A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Belo Horizonte, Novembro 2012 Compras Públicas: indicadores para conduzir ações Dra. Florencia Ferrer

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Belo Horizonte, Novembro 2012 Compras Públicas: indicadores para conduzir ações Dra. Florencia Ferrer"— Transcrição da apresentação:

1 Belo Horizonte, Novembro 2012 Compras Públicas: indicadores para conduzir ações Dra. Florencia Ferrer

2 Se deve medir o mensurável e transformar em mensurável o que à primeira vista, não for. O que não se define não se pode mensurar. O que não se mensura, não se pode melhorar. O que não se melhora, se deteriora sempre.

3

4 O QUE? Executar projeto para criar meios de efetivar os benefícios aos pequenos negócios previstos na Lei Geral da Micro e Pequena Empresa (Lei Complementar 123/2006).

5 Tipos de indicadores Volume de participação efetiva das micro e pequenas empresas nas compras públicas Tipo de item ou família consumido Modalidade executada etc Estratificação dos contratos por empresas e faixas de valor Diretos Níveis de emprego Níveis de formalização do mercado de trabalho Níveis de arrecadação Diminuição de indicadores de deterioração social etc Indiretos

6 Gestores públicos e micro e pequenos empresários mais capacitados para dar efetividade e fazer uso dos mecanismos de estímulo previstos na Lei Geral; Criação de um sistema apto a monitorar a aplicação da Lei Geral pelos estados e pelo DF; Mais uso do poder de compras governamental como meio de estímulo aos pequenos negócios; Governos adquirindo mais dos pequenos negócios e pequenos negócios vendendo mais para os Governos PROSPERIDADE ECONÔMICA, INCLUSÃO SOCIAL E PRESERVAÇÃO AMBIENTAL PARA O QUÊ?

7 Construindo conjunto de indicadores e desenvolver ferramenta tecnológica para implementação de ranking; Formulando diretrizes de política de orientação para gestores públicos e pequenos empresários, traduzidas em capacitação dos gestores responsáveis pelas aquisições governamentais nos estados brasileiros e no DF; Instituindo reconhecimento e premiação a estados e gestores públicos que se destaquem pelo uso do poder de compras do Estado como fator de desenvolvimento dos pequenos negócios. COMO?

8 Etapa 01: Desenvolvimento de indicadores e métricas e aplicação piloto; Etapa 02: Desenvolvimento e implantação de ferramenta tecnológica; Etapa 03: Orientação e capacitação; Etapa 04: Reconhecimento e premiação. AÇÕES

9 Mas é indispensável pensar compras públicas + melhoria da qualidade do gasto

10 Preços pagos Dimensionamiento da demanda Inovação Processos desnecessários Novas formas de contratacão Logística integrada Uniformização Corrupcão

11 O Estado continua, até os dias atuais, funcionando como há 50 anos, em estruturas verticais.

12 O Estado continua comprando material de informática da mesma forma

13

14 Melhorar a qualidade do gasto é a única forma de atender demandas crescentes

15 É a única forma de aumentar os investimentos públicos necessários, sem que o estado quebre

16 Visualizar o custo total e não só quando for preciso Melhor preço: qualidade + preço Ampliar opções para seguir movimentos tecnológicos e momentos de mercado Obter maior flexibilidade possível Dimensionar a demanda; não só receber pedidos Obter eficiência: a meta é realizar políticas públicas, não comprar Criar e controlar melhor o sistema de externalidades Que procurar? Agregar mais valor a cada real arrecadado

17 Gerar maior impacto social com cada compra Usar o poder de compra para mudar o entorno: MPE Criar mercados Consolidar mercados emergentes Promover a inovação: o Dados abertos o Incorporar mercados emergentes Que procurar? Agregar mais valor a cada real arrecadado Mais cidadania a cada serviço prestado

18 Reducão dos custos de transação Ganho em escala + descentralização Aumentar o ritmo na incorporação de knowhow e inovação Introduzir mecanismos de competência positiva Acordar os espaços e tempos entre o executor e o elaborador de políticas Usar mecanismos de estímulo e não só de castigo e controle Que procurar? Agregar mais valor a cada real arrecadado Mais cidadania em cada serviço prestado Aprender com o Mercado

19 Redução de custos processuais com inovação

20 É insano esperar resultados diferentes fazendo sempre o mesmo

21 Redução de custos para o Estado por processo de compra: Sao Paulo (BEC) Economia: 73%

22 Redução de custos para a empresa provedora por processo de compra: Sao Paulo (BEC) Economia: 94%

23 Economia para o Governo do Estado de Sao Paulo: Mais de 33 Bilhões Economia para os cidadãos : Mais de 94 Milhões

24 Impactos econômicos das Compras Públicas

25 Algunos dados sobre o volumen de compras públicas no mundo Mercado Mundial de Compras Públicas US$ 6 trilhões 70% do gasto público mundial é investido em infraestrutura Governo Chinês investe US$88 billhões em compras públicas de bens 30% do PIB da India são compras públicas: US$247 bilhões Fonte: OCDE,2011

26 Temas de gestão de compras públicas

27 Evolução do modelo conceitual Unificar Requisições Predizer Demanda Planejar Centralizar negociação Granularizar a entrega Comprar Economia Desempenho Auferir

28 Caminhando para uma visão integral da política de compras 2. Central de compras compartilhadas 3. Padrão das estaduais 4. Catálogo dinâmico de materiais e serviços 5. Central de licitações 6. Negociação e entrega 1. Equipe orientadora de planejamento

29 Central de compras compartilhadas Compra A Setor 1 Setor 2 Setor n Compra B Setor 1 Setor 2 Setor n Compra n Setor 1 Setor 2 Setor n Compras compartilhadas Compra A Compra B Compra n Compra B Compra A 1.Alavancagem em volume de compras 2.Melhor poder de negociação 3.Melhoria do qualidade do Gasto Público

30

31 Portais de transparência

32 Dra. Florencia Ferrer Obrigada!


Carregar ppt "Belo Horizonte, Novembro 2012 Compras Públicas: indicadores para conduzir ações Dra. Florencia Ferrer"

Apresentações semelhantes


Anúncios Google