A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

PROGRAMA DE AJUDA HUMANITÁRIA AO MARANHÃO PAHM PROPOSTA DO PAHM INTERVENÇÃO GRUPAL EM CATÁSTROFES NO MARANHÃO PROPOSTAS: Prof.ª Dra. Ana Maria Fonseca.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "PROGRAMA DE AJUDA HUMANITÁRIA AO MARANHÃO PAHM PROPOSTA DO PAHM INTERVENÇÃO GRUPAL EM CATÁSTROFES NO MARANHÃO PROPOSTAS: Prof.ª Dra. Ana Maria Fonseca."— Transcrição da apresentação:

1 PROGRAMA DE AJUDA HUMANITÁRIA AO MARANHÃO PAHM PROPOSTA DO PAHM INTERVENÇÃO GRUPAL EM CATÁSTROFES NO MARANHÃO PROPOSTAS: Prof.ª Dra. Ana Maria Fonseca Zampieri - TREINAMENTOS EQUIPE DE PROFISSIONAIS LOCAIS. - TRIAGEM E AVALIAÇÃO PSICOLÓGICA DOS ENVOLVIDOS – DEBRIEFING. - INTERVENÇÃO COM GRUPOS PEQUENOS SOCIODRAMAS CONSTRUTIVISTAS DE CATÁSTROFES SOCIODRAMAS CONSTRUTIVISTAS DE RECONSTRUÇÃO (ZAMPIERI,1996,2009). - INTERVENÇÃO COM GRUPOS DE CRIANÇAS, ADOLESCENTES, ADULTOS E IDOSOS. - INTERVENÇÕES INDIVIDUAIS.

2 PROGRAMA DE AJUDA HUMANITÁRIA AO MARANHÃO PAHM - PREPARAR TECNICAMENTE: PSICÓLOGOS, PSIQUIATRAS E MÉDICOS DE FAMÍLIAS QUE ATENDEM A POPULAÇÃO QUE ESTÁ NOS ABRIGOS, PARA A CONTINUIDADE DO TRABALHO REALIZADO PARA TRATAMENTO GRUPAL DE PREVENÇÃO DOS TRANSTORNOS DE ESTRESSES PÓS-TRAUMÁTICOS – TEPT. PSICÓLOGOS, PSIQUIATRAS E MÉDICOS DE FAMÍLIA ROTARIANOS E DA SAÚDE PÚBLICA. - INTERVENÇÃO COM FAMÍLIAS. - INTERVENÇÃO/ TREINAMENTO PARA REDE LOCAL: IGREJAS, BOMBEIROS, SAMU, MÉDICOS, CENTROS COMUNITÁRIOS, ONGS E OUTROS AFINS. - PESQUISA

3 PROGRAMA DE AJUDA HUMANITÁRIA AO MARANHÃO PAHM EQUIPE ADÃO DE SOUZA MORAES ANA MARIA F. ZAMPIERI – COORD. CIENTÍFICA ANA PAULA FONSECA ZAMPIERI ANNA MARIA NABUCO SOUZA ANTONIO GOMES DA ROSA CAROLINA PARETO CLAUDETE MILARÉ DENIS TAVARES ELEUSIS G. R. ANDRADE FÁTIMA CRISTINA DOCA GRAZIELE BALESTIERI HELENICE GAMA DIAS LIMA ISABEL SANCHEZ ABRAHÃO JORGELINA DE CARVALHO LUCIO DE OLIVEIRA MELLO LUZIA MULLER MARISA BARRADAS DE CRASTO NINFA GEREP ZAMBONI PRISCILA PAZ ESTEVES FERREIRA FONSECA REINALDO FRANCO – COORD. DE LOGÍSTICA SANDRA SIMÃO DE CARVALHO SOLANGE DAIR SANTANA AFFONSO SONIA REGINA DA FONSECA SUZANA LONDERO DIAZ BARRETO VERA LÚCIA GOMES SANTIAGO ROSI VOLTOLINI KARINA BORGES MEDEIROS

