A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

1 Galeria dos Heróis da Fé Galeria dos Heróis da Fé Jerônimo SavonarolaMartinho LuteroJoão WesleyJônatas EdwardsJorge Whitefield Guilherme Carey Carlos.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "1 Galeria dos Heróis da Fé Galeria dos Heróis da Fé Jerônimo SavonarolaMartinho LuteroJoão WesleyJônatas EdwardsJorge Whitefield Guilherme Carey Carlos."— Transcrição da apresentação:

1 1 Galeria dos Heróis da Fé Galeria dos Heróis da Fé Jerônimo SavonarolaMartinho LuteroJoão WesleyJônatas EdwardsJorge Whitefield Guilherme Carey Carlos FinneyDavid Brainerd D. L. Moody VOCÊ Carlos Spurgeon

2 2 Que a vida de mais este Herói da fé, sirva-lhe de inspiração e meditação. Pela fé e pela oração, fortaleça as mãos frouxas e firme os joelhos vacilantes. Você ora e jejua? Importune o trono da graça e seja persistente em oração. Só assim receberá a misericórdia de Deus. João Wesley

3 3 Quando os crentes sentem dores em oração, é que renascem almas. Quando os crentes sentem dores em oração, é que renascem almas. O Grande Avivamento Jônatas Edwards João Wesley (Samuel, Suzana e Carlos Wesley) Jorge Whitefield O Grande Avivamento Jônatas Edwards João Wesley (Samuel, Suzana e Carlos Wesley) Jorge Whitefield Use a seta para prosseguir, e boa leitura

4 4 Estamos apresentando os heróis do Grande Avivamento ocorrido na Inglaterra do século XVIII. Na última seleção de slides falamos de Jônatas Edwards e nesta, vamos apresentar João Wesley e sua família.

5 5 Jônatas Edwards João Wesley Carlos Wesley Jorge Whitefield Jônatas Edwards João Wesley Carlos Wesley Jorge Whitefield O GRANDE AVIVAMENTO

6 6 LINHA DO TEMPO DOS HERÓIS DO GRANDE AVIVAMENTO Jorge Whitefield – João Wesley Jônatas Edwards Carlos Wesley Seta para prosseguir

7 7 João Wesley Tocha tirada do fogo ( ) viveu quase 88 anos João Wesley Tocha tirada do fogo ( ) viveu quase 88 anos O céu, à meia-noite, era iluminado pelo reflexo sombrio das chamas que devoravam vorazmente a casa do pastor Samuel Wesley. Na rua, ouviam-se os gritos: "Fogo! Fogo!"

8 8 O céu, à meia-noite, era iluminado pelo reflexo sombrio das chamas que devoravam vorazmente a casa do pastor Samuel Wesley. Na rua, ouviam-se os gritos: "Fogo! Fogo! Contudo, a família do pastor continuava a dormir tranqüilamente, até que os escombros ardentes caíram sobre a cama de uma filha, Hetty. A menina acordou sobressaltada e correu para o quarto do pai. Sem poder salvar coisa alguma das chamas, a família foi obrigada a sair casa a fora, vestindo apenas as roupas de dormir, numa temperatura gélida. ENTRE CHAMAS

9 9 Porém, João, que então contava cinco anos e meio, ficou dormindo. Três vezes a mãe, Susana Wesley, que se achava doente, tentou, debalde, subir a escada. Duas vezes o pai tentou, em vão, passar pelo meio das chamas, correndo. Sentindo o perigo, ajuntou a família no jardim, onde todos caíram de joelhos e suplicaram a favor da criança presa pelo fogo. ENTRE CHAMAS

10 10 Enquanto a família orava, João acordou e, depois de tentar descer pela escada, subiu numa mala que estava em frente a uma janela, onde um vizinho o viu em pé. O vizinho chamou outras pessoas e conceberam o plano de um deles subir nos ombros de um primeiro enquanto um terceiro subia nos ombros do segundo, e alcançaram a criança. Dessa maneira, João foi salvo da casa em chamas, apenas instantes antes de o teto cair com grande fragor. ENTRE CHAMAS

11 11 O menino foi levado, pelos intrépidos homens que o salvaram, para os braços do pai. "Cheguem, amigos!", clamou Samuel Wesley, ao receber o filhinho, "ajoelhemo-nos e agradecemos a Deus! Ele me restituiu todos os meus filhos; deixem a casa arder; os meus recursos são suficientes." Quinze minutos depois, casa, livros, documentos e mobiliários, não existiam mais. ENTRE CHAMAS

