A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

E regozijem-se ali perante o Senhor, o seu Deus, vocês, os seus filhos e filhas, os seus servos e servas, e os levitas que vivem nas cidades de vocês.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "E regozijem-se ali perante o Senhor, o seu Deus, vocês, os seus filhos e filhas, os seus servos e servas, e os levitas que vivem nas cidades de vocês."— Transcrição da apresentação:

1

2 E regozijem-se ali perante o Senhor, o seu Deus, vocês, os seus filhos e filhas, os seus servos e servas, e os levitas que vivem nas cidades de vocês por não terem recebido terras nem propriedades (Dt 12:12, NVI).

3 Estudar e compreender o serviço do antigo santuário israelita. Estudar e compreender o serviço do antigo santuário israelita. Compreender como todo o cerimonial era a representação de algo muito maior. Compreender como todo o cerimonial era a representação de algo muito maior. Como podemos hoje aprender, com o antigo santuário israelita, a adquirirmos uma experiência mais profunda de Como podemos hoje aprender, com o antigo santuário israelita, a adquirirmos uma experiência mais profunda de adoração ao nosso Deus. adoração ao nosso Deus.

4 A nossa devoção pessoal a Deus, precisa vir do coração, da mente, de um verdadeiro relacionamento de fé com Ele, pois o Pai busca quem o adore em espírito e em verdade.

5 Deus disse: Eles me farão um santuário e eu morarei entre eles. Por que você acha que Deus queria morar no meio do seu povo? Há nisso uma ligação ao fato de Deus habitar entre nós através de Jesus, Aquele que é Emanuel, Deus conosco?

6 Deus estendeu Sua tenda ao lado da dos homens, para que pudesse viver entre nós, e tornar-nos familiares com Seu caráter e vida divinos. Desejado de Todas as Nações, 23. Deus estendeu Sua tenda ao lado da dos homens, para que pudesse viver entre nós, e tornar-nos familiares com Seu caráter e vida divinos. Desejado de Todas as Nações, 23.

7 Desde que Cristo veio habitar entre nós, sabemos que Deus está relacionado com as nossas provações, e Se compadece de nossas dores. Todo filho e filha de Adão pode compreender que nosso Criador é o amigo dos pecadores. Pois em toda doutrina de graça, toda promessa de alegria, todo ato de amor, toda atração divina apresentada na vida do Desde que Cristo veio habitar entre nós, sabemos que Deus está relacionado com as nossas provações, e Se compadece de nossas dores. Todo filho e filha de Adão pode compreender que nosso Criador é o amigo dos pecadores. Pois em toda doutrina de graça, toda promessa de alegria, todo ato de amor, toda atração divina apresentada na vida do Salvador na Terra, vemos "Deus conosco". Salvador na Terra, vemos "Deus conosco". (Mat. 1: 23). Idem, 24. (Mat. 1: 23). Idem, 24.

8 Na pessoa de Jesus, Deus armou sua tenda entre os homens, veio habitar conosco, para que pudéssemos conhecer Deus, Sua santidade, justiça e amor. Na pessoa de Jesus, Deus armou sua tenda entre os homens, veio habitar conosco, para que pudéssemos conhecer Deus, Sua santidade, justiça e amor.

9 Deus se sujeitou a habitar num tabernáculo feito por mãos humanas, mas por que você acha, Ele não forneceu o material para a construção, mas permitiu que seu povo doasse voluntariamente?

10 Deus permite que todos os seus servos, lhe adorem com os bens materiais que Ele próprio lhes confiou como uma dádiva de amor e cuidado, todos os Seus filhos são mordomos para realizar Seus propósitos e suprir abundantemente com seus recursos, a Sua causa na terra. Deus permite que todos os seus servos, lhe adorem com os bens materiais que Ele próprio lhes confiou como uma dádiva de amor e cuidado, todos os Seus filhos são mordomos para realizar Seus propósitos e suprir abundantemente com seus recursos, a Sua causa na terra.

11 Todos os que amam ao Senhor são chamados a adorar através de ofertas de gratidão e louvor, pois todo o que ama dá. Deus amou o mundo de tal maneira que deu seu Filho para nos resgatar do pecado. Deus amou, por isso deu. Quem não dá com alegria é porque não O ama de todo o coração. Todos os que amam ao Senhor são chamados a adorar através de ofertas de gratidão e louvor, pois todo o que ama dá. Deus amou o mundo de tal maneira que deu seu Filho para nos resgatar do pecado. Deus amou, por isso deu. Quem não dá com alegria é porque não O ama de todo o coração.

