A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Os ruralistas e o paraíso São Paulo, 2010 Paulo Adario - Greenpeace.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Os ruralistas e o paraíso São Paulo, 2010 Paulo Adario - Greenpeace."— Transcrição da apresentação:

1 Os ruralistas e o paraíso São Paulo, 2010 Paulo Adario - Greenpeace

2 Premissa 1: A Amazônia não é intocável

3 Premissa 2 Nem uma imensa fazenda de soja

4 Premissa 3: Paraíso da biodiversidade 10 % dos mamíferos do mundo (350), de onças e antas a inúmeros primatas 950 espécies de aves mais espécies de peixes (2.000) do que no oceano Atlântico 10 milhões de espécies de insetos

5 A jóia da coroa ambiental 15% das espécies vegetais conhecidas espécies de árvores (650 na América do Norte) 300 espécies de árvores por hectare

6 Lar de 22 milhões de brasileiros E de 170 povos indígenas

7 Premissa 4: a caixa dágua do Brasil e vizinhos Fonte: Saulo Freitas e Karla Longo, INPE/CPTEC Exporta 60% CHUVAS VERÃO SUL E SUDESTE

8 Premissa 5: Importante regulador do clima e do ciclo hidrológico

9

10

11

12 Premissa 6: Desmatamento, vilão do clima uso do solo: 75 a 80% das emissões brasileiras uso do solo: 75 a 80% das emissões brasileiras Desmate na Amazônia => cerca de 55% Desmate na Amazônia => cerca de 55% Menos de 1% do PIB nacional Menos de 1% do PIB nacional Agricultura no Br => 25%, sendo 15% de pecuária Agricultura no Br => 25%, sendo 15% de pecuária Nota: Carlos Nobre, INPE, em debate com Richard Stern na Fapesp, 3 Nov 2008 mais de 800 milhões de tons/ano de CO 2 equivalente (*) mais de 800 milhões de tons/ano de CO 2 equivalente (*) *120 toneladas C/ha em média – IPAM CO2 = C x 3.66 para média anual de 2 milhões de ha Barreira ambiental ao agronegócio

13 Variação da temperatura no planeta (graus C) Média anual Média 5 anos

14 Efeitos do aquecimento global (Parr et al 2001)

15 Para limitar o aquecimento global em menos de 2 º C O tempo não está a nosso favor e o desafio é imenso Pico das emissões globais: 2015 Países ricos devem cortar suas emissões em 40% até 2020 até 80% até 2050 Total descarbonização em 2080 Brasil: reduzir o desmatamento a zero até 2015

16 Média anual Década de 70 – 21 mil km2 Década de 80 – 20 mil km2 Década de 90 – 16,7 mil km – 17 mil km2 1970: 1% desmatado 2009: 17,5% (734 mil km2) A boa notícia: Governo e sociedade fazem sua parte

17 A má notícia: os ruralistas não gostaram

18 Desmatar aumenta renda 18 Preços da terra na Amazônia Fonte dados: Anualpec, 2002

19 Momentos críticos Pico desmatamento Abertura caixa preta do INPE PPCDAM – 2004 Deter – 2004 mas funciona em 2006 Morte da Dorothy e reação do governo e sociedade – Fev 2005 Parques da Terra do Meio – Fev 2005

20 A moratória da soja

21

22 Monitoramento

23 2007:ONGs propõe pacto pelo desmatamento zero desmatamento (ha)Desmatamento evitado C – emissão evitada (t) Ano-base ( 05/06)1,350,000 Ano 11,215,000135,00016,200,000 Ano 2972,000378,00045,360,000 Ano 3680,400669,60080,352,000 Ano 4408,240941,760113,011,200 Ano 5204,1201,145,880137,505,600 Ano 681,6481,268,352152,202,240 Ano 724,4941,325,506159,060,720 Total3,585,9025,864,098703,691,760

24 Momentos críticos Operação Curupira – Jun 2007 Decreto Lula/Marina 6321– dez 2007 Corte de crédito a desmatadores – 2008 Operação Arco de Fogo – Fev 08 Queda da Marina – maio 2008

25 Momentos críticos Queda nos preços das commodities Sobrevalorização do dólar Meltdown financeiro global – 2008

26

27 O controle integrado aumenta em 2008 Regularidade fundiária Licença ambiental Restrição de crédito (Marina) 36 municípios Fiscalização em áreas críticas Apreensão e venda de boi pirata Penalização rápida (Minc) Fonte : Imazon

28 Momentos críticos Espalha-fatos do Minc Operação Boi Pirata – Jun 2008 Operação Ouro Negro Governo assume metas de redução – 2009

29 Governo assume metas de redução do desmatamento

30 Momentos críticos Evaristo Miranda vira beque central dos ruralistas Kátia Abreu assume a CNA e dá peso político à mobilização de fazendeiros – 2009 Acordo Minc/Contag: 2009

31 2009: O pacto da pecuária 75% do desmatamento total ~40% das emissões brasileiras Menos de 1% do PIB

32 Amazônia: 82% do crescimento do rebanho brasileiro nos últimos 18 anos

33 Diferença entre área desmatada em 2007 e 2008 SAD - Janeiro a Dezembro Redução total em Km2 Boi Pirata Operação Arco de Fogo Restrição de crédito Fonte: Imazon

34 Evolução desde Junho 2009 BNDES anuncia novos princípios ambientais para financiamento do setor da carne Acordo Greenpeace & frigoríficos Abras anuncia programa de certificação de origem Cortesia: Imazon

35 Ação do MP: número de fazendas registradas no Pará

36 Os fazendeiros vão cumprir? Slide: Imazon

37 Ou vão continuar a esperar as mudanças no Código? Ex: MT Legal – prazo: 12 Nov 2010

38 O histórico do CF Conceito de propriedade – Marés Código é ingrediente de proteção da natureza Reserva Legal: restrição administrativa do direito de propriedade (ex: rodízio em SP)

39 Áreas de Preservação Permanente – APP

40 Histórico de uma conspiração A ofensiva de Michelleto em 1999 PL 6424 – aka Floresta Zero – 2007 MP 422 – aka PAG – mar 2008 MP 458 (hoje Programa Terra Legal) - Jun 2009 O código ambiental de S. Catarina Comissão Especial e a conversão do Aldo

41 A transparência da Comissão Especial Poder Estadual/Municipal8733% Repr. Agricultura Patronal6324% Outros259% Repr Trabalhadores Rurais218% Ambientalistas187% Produtores Rurais166% Poder Federal145% Universidades124% Juristas93% Lideranças Indígenas21%

42 Paulo Adario Campanha Amazônia Greenpeace (92)

43 Paulo Adario Campanha Amazônia Greenpeace (92)


Carregar ppt "Os ruralistas e o paraíso São Paulo, 2010 Paulo Adario - Greenpeace."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google