A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

18/10/2005 Reunião Plenária e Conselho CIESP / Bauru.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "18/10/2005 Reunião Plenária e Conselho CIESP / Bauru."— Transcrição da apresentação:

1 18/10/2005 Reunião Plenária e Conselho CIESP / Bauru

2 18h00 Recepção

3 18h30 Abertura - Ricardo Marques Coube, Diretor Titular do CIESP Regional Bauru

4 18h40 Banco Nossa Caixa Apresentação do Programa Crédito Empresarial

5 18h55 Análise da Cobrança de Taxa para a construção da Estação de Tratamento de Esgoto.

6 F T E FUNDO PARA TRATAMENTO DE ESGOTO PROPOSTA Administração: José Clemente Rezende

7 Referência 08/05 FONTE DE DADOS: DIVISÃO FINANCEIRA Pelo sistema de tarifação vigente, o valor lançado como tarifa de esgoto é de 60% do valor relativo à água. Pelo sistema proposto para tarifação, o valor lançado como tarifa de esgoto é de 100% do valor relativo à água, constituindo a diferença o Fundo para Tratamento de Esgoto (FTE) Ligações Ativas: Categoria Residencial: (90,6%) Categoria Comercial: (8,0%) Categoria Industrial: (1,4%) Total: Notas Explicativas Administração: José Clemente Rezende

8 Tarifação Proposta Tarifação Atual Administração: José Clemente Rezende

9 Referência 08/05 FONTE DE DADOS: DIVISÃO FINANCEIRA FAIXAPERCENTUAL (%) - SOBRE LIGAÇÕES ATIVAS CONSUMO - M³TOTAL DE LIGAÇÕES ATIVASFAIXAACUMULADO 0 a ,4 06 a ,462, ,366,1 19 a ,072,1 22 a ,381,4 26 a ,488,8 31 a ,293,0 acima de ,0100,0 Dados relativos à ligações residenciais Tabela de Ligações por Faixa de Consumo Administração: José Clemente Rezende

10 FONTE DE DADOS: DIVISÃO FINANCEIRA TARIFA SEM TRATAMENTO ESGOTO TARIFA COM TRATAMENTO DE ESGOTO DIFERENÇA Consumo M³ Tarifas Água / Esgoto R$ Total Água / Esgoto R$ Tarifas Água / Esgoto R$ Total Água / Esgoto R$ TARIFA SEM TRATAMENTO X TARIFA COM TRATAMENTO 19 A - 16,44 26,30 A - 16,44 32,886,58 E - 9,86E - 16,44 21 A - 18,98 30,37 A - 18,98 37,967,59 E - 11,39E - 18,98 25 A - 25,54 40,86 A - 25,54 51,0810,22 E - 15,32E - 25,54 30 A - 33,74 53,98 A - 33,74 67,4813,50 E - 20,24E - 33,74 35 A - 45,56 72,90 A - 45,56 91,1218,22 E - 27,34E - 45,56 OBS.: O CONSUMO MÉDIO MENSAL, CATEGORIA RESIDENCIAL, É DE 19M³ Categoria Residencial Administração: José Clemente Rezende

11 Referência 08/05 FONTE DE DADOS: DIVISÃO FINANCEIRA TARIFA SEM TRATAMENTO ESGOTO TARIFA COM TRATAMENTO DE ESGOTO DIFERENÇA Consumo m³ Água / Esgoto R$ Total Água / Esgoto R$ Água / Esgoto R$ Total Água / Esgoto R$ TARIFA SEM TRATAMENTO x TARIFA COM TRATAMENTO 10 A - 30,50 48,80 A - 30,50 61,0012,20 E - 18,30E - 30,50 20 A - 67,96 108,74 A - 67,96 135,9227,18 E - 40,78E - 67,96 25 A - 88,98 142,37 A - 88,98 177,9635,59 E - 53,39E - 88,98 30 A - 110,03 176,05 A - 110,03 220,0644,01 E - 66,02E - 110,03 35 A - 132,40 211,84 A - 132,40 264,80 52,96 E - 79,44E - 132,40 Categoria Comercial LIGAÇÕES ATIVAS Até 10 m 3 11 a 20 m 3 21 a 25 m 3 26 a 30 m 3 31 a 35 m 3 TT %66,214,44,02,91,789,20 Administração: José Clemente Rezende