4 PROGRAMA DE AJUDA HUMANITÁRIA AO MARANHÃO PAHM OBJETIVOS: - OFERECER AOS PROFISSIONAIS QUE TRATAM DE PESSOAS DANIFICADAS PELA INUNDAÇÃO NO MARANHÃO, DE 2009, RECURSOS TEÓRICO-TÉCNICOS PARA DAR-LHES A ASSISTÊNCIA PSICOLÓGICA NECESSÁRIA PARA ALIVIAR O SOFRIMENTO CAUSADO PELO EVENTO TRAUMÁTICO, PARA QUE ESTE SEJA MELHOR ELABORADO E, ASSIM, EVITAR POSSÍVEIS TRANSTORNOS DE ESTRESSES PÓS TRAUMÁTICOS. ESSA CAPACITAÇÃO BUSCA OFERECER, ALÉM DO ALÍVIO AOS SOFRIMENTOS CAUSADOS PELA INUNDAÇÃO, APOIO PSICOEDUCATIVO AOS PAIS, AUTORIDADES E PROFESSORES; FORNECER FERRAMENTAS PARA LIDAR MELHOR COM AS CRIANÇAS, ADOLESCENTES E ADULTOS TRAUMATIZADOS E, DESTA FORMA, EVITAR SINTOMAS FUTUROS COMO: AGRESSIVIDADES, VIOLÊNCIAS, DIFICULDADES ESCOLARES, PÂNICOS, DESESPERANÇAS, DEPRESSÕES, USO ABUSIVO DE DROGAS E ÁLCOOL E IDÉIAS SUICIDAS, INCLUSIVE, ENTRE OUTROS.

5 PROGRAMA DE AJUDA HUMANITÁRIA AO MARANHÃO PAHM CAPACITAÇÃO A CATÁSTROFE DO MARANHÃO – PAHM 2009 O PROGRMAA DE AJUDA HUMANITÁRIA – PAHM CONCEITOS DE PSICOTRAUMATOLOGIA EM CATÁSTROFES DEBRIEFING FISIOLOGIA E PATOLOGIA DO ESTRESSE TRANSTORNOS DE ESTRESSE PÓS TRAUMÁTICO – TEPT SOCIODRAMA CONSTRUTIVISTA PARA SITUAÇÕES DE CATÁSTROFES GRUPAIS TREINAMENTO E SUPERVISÃO COM ATENDIMENTO IN LOCU PROBLEMAS PSICOSSOCIAIS EM SITUAÇÕES DE DESASTRES MANUAL GRUPAL INTEGRATIVO – EMDR MANEJOS DE GRUPOS DE CRIANÇAS E ADOLESCENTES EM SITUAÇÕES DE ESTRESSE TÉCNICAS DE PSICOLOGIA ENERGÉTICA PARA SITUAÇÕES DE ESTRESSE. ESCALAS DE AVALIAÇÃO DE ESTRESSES EM DESASTRES TREINAMENTO E SUPERVISÃO SOCIODRAMAS CONSTRUTIVISTAS DE RECONSTRUÇÃO EMOCIONAL EM DESASTRES TREINAMENTO E SUPERVISÃO AO VIVO SOCIODRAMA CONSTRUTIVISTA DAS VOZES DOS DESABRIGADOS DO MARANHÃO AVALIAÇÃO TEÓRICA E TÉCNICA DOS ALUNOS E DO PAHM SOCIODRAMA CONSTRUTIVISTA DAS VOZES DO DESABRIGAFOS DO MARANHÃO – ABERTO Á COMUNIDADE E AUTORIDADES FORMATURA DOS PROFISSIONAIS DO UNICEUMA

6 PROGRAMA DE AJUDA HUMANITÁRIA AO MARANHÃO PAHM EQUIPES DE TRABALHO GRUPO 1 LOCAL: SÃO LUIZ Coordenação: Ana Maria Fonseca Zampieri - Capacitação: 50 alunos. - Atendimentos:. População: Crianças, Adolescentes, Adultos e Idosos.. Médicos. SAMU. Bombeiros. Militares EQUIPE: Ana Maria Fonseca ZampieriCoordenação / Aulas / EMDR / M.G.I. / Debriefing / Sociodramas Ana Paula Fonseca ZampieriEMDR Infantil / M.G.I. / Debriefing Antônio Gomes da RosaSociodramas / Debriefing / M.G.I. Carolina de Andrade Coutinho Pareto Documentalista Cristina Ferreira DocaAulas / EMDR Individual / M.G.I. / Debriefing Vera Lucia Gomes SantiagoEMDR Individual / M.G.I. / Debriefing Suzana Londero DiazAulas / EMDR Individual / M.G.I. / Debriefing / Sociodramas Priscilla PazEMDR Adolescentes / M.G.I. / Debriefing TERAPEUTAS DE PLANTÃO PARA EQUIPE DO PAHM Dia 27/07Suzana Londero Diaz Dia 28/07Vera Lucia Gomes Santiago Dia 29/07Cristina Ferreira Doca Dia 30/07Suzana Londero Diaz Dia 1/08Vera Lucia Gomes Santiago

