A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Planejamento Ambiental e Urbanismo Gestão Ambiental – Campus e entorno Fábio Lucas Vieira Degrecci José Pedro Zuffo Janducci Marcelo Marreco Raphael Ricardo.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Planejamento Ambiental e Urbanismo Gestão Ambiental – Campus e entorno Fábio Lucas Vieira Degrecci José Pedro Zuffo Janducci Marcelo Marreco Raphael Ricardo."— Transcrição da apresentação:

1 Planejamento Ambiental e Urbanismo Gestão Ambiental – Campus e entorno Fábio Lucas Vieira Degrecci José Pedro Zuffo Janducci Marcelo Marreco Raphael Ricardo Uirá Piá-Uaçu Oliveira Deák

2 Diagnóstico do Entorno Do Campus: Bacia do Mineirinho

3 Bacia do Mineirinho – Aspectos físicos MNT – Modelo de iluminação (imagem sombreada)

4 Bacia do Mineirinho – Aspectos físicos Visualização 3D

5 Bacia do Mineirinho – Aspectos físicos Carta de Declividades Declividades predominantemente menores que 10% (93% da área da bacia)

6 Plano Diretor de São Carlos - Zoneamento Zona 1 – Ocupação induzida Zona 2 – Ocupação Controlada Zona 4B – Regulação e Ocupação Controlada Zona 7 – Predominantemente Agrícola Campus Universitário

7 Áreas de Especial Interesse: AEI Social: ocupações irregulares (em APP) e bairro popular AEI Ambiental: APP e Reserva Legal do Campus

8 Diretrizes do Plano Diretor Uso misto em todo o território; Destinação de 18% do território para áreas públicas: – Áreas de lazer (10%) – Áreas institucionais (8%)

9 (Quickbird, 2002) Diagnóstico do Uso do Solo na Bacia do Mineirinho

10 Cenário Atual do Uso do Solo na Bacia do Mineirinho Classes Área totalÁrea relativa da classe (ha) à bacia Vias pavimentadas57,29,8% Pinus48,68,3% Cana-de-açúcar77,513,3% Loteamentos Z1 e Z2143,624,5% Passeio público27,44,7% Gramíneas170,029,1% Mata ciliar55,09,4% Edifícios5,61,0% TOTAL584,9100,0%

11 Cenário Futuro de uso do solo previsto pelo Plano Diretor de São Carlos Classes Área totalÁrea relativa da classe (ha) à bacia Vias pavimentadas96,516,5% Área agrícola9,21,6% AEIs Ambientais66,811,4% Loteamentos Zonas 1 e 2229,239,2% Loteamentos Zona 4B35,16,0% Passeio público46,68,0% Gramíneas66,111,3% Edifícios13,32,3% Áreas institucionais10,01,7% Áreas de lazer12,52,1% Total585,2100,0%

12 O Campus 2 da USP São Carlos Hoje Pontos Positivos Observados na Área – Levantamento de Campo Viveiro de mudas; Recuperação de Reserva Legal e APP; Calçadas ecologicamente corretas; Vias de circulação em bom estado.

13 O Campus 2 da USP São Carlos Hoje Pontos Negativos Observados na Área – Levantamento de Campo Falta de coleta de esgoto em 2 pontos; Isolamento do campus com relação à comunidade local; Falta de áreas de Lazer; Edifício da Engenharia Ambiental Problemas de conforto térmico, uso de materiais de alto impacto ambiental e custo, gastos excessivos para mitigação desses problemas

14 Impactos decorrentes da implantação do Campus em sua área Negativos Intervenções em APP´s e leito de rios; Substituição do solo para construção de pontes Assoreamento e remoção de vegetação Aumento da impermeabilização do solo; Mudança nos padrões de escoamento superficial; Assoreamento e poluição difusa.

15 Impactos decorrentes da implantação do Campus em sua área Erosão crítica em alguns pontos; Mudanças no sistema viário; Capacidade viária superdimensionada; Falta de incentivos para transportes coletivos ou individuais ecológicos; Aumento do tráfego de veículos.

16 Impactos decorrentes da implantação do Campus em sua área Positivos Averbação de reserva legal; Especulação imobiliária (valorização econômica); Maior atenção por parte das autoridades; Recomposição de APP´s e da Reserva Legal.