12 Referência 08/05 FONTE DE DADOS: DIVISÃO FINANCEIRA Categoria Industrial LIGAÇÕES ATIVAS Até 30 m 3 31 a 50 m 3 51 a 70 m 3 71 a 90 m 3 91 a 110 m a 130 m a 150 m 3 TT %88,45,42,11,20,40,20,398 TARIFA ATUAL – R$ TARIFA COM TRATAMENTO DE ESGOTO - R$ DIFERENÇA – R$ ÁGUA E ESGOTO Consumo m³ com produção própria sem produção própria Total lançamento sem produção própria - R$ sem produção própria TT Sem produção própria Com produção própria 30 A -nihil (85,20)A - 102,76 164,41 A - 102,76 205,5241,1134,08 E - 51,12E - 61,65E - 102,76 50 A -nihil (142,00)A - 194,15 310,64 A - 194,15 388,3077,6656,80 E - 85,20E - 116,49E - 194,15 70 A -nihil (198,80)A - 354,26 566,81 A - 354,26 708,52141,7179,52 E - 119,28E - 212,55E - 354,26 90 A -nihil (255,60)A - 537,26 859,61 A - 537, ,52214,91102,24 E - 153,36E - 322,35E - 537, A -nihil (312,40)A - 720, ,21 A - 720, ,52270,31124,96 E - 187,44E - 450,45E - 720, A -nihil (369,20)A - 904, ,61 A - 904, ,52361,91147,68 E - 221,52E - 542,85E - 904, A -nihil (426,00)A , ,01 A , ,52435,51170,40 E - 255,60E – 653,25E ,76 Administração: José Clemente Rezende

13 FONTE DE DADOS: DIVISÃO FINANCEIRA Dados Contábeis Arrecadação tarifária 2004 CATEGORIA % SOBRE ARREC. TARIF. TARIFA SEM TRATAMENTO TARIFA COM TRATAMENTO AGUA R$ TOTAL R$ AGUA R$ TOTAL R$ ESGOTO R$ RESIDENCIAL62,3 A , ,00 A , ,00 E ,00 E ,00 COMERCIAL22,9 A , ,00 A , ,00 E ,00 E ,00 INDUSTRIAL4,4 A , ,00 A , ,00 E ,00 E ,00 PUBLICA5,6 A , ,00 A , ,00 E ,00 E ,00 OUTRAS4,8 A , ,00 A , ,00 E ,00 E , , ,00 Administração: José Clemente Rezende

14 FONTE DE DADOS: DIVISÃO FINANCEIRA COMPOSIÇÃO ARRECADAÇÃO MENSAL R$ DIFERENÇA ARRECADAÇÃO - R$ Média mensal arrecadação 2004 R$ Média mensal projetada com reajuste 17,89% R$ Arrecadação anual projetada após reajuste 17,89% Tarifa Atual Tarifa Vinculada Esgoto Decorrente Produção própria de água MensalAnual , , ,00 A ,00 nihil , ,00 E ,00E – ,00E – ,00 TOTAL , ,00E – ,00 FTE – Fundo para Tratamento de Esgoto Reflexo na Arrecadação Tarifária Total - Projeção Administração: José Clemente Rezende

15 FONTE DE DADOS: DIVISÃO FINANCEIRA Resumo Tarifário Arrecadação - dados TARIFA ARRECADADA - MODELO ATUAL R$ ,00 2. TARIFA PROJETADA - COM TRATAMENTO DE ESGOTO R$ ,00 3. DIFERENÇA R$ ,00 4. DIFERENÇA APLICADO REAJUSTE TARIFÁRIO ( 17,89 %) R$ ,00 Administração: José Clemente Rezende

