A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Princípios e Parâmetros em Deslocamento Qu- : dados do Turco Marije Soto Orientadoras: Aniela Improta França Miriam Lemle XXVIII Jornada Giulio Massarani.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Princípios e Parâmetros em Deslocamento Qu- : dados do Turco Marije Soto Orientadoras: Aniela Improta França Miriam Lemle XXVIII Jornada Giulio Massarani."— Transcrição da apresentação:

1

2 Princípios e Parâmetros em Deslocamento Qu- : dados do Turco Marije Soto Orientadoras: Aniela Improta França Miriam Lemle XXVIII Jornada Giulio Massarani de Iniciação Científica Novembro de 2006 TEORIA E ANÁLISE LINGÜÍSTICA U F R J w w w. l e t r a s. u f r j. b r / c l i p s e n

3 2 Características Gerais O turco é língua da família altáica (associada a línguas mongólicas, coreano e japonês) Com 65 milhões falantes nativos e 10 milhões falantes como segunda língua Cem balığ-ı ye-di. Cem peixe.def-AC comeu -PASS.3PG Cem comeu o peixe. Balığ-ı Cem ye-di. peixe.def-AC Cem comeu -PASS.3PG O peixe, Cem comeu. É uma língua SOV – sujeito nulo Há ordem livre

4 3 Turco como Língua de Qu-in-situ A posição não marcada para qu é in situ, ou seja, na posição onde foi gerado e recebeu papel temático e caso. Em turco, esta posição é pré- verbal Cem ne ye-di? Cem o que comeu-PASS.3PSG O que Cem comeu? Há então línguas nas quais o sintagma QU fica in situ e línguas nas quais o sintagma QU move. Há várias teorias em relação à questão mover vs não mover.

5 4 Abordagens teóricas: 1. Movimento na FL (Huang, 1982) Cem ne ye-di? Cem o que comeu. PASS.3PSG O que Cem comeu? forma fonológica forma lógica

6 5 Abordagens teóricas: 1. Movimento na FL (Huang, 1982) T ST C SC (ye) v SV ne ye-di T SD Cem i [+ QU-] Cem ne ye-di? Cem o que comeu. PASS.3PSG O que Cem comeu? ne forma fonológica forma lógica SD t i

7 6 Abordagens teóricas: 2.Mover vs. não mover (Reinhart, 1993) e (Tsai, 1994) T ST C SC (ye) v SV ye-di T SD [+ QU-] Cem ne ye-di? Cem o que comeu. PASS.3PSG O que Cem comeu? ce Frase QU- não se move; o operador [+ QU-] que dá escopo se liga à frase, formando uma cadeia argumental. SD Cem i SD t i

8 7 Abordagens teóricas: 3.Movimento do traço (Watanabe, 1992) T ST C SC (ye) v SV ne ye-di T SD [+ QU-] Cem ne ye-di? Cem o que comeu. PASS.3PSG O que Cem comeu? ne [+que] operador fonologicamente nulo [-que] semântica scopo SD Cem i SD t i

9 8 Turco e liberdade de ordem Em turco, os constituintes podem aparecer fora da sua ordem canônica SOV por meio da regra de embaralhamento de SN Tal regra move elementos para certas posições de acordo com motivações pragmáticas: tópico foco VERBO conhecimento prévio Quem Cem-AC conhece-PROG Quem conhece CEM? *Cemi tan-ıyor kim? tan-ıyor ?CemiKim O domínio de ordem livre restringe-se à posições pré-verbais Cem-AC Quem

10 9 Turco e japonês Ambas as línguas são de QU in situ Ambas demonstram liberdade de ordem (japonês) (turco) John-wa nani-o tabe-masi-ta ka? John-Top o que-AC comer-PASS Q-partícula ordem menos marcada: O que Cem comeu? S O V Cem ne ye-di? Cem o que comeu. PASS.3PSG

11 10 Liberdade de ordem para QU- : Cem foi para uma festa e ele só conhecia algumas pessoas. O porteiro procura saber quem foi que convidou Cem e pergunta: quem conhece Cem? Cemi kim tan-ıyor-ki? Cem-ACC quem conhece-PROG.obl. QUEM conhece Cem? Kim Cemi tan-ıyor-ki? quem Cem-ACC conhece-PROG.obl Quem conhece CEM?

12 11 A namorada de Cem não foi junto para a festa e liga no dia seguinte para a irmã de Cem para saber mais detalhes: Ordem livre para QU- : Cem nasıl git-ti ? Cem como foi-PASS COMO Cem foi? Nasıl Cem git-ti ? como Cem foi-PASS Como CEM foi? Cem ne zaman git-ti ? Cem quando foi-PASS QUANDO Cem foi? Ne zaman Cem git-ti ? quando Cem foi-PASS Quando CEM foi?

13 12 Ordem livre para QU- : Cem neden git-ti ? Cem porque foi-PASS PORQUE Cem foi? Neden Cem git-ti ? porque Cem foi-PASS Porque CEM foi?

14 13 Ordem livre para QU-múltiplos Cem kim-e ne ver-di ? Cem quem-DAT o que deu-PASS Cem, deu o que A QUEM? Kim-e Cem ne ver-di ? quem-DAT Cem o que deu-PASS O que CEM deu a quem? *Ne Kim-e Cem ver-di ? o que quem-DAT Cem deu-PASS A namorada soube que os amigos deram presentes e quer saber dos detalhes:

15 14 Ordem livre por movimento A Cemi kim tan-ıyor? Cem-ACC quem conhece-PROG Cem, QUEM conhece(-o)? T ST SD (tan) v SV Cemi T SD kim Argumento interno não sobe, spec de ST fica livre para topicalização tan-ıyor titi tópico/ sujeito predicado

16 15 Ordem livre por movimento A Kim-e Cem ne ver-di ? quem-DAT Cem o que deu-PASS Para quem Cem deu O QUE? T ST C SC (ver) v SV ne T SP SD Cem i SD ver-di P Ø Kim-e j Topicalização do sujeito e anteposição do QU SD t i SP tjtj sujeito sai do âmbito de operadores (gen/neg/quant)

17 16 Conclusões: Por efeito do processo de embaralhamento de sintagmas (scrambling), os sintagmas QU- são movidos para a frente, apesar de turco ser uma língua de QU- in situ. Há uma restrição para o embaralhamento: ne (o que) deve ficar in-situ. Nenhum dos QU-s pode ser movido para uma posição pós verbal. Tanto o objeto quanto o sujeito podem ir para Spec de Tempo.

18 17 Bibliografia: ARSLAN, Zekiye Ceyda - Approaches to wh-structures in turkish, Bogaziçi University, 1999 GÖRGÜLÜ, Emrah - Variable Wh-words in Turkish, Boazç university, 2006 MIYAGAWA, Shigeru - Wh-in-situ and Scrambling in the Context of Comparative Altaic Syntax*, MIT, 1004 HAEGEMAN, Liliane - Introduction to Government and Binding Theory Blackwell Publishers,1991


Carregar ppt "Princípios e Parâmetros em Deslocamento Qu- : dados do Turco Marije Soto Orientadoras: Aniela Improta França Miriam Lemle XXVIII Jornada Giulio Massarani."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google