12 12 Anos depois, em certa publicação, apareceu o retrato de João Wesley e embaixo a representação de uma casa ardendo, com as palavras: "Não é este um tição tirado do fogo?" (Zacarias 3.2). No futuro, quando Wesley se tornou um grande pregador, tanto ele, quanto o povo, já sabiam porque o Senhor o poupara do incêndio. O TIÇÃO TIRADO DO FOGO

13 13 A FAMÍLIA John Wesley, décimo terceiro filho do ministro anglicano Samuel e de Susana Wesley, nasceu a 17 de junho de 1703, em Epworth na Inglaterra. Devido às atividades pastorais que impediam o Reverendo Samuel de dar a devida assistência ao lar, Susana assumiu a administração financeira da família e a educação dos filhos e filhas. Disciplinava com rigidez os filhos, mantendo horário para cada atividade e reservando um tempo de encontro com cada filho para conversar, estudar e orar.

14 14 A FAMÍLIA WESLEY Assim, a biografia deste célebre pregador, para ser completa, deve incluir a história de sua família, principalmente sua mãe, Susana, e seu irmão Carlos.

15 15 SAMUEL WESLEY ( ) SAMUEL WESLEY ( ) Era filho do Rev.º John Wesley e neto do Rev.º Bartholomew Wesley, os quais foram expulsos das suas paróquias em 1662, por causa do "Ato de Uniformidade". Samuel, naturalmente, cresceu entre "Não conformistas. Mais tarde regressou à Igreja de Inglaterra. Foi ordenado em 1689 e em 1697 foi enviado para Epworth.

16 16 SUZANA WESLEY ( ) SUZANA WESLEY ( ) Era filha de um pregador. Esforçada na obra de Deus. Durante a vida, seguiu o exemplo da sua mãe, passando uma hora de madrugada e outra à noite, orando e meditando sobre as Escrituras.

17 17 SUZANA WESLEY Pelo que ela escreveu certo dia, vê-se como se dedicava à oração: "Que Deus seja louvado por todos os dias em que nos comportamos bem. Mas estou ainda descontente, porque não desfruto muito de Deus; sei que me conservo demasiadamente longe dele; anseio ter a alma mais intimamente ligada a Ele pela fé e amor".

18 18 SUZANA WESLEY Suzana era firme em ordenar os filhos e escreveu: "Para formar a mente da criança, a primeira coisa é vencer-lhe a vontade. A obra de instruir o intelecto leva tempo e deve ser gradual, conforme a capacidade da criança. Mas o subjugar-lhe a vontade deve ser feito de uma vez, e quanto mais cedo tanto melhor... Depois, pode-se governar a criança pela razão e piedade dos pais, até chegar o tempo de a criança poder, também exercer o raciocínio."

19 19 Carlos Wesley Um Avivalista Adorador ( ) – viveu 81 anos Carlos Wesley Um Avivalista Adorador ( ) – viveu 81 anos Charles Wesley ( ) foi o líder do movimento metodista juntamente com seu irmão mais velho John Wesley. Charles é mais lembrado pelos muitos hinos que compôs.

20 20 Carlos Wesley Carlos Wesley foi o grande fundador do Clube dos Santos em Oxford. Estudos mais recentes confirmam que Carlos Wesley escreveu cerca de 9 mil hinos. Se afastou de Deus na juventude, e só depois da morte de seu pai Samuel, se converteu em 1738.

21 21 Carlos Wesley Decidiu então se unir a seu irmão e a Jorge Whitefield, como pregador itinerante, e começou a pregar ao ar livre. Mas a sua fama estendeu por toda a Inglaterra não por sua oratória e sim por seus poemas e hinos, que tocavam as almas de um povo na busca de um Deus verdadeiro e imanente.

22 22 A FAMÍLIA WESLEY Exemplo na educação dos filhos A FAMÍLIA WESLEY Exemplo na educação dos filhos Acerca de Samuel e Susana Wesley e seus filhos, o célebre comentador da Bíblia, Adão Clark, escreveu: "nunca li nem ouvi falar duma família; não conheço e nem existe outra, desde os dias de Abraão e Sara, de José e Maria de Nazaré, à qual a raça humana deve tanto."

23 23 A FAMÍLIA WESLEY Exemplo na educação dos filhos A FAMÍLIA WESLEY Exemplo na educação dos filhos Antes de aprender falar, os filhos foram instruídos a dar graças pelo alimento por meio de acenos. No quinto aniversário de cada filho, eles deveriam começar a aprender o alfabeto e em seguida a leitura da bíblia. Nunca se omitia o culto doméstico do programa do dia, no lar de Samuel Wesley. Em qualquer situação a família se reunia.