16 FONTE DE DADOS: DIVISÃO FINANCEIRA Dados Contábeis Arrecadação tarifária – Setembro/2005 e Projeção Anual CATEGORIA % SOBRE ARREC. TARIF. TARIFA SEM TRATAMENTOTARIFA COM TRATAMENTO AGUA - R$ PROJEÇÃO 12 MESES - R$ AGUA - R$ DIFERENÇA – R$ ESGOTO - R$ RESIDENCIAL64,4 A – ,00 A – , ,00 (para FTE) E – ,00 E – ,00 E – ,00 COMERCIAL22,0 A – ,00 A – ,00 E – ,00 E – ,00 E – ,00 INDUSTRIAL3,8 A – ,00 A – ,00 E – ,00 E – ,00 E – ,00 PUBLICA5,4 A – ,00 A – ,00 E ,00 E ,00 E ,00 OUTRAS4,4 A – ,00 A – ,00 E – ,00 E – ,00 E – , , ,00 Administração: José Clemente Rezende

17 FONTE DE DADOS: DIVISÃO DE PLANEJAMENTO A Executar - R$ Execução 2005 Recursos Próprios + CEF - R$ Saldo a Contratar - R$ Obra Orç. SEREC Dez / 2000 Orç. SABESP Dez / 2004 Orç. SABESP Dez / ,58 Interceptores , , ,60 ETE , ,90_ Investimentos Valores das Obras Administração: José Clemente Rezende

18 FONTE DE DADOS: DIVISÃO DE PLANEJAMENTO ObraInvestimento - R$ Disponibilidade mensal Tarifa vinculada - R$ Prazo de conclusão - meses Interceptores , ,0026,3 ETE , ,0060,1 Totais , ,00 / mês86,4 meses (~7,2 anos) Projeção Investimento x Recursos Disponíveis Administração: José Clemente Rezende

19 FONTE DE DADOS: DIVISÃO DE PLANEJAMENTO Conheça o valor da sua conta com FTE Para usuários com produção própria de água (poço particular) - Faça a divisão: pegue o valor de sua conta atual e divida por 0,6 - Faça a subtração: valor encontrado menos valor de sua conta atual – (sem FTE) A diferença obtida será destinada ao FTE – Fundo para o Tratamento de Esgoto Exemplo: Valor atual de sua conta: R$ 60,00 R$ 60,00 / 0,6 = R$ 100,00 (valor de sua conta com FTE) Diferença: R$ 100,00 – R$ 60,00 = R$ 40,00 Valor destinado ao FTE: R$ 40,00 Administração: José Clemente Rezende

20 FONTE DE DADOS: DIVISÃO DE PLANEJAMENTO Conheça o valor da sua conta com FTE Para usuários com utilização de água fornecida pelo DAE - Faça a divisão: pegue o valor de sua conta atual e divida por 1,6 - Faça a multiplicação: multiplique por 2 o valor obtido na operação anterior - Faça a subtração: valor encontrado menos valor de sua conta atual – (sem FTE) A diferença obtida será destinada ao FTE – Fundo para o Tratamento de Esgoto Exemplo: Valor atual de sua conta: R$ 60,00 R$ 60,00 / 1,6 = R$ 37,50 R$ 37,50 x 2 = R$ 75,00 (valor de sua conta com FTE) Diferença: R$ 75,00 – R$ 60,00 = R$ 15,00 Valor destinado ao FTE: R$ 15,00 Administração: José Clemente Rezende

21 19h35 Mega Evento – Encontro de Empresários Bauru 2005 De 19 a 22 de outubro no Espaço Sagae.