7 PROGRAMA DE AJUDA HUMANITÁRIA AO MARANHÃO PAHM EQUIPES DE TRABALHO GRUPO 2LOCAL: TRIZIDELA DO VALE (279 Km de S.L.) Coordenação: Marisa Barradas de Crasto - Atendimentos:. População: Crianças, Adolescentes, Adultos e Idosos.. Médicos. SAMU. Bombeiros. Militares EQUIPE: Marisa Barradas de CrastoCoordenação / EMDR / Sociodramas / Debriefing / M.G.I. Anna Maria Nabuco de Araújo Souza Documentalista / Pesquisadora Denis Soares da Rocha TavaresM.G.I. / Sociodramas Izabel Emilia Sanchez AbrahãoEMDR Infantil / M.G.I. / Debriefing / Sociodramas Karina Borges MedeirosEMDR Adolescentes / M.G.I. Lucio de Oliveira MelloDebriefing / M.G.I. Grazieli dos Santos BalestleriM.G.I. / Debriefing Solange Dair Santana AffonsoEMDR Infantil / M.G.I. / Sociodramas Jorgelina Pereira de CarvalhoEMDR Adolescente / M.G.I. / Sociodramas TERAPEUTAS DE PLANTÃO PARA EQUIPE DO PAHM Dia 27/07Izabel Emilia Sanchez Abrahão Dia 28/07Jorgelina Pereira de Carvalho Dia 29/07Solange Dair Santana Affonso Dia 30/07Jorgelina Pereira de Carvalho Dia 1/08Izabel Emilia Sanchez Abrahão

8 PROGRAMA DE AJUDA HUMANITÁRIA AO MARANHÃO PAHM GRUPO 3LOCAL: PEDREIRAS (277 Km de S.L.) Coordenação: Sonia Regina da Fonseca - Atendimentos:. População: Crianças, Adolescentes, Adultos e Idosos.. Médicos. SAMU. Bombeiros. Militares EQUIPE: Sonia Regina FonsecaCoordenação / EMDR / Sociodramas / M.G.I. / Debriefing Adão de Souza MoraesDebriefing / M.G.I. Claudete Milaré EMDR Infantil / M.G.I. / Debriefing / Sociodramas Eleusis das Graças Rodrigues Andrade EMDR Adultos / Sociodramas Helenice Lima Gama Dias de LimaSociodramas / M.G.I. Luzia MullerM.G.I. / Debriefing Ninfa Gerep ZamboniM.G.I. / EMDR / Debriefing Sandra Simão de CarvalhoEMDR / M.G.I. / Debriefing / Sociodramas Rosi VoltoliniDebriefing / M.G.I. TERAPEUTAS DE PLANTÃO PARA EQUIPE DO PAHM Dia 27/07Ninfa Gerep Zamboni Dia 28/07Claudete Milaré Dia 29/07Ninfa Gerep Zamboni Dia 30/07Sandra Simão de Carvalho Dia 1/08Claudete Milaré EQUIPES DE TRABALHO

9 PROGRAMA DE AJUDA HUMANITÁRIA AO MARANHÃO PAHM NORTE E NORDESTE: DA SECA À INUNDAÇÃO 29/05/09 IRONIAS DE SECA E INUNDAÇÃO AS CONSTANTES CHUVAS NO NORTE E NORDESTE DO BRASIL, DESABRIGAM E DESALOJAM MAIS DE PESSOAS. DESDE ABRIL HÁ CHUVAS INTENSAS NO MARANHÃO, CEARÁ, PIAUI, BAHIA, RIO GRANDE DO NORTE, AMAZONAS, ALAGOAS E SERGIPE.

