A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Professor Robson Campos. Introdução Estabilizador; Filtro de linha; Mouse; Teclado; Monitor; Gabinete; Fonte de Energia; Placa mãe; Processador (CPU)

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Professor Robson Campos. Introdução Estabilizador; Filtro de linha; Mouse; Teclado; Monitor; Gabinete; Fonte de Energia; Placa mãe; Processador (CPU)"— Transcrição da apresentação:

1 Professor Robson Campos

2 Introdução Estabilizador; Filtro de linha; Mouse; Teclado; Monitor; Gabinete; Fonte de Energia; Placa mãe; Processador (CPU)

3 Introdução - Continuação Memória RAM; Disco Rígido (HD); Placa de Vídeo; Placa de Som; Placa de Rede; Porta USB; Porta Serial; Porta Paralela.

4 Estabilizador Os estabilizadores são equipamentos eletrônicos responsáveis por corrigir a tensão da rede elétrica para fornecer aos equipamentos uma alimentação estável e segura. Eles protegem os equipamentos contra as diversas variações de energia. Alguns estabilizadores também possuem um filtro de linha interno.

5 Estabilizador - Continuação

6 Filtro de Linha Tem a função de filtrar da rede elétrica ruídos que poderiam ser prejudiciais a equipamentos eletro- eletrônicos sensíveis, como os microcomputadores. Não tem capacidade para proteger os equipamentos contra descargas atmosféricas ou mesmo para estabilizar o fornecimento de energia.

7 Filtro de Linha - Continuação

8 Dispositivos de Entrada e Saída Os dispositivos de entrada e saída (E/S) ou input/output (I/O) permitem a interação do computador com o homem, possibilitando a entrada e/ou a saída de dados. O que todos os dispositivos de entrada têm em comum é que eles codificam a informação que entra em dados que possam ser processados pelo sistema digital do computador. Já os dispositivos de saída decodificam os dados em informação que pode ser entendida pelo usuário. Há dispositivos que funcionam tanto para entrada como para saída (hibrido ou mistos) de dados, como o monitor touch screen

9 Mouse O mouse é um periférico de entrada que, junto ao teclado auxilia no processo de entrada de dados, especialmente em programas com interface gráfica. O mouse tem como função movimentar o cursor (apontador) pela tela do computador. O mouse funciona como um apontador sobre a tela do computador e disponibiliza normalmente quatro tipos de operações: movimento, clique, duplo clique e arrastar e largar (drag and drop).

10 Mouse - Continuação Existem modelos com um, dois, três ou mais botões cuja funcionalidade depende do ambiente de trabalho e do programa que será utilizado. O mouse é normalmente ligado ao computador através de uma porta serial (não mais utilizado), PS2 ou, mais recentemente, USB (Universal Serial Bus). Também existem conexões sem fio, as mais antigas em infravermelho, as atuais em Bluetooth.

11 Mouse - Continuação

12 Teclado O teclado é um tipo de periférico utilizado pelo usuário para a entrada manual no sistema de dados e comandos. Possui teclas representando letras, números, símbolos e outras funções, baseado no modelo das antigas máquinas de escrever. Os teclados são projetados para a escrita de textos e para o controle das funções de um computador e seu sistema operacional. As teclas são ligadas a um chip dentro do teclado, responsável por identificar a tecla pressionada e por mandar as informações para o processador. O meio de transporte dessas informações entre o teclado e o computador pode ser sem fio ou a cabo (PS/2 e USB).

13 Teclado - Continuação

14 Monitor O monitor é um dispositivo de saída do computador, cuja função é transmitir informação ao usuário através da imagem, estimulando assim a visão.

15 Monitor - Continuação

16 Gabinete Caixa metálica onde os dispositivos do computador são montados. Podem ser do tipo Torre (em pé) ou Desktop (deitado).

17 Gabinete - Continuação

18

19 Fonte de Energia Dispositivo responsável por prover eletricidade ao computador, sua principal função é converter a tensão alternada fornecida pela rede elétrica presente nas tomadas em tensão contínua. Em outras palavras, a fonte de alimentação converte os 110 V ou 220 V alternados da rede elétrica convencional para as tensões contínuas utilizadas pelos componentes eletrônicos do computador, que são: +3,3 V, +5 V, +12 V e -12 V.

20 Fonte de Energia - Continuação

21 Placa Mãe Como o próprio nome sugere, é a principal placa no computador onde todos os dispositivos são conectados. Ela pode possuir dispositivos onboard (modem, placa de vídeo, placa de som, etc.) ou não (offboard) fazendo com que seja necessário a compra de placas individuais para cada uso.

22 Placa Mãe - Continuação

23 Processador (CPU) Responsável em fazer os cálculos e tomadas de decisão do computador. É o cérebro do computador.

24 Processador (CPU) – Cont.

25 Memória RAM Responsável por carregar os programas que estão em execução no computador, como por exemplo: Antivírus, Sistema Operacional, MSN, etc.

26 Memória RAM - Continuação

27 Disco Rígido (HD) Dispositivo onde são armazenados os arquivos no computador, possuem vários tamanhos (Gigas) e modelos (IDE/ATA, Serial ATA, SCSI, etc.).

28 Disco Rígido (HD) - Continuação

29 Placa de Vídeo Responsável por gerar a imagem visualizada no monitor. Podem ser Onboard ou Offboard.

30 Placa de Vídeo - Continuação

31 Placa de Som Responsável por reproduzir o som que é escutado no computador. Podem ser Onboard ou Offboard.

32 Placa de Som - Continuação

33 Placa de Rede Uma placa de rede é um dispositivo de hardware responsável pela comunicação entre os computadores em uma rede. A placa de rede é o hardware que permite aos computadores conversarem entre si através da rede. Sua função é controlar todo o envio e recebimento de dados através da rede. Podem ser Onboard ou Offboard, cabeadas ou não (wireless).

34 Placa de Rede - Continuação

35 Porta USB Portas utilizadas para conexão/ instalação de dispositivos que teoricamente são reconhecidos no momento em que são plugados, embora muitas vezes é necessário que o computador seja reiniciado.

36 Porta USB - Continuação

37 Porta Serial A porta serial, também conhecida como RS-232 é uma porta de comunicação utilizada para conectar modems, mouses, algumas impressoras, scanners e outros equipamentos de hardware. Na interface serial, os bits são transferidos em fila, ou seja, um bit de dados de cada vez. O padrão RS-232 foi originalmente definido para uma comunicação por meio de 25 fios diferentes. A IBM ao utilizar o padrão para o seu projeto do IBM-PC, definiu que apenas 9 pinos seriam necessários.

38 Porta Serial - Continuação

39 Porta Paralela A porta paralela é uma interface de comunicação entre um computador e um periférico. Quando a IBM criou seu primeiro PC ("Personal Computer" ou "Computador Pessoal"), a idéia era conectar essa porta a uma impressora, mas atualmente, são vários os periféricos (scanners, câmeras de vídeo, unidade de disco removível, etc.) que se utilizam desta conexão para enviar e receber dados para o computador.

40 Porta Paralela - Continuação A partir do sistema operacional Windows 95 tornou-se possível efetuar comunicação entre dois computadores através da porta paralela, usando um programa nativo chamado "comunicação direta via cabo".

41 Porta Paralela - Continuação

42 Dúvidas???


Carregar ppt "Professor Robson Campos. Introdução Estabilizador; Filtro de linha; Mouse; Teclado; Monitor; Gabinete; Fonte de Energia; Placa mãe; Processador (CPU)"

Apresentações semelhantes


Anúncios Google