22 19h40 Conheça nossos novos associados

23 19h50 Projetos Sociais:

24 RECICLAGEM: ESQUADRÃO DA VIDA

25 PROJETO RECICLAGEM OBJETIVOS: PROVER O AUTO SUSTENTO DA ENTIDADE CONTINUAR A OFERECER TRATAMENTO GRATUITO AO NECESSITADO

26 COMO VOCÊ PODE PARTICIPAR NOS DOANDO MATERIAL RECICLAVEL VENDENDO PARA O ESQUADRÃO O MATERIAL RECICLAVEL DE SUA EMPRESA

27 PROJETO RECICLAGEM R. JORGE SCHNEYDER FILHO, 3-60 PARQUE PAULISTA - BAURU FONES: (14) /

28 REFORMA IGREJA SANTA TEREZINHA

29 PRESERVAÇÃO E RESTAURAÇÃO DA IGREJA SANTA TERESINHA DO MENINO JESUS BAURU - SP

30 PROJETO APROVADO NA 98ª REUNIÃO, DA COMISSÃO NACIONAL DE INCENTIVO À CULTURA (CNIC) PORTARIA Nº 318 DE 11/08/2003 PUBLICADA NO D. O.U. DE 12/08/2003. PRORROGADA EM 12/01/2004 PRORROGADA EM 12/01/2005 IMÓVEL TOMBADO PELO CONSELHO DE DEFESA DO PATRIMÔNIO CULTURAL DE BAURU (CODEPAC), POR DECRETO MUNICIPAL Nº 9304 DE 21/10/2002 PROPOSTA APROVADA PELO MinC - MINISTÉRIO DA CULTURA PRONAC Nº ATRAVÉS DA LEI 8313/91 (LEI ROUANET).

31 OBJETIVOS: PRESERVAR E RESTAURAR O PATRIMÔNIO HISTÓRICO E CULTURAL. REVITALIZAR A PRAÇA RODRIGUES DE ABREU. INTEGRAR O CIRCUITO DE VISITAÇÃO CULTURAL E HISTÓRICO DA CIDADE. TORNAR UM REFERENCIAL VISUAL E TURÍSTICO PARA O MUNICÍPIO DE BAURU. O OBJETIVO DO PROJETO É VALORIZAR AINDA MAIS SEU INTERIOR, RESSALTANDO ASSIM A LITURGIA DESSE ESPAÇO SAGRADO. O TRABALHO DE PRESERVAÇÃO VISA AINDA APROXIMAR ESSE ESPAÇO DE SUA HISTÓRIA E DA ÉPOCA DE CONSTRUÇÃO.

32 Justificativa: EM RAZÃO DA GRANDIOSIDADE DO PROJETO E IMPERIOSA NECESSIDADE DE PROMOVER A PRESERVAÇÃO E RESTAURAÇÃO DO PATRIMÔNIO TOMBADO, A INICIATIVA DA PROPOSITURA ESTÁ ALICERÇADA NA BUSCA DE PARCEIROS INVESTIDORES E/OU INCENTIVADORES QUE ACREDITEM QUE O PATRIMÔNIO HISTÓRICO E CULTURAL É UM BEM, UMA RIQUEZA DA HUMANIDADE E QUE PRESERVÁ-LO É ASSEGURAR A IDENTIDADE DE UM POVO. FAVORECE A EXECUÇÃO DESSE PROJETO A APROVAÇÃO JUNTO AO MINISTÉRIO DA CULTURA ATRAVÉS DOS BENEFÍCIOS DA LEI ROUANET. ESSA AUTORIZAÇÃO PELO MINC TEM CARÁTER INÉDITO EM NOSSA MACRO REGIÃO ADMINISTRATIVA O QUE NOS TORNA PIONEIROS EM PRESERVAR E RESTAURAR BENS HISTÓRICOS E CULTURAIS TOMBADOS PELO PATRIMÔNIO PÚBLICO. O PROJETO CONTA COM PROFISSIONAIS NA ÁREA DE ARQUITETURA, PAISAGISMO E ARTISTAS ESPECIALIZADOS EM ARTE SACRA. UMA COORDENAÇÃO GERAL, ASSESSORIA JURÍDICA, CONTÁBIL E AUDITORIA EXTERNA ASSEGURAM A GESTÃO DO PROJETO. ATUALMENTE ENCONTRA-SE EM FASE DE CAPTAÇÃO DE RECURSOS JUNTO AO EMPRESARIADO LOCAL E REGIONAL E COMUNIDADE PAROQUIAL.