12 O apóstolo Paulo, em seu ministério entre as igrejas, foi incansável em seus esforços para inspirar no coração dos novos conversos o desejo de fazer grandes coisas pela causa de Deus. Muitas vezes ele os exortava à liberalidade. (continuação) O apóstolo Paulo, em seu ministério entre as igrejas, foi incansável em seus esforços para inspirar no coração dos novos conversos o desejo de fazer grandes coisas pela causa de Deus. Muitas vezes ele os exortava à liberalidade. (continuação)

13 Falando aos anciãos de Éfeso sobre suas anteriores atividades entre eles, disse: "Tenho- vos mostrado em tudo que, trabalhando assim, é necessário auxiliar os enfermos, e recordar as palavras do Senhor Jesus, que disse: Mais bem-aventurada coisa é dar do que receber." Atos 20:35. (continuação) Falando aos anciãos de Éfeso sobre suas anteriores atividades entre eles, disse: "Tenho- vos mostrado em tudo que, trabalhando assim, é necessário auxiliar os enfermos, e recordar as palavras do Senhor Jesus, que disse: Mais bem-aventurada coisa é dar do que receber." Atos 20:35. (continuação)

14 "E digo isto", escreveu ele aos coríntios, "que o que semeia pouco, pouco também ceifará; e o que semeia em abundância, em abundância também ceifará". "Cada um contribua segundo propôs no seu coração; não com tristeza, ou por necessidade; porque Deus ama ao que dá com alegria." II Cor. 9:6 e 7. Atos dos Apóstolos, 342. "E digo isto", escreveu ele aos coríntios, "que o que semeia pouco, pouco também ceifará; e o que semeia em abundância, em abundância também ceifará". "Cada um contribua segundo propôs no seu coração; não com tristeza, ou por necessidade; porque Deus ama ao que dá com alegria." II Cor. 9:6 e 7. Atos dos Apóstolos, 342.

15 Por que você acha que Deus instituiu um sistema de sacrifício de animais contínuo, o que Ele queria ensinar aos homens?

16 O sacrifício diário de cordeiros, pela manhã e a tarde, chamado de holocausto contínuo (Êx 29:42), devia transmitir ao povo a ideia de constante dependência de Deus, quanto a necessidade humana de arrependimento, confissão, perdão e aceitação. O fogo permanente sobre o altar lembrava ao povo a necessidade de um Salvador. O sacrifício diário de cordeiros, pela manhã e a tarde, chamado de holocausto contínuo (Êx 29:42), devia transmitir ao povo a ideia de constante dependência de Deus, quanto a necessidade humana de arrependimento, confissão, perdão e aceitação. O fogo permanente sobre o altar lembrava ao povo a necessidade de um Salvador.

17 A morte de um cordeiro é uma cena chocante, pois é um animal dócil e indefeso. Essa cena devia levar cada adorador a um profundo sentimento de pesar e aflição. Pela fé, deveriam enxergar o Salvador, como Cordeiro de Deus, com sua morte substitutiva, tirando o pecado do mundo. A morte de um cordeiro é uma cena chocante, pois é um animal dócil e indefeso. Essa cena devia levar cada adorador a um profundo sentimento de pesar e aflição. Pela fé, deveriam enxergar o Salvador, como Cordeiro de Deus, com sua morte substitutiva, tirando o pecado do mundo.

18 O Salvador profetizado devia vir, não como um rei temporal, para livrar a nação judaica de opressores terrestres, mas como um homem entre homens, para viver uma vida de pobreza e humildade, e ser afinal desprezado, rejeitado e morto. (continuação) O Salvador profetizado devia vir, não como um rei temporal, para livrar a nação judaica de opressores terrestres, mas como um homem entre homens, para viver uma vida de pobreza e humildade, e ser afinal desprezado, rejeitado e morto. (continuação)

19 O Salvador predito nas Escrituras do Antigo Testamento devia oferecer-Se como um sacrifício em favor da raça caída, cumprindo assim cada requisito da lei quebrantada. NEle os tipos sacrificais deviam encontrar seu antítipo, e Sua morte na cruz devia emprestar significado à inteira dispensação judaica. Atos dos Apóstolos, 228, 229. O Salvador predito nas Escrituras do Antigo Testamento devia oferecer-Se como um sacrifício em favor da raça caída, cumprindo assim cada requisito da lei quebrantada. NEle os tipos sacrificais deviam encontrar seu antítipo, e Sua morte na cruz devia emprestar significado à inteira dispensação judaica. Atos dos Apóstolos, 228, 229.