17 Erosão em obras

18 Assoreamento

19 Esgoto

20 Resíduos Sólidos

21 Diretrizes para implantação do campus 2 Aumento da permeabilidade da comunidade local na dinâmica social do campus Criação de equipamentos públicos de recreação e convivência, principalmente nas áreas de interface, próximas aos loteamentos residenciais Concentração dos edifícios e serviços fundamentais na área central do campus Conjunto didático Bibliotecas Restaurante universitário Lanchonete Locação de institutos de pesquisa e outros serviços secundários na área mais periférica do campus Re-modelação da rede viária do campus Acessos de veículos sem intercomunicação dentro do campus, evitando trânsito interno desnecessário de veículos e valorizando o pedestre e o ciclista a partir de vias com tratamento paisagístico diferenciado Blocos de estacionamento para cada setor da rede viária de veículos Intercomunicação sobre córregos apenas por passarelas para ciclistas e pedestres, optando por elementos construtivos de baixo impacto e intervenção na APP Manutenção da locação atual das áreas de reserva legal em torno das APP, servindo como faixa de proteção dos cursos dágua.

22 Diretrizes para implantação e adequação do campus 2 Zoneamento do campus; Aumento da permeabilidade da comunidade local na dinâmica social do campus; Criação de equipamentos públicos de recreação e convivência, principalmente nas áreas de interface, próximas aos loteamentos residenciais Manutenção da locação atual das áreas de reserva legal em torno das APP, servindo como faixa de proteção dos cursos dágua; Monitoramento ambiental; Racionalização do consumo de energia elétrica; Racionalização do consumo de água e reuso.

23 Gestão ambiental do Campus 2 Zoneamento do campus Áreas de uso intensivo Áreas centrais Áreas de uso especial Centro de Conferencia e Instituto de tecnologia, área de ensino Áreas de uso restrito APP´s e reserva legal Monitoramento Ambiental Grau de implantação e regeneração da APP e Reserva Legal Qualidade da água dos cursos dágua Possibilidade de proposição de estudos científicos e projetos de pesquisa nessas áreas aplicados à área do campus Qualidade do ar in door Monitoramento da qualidade do ar dentro dos edifícios, observando índices de poluentes e o conforto térmico nos edifícios

24 Gestão ambiental do Campus 2 Monitoramento Ambiental Estabelecimento de indicadores ambientais Área impermeabilizada, para diferentes zonas do campus Fluxo de veículos Reaproveitamento de resíduos sólidos Intensificação de campanhas de reciclagem a fim de reaproveitar melhor os materiais fazendo, para isso, levantamento dos principais resíduos gerados no campus, e coordenando ações que integrem as fontes geradoras e os usuários, bem como o destino dos materiais reaproveitados Proposição de projeto de compostagem de resíduos orgânicos provenientes do restaurante universitário, integrando-o à comunidade local

25 Gestão ambiental do Campus 2 Racionalização do consumo de energia elétrica Campanhas de conscientização do uso Acompanhamento da eficiência energética dos equipamentos elétricos Racionalização do consumo de água e reuso Manutenção de infra-estrutura hidráulica Atenção quanto a vazamentos/desperdícios Uso de equipamentos mais econômicos Torneiras de fechamento automático, vasos com caixa acoplada Possibilidade de captação de água de chuva Instalação de cisternas nos prédios Possibilidade de reuso de água Utilização desta água para usos menos nobres como limpeza do chão

26 Gestão ambiental do Campus 2 Construção de uma relação saudável com o entorno Criação de eventos e espaços próprios para a aproximação da população à universidade Realização de oficinas de interesse desse público Realização de palestras (conteúdo simples e útil) com o objetivo de atrair a população para a universidade

27 MAPA DA PROPOSTA FINAL PARA O CAMPUS (EM CAD)

28 Não esquecer de salvar em formato de ppt, e não pptx


Carregar ppt "Planejamento Ambiental e Urbanismo Gestão Ambiental – Campus e entorno Fábio Lucas Vieira Degrecci José Pedro Zuffo Janducci Marcelo Marreco Raphael Ricardo."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google