A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

CEFETES Há 96 anos educando para a vida. PERCEPÇÃO A IMPACTOS FERROVIÁRIOS Eduardo Fausto Kuster Cid Aurélia Hermínia Castiglioni Maria Inês Faé PLURIS.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "CEFETES Há 96 anos educando para a vida. PERCEPÇÃO A IMPACTOS FERROVIÁRIOS Eduardo Fausto Kuster Cid Aurélia Hermínia Castiglioni Maria Inês Faé PLURIS."— Transcrição da apresentação:

1 CEFETES Há 96 anos educando para a vida. PERCEPÇÃO A IMPACTOS FERROVIÁRIOS Eduardo Fausto Kuster Cid Aurélia Hermínia Castiglioni Maria Inês Faé PLURIS 2006 Braga, 27 de setembro de 2006

2 CEFETES Há 96 anos educando para a vida. 2/26 Estrutura da Apresentação Introdução, justificativa e objetivos; Passos metodológicos; Seleção da amostra, definição das variáveis e desenho do questionário; Análise estatística descritiva; Análise de Componentes Principais; Comparação dos resultados das pesquisas; Considerações finais.

3 CEFETES Há 96 anos educando para a vida. 3/26 As Estradas de Ferro são um fator de desenvolvimento para as localidades situadas ao longo da via ao prover acesso da população lindeira às atividades essenciais e gerar benefícios econômicos (Pereira 2000); A operação de ferrovias provoca impactos que necessitam ser avaliados e controlados; Necessidade de estudos para prever e avaliar os efeitos da atividade humana sobre condições do ambiente (Filippo, 1999). Introdução

4 CEFETES Há 96 anos educando para a vida. 4/26 Pouco conhecimento no Brasil dos impactos provenientes das operações ferroviárias. Justificativa

5 CEFETES Há 96 anos educando para a vida. 5/26 Identificar e hierarquizar indicadores de desempenho ambiental de operações ferroviárias na visão de moradores próximos à linha férrea; Comparar com resultados obtidos em pesquisa semelhante realizada com especialistas das áreas de transportes e meio ambiente. Objetivos

6 CEFETES Há 96 anos educando para a vida. 6/26 Revisão bibliográfica e cartográfica; Visita técnica a EFVM e consultas a técnicos do setor; Estabelecimento das variáveis; Estruturação do primeiro modelo de questionário; Realização de pesquisa piloto com 15 pessoas; Seleção dos possíveis respondentes para a 2ª versão do questionário; Elaboração da segunda versão do questionário; Aplicação do questionário; Triagem dos questionários preenchidos; Montagem do banco de dados no software SPSS 8.0; Análise descritiva dos dados levantados e redução da matriz de dados por meio de aplicação de Análise de Componentes Principais; Comparação dos resultados com os anteriormente obtidos em estudo semelhante. Passos Metodológicos

7 CEFETES Há 96 anos educando para a vida. 7/26 A coleta de dados foi feita na localidade de Baixo Guandu/ES, Brasil, escolhida por ser uma pequena cidade de habitantes, sem indústrias e fontes poluidoras que pudessem mascarar a percepção dos entrevistados; A malha urbana se estende em ambos os lados da ferrovia e há residências muito próximas ao leito da estrada de ferro. Seleção da Amostra

8 CEFETES Há 96 anos educando para a vida.

9 CEFETES Há 96 anos educando para a vida. 9/26 O questionário aplicado aos especialistas continha questões sobre características pessoais e 25 indicadores para avaliação do desempenho ambiental da operação ferroviária; Na elaboração do questionário de Baixo Guandu as 25 variáveis estabelecidas por Cid (2004) foram condensadas em apenas 10; O texto das perguntas foi alterado e ajustado para facilitar o entendimento dos respondentes. Desenho do Questionário

10 CEFETES Há 96 anos educando para a vida. 10/26 O questionário foi elaborado com 11 variáveis; Sendo: 10 questões de múltipla escolha; 01 questão aberta. ESCALA DE VALORES ADOTADA Variável de alta importância a 10 Variável de média importância a 7 Variável de pouca importância a 5 Variável de nenhuma importância a 3 Desenho do Questionário