24 24 A FAMÍLIA WESLEY Exemplo na educação dos filhos A FAMÍLIA WESLEY Exemplo na educação dos filhos Cada filho, na idade própria, tinha um dia para tirar dúvidas e dificuldades. João era na quarta e Carlos no sábado. Suzana, reconhecendo que Deus tinha um plano especial para João salvando-o do incêndio, investiu em sua vida espiritual. Samuel aconselhou João a cuidar do físico correndo de madrugada. Aos 80 anos, João caminhava uma légua e meia para pregar.

25 25 CENÁRIO John Wesley viveu na Inglaterra do século XVIII, uma sociedade conturbada pela Revolução Industrial, onde crescia muito o número de desempregados. A Inglaterra estava cheia de mendigos itinerantes, políticos corruptos, vícios e violência generalizada. O cristianismo, em todas as suas denominações, estava definhando. Ao invés de influenciar, o cristianismo estava sendo influenciado, de maneira alarmante, pela apatia religiosa e pela degeneração moral.

26 26 CENÁRIO Dentre aqueles que não se conformavam com esse estado paralisante da religião cristã, sobressaiu-se John Wesley. Primeiro, durante o tempo de estudante na Universidade de Oxford, depois como líder no meio do povo.

27 27 JOÃO WESLEY Uma vida de oração JOÃO WESLEY Uma vida de oração João acordava todos os dias as quatro horas (manteve isto até quase os últimos dias de sua vida) e reservava duas horas para ficar sozinho com Deus. Quando estudava em Oxford, praticava o Jejum as quartas e sextas-feiras, visitava doentes e encarcerados. Sobre estes momentos ele escreveu:

28 28 JOÃO WESLEY Uma vida de oração JOÃO WESLEY Uma vida de oração É necessário permanecer sozinho e na presença de Deus, enquanto jejuamos e oramos, para que Deus possa mostrar-nos a sua vontade e dar-nos direção. Nos dias de jejum devemos afastar-nos, o mais possível, de todo serviço, de fazer visitas e das diversões, apesar dessas coisas serem lícitas em outras ocasiões".

29 29 JOÃO WESLEY A Experiência do coração abrasado JOÃO WESLEY A Experiência do coração abrasado Relatamos aqui, com suas próprias palavras, a sua experiência na qual o Espírito testificou ao seu espírito que era filho de Deus. Essa experiência transformou completamente a sua vida. "Eram quase cinco horas, hoje, quando abri o Novo Testamento e encontrei estas palavras: 'Ele nos tem dado grandíssimas e preciosas promessas para que por elas fiqueis participantes da natureza divina" (2 Pedro 1.4).

30 30 JOÃO WESLEY A Experiência do coração abrasado JOÃO WESLEY A Experiência do coração abrasado Antes de sair, abri mais uma vez o Novo Testamento para ler estas outras palavras: 'Não estás longe do reino de Deus...' (Marcos 12.34). À noite, senti-me impelido a assistir em Aldersgate... Senti o coração abrasado; confiei em Cristo, somente em Cristo, para a salvação: foi-me dada a certeza de que Ele levara os meus pecados e de que me salvara da lei do pecado e da morte. Comecei a orar com todas as minhas forças... e testifiquei a todos os presentes do que sentia no coração."

31 31 JOÃO WESLEY A Experiência do coração abrasado JOÃO WESLEY A Experiência do coração abrasado Essa unção do Espírito Santo dilatou grandemente os horizontes espirituais de Wesley; o seu ministério tornou-se excepcionalmente frutuoso e ele trabalhou ininterruptamente durante 53 anos, com o coração abrasado pelo amor divino.

32 32 JOÃO WESLEY Um pregador de multidões JOÃO WESLEY Um pregador de multidões Um pastor prega, em média, cem vezes por ano, mas João Wesley pregou cerca de 780 Vezes por ano, durante 54 anos. Esse homenzinho, com a altura de apenas um metro e sessenta e seis centímetros e pesando menos de sessenta quilos, dirigia-se a grandes multidões e sob as maiores provações. Quando as igrejas lhe fecharam as portas, levantou-se para pregar ao ar livre.

33 33 JOÃO WESLEY Um pregador de multidões JOÃO WESLEY Um pregador de multidões Apesar de enfrentar a apatia espiritual quase geral nos crentes, a par de uma onda de devassidão e crimes no país inteiro, multidões de 5 mil a 20 mil afluíam para ouvir seus sermões. Tornou-se comum, nesses cultos, os pecadores acharem-se tão angustiados, que gritavam e gemiam. Multidões de perdidos, assim, tornavam-se novas criaturas em Cristo Jesus, nos cultos de João Wesley.

