúbias, foram analisadas e codificadas. Tudo, nessa primeira fase, foi submetido a pelo menos 10 mediuns, entre eles a Srta. Japhet

23 ANOS DE 1857 a 1868, sob o pseudônimo de Allan Kardec, PUBLICA: Em 18 de abril de 1857, a primeira obra da Doutrina Espírita: O Livro dos Espíritos. Inicia em 1º de janeiro de 1858 a publicação da Revista Espírita Em janeiro de 1861, publica O Livro dos Médiuns, Em abril de 1864, surge O Evangelho Segundo o Espiritismo. Em 1º de agosto de 1865, é publicado O Céu e o Inferno ou A Justiça Divina Segundo o Espiritismo Em 6 de janeiro de 1868, A Gênese, os Milagres e a Predições.

24 ANO DE 1869 Allan Kardec desencarnou em 31 de março, vítima de um aneurisma cerebral Morreu conforme viveu: trabalhando. NASCER, MORRER, RENASCER SEMPRE, E PROGREDIR SEM CESSAR, TAL É A LEI.

25 3ª AULA – 2ª PARTE: A CODIFICAÇÃO ESPÍRITA OBRAS BÁSICAS O Livro dos Espíritos – 1857 Apresenta-se na forma de perguntas e respostas, totalizando tópicos É uma obra de carater filosófico, que procura explicar de forma racional o porque da vida, abrangendo perguntas várias sobre de onde viemos, para onde vamos, porque estamos aqui, quais leis nos regem, etc. Aborda os aspectos : DAS CAUSAS PRIMÁRIAS /DO MUNDO DOS ESPÍRITOS /DAS LEIS MORAIS / DAS ESPERANÇAS E CONSOLAÇÕES.LEIS MORAIS

26 OBRAS BÁSICAS O Livro dos Médiuns – 1861 Contendo os ensinamentos dos Espíritos sobre a teoria de todos os gêneros de manifestações, os meios de comunicação com o Mundo Invisível, o desenvolvimento da mediunidade, as dificuldades e os escolhos que se podem encontrar na prática do Espiritismo. Orienta a conduta prática das pessoas que exercem a função de intermediar o mundo espiritual com o material,

27 OBRAS BÁSICAS O Evangelho Segundo o Espiritismo Trata-se da parte moral e religiosa da Doutrina Espírita. Ensina a teoria e a prática do cristianismo, através de comentários sobre as principais passagens da vida de Jesus

28 OBRAS BÁSICAS O Céu e o Inferno – 1865 Apresenta a Visão espírita do céu, do temido inferno e do chamado purgatório 80 exemplos de comunicação dos espíritos, mostrando a situação de felicidade, de arrependimento ou sofrimento dos que habitam o mundo espiritual.

29 OBRAS BÁSICAS A Gênese – 1868 Estudo de como foi criado o mundo, como apareceram as criaturas e como é o Universo em suas faces material e espiritual. É a parte científica da Doutrina Espírita

30 O TRÍPLICE ASPECTO FILOSOFIA Na medida em que se preocupa com a finalidade da vida e com a destinação da alma Como filosofia compreende os mecanismos e as consequências morais das relações entre nós e os espíritos.

31 O TRÍPLICE ASPECTO CIÊNCIA utiliza-se do método analítico ou indutivo Seu objetivo de estudo é a existência do Espírito, a sua sobrevivência a morte física e a sua volta ao mundo material, fato esse denominado de reencarnação.

32 O TRÍPLICE ASPECTO RELIGIÃO O aspecto religioso fundamenta-se em Jesus, nos impelindo na direção de Deus. O Espiritismo "prega" a fé raciocinada, sem misticismos, rituais ou dogmas estimula o homem à pratica da bondade, da fraternidade, do altruismo, da humildade, do trabalho incessante em prol da felicidade do nosso próximo.

33 FUNDAMENTOS DA DOUTRINA A Revelação Espírita nos traz a crença em Deus como princípio criativo, mostra-nos o destino do homem depois da morte, com a existência e a sobrevivência do Espírito. Esclarece aos homens questões como a utilização do livre- arbítrio e suas conseqüências (lei de causa e efeito), a influência do mundo invisível sobre o visível; a comunicação entre esses dois mundos e a evolução moral e intelectual progressivas


Carregar ppt "CURSO BÁSICO DE ESPIRITISMO 3ª AULA COMUNHÃO ESPÍRITA BEZERRA DE MENEZES - 2011."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google