A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Instinto e Inteligência e a Doutrina Espírita 1. Instinto O Cérebro instintivo é automático, assim como a área que faz com que o coração bata, os sistemas.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Instinto e Inteligência e a Doutrina Espírita 1. Instinto O Cérebro instintivo é automático, assim como a área que faz com que o coração bata, os sistemas."— Transcrição da apresentação:

1 Instinto e Inteligência e a Doutrina Espírita 1

2 Instinto O Cérebro instintivo é automático, assim como a área que faz com que o coração bata, os sistemas digestivos funcionem e todas as funções automáticas necessárias a manutenção da vida física. Este cérebro é o primeiro, em contato direto com a medula e assemelha-se a dois pomos, lado a lado. É considerado mais primitivo e nele repousam as ansiedades, a fome, o desejo, o ciúme e outros "sentimentos" instintivos! Partem dele também as ordens para aplicar adrenalina ao sangue e as reações básicas de atacar ou fugir. Ele regula as funções sexuais, o medo, a raiva e assim por diante! É conhecido como Sistema Nervoso Autônomo, ou ainda, Periférico. 2

3 Cérebro: evolução Qual é o próximo passo evolutivo? 3

4 Cérebro: funções 4

5 Instinto Descobriu-se também que todos os animais superiores detém este mesmo mecanismo cerebral e o que vem a diferenciá-los são as demais regiões cerebrais. Temos de lembrar que o cérebro é, antes de mais nada, um mecanismo para manter o corpo e para exposição do princípio inteligente. Neste ponto somos extremamente semelhantes aos animais deste planeta! 5

6 O instinto é a forc ̧ a oculta que solicita os seres orga ̂ nicos a atos esponta ̂ neos e involuntários, tendo em vista a conservação deles. Allan Kardec: A Gênese. Cap. 3, item 11. 6

7 Instinto do Bem "O Livro dos Espíritos" nos alerta que, algumas vezes, devido a falhas em nossa educação, deixa- mos de nos guiar por nossos instintos e que eles estão muitas vezes certos! Alerta ainda que há o INSTINTO DO BEM, e que nem sempre o escutamos! Podemos encontrar o caminho certo através de nós mesmos! Ouvindo a consciência. Lembramos que é o ser superior quem domina os instintos. E que os instintos dominam os seres mais básicos! Há sempre porém, esta ressalva: Os instintos do bem existem invariavelmente em todos! 7

8 Instinto do Bem "O instinto existe sempre, mas o homem o despreza. O instinto também pode conduzir ao bem. Ele quase sempre nos guia e algumas vezes com mais segurança do que a razão. Nunca se transvia. O instinto não raciocina; a razão permite a escolha e dá ao homem o livre-arbítrio." 8

9 Inteligência x Moral "O Livro dos Espíritos" nos alerta que o instinto sempre existe! Independentemente do nível de inteligência do interlocutor. Não é o fato de ser inteligente que leva o homem a não praticar conforme determina seus instintos. Devemos nos lembrar, entretanto, que a Moral só é compreendida pelo inteligente! 9

10 Evolução da Inteligência "O Céu e Inferno", questão 18, nos alerta que crescemos em inteligência e que, por isto, recebemos hoje uma revelação mais completa que a que foi dada no princípio! Ou seja, temos maiores condições de entender as verdades trazidas pelo Espiritismo hoje, do que tínhamos em vidas anteriores. Logo, a inteligência é condição necessária para absorver a Moral Universal, mas sua existência não implica em um ser mais moral! 10

11 O que é inteligência? Seria a capacidade de raciocinar e fazer escolhas? E o que é o instinto? Seriam as respostas prontas que o organismo nos traz? A inteligência é o que permite as escolhas! O instinto é uma das escolhas. 11

12 A Inteligência A intelige ̂ ncia é [...] incontestavelmente um atributo exclusivo da alma. [...] O instinto é guia seguro, que nunca se engana; a intelige ̂ ncia, pelo simples fato de ser livre, está, por vezes, sujeita a errar. Ao ato instintivo falta o caráter do ato inteligente; [...]. Allan Kardec: A ge ̂ nese. Cap. 3, item

