A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Catástrofes naturais 2010/2011 Professor Reginaldo (Atualidades/ geopolítica)

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Catástrofes naturais 2010/2011 Professor Reginaldo (Atualidades/ geopolítica)"— Transcrição da apresentação:

1 Catástrofes naturais 2010/2011 Professor Reginaldo (Atualidades/ geopolítica)

2 A teoria da tectônica de placas e os terremotos Aproximadamente 18 fragmentos da crosta terrestre boiam sobre o magma pastoso do manto externo. Nos limites de contato das placas são comuns os abalos sísmicos e as atividades vulcânicas.

3 Detalhando o interior da Terra

4 As placas tectônicas

5 Os movimentos nos limites das placas tectônicas 1) arrastamento / fricção; 2) convergente / subducção; 3) divergente / afastamento;

6 1)Arrastamento / fricção; 2) convergente / subducção;

7 3) divergente/ afastamento;

8

9

10

11 Escala Richter (magnitude dos tremores)

12 Freqüência dos terremotos A freqüência de fenômenos como terremotos, tsunamis e vulcanismos no mundo está normal, assim como a intensidade. O que está diferente é que os desastres estão maiores. Como? É porque os abalos estão acontecendo em lugares agora mais populosos.

13 O terremoto do Haiti (12/01/2010)

14 Conseqüências da tragédia A situação humanitária do país, o mais pobre da América, é caótica: - cerca de 230 mil mortos; mil ficaram feridos; - 4 mil foram amputadas; - 1 milhão de pessoas ficaram desabrigadas.

15 O terremoto do Chile (27/02/2010)

16 O território chileno acompanha o limite convergente entre as Placas de Nazca e Sul-americana. Localização do epicentro

17 A força do desastre

18 Maremotos ou Tsunamis Definição: ondas gigantes que atingem o litoral, provocadas por abalos sísmicos, vulcões e deslocamentos de massa em encostas submarinas;

19 Características: ondas de poucos centímetros de altura em alto mar com grandes velocidades que atingem até 800 km/h. No litoral (praia), tornam-se mais lentas e elevadas, podendo alcançar até 12 metros de altura.

20

21 O exemplo do Tsunami da Bacia do Índico (26/12/2004) Epicentro: foi registrado a 180 km da ilha de Sumatra (litoral norte da Indonésia) no Sudeste Asiático; Epicentro: foi registrado a 180 km da ilha de Sumatra (litoral norte da Indonésia) no Sudeste Asiático; Causa: choque na convergência entre as placas Indiana e da Birmânia numa profundidade oceânica de cerca de 9.000m; Causa: choque na convergência entre as placas Indiana e da Birmânia numa profundidade oceânica de cerca de 9.000m;

22 Potência: terremoto submarino de 9,1 graus na escala Richter, equivalente a 32 mil bombas atômicas de Hiroshima, sendo considerado o mais forte dos últimos 40 anos; Potência: terremoto submarino de 9,1 graus na escala Richter, equivalente a 32 mil bombas atômicas de Hiroshima, sendo considerado o mais forte dos últimos 40 anos;

23 Extensão do desastre: as ondas percorreram até 6500 km, atingindo com maior intensidade 11 países da Bacia do Índico no litoral sul e sudeste da Ásia e nordeste da África: Indonésia, Malásia, Tailândia, Mianmar, Bangladesh, Sri Lanka, Índia, Quênia, Tanzânia, Somália e Maldivas; Extensão do desastre: as ondas percorreram até 6500 km, atingindo com maior intensidade 11 países da Bacia do Índico no litoral sul e sudeste da Ásia e nordeste da África: Indonésia, Malásia, Tailândia, Mianmar, Bangladesh, Sri Lanka, Índia, Quênia, Tanzânia, Somália e Maldivas; O mapa da destruição

24 O mapa das mortes

25 Imagens do desastre

26

27 Antes Depois

28 Conseqüências da onda da morte Constatou-se que o atraso técnico dos países atingidos impediu a amenização da catástrofe. O contrário ocorre nos países da costa do oceano Pacífico, área comum de maremotos, onde há 50 anos existe um sistema de *previsão e alerta desta catástrofe.

29 *obs.: apesar da avançada tecnologia, a caprichosa natureza impossibilita uma previsão eficaz e mais antecipada deste tipo de fenômeno. Sistema de alerta japonês soou um minuto antes do tremor na costa do país. O sistema foi implantado em 2007 e é alimentado por cerca de mil sismógrafos.

30 Resultado trágico estima-se em 320 mil mortos, 500 mil feridos e 5 milhões de desabrigados, com um prejuízo que alcançou a cifra de US$ 10 bilhões segundo o B.M.;

31 Após a onda da morte, a onda de solidariedade atingiu milhares de quilômetros, do Haiti aos EUA

32 A maior tragédia do Japão

33

34 Entre mortos e desaparecidos, chega-se ao número de 23 mil pessoas; O prejuízo causado pelo terremoto e o tsunami foi o mais caro da história: US$ 300 bilhões; Catástrofe nuclear ainda em andamento (a água em uma usina de purificação para a capital de 13 milhões de pessoas continha 210 becquerels de iodo radioativo - mais do que o dobro do nível seguro para crianças). 320 mil pessoas foram evacuadas de suas casas.

35 A maior tragédia do Japão

36

37

38

39

40

41


Carregar ppt "Catástrofes naturais 2010/2011 Professor Reginaldo (Atualidades/ geopolítica)"

Apresentações semelhantes


Anúncios Google