34 34 JOÃO WESLEY Um pregador de multidões JOÃO WESLEY Um pregador de multidões João Wesley não somente pregava mais que os outros pregadores, mas os excedia como pastor, exortando e confortando os crentes, e visitando de casa em casa. Nas suas viagens, andava tanto a cavalo, como a pé, ora em dias ensolarados, ora sob chuvas, ora em temporais de neve. Durante os 54 anos do seu ministério, andou, em média, mais de 7 mil quilômetros por ano, para alcançar os pontos de pregação.

35 35 JOÃO WESLEY O vigor do pregador JOÃO WESLEY O vigor do pregador Esse homem de físico franzino, ao completar 88 anos, escreveu: "Durante mais de 86 anos não experimentei qualquer debilidade de velhice; os olhos nunca escureceram, nem perdi o meu vigor". Com a idade de 70 anos, pregou a um auditório de 30 mil pessoas, ao ar livre, e foi ouvido por todos. Aos 86 anos fez uma viagem à Irlanda, na qual, além de pregar seis vezes ao ar livre, pregou cem vezes em sessenta cidades.

36 36 JOÃO WESLEY O vigor do pregador JOÃO WESLEY O vigor do pregador Certo ouvinte assim se referiu a Wesley: "Seu espírito era tão vivo como aos 53 anos, quando o encontrei pela primeira vez". Atribuiu a sua saúde, entre outros motivos, ao fato de observar a regra por mais que sessenta anos de se levantar às 4 horas da manhã e ao costume de sempre orar às 5 da manhã, durante mais que cinqüenta anos. (Ele passava duas horas em oração)

37 37 JOÃO WESLEY As perdas JOÃO WESLEY As perdas Seus amigos e companheiros no Grande Avivamento faleceram antes de João Wesley. Em 1770 partiu para glória o companheiro Jorge Whitefield e em 1788 seu irmão Carlos foi chamado ao Senhor.

38 38 JOÃO WESLEY Último Sermão JOÃO WESLEY Último Sermão Em 7 de outubro de 1790, pregou pela última vez fora de casa, sobre o texto: "O reino de Deus está próximo, arrependei-vos, e crede no Evangelho". "A palavra manifestou-se com grande poder e as lágrimas do povo corriam em torrentes".

39 39 JOÃO WESLEY Recolhido aos Céus JOÃO WESLEY Recolhido aos Céus Em 2 de março de 1791, com a idade de quase 88 anos, completou a sua carreira terrestre. Durante toda a noite anterior, não cessaram em seus lábios o louvor e a adoração. Sua alma saltou de alegria com a antecipação das glórias do lar eterno e exclamou: "O melhor de tudo é que Deus está conosco". Então, levantando a mão, como se fosse o sinal da vitória, novamente repetiu: "O melhor de tudo é que Deus está conosco".

40 40 JOÃO WESLEY Recolhido aos Céus JOÃO WESLEY Recolhido aos Céus Às 10 horas da manhã, enquanto os crentes rodeavam o leito, em oração, ele disse: "Adeus!", e assim passou para a presença do Senhor. Um crente que assistiu à sua morte, assim relatou o ato: "A presença divina pairava sobre todos nós; não existem palavras para descrever o que vimos no seu semblante! Quanto mais o fitávamos, tanto mais víamos parte dos indizíveis céus".

41 41 JOÃO WESLEY Recolhido aos Céus JOÃO WESLEY Recolhido aos Céus Calcula-se que dez mil pessoas em desfile passaram diante do ataúde para ver o rosto que ainda retinha um sorriso celestial. Por causa das grandes massas que afluíram para honrá-lo, foi necessário enterrá-lo às cinco horas da manhã.

42 42 JOÃO WESLEY Seu legado JOÃO WESLEY Seu legado João Wesley nasceu e criou-se em um lar onde não havia abundância de pão. Com a venda dos livros da sua autoria ganhou uma fortuna, com a qual contribuía para a causa de Cristo; ao falecer, deixou no mundo "duas colheres, uma chaleira de prata, um casaco velho" e dezenas de milhares de almas, salvas em épocas de grande decadência espiritual.

43 43 JOÃO WESLEY Seu legado JOÃO WESLEY Seu legado A tocha em Epworth foi arrebatada do fogo, em Aldersgate e Fetter Lane começou a arder intensamente, e continua a iluminar milhões de almas no mundo inteiro.


Carregar ppt "1 Galeria dos Heróis da Fé Galeria dos Heróis da Fé Jerônimo SavonarolaMartinho LuteroJoão WesleyJônatas EdwardsJorge Whitefield Guilherme Carey Carlos."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google