13 "O primeiro dever da inteligência é desconfiar dela mesma" 13

14 Inteligência Universal Alertam-nos os espíritos sobre o fato da Inteligência ser tomada da Inteligência Universal: DEUS! Deus é a Inteligência Suprema. Eis a "imagem e semelhança" que nos é apontada pela Gênese Bíblica. Quanto mais inteligentes nos tornamos, mais capazes de compreender a Moral Universal, mais aptos a "ver" Deus estaremos nós, desde que consigamos dominar os maus instintos! 14

15 Ponto polêmico 15

16 O instinto é do corpo e não do espírito! São dez citações de "O Livro dos Espíritos" em pontos diferentes afirmando isto! Assim, o homem tem duas naturezas: pelo corpo participa da natureza dos animais, dos quais tem os INSTINTOS; pela alma participa da natureza dos Espíritos. L.E. Introdução ao estudo da D.E. 16

17 A Gênese A inteligência se revela por atos voluntários, refletidos, premeditados, combinados, de acordo com a oportunidade das circunstâncias. (GE III, 12) Aliás, é freqüente o instinto e a inteligência se revelarem simultaneamente no mesmo ato. (GE III, 13) 17

18 Hermínio C. Miranda "Ao que indica a observação apoiada no conhecimento espiritual, a inteligência é a resultante do conhecimento acumulado ao longo dos milênios e das inúmeras encarna- ções. Não somos inteligentes por causa de uma combinação genética particularmente feliz, ou porque nos desenvolvemos em ambiente adequado, mas porque, no passado, já nos habituamos a manipulação e apropriação do conhecimento, através do estudo e do aprendizado." 18

19 Hermínio C. Miranda "As noções que adquirimos, as experiências porque passamos, as coisas que descobrimos incorporam-se à nossa memória, cujos registros básicos se encon- tram no perispírito, e, embora armazenadas na zona crespuscular do chamado inconsciente, estão ali, à nossa disposição. Quanto mais conhecimento tenhamos adquirido no passado, mais fácil se torna resolver com êxito situações novas, porque temos um banco de dados mais vasto, contra o qual confron- ramos analogicamente os fatos novos, as novas proposições, os novos aprendizados. É sempre mais fácil construir em cima do alicerce já consolidado." 19

20 Instinto ? Inteligência ? Sentimento ? 20

21 21

22 Inteligência x Princ. Vital "A inteligência não é atributo do princípio vital, pois que as plantas vivem e não pensam; só tem vida orgânica. A inteligência e a matéria são independentes. Mas, a inteligência só por meio dos órgãos materiais pode manifestar-se. Necessário é que o Espírito se una à matéria animalizada para intelectualiza-la." 22

23 Na Bíblia Provérbios 21:30 Não há sabedoria, nem inteligência, nem conselho contra o SENHOR. Incidência da palavra "Inteligência": 39 vezes O conceito de "instinto" não aparece na bíblia fazendo crer que esse conceito não existia para os hebreus. 23

24 24

25 25

26 26 Foge a noite do derradeiro dia, minha'lma se engasga Meu corpo estremece Minha face desfalece. Soberana lição de Amor Que o alto nos traz Em instantes de paz Revelando a alegria e a dor. Bendito é o amor do Pai A recriar sua criação, Ensejando-nos opção Para quem da culpa não sai. Mente divina a nos governar Sem esquecer o livre-arbítrio Estê conosco sem ferir nosso brio Guia-nos em nosso caminhar. E ao chegar o alvorecer de nova existência Tenha eu acumulado um pouco da inteligência. Que em ti resplandece fulgurante Doce anseio que nos faz seguir,adiante. Autor Desconhecido.


Carregar ppt "Instinto e Inteligência e a Doutrina Espírita 1. Instinto O Cérebro instintivo é automático, assim como a área que faz com que o coração bata, os sistemas."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google