20 O que significa em sua profundidade a verdade de que todos nós fomos criados para ter comunhão com Deus?

21 Jesus afirmou, em Sua oração sacerdotal, que a vida eterna é que se conheça a Deus como único Deus verdadeiro e a Jesus, aquele que Deus enviou como Salvador. Conhecer é mais do que saber coisas a respeito de alguém, crer em doutrinas e praticar ritos e cerimônias, mas envolve vivência, comunhão e uma vida de Jesus afirmou, em Sua oração sacerdotal, que a vida eterna é que se conheça a Deus como único Deus verdadeiro e a Jesus, aquele que Deus enviou como Salvador. Conhecer é mais do que saber coisas a respeito de alguém, crer em doutrinas e praticar ritos e cerimônias, mas envolve vivência, comunhão e uma vida de constante ligação com Deus. constante ligação com Deus.

22 Comunhão envolve dedicar tempo para estar a sós com Deus, e pela leitura da Palavra, pela oração, ações de graça e hinos espirituais, adorar a Deus. Depois de haver sido formada a união com Cristo, só pode ser conservada por meio de fervorosa oração e incansável esforço. Devemos resistir ao próprio eu, negá-lo, vencê-lo. Mediante a graça de Cristo, pela coragem, pela fé, pela vigilância, é-nos possível obter a vitória. Testimonies, vol. 5, pág Comunhão envolve dedicar tempo para estar a sós com Deus, e pela leitura da Palavra, pela oração, ações de graça e hinos espirituais, adorar a Deus. Depois de haver sido formada a união com Cristo, só pode ser conservada por meio de fervorosa oração e incansável esforço. Devemos resistir ao próprio eu, negá-lo, vencê-lo. Mediante a graça de Cristo, pela coragem, pela fé, pela vigilância, é-nos possível obter a vitória. Testimonies, vol. 5, pág. 231.

23 A união com Cristo, por meio da fé viva, é duradoura; qualquer outra união está condenada a perecer. Cristo nos escolheu primeiro pagando por nossa redenção um preço infinito; e o verdadeiro crente escolhe a Cristo como primeiro, e último, e melhor de todas as coisas. Essa união, porém, custa-nos alguma coisa. (continuação) A união com Cristo, por meio da fé viva, é duradoura; qualquer outra união está condenada a perecer. Cristo nos escolheu primeiro pagando por nossa redenção um preço infinito; e o verdadeiro crente escolhe a Cristo como primeiro, e último, e melhor de todas as coisas. Essa união, porém, custa-nos alguma coisa. (continuação)

24 É uma união da mais íntima dependência, da qual deverá participar um ser orgulhoso. Todos os que a formam precisam sentir sua necessidade do sangue propiciador de Cristo. Precisam experimentar a mudança do coração. Precisam submeter sua própria vontade a vontade de Deus. Haverá luta contra obstáculos externos e internos. É preciso que haja doloroso trabalho de desligamento bem como É uma união da mais íntima dependência, da qual deverá participar um ser orgulhoso. Todos os que a formam precisam sentir sua necessidade do sangue propiciador de Cristo. Precisam experimentar a mudança do coração. Precisam submeter sua própria vontade a vontade de Deus. Haverá luta contra obstáculos externos e internos. É preciso que haja doloroso trabalho de desligamento bem como de ligamento. (continuação) de ligamento. (continuação)

25 O orgulho, o egoísmo, a vaidade, o mundanismo - o pecado em todas as suas formas - precisa ser vencido, se quisermos entrar em comunhão com Cristo. A razão por que muitos acham a vida cristã tão deploravelmente difícil, por que são tão inconstantes, tão volúveis, é que procuram ligar-se a Cristo sem primeiramente se desligarem de ídolos acariciados. Mensagens aos Jovens, 118. O orgulho, o egoísmo, a vaidade, o mundanismo - o pecado em todas as suas formas - precisa ser vencido, se quisermos entrar em comunhão com Cristo. A razão por que muitos acham a vida cristã tão deploravelmente difícil, por que são tão inconstantes, tão volúveis, é que procuram ligar-se a Cristo sem primeiramente se desligarem de ídolos acariciados. Mensagens aos Jovens, 118.

