A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

o Trovadorismo se manifestou na Idade Média, período este que teve início com o fim do Império Romano (destruído no século V com a invasão dos bárbaros.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "o Trovadorismo se manifestou na Idade Média, período este que teve início com o fim do Império Romano (destruído no século V com a invasão dos bárbaros."— Transcrição da apresentação:

1

2 o Trovadorismo se manifestou na Idade Média, período este que teve início com o fim do Império Romano (destruído no século V com a invasão dos bárbaros vindos do norte da Europa), e se estendeu até o século XV, quando se deu a época do Renascimento.

3 O trabalho camponês nos feudos – principal atividade durante o período trovadoresco

4 Toda a Europa dessa época sofria com as sucessivas invasões dos povos germânicos, fato este que culminava em inúmeras guerras. Nessa conjuntura desenvolveu-se o sistema econômico denominado de feudalismo, no qual o direito de governar se concentrava somente nas mãos do senhor feudal, o qual mantinha plenos poderes sobre todos os seus servos e vassalos que trabalhavam em suas terras.

5 Poder Rei e Igreja

6 Cultura e Religião A Idade Média foi fortemente influenciada pela Igreja, a qual detinha o poder político e econômico, mantendo-se acima até de toda a nobreza feudal. Nesse ínterim, figurava uma visão de mundo baseada tão somente no teocentrismo, cuja ideologia afirmava que Deus era o centro de todas as coisas. Assim, o homem mantinha-se totalmente crédulo e religioso.

7 Trovadores

8 Na lírica medieval, os trovadores eram os artistas de origem nobre, que compunham e cantavam, com o acompanhamento de instrumentos musicais, as cantigas (poesias cantadas). Estas cantigas eram manuscritas e reunidas em livros, conhecidos como Cancioneiros. Temos conhecimento de apenas três Cancioneiros. São eles: Cancioneiro da Biblioteca, Cancioneiro da Ajuda e Cancioneiro da Vaticana.

9 Produções Literárias O marco inicial do Trovadorismo é a Cantiga da Ribeirinha (conhecida também como Cantiga da Garvaia), escrita por Paio Soares de Taveirós no ano de 1189.

10 Cantigas

11 Escárnio e Mal dizer

12 Cantigas de Maldizer: através delas, os trovadores faziam sátiras diretas, chegando muitas vezes a agressões verbais. Em algumas situações eram utilizados palavrões. O nome da pessoa satirizada podia aparecer explicitamente na cantiga ou não. Cantigas de Escárnio: nestas cantigas o nome da pessoa satirizada não aparecia. As sátiras eram feitas de forma indireta, utilizando-se de duplos sentidos..

13 Cantigas de amor e amigo

14 Cantigas de Amor: neste tipo de cantiga o trovador destaca todas as qualidades da mulher amada, colocando- se numa posição inferior (de vassalo) a ela. O tema mais comum é o amor não correspondido. As cantigas de amor reproduzem o sistema hierárquico na época do feudalismo, pois o trovador passa a ser o vassalo da amada (suserana) e espera receber um benefício em troca de seus serviços (as trovas, o amor dispensado, sofrimento pelo amor não correspondido). Cantigas de Amigo: enquanto nas Cantigas de Amor o eu- lírico é um homem, nas de Amigo é uma mulher (embora os escritores fossem homens). A palavra amigo nestas cantigas tem o significado de namorado. O tema principal é a lamentação da mulher pela falta do amado

15 Canção de amigo Martim Codax Ondas do mar de Vigo, se vistes meu amigo? E ai Deus, se verra cedo! Ondas do mar levado, se vistes meu amado? E ai Deus, se verra cedo! Se vistes meu amigo, o por que eu sospiro? E ai Deus, se verra cedo! Se vistes meu amado, por que ei gran coitado? E ai Deus, se verra cedo!

16 Tradução Tradução: Ondas do mar de Vigo, acaso vistes meu amigo? Queira Deus que ele venha cedo! Ondas do mar agitado, acaso vistes meu amado? Queira Deus que ele venha cedo! Acaso vistes meu amigo aquele por quem suspiro? Queira Deus que ele venha cedo! Acaso vistes meu amado, por quem tenho grande cuidado (preocupado) ? Queira Deus que ele venha cedo!

17 Comparação. RPM ( Paulo Ricardo) Onde está o meu amor? Quem será, com quem se parece? Deve estar por aí Ou será que nem me conhece? Onde andará o meu amor? Seja onde for Irá chegar. Onde está o meu amor? Que será que ele faz da vida? Deve saber amar E outras coisas que Deus duvida. Corre, se esconde Finge que não Jura que sim Morre de amores Aonde? Longe de mim. Onde está o meu amor? Leve e envolto em tanto mistério Deve saber voar Deve ser tudo que eu espero. Onde andará o meu amor? Seja onde for Eu sei que vai chegar Vai chegar! Corre, se esconde Finge que não Jura que sim Morre de amores Aonde? Longe de mim Onde está o meu amor? Deve estar em algum lugar!

18 Referências da Web mo_portugues.htm mo_portugues.htm mo.htm mo.htm m m o&hl=pt- BR&prmd=imvns&tbm=isch&tbo=u&source=univ &sa=X&ei=1XJeT7_9LY260QG4mMzPDw&sqi=2&ve d=0CEYQsAQ&biw=1280&bih=629 o&hl=pt- BR&prmd=imvns&tbm=isch&tbo=u&source=univ &sa=X&ei=1XJeT7_9LY260QG4mMzPDw&sqi=2&ve d=0CEYQsAQ&biw=1280&bih=629


Carregar ppt "o Trovadorismo se manifestou na Idade Média, período este que teve início com o fim do Império Romano (destruído no século V com a invasão dos bárbaros."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google