10 PROGRAMA DE AJUDA HUMANITÁRIA AO MARANHÃO PAHM VÁRIAS FOSSSAS ESTOURARAM, E A AGUA DA CHUVA SE MISTURA AOS ESGOTOS DOMÉSTICOS. AS AGUAS INVADIRAM AS CASAS E CONSTRUÇÕES DE BARRO DESABARAM. MUITAS FAMILIAS PERDERAM TUDO, OUTRAS TENTAM RESGATAR O POUCO QUE RESTA EM PEQUENAS EMBARCAÇÕES E SÃO LEVADAS PARA ABRIGOS EM ESCOLAS, IGREJAS E CRECHES.

11 PROGRAMA DE AJUDA HUMANITÁRIA AO MARANHÃO PAHM MARANHÃO RIO MEARIN COBRE CASAS EM TRIZIDELA DO VALE UM LUGAR ONDE A SECA REINAVA

12 PROGRAMA DE AJUDA HUMANITÁRIA AO MARANHÃO PAHM CHUVAS TORRENCIAIS FIZERAM TRANSBORDAR OS LAGOS QUE CERCAM 40% DA CIDADE E O RIO QUE CORRE EM TORNO DELA, FORÇANDO DOS MORADORES A DEIXAREM SUAS CASAS. A ENCHENTE TRANSFORMOU ESTA CIDADE DE TELHADOS VERMELHOS EM UMA URBE AQUÁTICA ONDE O TRANSPORTE SÓ É POSSÍVEL POR BARCO -OU A NADO. ELES JÁ PASSARAM POR GRANDES ENCHENTES ANTES, MAS MUITOS DIZEM QUE A ÁGUA NUNCA FICOU TÃO ALTA OU DEMOROU TANTO PARA SECAR.

13 PROGRAMA DE AJUDA HUMANITÁRIA AO MARANHÃO PAHM "QUANDO A ÁGUA FINALMENTE DESCER, AS PESSOAS VÃO SOFRER MAIS AINDA", A RENDA MÉDIA FAMILIAR É DE CERCA DE R$ 250 POR MÊS, QUASE METADE DO SALÁRIO MÍNIMO DO BRASIL DE QUASE R$ 500. MUDAR-SE NÃO É UMA OPÇÃO PARA A MAIOR PARTE DOS HABITANTES. AS CASAS AQUI CUSTAM MENOS DE R$ E SÃO MAIS CARAS EM OUTRAS PARTES.

14 PROGRAMA DE AJUDA HUMANITÁRIA AO MARANHÃO PAHM PROPRIETÁRIOS DE CANOAS E BARCOS, COBRAVAM CERCA DE R$ 2 PARA UMA VIAGEM DE QUASE 3 KM DE PEDREIRAS PARA A OUTRA PONTADE TRIZIDELA, QUE DURA CERCA DE 20 MINUTOS. "ESTÃO LUCRANDO MUITO COM ISSO, E NÃO ESTÁ CERTO", DISSE COUTINHO NETO, PORTA-VOZ DO PREFEITO.

15 PROGRAMA DE AJUDA HUMANITÁRIA AO MARANHÃO PAHM OS CLIMATOLOGISTAS DIZEM QUE O BRASIL VEM VIVENCIANDO CLIMAS MAIS EXTREMOS NOS ÚLTIMOS ANOS, INCLUSIVE COM ENCHENTES E SECAS INTENSAS, E ESSA TENDÊNCIA DEVE CONTINUAR NAS PRÓXIMAS DÉCADAS. ABRIL FOI O TERCEIRO MÊS MAIS ÚMIDO DOS ÚLTIMOS 50 ANOS NO NORDESTE BRASILEIRO. AS AUTORIDADES FICAM FRUSTRADAS COM A LENTIDÃO DA ENTREGA DOS MANTIMENTOS DE EMERGÊNCIA E COM A REDUÇÃO DOS RECURSOS DA PREFEITURA.

