A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

© 2008 AudioCodes Ltd. All rights reserved. Paulo Borelli Pré-vendas, AudioCodes, Brasil Dezembro de 2008 Debug Records Versões 5.2/5.4/5.6.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "© 2008 AudioCodes Ltd. All rights reserved. Paulo Borelli Pré-vendas, AudioCodes, Brasil Dezembro de 2008 Debug Records Versões 5.2/5.4/5.6."— Transcrição da apresentação:

1 © 2008 AudioCodes Ltd. All rights reserved. Paulo Borelli Pré-vendas, AudioCodes, Brasil Dezembro de 2008 Debug Records Versões 5.2/5.4/5.6

2 AudioCodes confidential information Introdução A versão 5.2 introduz uma nova e avançada ferramenta de debug. O Debug Recording (DR) permite a captura remota de pacotes de sinalização, mídia, DSPs, protocolos TDM etc. Numa mesma interface, unifica-se a configuração dos diversos tipos de informações de debug do gateway. As antigas ferramentas TrunkTraces (/TrunkTraces) e DSP Records (/FAE) foram desativadas e substituídas por comandos do DR. O DR aplica-se a todos os gateways MP-11x/124 e Mediant/IPMedia com SIP, MGCP e MEGACO

3 AudioCodes confidential information Introdução Rede IP Regras: R2 PRI SS7 TDM Analógico … Regras: SIP RTP MGCP H.248 RTCP SCTP … Windows 2000/XP/Vista & WireShark O usuário definirá na ferramenta DR: Os tipos de pacotes que deseja capturar (Regras ou Trace Rules) Para qual IP os pacotes capturados serão enviados (IP Targets) PABX Target MP-11x/124 Mediant 600/1000/2000/3000/5000/8000

4 AudioCodes confidential information Operação – Acesso A ferramenta Debug Recordings encontra-se em: /FAE Exemplo:

5 AudioCodes confidential information A configuração é feita por linha de comando. Clique em Cmd Shell Operação – Acesso

6 AudioCodes confidential information Ative o Debug Recording com o comando DR Clique em ENTER Você verá a lista completa de comandos do DR. Exemplos: –StopRecording –StartRecording –SetDefaultTargets –etc. Operação – Acesso

7 AudioCodes confidential information As letras maiúsculas indicam as formas reduzidas dos comandos Exemplos –STOPrecording pode ser ativado por STOP (ou stop) –AddIPControlTrace pode ser ativado por AIPCT (ou aipct) –SetDefaultTarget pode ser ativado por SDT (ou sdt) –etc. –Ao digitar os comandos, não faz diferença usar maiúsculas ou minúsculas Operação – Acesso

8 AudioCodes confidential information Operação – Filosofia O usuário definirá o target. O target é o destino para onde o gateway enviará a(s) captura(s). O target tem que ser um PC com Windows 2000/XP/Vista rodando WireShark –Nenhuma outra versão de WireShark ou Ethereal funcionará. Os plugins de Debug Recording da AudioCodes só funcionam na Não funcionam em versões anteriores nem posteriores. –Por default, os pacotes DR são enviados para a porta UDP 925 (destino). –Exemplo: ait Neste caso, o PC está em (porta UDP default = 925) –Exemplo: ait Neste caso, os traces serão enviados à porta UDP 999 do PC cujo IP é –É necessário instalar os plugins AudioCodes no diretório de plugins do WireShark (veja detalhes à frente)

9 AudioCodes confidential information Operação – Filosofia O usuário deverá definir as Trace Rules. Cada Trace Rule define o tipo de informação que será capturado (SIP, CAS, ISDN etc.). Para múltiplas capturas simultâneas, defina múltiplas Trace Rules. Cada Trace Rule deve apontar para um target, a fim de que os pacotes sejam recebidos no PC. Os pacotes com as capturas são enviados ao target encapsulados no protocolo proprietário AudioCodes Debug Recording. Após instalar os plugins no WireShark, este terá condições de decodificar os pacotes.

10 AudioCodes confidential information Operação – Filosofia Captura de CAS Captura de SIP Captura de RTP Exemplos no WireShark –Porta UDP (Destino) = 925 –Após o protocolo AudioCodes Debug Recording, encontram-se os protocolos capturados (CAS, SIP, RTP…)

11 AudioCodes confidential information Operação – Comandos Básicos Para ver o guia de referência de cada comando, basta digitar o nome do comando (abreviado ou não) na linha de comando ait (AddIpTrace) – adiciona um novo target Exemplo: ait É possível mudar o número da porta UDP default (destino): Exemplo: ait Isto faria com que os pacotes fossem enviados à porta UDP 999 lt (ListTargets) – lista os targets existentes rt (RemoveTarget) – remove um target da lista. A opção all remove todos os targets configurados Exemplo: rt all Exemplo: rt 0 (onde 0 é o índice do target conforme lista gerada pelo comando lt)

12 AudioCodes confidential information Operação – Comandos Básicos aipct (AddIPControlTrace) – cria uma regra (rule) para capturar protocolos de controle (como SIP ou MGCP). Exemplo: aipct n2h sip Neste exemplo, é criada a regra para captura de SIP. No caso de SIP (e também MGCP), a captura é sempre nos dois sentidos por default – Net to Host (n2h) e Host to Net (h2n). Porém, é necessário indicar um dos sentidos. net é a rede IP e host é o gateway. apst (AddPstnSignalingTrace) – cria uma regra para capturar protocolos de sinalização TDM (CAS, ISDN, SS7). Exemplo (CAS R2): apst cas Exemplo (ISDN-PRI): apst isdn Exemplo (SS7): apst ss7 É necessário entrar na página de Trunk Traces e indicar em quais troncos será feita a captura de PSTN (vide próximo slide)

