A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Portefólio e Matemática Adosinda Almeida. Porquê trabalhar com Portefólios? Resultados que não correspondem às expectativas Hábitos de trabalho reduzidos.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Portefólio e Matemática Adosinda Almeida. Porquê trabalhar com Portefólios? Resultados que não correspondem às expectativas Hábitos de trabalho reduzidos."— Transcrição da apresentação:

1 Portefólio e Matemática Adosinda Almeida

2 Porquê trabalhar com Portefólios? Resultados que não correspondem às expectativas Hábitos de trabalho reduzidos Pouca autoconfiança e pouco conhecimento das suas capacidades Pouca consciência das suas próprias aprendizagens Ideias predefinidas da disciplina Trabalho realizado pelos alunos: é-lhes dado o devido valor? Contágio »O»Outros…

3 O que é afinal um portefólio ? Colecção organizada e devidamente planeada de trabalhos produzidos por um aluno ao longo de um dado período de tempo Mais-Valias Permite que os alunos produzam, pensem sobre o que produzem, refaçam e reformulem até ao produto final Permite que vejam valorizado o seu esforço Partilha da responsabilidade de construção das aprendizagens (professor e aluno)

4 Reflecte aspectos destacados pelo currículo, pela escola, pelo professor e pelo aluno. PORQUÊ? Abrange todas as áreas do programa ( ou as mais relevantes) É diversificado ( suportes escritos, visuais, orais) Mostra processos e produtos de aprendizagem Ilustra diferentes modos de trabalho Identifica as diferentes experiências de aprendizagem proporcionadas aos alunos (como a utilização de materiais, de tecnologias e outras experiências de aprendizagem referenciadas no CN)

5 Aprendizagem responsável e autónoma dá ao aluno mais poder (através da consciencialização do seu processo de aprendizagem e permitir intervir mais activamente) torna o aluno mais reflexivo (mais consciente do seu próprio percurso, do caminho que ele próprio traçou) Saber em acção Saber escolar Portefólio – um intrumento pedagógico

6 Para a construção de um Portefólio R elativamente ao trabalho do aluno é importante… No início explicar bem o que se pretende, os documentos que podem entrar no Portefólio (fazer um índice conjuntamente com os alunos) Ser claro naquilo que se vai avaliar, negociar com eles (na medida do possível) o peso a atribuir a este instrumento – critérios de avaliação Todos os documentos entregues ao professor em folhas separadas Escolher o tipo de suporte Marcar dias, se possível, para ajudar na elaboração (Est. Acomp. pode ajudar…)

7 No que respeita ao trabalho do Professor… Todos os documentos/trabalhos entregues sempre datados e rubricados pelo prof. Registar todos os documentos entregues (grelhas próprias) Fazer apreciação por escrito a todos os documentos entregues, mesmo em poucas palavras (feedback)

8 Em relação aos Enc. de Educação… Dar-lhes conhecimento dos critérios de avaliação (por exemplo pedir rubrica) Fazer apreciação por escrito, no final do Período ou em qualquer altura que considere pertinente, sobre o trabalho e a construção do Portefólio do seu educando.

9 É claro que trabalhar com Portefólios implica … Mudança na dinâmica da aula Mudança na avaliação

10 Dinâmica da aula Diversificar os modos de trabalhar: trabalho individual, a pares, em pequenos grupos ; Diversificar as metodologias (trabalhos de pesquisa para relembrar pré-requisitos, apresentação de trabalhos de grupo, …) Realizar/Planificar experiências de aprendizagem (logística da sala de aula adequada ao tipo de trabalho) Utilizar, sempre que possível, materiais diversificados ( materiais manipuláveis, novas tecnologias como a máquina de calcular, computador, com software adequado, …)

11 Avaliação Partilha da responsabilidade da avaliação, com Turma/Alunos/Professor; Mais momentos de avaliação – diversificação dos instrumentos de avaliação Partilha dos critérios de correcção, com Turma/Alunos/Professor; Crítica construtiva registada a todos os trabalhos e pistas para a progressão (informação para o aluno – feedback) Avaliação efectivamente Formativa

12 Avaliação por Portefólio Mais autêntica Mais participada Mais reflexiva

13 Que documentos incluir então no Portefólio? (alguns exemplos) relatórios e composições testes e respectivas correcções

14 Sugestão para possíveis ÍNDICES I. O meu retrato II. Desenvolvimento dos temas. Para cada tema: 1. Planificação 2. Investigação 3. Desempenho 4. Reflexões III. Avaliação I.Apresentação II.Fichas de avaliação III.TPC IV.Trabalhos de grupo e relatórios V.Outros trabalhos VI.Comentários/reflexões VII.Avaliação a.Auto-avaliação do aluno b.Co-avaliação Colegas Enc.Ed. Professor

15 VANTAGENS Permite perceber como o aluno estuda e aprende Permite uma aproximação ao Enc. de Educação Permite desenvolver nos alunos competências transversais como: –Organização –Planificação –Pensamento crítico –Capacidade de aceitação dos erros e da crítica –Capacidade de reformulação dos erros –Persistência –Responsabilidade

16 A nível da avaliação: Maior implicação dos alunos na sua própria avaliação Possibilita a auto e hetero-avaliação Avaliação como um meio e não como um fim da aprendizagem Permite a interdisciplinaridade – pode incluir trabalho de projecto Tarefa de avaliar, mais facilitada… para alunos e professor

17 (DES) VANTAGENS Exige trabalho Exige tempo Difícil de classificar mas o professor faz registos mais sistemáticos, ficando mais conhecedor dos alunos que tem, bem como do seu próprio trabalho… mas ensina a gerir o tempo de que se dispõe, mas facilita a avaliação sumativa final exactamente pelo mesmo motivo, tornando o processo mais transparente

18 Doc Alunos tpc1tpc2ficha1tpesqrelat coment Exemplo de documento pessoal de registo de informações Escola______________________Ano Lectivo ___/____ Lista de Verificação de doc. do portefólio

19

20

21 Alguma Bibliografia… Abrantes, P. (coord.) (2001a). Currículo Nacional no Ensino Básico – Competências Essenciais. Lisboa: DEB. Bernardes, C.; Miranda, F.B. (2003). PORTEFÓLIO, Uma Escola De Competências. PORTO: Porto Editora Eça,T. Portfólio para aprender e avaliar - REDIBERICA de EDUCAÇÃO ARTÍSTICA: ver materiais pedagógicos Decreto-Lei N.º 6/2001 de 18 de Janeiro.

22 Vila Nova de Poiares, 27 Abril de 2005 Obrigada… Adosinda Almeida


Carregar ppt "Portefólio e Matemática Adosinda Almeida. Porquê trabalhar com Portefólios? Resultados que não correspondem às expectativas Hábitos de trabalho reduzidos."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google