16 PROGRAMA DE AJUDA HUMANITÁRIA AO MARANHÃO PAHM MUNICÍPIO MARANHENSE TEM 90% DA POPULAÇÃO ATINGIDA PELA ENCHENTE EXTRAÍDO DE: ZERO HORA - 10 DE MAIO DE 2009 O BALANÇO FOI APRESENTADO NO DIA 8 DE MAIO DE 2009 PELO MINISTRO DA INTEGRAÇÃO NACIONAL, GEDDEL VIEIRA LIMA, DURANTE O 10° FÓRUM DE GOVERNADORES DO NORDESTE, REALIZADO EM BRASÍLIA. A CHUVA QUE ATINGE O NORDESTE BRASILEIRO DESDE ABRIL JÁ CAUSOU A MORTE DE 44 PESSOAS E O PREJUÍZO DE CERCA DE R$ 1 BILHÃO.

17 PROGRAMA DE AJUDA HUMANITÁRIA AO MARANHÃO PAHM QUANDO AS ÁGUAS BAIXAM, SEGUNDO O MAJOR, HÁ O RISCO DE DOENÇAS COMO DENGUE, MALÁRIA (QUE É ENDÊMICA NA REGIÃO), LEISHMANIOSE E ESQUISTOSSOMOSE. DISSE O MAJOR CARLO ENDRIGO BUENO NUNES, COORDENADOR DA EQUIPE MÉDICA DO EXÉRCITO QUE ESTÁ EM BACABAL PARA AUXILIAR A POPULAÇÃO ATINGIDA PELAS CHEIAS. QUANDO A ÁGUA ESTÁ ALTA E COM CORRENTEZA FORTE, OS MOSQUITOS NÃO COLOCAM OS OVOS"

18 PROGRAMA DE AJUDA HUMANITÁRIA AO MARANHÃO PAHM VISTA AÉREA DA CIDADE DE BOA VISTA DO GURUPI, NO MARANHÃO, INVADIDA PELAS ÁGUAS.

19 PROGRAMA DE AJUDA HUMANITÁRIA AO MARANHÃO PAHM HÁ DIFERENÇAS ENTRE AS CHUVAS DO NORDESTE E DE SANTA CATARINA? NO NORDESTE, FORAM REGISTRADAS 44 MORTES EM OITO ESTADOS: CEARÁ (15), MARANHÃO (9), BAHIA (7), ALAGOAS (7), PARAÍBA (2), SERGIPE (2) E PERNAMBUCO (1), SEGUNDO INFORMA A SECRETARIA NACIONAL DE DEFESA CIVIL (SEDEC). EM SANTA CATARINA, AS CHUVAS CAUSARAM 135 MORTES. EM APENAS UM ESTADO, COM CERCA DE 1,5 MILHÃO DE PESSOAS ATINGIDAS. OU SEJA, EM RELAÇÃO AOS CASOS FATAIS, SANTA CATARINA TEVE MAIS QUE O DOBRO DE VÍTIMAS DO QUE TODA A REGIÃO NORDESTE.

20 PROGRAMA DE AJUDA HUMANITÁRIA AO MARANHÃO PAHM ENCHENTES ATINGEM MAIS DE 911 MIL PESSOAS EM 11 ESTADOS A SECRETARIA NACIONAL DE DEFESA CIVIL (SEDEC), DO MINISTÉRIO DA INTEGRAÇÃO NACIONAL, DIVULGOU DIA 8 DE MAIO DE 2009, OS ÍNDICES DE ESTRAGOS CAUSADOS PELAS CHUVAS EM TODO O BRASIL. DE ACORDO COM INFORMAÇÕES DAS DEFESAS CIVIS ESTADUAIS, 320 MUNICÍPIOS, LOCALIZADOS EM 11 ESTADOS, ESTÃO SOFRENDO COM O GRANDE VOLUME DE ÁGUA, SENDO ELES: SANTA CATARINA, CEARÁ, MARANHÃO, PIAUÍ, PARAÍBA, RIO GRANDE DO NORTE, BAHIA, ALAGOAS, AMAZONAS, PARÁ E PERNAMBUCO. MAIS DE 911 MIL PESSOAS FORAM ATINGIDAS, SENDO QUE 126 ESTÃO DESABRIGADAS CERCA DE 57 MIL DESALOJADAS, OU SEJA, ESTÃO HOSPEDADAS COM AMIGOS OU FAMILIARES.