13 AudioCodes confidential information Operação – Comandos Básicos No caso de SS7, para uso do comando apst, é também necessário ativar traces no Link SS7 e no respectivo Signaling Node (SN). Trace Ativado no SNTrace Ativado no Link

14 AudioCodes confidential information Operação – Comandos Básicos Para realizar capturas de PSTN (CAS ou ISDN) é necessário acessar a página TrunkTraces. O link está na própria página /FAE. Altere apenas os campos dos troncos. Não utilize os demais campos Eleja o(s) tronco(s) no(s) qual(is) será feita a captura e configure-o(s) em acFULL_TRACE Enable PSTN Trace from Web = Off Port = 0 Clique em Submit

15 AudioCodes confidential information Operação – Comandos Básicos anct (AddNextCallTrace) – cria uma regra para capturar pacotes RTP/RTCP, T.38, Syslog entre outros. Exemplo: anct all-with-pcm 1 dynamic Isto gerará a captura da chamada atual e de todas as novas chamadas até que a captura seja interrompida. No MP-11x/124, na versão 5.2, usar anct all 1 dynamic O anct permite capturar: Mídia IP (RTP) – pacotes entre o DSP e a rede IP (G.711A, G.711u, G.729, G etc.) Mídia TEL (Analógico ou TDM) em formato RTP (sempre G.711u) para fácil leitura/execução – pacotes entre o DSP e o lado TEL. start – inicia as capturas de acordo com as regras configuradas stop – interrompe todas as capturas em curso

16 AudioCodes confidential information Operação – Plugins do WireShark Estes plugins funcionam apenas no WireShark Em nenhum outro – nem posterior nem anterior. Os arquivos são: Ponha estes arquivos no diretório de plugins do WireShark Exemplo: C:\Program Files\Wireshark\plugins\0.99.8

17 AudioCodes confidential information Carregue o WireShark normalmente Verifique se não há mensagens de erro durante sua inicialização Verifique se os plugins foram corretamente carregados pelo WireShark. Edit -> Preferences -> Protocols Operação – Plugins do WireShark Se você modificar a porta UDP default (destino) no gateway (comando ait ), faça a mesma modificação no WireShark!

18 AudioCodes confidential information Operação – Exemplo Queremos capturar SIP, RTP e CAS-R2 e receber os pacotes no PC em (na porta UDP 925) Utilizaremos a seguinte seqüência de comandos: dr (entramos na ferramenta de Debug Recording) ait (criamos um target no IP ) aipct n2h sip (criamos uma regra para capturar SIP) apst cas (criamos uma regra para capturar CAS-R2) anct all-with-pcm 1 dynamic (para capturar a mídia RTP da chamada ativa e todas as novas) Em TrunkTraces, configure acFULL_TRACE no tronco desejado start Inicie a captura no WireShark e realize uma chamada de testes Interrompa a captura do WireShark ao fim do teste Execute o comando stop

19 AudioCodes confidential information Operação – Exemplo Para olhar a captura no WireShark, utilize o filtro: acdr ou udp.port==925 Para olhar somente o conteúdo SIP vindo por DR: acdr && sip Para olhar somente o conteúdo RTP vindo por DR: acdr && rtp E assim por diante. Para olhar tanto SIP quanto RTP: acdr && (sip || rtp) Muitas funções do WireShark funcionarão normalmente: Gráfico VoIP Calls Gravação de arquivo de áudio (.au) a partir do G.711u (DSP TEL) ou a partir do G.711 capturado da rede IP entre outras funções.

20 AudioCodes confidential information Operação – Exemplo SIP + SDP + RTP + CAS SS7 (Lado TDM)

21 AudioCodes confidential information Operação – Exemplo SIP + CAS

22 AudioCodes confidential information Operação – Exemplo SS7 (Lado TDM)

23 AudioCodes confidential information Características Operacionais Até 10 targets podem ser criados Até 50 regras (rules) de captura podem ser criadas Até 30 capturas simultâneas de mídia (RTP) na TP-6310 (Mediant 3000) Até 15 capturas simultâneas de mídia (RTP) na TP-1610 (Mediant 2000) e no MP-118 É possível configurar os targets para que recebam os traces em portas diferentes da UDP 925 (via comando ait )

24 AudioCodes confidential information CUIDADO! A ferramenta Debug Records é implementada nos DSPs dos gateways. Portanto, DR consome canais de voz! Não a use se o gateway estiver próximo de 100% de ocupação, pois ele poderá rejeitar novas chamadas. Ao concluir as capturas, desative a ferramenta (comando STOP). No caso de SS7, desligue os traces do Signaling Node e do Link SS7.

25 AudioCodes confidential information Para Recomeçar… Se você precisar recomeçar, é possível limpar a ferramenta utilizando os seguintes comandos: rtr all (remove todas as regras) rt all (remove todos os targets) stop (interrompe capturas em curso) Agora, recrie seu target, suas regras e digite start novamente.


Carregar ppt "© 2008 AudioCodes Ltd. All rights reserved. Paulo Borelli Pré-vendas, AudioCodes, Brasil Dezembro de 2008 Debug Records Versões 5.2/5.4/5.6."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google