11 CEFETES Há 96 anos educando para a vida. 11/26 Carga que cai sobre a linha férrea; Poluição emitida pela chaminé da locomotiva; Barulho emitido pelo funcionamento da locomotiva; Lixo produzido nos carros de passageiros; Descarga dos banheiros dos trens; Atropelamentos de animais; Acidentes envolvendo produtos perigosos; Acidentes com pessoas e automóveis na via férrea; Atropelamento de pessoas nos terminais ferroviários; Vibração provocada pelo trem. Definição das Variáveis

12 CEFETES Há 96 anos educando para a vida. 12/26 Análise Descritiva

13 CEFETES Há 96 anos educando para a vida. 13/26 Análise Descritiva

14 CEFETES Há 96 anos educando para a vida. 14/26 Análise Descritiva – Avaliação do grau de importância dos impactos

15 CEFETES Há 96 anos educando para a vida. 15/26 Análise de Componentes Principais

16 CEFETES Há 96 anos educando para a vida. 16/26 Análise de Componentes Principais

17 CEFETES Há 96 anos educando para a vida. 17/26 Análise de Componentes Principais As saturações permitem a identificação do significado do fator, a partir das variáveis que resume; Dois fatores agrupam impactos relativos a acidentes (fatores 1 e 4); O segundo fator apresenta valores mais elevados para as variáveis que caracterizam os resíduos; No fator 3 encontram-se associados os impactos produzidos pelos trens de carga, que produzem incômodos para o dia-a-dia da população; A carga que cai sobre a linha férrea, indicador considerado como um dos mais importantes pela população, determina o fator 5.

18 CEFETES Há 96 anos educando para a vida. 18/26 59 ESPECIALISTAS ENTREVISTADOS EM 2004 Comparação dos Resultados

19 CEFETES Há 96 anos educando para a vida. 19/ INDIVÍDUOS DA COMUNIDADE DE BAIXO GUANDU ENTREVISTADOS EM 2005 Comparação dos Resultados

20 CEFETES Há 96 anos educando para a vida. 20/26 Agrupamento das Variáveis em 2004

21 CEFETES Há 96 anos educando para a vida. 21/26 Agrupamento das Variáveis em 2005

22 CEFETES Há 96 anos educando para a vida.

23 CEFETES Há 96 anos educando para a vida.

24 CEFETES Há 96 anos educando para a vida. 24/26 As ferrovias representam um importante papel para o povoamento e desenvolvimento das regiões às suas margens; Os impactos ambientais e os custos sociais decorrentes das operações ferroviárias merecem ser estudados e avaliados para subsidiar o estabelecimento de possíveis estratégias de ação; A população consultada convive com problemas advindos das operações ferroviárias, no entanto, percebem e avaliam diferentemente os impactos propostos, numa ótica que traduz sua situação social, econômica e cultural, assim como seu conhecimento sobre o tema; Considerações Finais

25 CEFETES Há 96 anos educando para a vida. 25/26 Diferenças de gênero e de ocupação não são determinantes na percepção dos impactos, no entanto, quando se considera a idade e a escolaridade: as pessoas mais jovens e de nível mais elevado de escolaridade têm maior percepção dos impactos, o que pode significar uma população mais receptiva às ações educativas de preservação ambiental; Os moradores podem se tornar agentes pró-ativos em um Programa de Gestão Ambiental, com vistas a minimizar as ações que agridem o homem e o ambiente. Isso pode proporcionar melhorias para a qualidade de vida dos residentes ao longo da ferrovia e tornar a convivência com a via férrea mais amena. Considerações Finais

26 CEFETES Há 96 anos educando para a vida. 26/26 Agradecimentos


Carregar ppt "CEFETES Há 96 anos educando para a vida. PERCEPÇÃO A IMPACTOS FERROVIÁRIOS Eduardo Fausto Kuster Cid Aurélia Hermínia Castiglioni Maria Inês Faé PLURIS."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google