21 PROGRAMA DE AJUDA HUMANITÁRIA AO MARANHÃO PAHM SEGUNDO O METEOROLOGISTA DO INSTITUTO NACIONAL DE PESQUISAS ESPACIAIS (INPE) JOSÉ FERNANDO PESQUEIRO, AS CHUVAS FORAM REFORÇADAS POR EVENTOS COMUNS NA REGIÃO: A ALTA BOLÍVIA (QUE TRANSPORTA UMIDADE DA AMAZÔNIA PARA OUTROS LOCAIS) E AS LINHAS DE INSTABILIDADE (NUVENS FORMADAS NO LITORAL).

22 PROGRAMA DE AJUDA HUMANITÁRIA AO MARANHÃO PAHM TRÊS EVENTOS CLIMÁTICOS PROVOCAM CHUVAS NO NORDESTE A ATUAÇÃO DESSES FENÔMENOS CRIOU UMA ESPÉCIE DE BOLSÃO DE CHUVAS NA REGIÃO, QUE NÃO CONSEGUE SE LOCOMOVER. OS ESPECIALISTAS AFIRMAM SEREM COMUNS AS CHUVAS NO NORDESTE NO VERÃO E OUTONO POR CAUSA DA ZONA DE CONVERGÊNCIA INTERTROPICAL (ZCIT).

23 PROGRAMA DE AJUDA HUMANITÁRIA AO MARANHÃO PAHM NORMALMENTE, A ZCIT DESCE PARA O NORDESTE E RETORNA AO NORTE NA METADE DE MARÇO, MAS NESTE ANO FICOU PRESA. ESSE FENÔMENO É CAUSADO PELO ENCONTRO DE VENTOS DO NORTE E SUL E COSTUMA AGIR NA REGIÃO DA LINHA DO EQUADOR. TRÊS EVENTOS CLIMÁTICOS PROVOCAM CHUVAS NO NORDESTE

24 PROGRAMA DE AJUDA HUMANITÁRIA AO MARANHÃO PAHM A ESTIAGEM NA REGIÃO SUL É CONSEQUÊNCIA DA FORMAÇÃO ANTECIPADA DE UMA GRANDE MASSA SECA QUE SE FORMOU NO INTERIOR DO PAÍS. TRÊS EVENTOS CLIMÁTICOS PROVOCAM CHUVAS NO NORDESTE POR CAUSA DA AÇÃO DESSA MASSA, OUTROS SISTEMAS FRONTAIS - COMO AS FRENTES FRIAS – NÃO CONSEGUEM AVANÇAR PARA O CONTINENTE E AS CHUVAS FICAM CONCENTRADAS NOS OCEANOS E CHEGAM SOMENTE AO LITORAL. JORNAL "O ESTADO DE S. PAULO ABRIL / 2009

25 PROGRAMA DE AJUDA HUMANITÁRIA AO MARANHÃO PAHM A ÚNICA SOLUÇÃO PARA FUGIR DA ENCHENTE FOI OCUPAR UM PARQUE DE EXPOSIÇÕES E DIVIDIR ESPAÇO NOS ESTÁBULOS, ONDE VIVEM OS ANIMAIS. O RIO SUBIU TÃO RÁPIDO QUE OS ABRIGOS MUNICIPAIS FORAM INSUFICIENTES PARA COMPORTAR TANTAS PESSOAS.

26 PROGRAMA DE AJUDA HUMANITÁRIA AO MARANHÃO PAHM CENTRO DE PEDREIRAS

27 PROGRAMA DE AJUDA HUMANITÁRIA AO MARANHÃO PAHM PEDREIRAS

28 PROGRAMA DE AJUDA HUMANITÁRIA AO MARANHÃO PAHM MUNICÍPIO TRIZIDELA DO VALE

29 PROGRAMA DE AJUDA HUMANITÁRIA AO MARANHÃO PAHM AUMENTO NOS CASOS DE DIARREIA, VERMINOSE E INFECÇÃO RESPIRATÓRIA AGUDA. O CONTATO COM A ÁGUA CONTAMINADA PELA ENCHENTE E A AGLOMERAÇÃO NOS ABRIGOS, ONDE ESTÃO 4,7 MIL PESSOAS, ALGUMAS HÁ MAIS DE UM MÊS E EM PRECÁRIAS CONDIÇÕES SANITÁRIAS, SÃO APONTADOS COMO AS PRINCIPAIS CAUSAS DESSE AUMENTO. MAIO DE 2009

