A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Plano de Manejo Campus II – USP - São Carlos - SP André Oliveira Caio Kramer Diego Iritani Douglas Santos Isaac Oliveira.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Plano de Manejo Campus II – USP - São Carlos - SP André Oliveira Caio Kramer Diego Iritani Douglas Santos Isaac Oliveira."— Transcrição da apresentação:

1 Plano de Manejo Campus II – USP - São Carlos - SP André Oliveira Caio Kramer Diego Iritani Douglas Santos Isaac Oliveira

2 Caracterização Solo: - Latossolo vermelho amarelo: Solos profundos, porosos, ácidos e com pouca diferenciação entre horizontes. São bastante intemperizados, apresentam argila de baixíssima atividade e alta permeabilidade, o que facilita na recarga gradativa dos lençóis freáticos, e na manutenção da regularidade das vazões dos corpos dágua. (RESENDE, 2002). Bastante utilizados com agricultura e pastagens, principalmente os de maior teor de argila. Eles têm limitação ao aproveitamento devido a baixa fertilidade. A resistência ao cisalhamento, avaliada na profundidade de 0-0,05 m foi influenciada pelo aumento da umidade, tipo de uso e manejo.

3 Solo: - Solo hidromórfico (várzeas): Solos sujeitos a encharcamento temporário ou permanente. A água, mais ou menos enriquecida em matéria orgânica, provoca intensos fenômenos de redução, sobretudo dos óxidos de ferro, em todo ou parte do seu perfil. O ferro ferroso, bastante solúvel, movimenta-se de um ponto para outro do perfil do solo, podendo precipitar, sob a forma férrica, onde encontre condições favoráveis à oxidação. Caracterização

4 Fonte: Relatório de Estágio sobre o Monitoramento Ambiental do Campus II – USP – São Carlos – SP Cid Martioli (2004)

5 Caracterização Fonte: Relatório de Estágio sobre o Monitoramento Ambiental do Campus II – USP – São Carlos – SP Cid Martioli (2004)

6 Cenário 1 – Sem Campus II Três limites bem definidos: -Urbanização; -Área agrícola (cana-de-açucar); -Área de reflorestamento (pinheiros).

7

8 Vetor de crescimento – Plano Diretor - São Carlos (2004) Campus II

9 Ideal seria manter as APPs, priorizar o uso agrícola com manejo bem planejado (zona de recarga Aqüífero Guarani); Possibilidade: urbanização, incentivada pelo plano diretor de São Carlos. Cenário 1 – Sem Campus II

10 Cenário 2 – Com Campus II (Atual) Ainda com as 3 frentes: -Urbanização; -Área agrícola (cana-de-açucar); -Área de reflorestamento (pinheiros). A área do Campus é uma barreira para a expansão das frentes. Além disso, o Campus II modifica o entorno, em termos de valorização imobiliária.

11

12 Pesquisa realizada nos bairros próximos ao Campus mostraram alguns problemas sociais e ambientais, os quais devem ser contemplados pelo plano de manejo. A seguir, algumas fotos tiradas em visita a campo realizada nos bairros: Cenário 2 – Com Campus II (Atual)

13 LIXO EM APP

14 DEGRADAÇÃO AMBIENTAL

15 APP ÁREA URBANA

16 APP IMPERMEABILIZAÇÃO

17 Aspecto positivo: –Presença de serviços públicos. Cenário 2 – Com Campus II (Atual)

18 SERVIÇOS PÚBLICOS

19 Fatores a serem considerados pelo plano de manejo do Campus II – USP – São Carlos:

20 Drenagem das águas pluviais; APPs – revegetação; Reserva Legal – revegetação; 4 nascentes no entorno; Qualidade das águas; Uso e ocupação do solo (instalações); Limites do Campus (3 frentes); Características sócio-ambientais da população vizinha; Processos Erosivos.

21 Plano de Manejo Campus 2 – USP/São Carlos

22 Proposta: Elaborar um projeto dinâmico que determina o zoneamento deste Campus, caracterizando cada uma de suas zonas e propondo seu desenvolvimento físico, de acordo com suas finalidades. Estabelecer, desta forma, diretrizes básicas para o manejo desta unidade. OBS: Este plano não altera o que já foi e tem sido feito no Campus, apenas complementa alguns pontos, considerados deficientes.

23 Estruturas e espaço físico Serão mantidos os projetos de arborização e recuperação das áreas de APPs e Reserva Legal. Complemento do traçado das vias.

24 Foram definidos 7 tipos de zonas: Zona de uso intensivo; Zona de uso especial; Zona de uso restrito; Zona de transição; Zona de serviços; Zona de atividades esportivas; Zona de lazer e saúde.

25 Zona de uso intensivo Área destinada a qualquer tipo de uso e serviços de interesse da Universidade (Atividades acadêmicas, construção de calçadas, pátios, prédios, etc), com prévia comunicação à Prefeitura do Campus. Precauções: Drenagem urbana, processos erosivos, manutenção de áreas verdes, impermeabilização.

26 Zonas de uso especial Corresponde as áreas de Reserva Legal, sendo permitido somente atividades de pesquisa acadêmica e projetos de educação ambiental, como turismo ecológico, por exemplo. Qualquer atividade deve ser autorizada pela Prefeitura do Campus.

27 Zona de uso restrito Corresponde as APPs. Não é permitido nenhum tipo de atividade nestas áreas.

28 Zona de transição Corresponde as áreas subjacentes a linha de transmissão de energia. Destinada apenas a manutenção de gramíneas ou pequenos arbustos e passagem de pedestres e automóveis.

29 Zona de serviços Localizada junto ao portão de entrada, destinada a abrigar serviços da prefeitura do Campus (guaritas, vestiários, sede da prefeitura, etc); e serviços de utilidade pública (por exemplo, bancos, posto policial, lanchonete, etc).

30 Zona de atividades esportivas Área destinada à construção de um centro poliesportivo (quadras, piscinas, ginásios, etc), para uso dos alunos da Universidade.

31 Zona de lazer e saúde Corresponde a área situada próxima ao centro de convenções. Destinada a atividades de lazer e saúde (caminhadas, cooper, exercícios físicos, etc).

32 Passarelas Construção de 2 passarelas (negociadas com o órgão ambiental competente) em locais estrategicamente selecionados para facilitar o fluxo de pedestres. A supressão causada deverá ser compensada em áreas adjacentes às áreas de Reserva Legal já existentes.

33 Ciclovia Proposta de implantação de uma ciclovia em todo o traçado viário do Campus, visto que o fluxo de bicicletas é alto. Desta forma, pretende-se evitar acidentes e incentivar o uso deste tipo de transporte.

34 Alojamentos Localizados em área de uso intensivo pré-determinada. (Localizada no mapa).

35 Orelhões e Caixas Bancários Faixa de 5 metros adjacente a via, próxima ao conjunto didático, deve ser reservada para este tipo de serviço.

36 Segurança Deve ser intensificada, se possível com instalação de câmeras.

37 Novas estradas Serviços Esporte Uso intensivo Lazer e Saúde Uso Especial (RL) Uso Restrito (APP) Transição Passagem de pedestre

38 Reuniões Deverão ser realizadas reuniões trimestrais, para discussão dos assuntos do Campus. Deverá participar todas as partes interessadas, inclusive representantes da comunidade (bairros vizinhos).

39 O Plano de Manejo deve ser: -Gradativo; -Contínuo; -Flexível; -Participativo. Por fim


Carregar ppt "Plano de Manejo Campus II – USP - São Carlos - SP André Oliveira Caio Kramer Diego Iritani Douglas Santos Isaac Oliveira."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google