A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Psicologia e práticas educativas. Aula:01 2010.1.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Psicologia e práticas educativas. Aula:01 2010.1."— Transcrição da apresentação:

1 Psicologia e práticas educativas. Aula:

2 Psicologia da Educação Engloba a psicologia do desenvolvimento, da aprendizagem, social, da personalidade. Finalidade: criar um conhecimento específico com relação aos processos educativos - utilizando os princípios e as explicações da psicologia como instrumento de indagação e de análise. Objeto de estudo é o sujeito inserido no processo ensino-aprendizagem.

3 Os psicólogos educacionais desenvolvem o seu trabalho em conjunto com os educadores de forma a tornar o processo de aprendizagem mais efetivo e significativo para o educando, principalmente no que diz respeito à MOTIVAÇÃO e às dificuldades de aprendizagem. A sua ação estará focada : 1.Nas necessidades da criança na escola 2.Em outras áreas onde as experiências escolares têm impacto.

4 Psicologia do Ensino Faz parte da psicologia da educação, que está ligada a educação escolar. Objetivo: compreender e explicar os processos de mudanças do comportamento dos indivíduos que participam de atividades educativas.

5 Psicologia da Aprendizagem Estuda o complexo processo pelo qual as formas de pensar e os conhecimentos existentes numa sociedade são apropriados pela criança. Para que se possa entender esse processo é necessário reconhecer a natureza social da aprendizagem. As operações cognitivas (aquelas envolvidas no processo de conhecer) são sempre ativamente construídas na interação com outros indivíduos.

6 A aprendizagem é o processo através do qual a criança se apropria ativamente do conteúdo da experiência humana, daquilo que o seu grupo social conhece. Para que a criança aprenda, ela necessitará interagir com outros seres humanos, especialmente com os adultos e com outras crianças mais experientes.

7 Psicologia Educacional X Psicologia Escolar Os termos Psicologia Educacional e Psicologia Escolar não são sinônimos. Psicologia Educacional se refere à pesquisa teórica, sendo assim mais abrangente, a Psicologia Escolar assim como a Psicopedagogia são subdiscipli nas aplicadas.

8 Psicólogos escolares centram o seu trabalho no desenvolvimento das capacidades e necessidades das crianças com dificuldades de aprendizagem, déficit de atenção, hiperatividade, problemas emocionais e comportamentais.

9 Contextualização histórica da Psicologia Educação e Ensino Platão Valorizava os métodos de debate e conversação como formas de alcançar o conhecimento. Alunos deveriam descobrir as coisas superando os problemas impostos pela vida. A educação deveria funcionar como forma de desenvolver o homem moral. A educação deveria dedicar esforços para o desenvolvimento intelectual e físico dos alunos. Aulas de retórica, debates, educação musical, geometria,astronomia e educação militar.

10 Alunos de classes menos favorecidas, Platão dizia que deveriam buscar um trabalho a partir dos 13 anos de idade. Afirmava também que a educação da mulher deveria ser a mesma educação aplicada aos homens. Postulava a existência de algumas idéias inata às quais se pode chegar mediante um processo denominado Noesis. Noesis: captação do objeto pela consciência na operação do pensamento. Apresentação do filme O Mito da Caverna de Platão(Duração 9 minutos)

11 Aristóteles Considerava a família, como se constituía na época, o núcleo inicial da organização das cidades e a primeira instância da educação das crianças. Atribuía, no entanto, aos governantes e aos legisladores o dever de regular e vigiar o funcionamento das famílias para garantir que as crianças crescessem com saúde e obrigações cívicas. Estado o único responsável pelo ensino.

12 Na escola, o princípio do aprendizado seria a imitação. Segundo ele, os bons hábitos se formavam nas crianças pelo exemplo dos adultos. Hábito da virtude deve ser adquirido na escola.

13 John Locke A busca do conhecimento deveria ocorrer através de experiências e não por deduções ou especulações. As experiências científicas devem ser baseadas na observação do mundo. O empirismo filosófico descarta também as explicações baseadas na fé. Locke também afirmava que a mente de uma pessoa ao nascer era uma tábula rasa, ou seja, uma espécie de folha em branco.

14 As experiências que esta pessoa passa pela vida é que vão formando seus conhecimentos e personalidade. Defendia também que todos os seres humanos nascem bons, iguais e independentes. Desta forma é a sociedade a responsável pela formação do indivíduo.

15 Johann Friedrich Herbart A pedagogia mostra os fins da educação; a psicologia, o caminho, os meios e os obstáculos. Filosofo e Psicólogo - fundador da pedagogia como uma disciplina acadêmica. Negava a existência de faculdades inatas A mente funciona com base em representações – que podem ser imagens, idéias ou qualquer outro tipo de manifestação psíquica isolada.

16 Uma das contribuições mais duradouras de Herbart para a educação é o princípio de que a doutrina pedagógica, para ser realmente científica, precisa comprovar-se experimentalmente – uma idéia do filósofo Immanuel Kant ( ) que ele desenvolveu A pedagogia herbartiana tem como objetivo maior a formação moral do estudante. Por considerar a criança um ser moldado intelectualmente e psiquicamente por forças externas, Herbart dá ênfase primordial ao conceito de instrução. Ela é o instrumento pelo qual se alcançam os objetivos da educação.


Carregar ppt "Psicologia e práticas educativas. Aula:01 2010.1."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google