30 PROGRAMA DE AJUDA HUMANITÁRIA AO MARANHÃO PAHM NO CASO DAS DOENÇAS RESPIRATÓRIAS, A PROPAGAÇÃO É FACILITADA PELO FATO DE VÁRIAS FAMÍLIAS ÀS VEZES TEREM DE DIVIDIR UM PEQUENO CÔMODO, SEM VENTILAÇÃO ADEQUADA. "FALTA DE HIGIENE, MÃOS SUJAS, CONTATO COM FEZES, ALIMENTOS MAL LAVADOS, TUDO ISSO PODE CAUSAR DIARREIA E VERMINOSES", MAIO DE 2009

31 PROGRAMA DE AJUDA HUMANITÁRIA AO MARANHÃO PAHM TRIZIDELA DO VALE, A CIDADE MARANHENSE QUE FICOU 90% SUBMERSA E AGORA TENTA SE REERGUER FOI A PIOR ENCHENTE DA HISTÓRIA DO MUNICÍPIO, QUE TEM APENAS 14 ANOS DE VIDA SEGUNDO A PREFEITURA, 90% DAS PESSOAS ATINGIDAS JÁ DEIXARAM OS ABRIGOS. O COMÉRCIO, JÁ ABRIU SUAS PORTAS. DURANTE QUASE DOIS MESES, A CIDADE, QUE FICA A 226 QUILÔMETROS DA CAPITAL SÃO LUÍS, FICOU 90% ALAGADA PELAS ÁGUAS DO RIO MEARIM. PRECISOU CONVIVER COM A FALTA DE ENERGIA E A ESCASSEZ DE ÁGUA POTÁVEL

32 PROGRAMA DE AJUDA HUMANITÁRIA AO MARANHÃO PAHM AGÊNCIAS BANCÁRIAS, POSTOS DOS CORREIOS, CEMITÉRIO, FARMÁCIAS, TELEFONES PÚBLICOS, POSTES DE ELETRICIDADE. TRIZIDELA DO VALE TRIZIDELA DO VALE JÁ CONVIVE HÁ UM BOM TEMPO COM AS ENCHENTES. TUDO FOI ENGOLIDO PELAS ÁGUAS DO RIO MEARIM QUE SUBIRAM MAIS DE 16 METROS ACIMA DO NÍVEL NORMAL DESDE O INÍCIO DAS CHUVAS, NO MÊS DE ABRIL.

33 PROGRAMA DE AJUDA HUMANITÁRIA AO MARANHÃO PAHM O PRESIDENTE LUIZ INÁCIO LULA DA SILVA SE REUNIU COM OITO GOVERNADORES PARA SABER AS NECESSIDADES DA REGIÃO E LIBEROU 540 MILHÕES DE REAIS PARA SOCORRER AS VÍTIMAS DAS ENCHENTES. OS ESTADOS TAMBÉM COMEÇARAM A TRABALHAR PARA CONCEDER AOS AGRICULTORES ATINGIDOS PELAS CHUVAS UM SEGURO DE SAFRA NORMALMENTE APLICADO EM PERÍODOS DE SECA. REUNIÃO COM LULA

34 PROGRAMA DE AJUDA HUMANITÁRIA AO MARANHÃO PAHM O MINISTRO DA INTEGRAÇÃO NACIONAL, GEDDEL VIEIRA LIMA, DISSE QUE O PRESIDENTE QUER A COLABORAÇÃO DA POPULAÇÃO PARA COMBATER O MOSQUITO TRANSMISSOR DA DENGUE. REUNIÃO COM LULA

35 PROGRAMA DE AJUDA HUMANITÁRIA AO MARANHÃO PAHM Clique no logotipo para voltar ao site


Carregar ppt "PROGRAMA DE AJUDA HUMANITÁRIA AO MARANHÃO PAHM PROPOSTA DO PAHM INTERVENÇÃO GRUPAL EM CATÁSTROFES NO MARANHÃO PROPOSTAS: Prof.ª Dra. Ana Maria Fonseca."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google