33 IDEALIZADA PELO PE. JOÃO VAN DER HULST INSPIRADA NA PLANTA DO ARQUITETO HOLANDÊS JOÃO STIIT, A CONSTRUÇÃO DA IGREJA TEVE INÍCIO EM OUTUBRO DE 1931 E TRAZ NA SUA TIPOLOGIA ARQUITETÔNICA A INFLUÊNCIA DA ARQUITETURA NEOGÓTICA, ESPAÇOS INTERIORES COMPOSTOS POR ARCOS OGIVAIS, ALTO PÉ DIREITO E IMPONENTE TORRE CAMPANÁRIO DE 40 METROS. EM 28 DE DEZEMBRO DE 1952, POR DECRETO DO BISPO DIOCESANO, A IGREJA SANTA TERESINHA DO MENINO JESUS, ATÉ ENTÃO ANEXADA À PARÓQUIA DO DIVINO ESPÍRITO SANTO, PASSOU A CONDIÇÃO DE PARÓQUIA. É CONSIDERADA UM MARCO HISTÓRICO E UM MARCO VISUAL PARA BAURU POR SUA BELEZA ARQUITETÔNICA, TESTEMUNHA DA PUJANÇA DA FÉ DOS BAURUENSES E MARCO PARA AS GERAÇÕES FUTURAS.

34 RESTAURAÇÃO DE PISOS, BANCOS E PORTAS, INCLUINDO TORRE, CAMPANÁRIO E CÚPULAS

35 ESTRATÉGIAS DE AÇÃO E MEMORIAL DESCRITIVO: AS ETAPAS DE TRABALHO ESTÃO ESTABELECIDAS EM CONSONÂNCIA COM O PROJETO PROPOSTO, INICIANDO-SE PELA PRESERVAÇÃO DO PATRIMÔNIO TOMBADO: REFORÇO DAS FUNDAÇÕES UTILIZANDO-SE ESTACAS MEGA E REALIZAÇÃO DE BARREIRA QUÍMICA CONTRA CUPINS SUBTERRÂNEOS. (EXECUÇÃO EM 32 DIAS). A INSTALAÇÃO ELÉTRICA SERÁ REFEITA COM A TROCA DE FIAÇÃO (AINDA DA ÉPOCA DA CONSTRUÇÃO) QUE REPRESENTA SITUAÇÃO DE RISCO (EXECUÇÃO EM 60 DIAS). ACÚSTICA, VENTILAÇÃO E LUMINOTECA INTEGRAM A PROPOSTA DO PROJETO (EXECUÇÃO EM 75 DIAS). RESTAURAÇÃO E LIMPEZA DA TORRE, CAMPANÁRIO, CÚPULAS EXTERNAS, PORTAS, VITRAIS E ROSÁCEAS, BANCOS E GRADIS SÃO IGUALMENTE ETAPAS IMPORTANTES (EXECUÇÃO EM 90 DIAS). INSTALAÇÃO DE PAINÉIS DE MADEIRA EM MDF REVESTIDAS COM LÂMINAS EM NOCE BRIANZA COM FRISOS REBAIXADOS EM MADEIRA LAMINADA, GUINDO NAS COLUNAS, PAREDES (RODAPÉS) TERÃO AINDA FUNÇÃO ACÚSTICA (EXECUÇÃO EM 120 DIAS). A LIMPEZA E IMPERMEABILIZAÇÃO DE PEDRAS, PINTURA INTERNA E EXTERNA SERÁ FEITA UTILIZANDO-SE MATERIAIS E PRODUTOS DEFINIDOS PARA PRESERVAR E REVITALIZAR AS CARACTERÍSTICAS ORIGINAIS DO PATRIMÔNIO TOMBADO (EXECUÇÃO EM 120 DIAS). SERÁ ASSEGURADA A RESTAURAÇÃO E REVITALIZAÇÃO DE PINTURAS ARTÍSTICAS E AFRESCOS, ALTARES, CAPELAS, CAPITÉIS, FRISOS E LAJES, BEM COMO REPRODUÇÃO E RELEITURA DA VIA SACRA DA ÉPOCA DA INAUGURAÇÃO DA IGREJA (EXECUÇÃO 300 DIAS). A PRAÇA ONDE O IMÓVEL ESTÁ INSERIDO TERÁ PISO RESTAURADO EM MOSAICO PORTUGUÊS, DESENHO ORIGINAL DOS CANTEIROS, REMETENDO A PROPOSTA À EPOCA DA SUA CONSTRUÇÃO (EXECUÇÃO 100 DIAS).