26 Como era o culto de adoração dos israelitas diante do Senhor no Seu santuário, e o que isso tem a ver conosco hoje?

27 Foi o Senhor que instituiu e orientou a respeito de como seria prestada adoração a Ele. Ele estabeleceu regras estritas sobre o que e como deveria ser feito, mas essas diretrizes não eram fins em si mesmas. Deus desejava que Seu povo fosse uma demonstração prática de como é feliz a nação cujo o Deus é o Senhor. Seu povo Foi o Senhor que instituiu e orientou a respeito de como seria prestada adoração a Ele. Ele estabeleceu regras estritas sobre o que e como deveria ser feito, mas essas diretrizes não eram fins em si mesmas. Deus desejava que Seu povo fosse uma demonstração prática de como é feliz a nação cujo o Deus é o Senhor. Seu povo deveria viver em santidade e desfrutar da deveria viver em santidade e desfrutar da alegria de viver no Senhor. alegria de viver no Senhor.

28 O perigo que corre hoje sobre adoração e estilo de culto está nos extremos: de um lado se encontra um estilo ritualístico e formal, destituído da alegria da salvação e no outro lado um estilo emocional e sem regras, sem a devida decência e ordem que Deus espera de todo adorador que se aproxima Dele. O perigo que corre hoje sobre adoração e estilo de culto está nos extremos: de um lado se encontra um estilo ritualístico e formal, destituído da alegria da salvação e no outro lado um estilo emocional e sem regras, sem a devida decência e ordem que Deus espera de todo adorador que se aproxima Dele.

29 A adoração prestada em sinceridade de coração tem grande recompensa. "Teu Pai, que vê em segredo, te recompensará publicamente." Mat. 6:6. Pela vida que vivemos mediante a graça de Cristo, forma-se o caráter. A beleza original começa a ser restaurada na alma. São comunicados os atributos do caráter de A adoração prestada em sinceridade de coração tem grande recompensa. "Teu Pai, que vê em segredo, te recompensará publicamente." Mat. 6:6. Pela vida que vivemos mediante a graça de Cristo, forma-se o caráter. A beleza original começa a ser restaurada na alma. São comunicados os atributos do caráter de Cristo, começando a refletir-se a imagem Cristo, começando a refletir-se a imagem do Divino. (continuação) do Divino. (continuação)

30 A fisionomia dos homens e mulheres que andam e trabalham com Deus, exprime a paz do Céu. São circundados da atmosfera celeste. Para essas pessoas começou o reino de Deus. Possuem a alegria de Cristo, a satisfação de ser uma bênção à humanidade. Têm a honra de ser aceitos para o serviço do Mestre; é-lhes A fisionomia dos homens e mulheres que andam e trabalham com Deus, exprime a paz do Céu. São circundados da atmosfera celeste. Para essas pessoas começou o reino de Deus. Possuem a alegria de Cristo, a satisfação de ser uma bênção à humanidade. Têm a honra de ser aceitos para o serviço do Mestre; é-lhes confiado o fazer Sua obra em Seu nome. confiado o fazer Sua obra em Seu nome. Desejado de Todas as Nações, 312. Desejado de Todas as Nações, 312.

31 1.Deus em Sua misericórdia veio habitar com Seu povo para lhes revelar Seu caráter Santo, para que esses pudessem aprender com Ele algo da santidade que Ele esperava dos Seus.

32 2.Jesus armou sua tenda entre nós para nos revelar o amor e a bondade de Deus, e para que através de sua vida imaculada e perfeito sacrifício comprasse para Deus, pelo Seu sangue, todo filho e filha de Adão que, pela fé, aceitasse Sua morte substitutiva.

33 3.O salmista disse: Alegrei-me quando me disseram, vamos a Casa do Senhor. O culto prestado ao nosso Deus deve ser cheio de alegria e manifestação de louvor, mas feito com a ordem que é peculiar a tudo que se relaciona a Deus.

34 4.Deus quer que Seu povo limpe as mãos e purifique o coração. Porventura fazer isso os tornará infelizes? Virá infelicidade a sua família se forem bondosos e pacientes, corteses e longânimos? - Longe disso! A bondade que manifestarem para com a família, refletir- se-á sobre eles mesmos. Essa é a obra que deve ser promovida no lar. Se os membros de uma família não estiverem preparados para habitar em paz aqui, não estarão preparados para morar com a família que se há de reunir em volta do grande trono branco. Nos Lugares Celestiais, MM 1968, p.30.

35 - Resumo: Pr. Nilton Oliveira – Pastor do Distrito de Maringá, na ANP. de Maringá, na ANP. - Slides Apresentação: Departamento de - Slides Apresentação: Departamento de Escola Sabatina da USB. Escola Sabatina da USB.

36


Carregar ppt "E regozijem-se ali perante o Senhor, o seu Deus, vocês, os seus filhos e filhas, os seus servos e servas, e os levitas que vivem nas cidades de vocês."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google