36 RESTAURAÇÃO DE PINTURAS ARTÍSTICAS

37 REVITALIZAÇÃO DE VITRAIS E ROSÁCEAS REPRODUÇÃO E RELEITURA DA 1ª VIA SACRA INSERÇÃO DO ALTAR DE SANTA TERESINHA REVESTIMENTO DE COLUNAS E PAREDES COM PAINÉIS DE MADEIRA EM MDF

38 PRAÇA RODRIGUES DE ABREU RESGATE DA CONCEPÇÃO DA ÉPOCA DE CONSTRUÇÃO PISO EM MOSAICO PORTUGUES DESENHO ORIGINAL DE CANTEIROS IMPLANTAÇÃO DE ESPELHO DÁGUA

39 FOTOS ATUAIS DA PRAÇA RODRIGUES DE ABREU PAISAGISMO: PAISAGISMO: MOSAICO PORTUGUES MOSAICO PORTUGUES: 2.525,80 m2 PARALELEPÍPEDO: PARALELEPÍPEDO: 214,48 m2 CANTEIROS: 966,20 m2 ÁREA TOTAL: 3.706,48 m2 22 NOVAS ESPÉCIES DE PLANTAS ORNAMENTAIS PRESERVAÇÃO DO MEIO AMBIENTE RESGATE DE ÁREA VERDE CENTRAL DEVOLVER A PRAÇA ÀS FAMÍLIAS, RESGATANDO VALORES DE CONVIVÊNCIA.

40 ESTRUTURA DO PROJETO / ENTIDADE PROPONENTE PROPONENTE COORDENAÇÃO DO PROJETO ASSESSORIA JURÍDICA ASSESSORIA CONTÁBIL AUDITORIA EXTERNA NOME DA ENTIDADE PROPONENTE: Bispado de Bauru - Cúria Diocesana - Paróquia de Santa Teresinha do Menino Jesus CNPJ: / ENDEREÇO DA PARÓQUIA: PRAÇA RODRIGUES DE ABREU, FONE: CEP: BAURU/SP - BRASIL NOME DO RESPONSÁVEL PELA ENTIDADE PROPONENTE: Dom Luiz Antonio Guedes Bispo Diocesano

41 DADOS ATUAIS DO PROJETO VALOR TOTAL APROVADO PELO MINISTÉRIO DA CULTURA PARA CAPTAÇÃO: R$ ,83 PREVISÃO DE RECURSOS NECESSÁRIOS PARA EXECUÇÃO DE PAISAGISMO E MEIO AMBIENTE DA PRAÇA RODRIGUES DE ABREU: R$ ,00 VALOR JÁ CAPTADO : R$ ,00

42 TILIBRA S/A CONFIANÇA SUPERMERCADOS BATERIAS TUDOR PLASÚTIL TV TEM JORNAL DA CIDADE PRINCIPAIS PARCEIROS INCENTIVADORES:

43 COMO PARTICIPAR? PESSOAS JURÍDICAS PESSOAS JURÍDICAS -> TRIBUTADAS COM BASE NO LUCRO REAL, COM ATÉ 4% DO IMPOSTO DEVIDO. PESSOAS FÍSICAS PESSOAS FÍSICAS - > ATÉ 6% DO IMPOSTO DEVIDO (LIMITE GLOBAL DE TODOS OS INCENTIVOS) - PARA DECLARANTES DE FORMULÁRIO COMPLETO PESSOAS FÍSICAS E JURÍDICAS PESSOAS FÍSICAS E JURÍDICAS -> NÃO É NECESSÁRIO TER DOMICÍLIO FISCAL EM BAURU BANCO DO BRASIL DEPÓSITOS - BANCO DO BRASIL AG: CC:

44 REPRODUÇÃO E RELEITURA DA VIA SACRA (ÓLEO SOBRE TELA) DA GRAVURA DO PINTOR LEIBER

45 FORMAS DE DIVULGAÇÃO DO PROJETO E SEUS PARCEIROS E SEUS PARCEIROS - PLACA NA OBRA -IMPRESSOS EM GERAL (BANNERS, FOLDERS, CONVITES -DIVULGAÇÃO EM JORNAL, TELEVISÃO, RÁDIO (MÍDIA EM GERAL) - COMUNIDADE CATÓLICA - SITE NA INTERNET (PAROQUIAL E DIOCESANO)

46 CONSIDERAÇÕES FINAIS: A IGREJA DE SANTA TERESINHA DO MENINO JESUS É UM MARCO HISTÓRICO E VISUAL PARA BAURU, PODENDO SER VISTA A DISTÂNCIA NUM GRANDE RAIO DE AÇÃO. DURANTE ANOS ELA EXERCEU PAPEL PREPONDERANTE POR CAUSA DA DEMOLIÇÃO DA MATRIZ, OCORRIDA DUAS VEZES. A PRESERVAÇÃO PATRIMONIAL, HISTÓRICA E CULTURAL NADA MAIS É DO QUE UM CAMINHO NATURAL DE TODO CIDADÃO OU ENTIDADE, PREOCUPADA COM A HISTÓRIA DE SEU TEMPO. AO CONSEGUIRMOS RESTAURAR ESTE PATRIMÔNIO TOMBADO, ESTAREMOS LEGANDO À GERAÇÕES FUTURAS A CONTINUIDADE DA HISTÓRIA RELIGIOSA DESTA CIDADE. A BELEZA ARQUITETÔNICA CONSEGUIDA ATRAVÉS DO RESPEITO ÀS LEIS ECLESIÁSTICAS E LITURGICAS TORNAM ESTE BEM IMÓVEL ÚNICO PARA MANIFESTAÇÃO DO SAGRADO, E REUNIÃO DOS FIÉIS PARA CELEBRAÇÕES. BUSCAMOS APOIO DE ENTIDADES QUE COMUNGAM CONOSCO DESTES IDEAIS, ACREDITANDO NA REAL POSSIBILIDADE DE SENSIBILIZAÇÃO HISTÓRICA, PARA PODERMOS RESTAURAR O BEM.

47 BISPADO DE BAURU - CÚRIA DIOCESANA BISPADO DE BAURU - CÚRIA DIOCESANA DOM LUIZ ANTONIO GUEDES BISPO DIOCESANO PROJETO ARQUITETÔNICO: HELOISA JACON GEBARA

48 CAMPANHA DE NATAL: DOAÇÃO DE BRINQUEDOS

49 DEZEMBRO / 2004

50

51

52

53 19h55 Agenda dos próximos Eventos 19 a 22/10 – Encontro de Empresários (Feira e Rodada de Negócios) CT Limp e Espaço Empreendedor – CIESP, SENAI, SEBRAE Local: Espaço Sagae Horário: Das 10h às 22h 28/10 – Visita às obras em reforma – ABCC Horário: 8h30 Local: Hospital Manoel de Abreu (R. Salvador Filardi, q.7) NOV - Lançamento do Projeto ISSO Parceria CIESP e SENAI 10/12 – Inauguração das obras ABCC

54 20h Encerramento


Carregar ppt "18/10/2005 Reunião Plenária e Conselho CIESP / Bauru."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google