A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Profª Ana Elisa Alencar Silva de Oliveira

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Profª Ana Elisa Alencar Silva de Oliveira"— Transcrição da apresentação:

1 Profª Ana Elisa Alencar Silva de Oliveira
Artigo científico Profª Ana Elisa Alencar Silva de Oliveira

2 O que é um artigo? Conceitos
“Artigo científico é parte de uma publicação com autoria declarada, que apresenta e discute idéias, métodos, técnicas, processos e resultados nas diversas áreas do conhecimento” (NBR 6022, 2003 p. 2). Conforme Lakatos; Marconi (2001, p. 238): “Os artigos científicos são pequenos estudos, porém completos, que tratam de uma questão verdadeiramente científica, mas que não se constituem em matéria de um livro. Page 2

3 O que é um artigo? Conceitos
É a apresentação sintética, em forma de relatório escrito, dos resultados de investigações ou estudos realizados a respeito de uma questão e se transforma num meio rápido de divulgar, através de publicações periódicas o questionamento estudado. De acordo com a Norma Técnica, NBR 6022, (2003), o artigo pode ser: Original ou divulgação: parte de publicação que apresenta temas ou abordagens originais e podem ser: relatos de caso, comunicação ou notas prévias. Revisão: os artigos de revisão analisam e discutem trabalhos já publicados, revisões bibliográficas entre outros. Page 3

4 Referências normativas
Para a elaboração de um artigo científico a Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT), além da NBR 6022/2003, estabelece várias normas, tais como: NBR 10520/2002: citações em documentos - apresentação. Orienta como citar no texto uma informação extraída de outra fonte NBR 6028/2003: resumo - apresentação. Estabelece os requisitos para redação e apresentação de resumos NBR 6023/2002: referências - elaboração. NBR 6024/2003: numeração progressiva das seções de um documento escrito - apresentação. IBGE. Normas de apresentação tabular . Page 4

5 Formato Número de páginas 20 no mínimo e 30 no máximo Tamanho do papel
Fonte Times New Roman, 12pt Parágrafos 1 tab (1 cm) Margens Esquerda e direita de 2,0 cm;Margem superior de 2,5 cm; Margem inferior de 2,0 cm. Page 5

6 Estrutura Pré-textual Textual Título (e subtítulo, se houver)
Nome(s) do autor(es) obrigatórios Resumo na língua do texto Palavras-chave na língua do texto Textual Introdução obrigatórios Desenvolvimento Conclusão Pós-textual Título e subtítulo, se houver, em língua estrangeira (obrigatório) Resumo em língua estrangeira (obrigatório) Palavras-chave em língua estrangeira (obrigatório) Nota(s) explicativa(s) (se necessária) Referências (obrigatório) Glossário (opcional) Apêndice(s) (opcional) Anexo(s) (opcional) Composição do artigo: Elementos pré-textuais Título e subtítulo Estrutura 6 6

7 Estrutura 7 7

8 Elementos pré-textuais
Fonte 14, separado por : se necessário Autores Resumo Mínimo 100 e máximo 250 palavras Dividir em duas colunas Palavras-chave Page 8

9 Elementos textuais Introdução
Na introdução deve-se expor a finalidade e os objetivos do trabalho de modo que o leitor tenha uma visão geral do tema abordado. De modo geral, a introdução deve apresentar: O assunto objeto de estudo; O ponto de vista sob o qual o assunto foi abordado; Trabalhos anteriores que abordam o mesmo tema; As justificativas que levaram a escolha do tema, o problema de pesquisa, a hipótese de estudo, o objetivo pretendido, o método proposto, a razão de escolha do método e principais resultados (GUSMÃO; MIRANDA, 1997 apud RELATÓRIO, 2003). Page 9

10 Desenvolvimento Parte principal e mais extensa do trabalho deve apresentar a fundamentação teórica, a metodologia, os resultados e a discussão. Nesta parte do corpo do artigo, realizar uma exposição e uma discussão das teorias que foram aplicadas para entender e esclarecer o problema, apresentando-as e relacionando-as com a pergunta-problema. É o espaço para o referencial teórico e o desenrolar da pesquisa. Divide-se em seções, subseções conforme a NBR 6024 (ABNT, 2003), que variam em função da abordagem do tema e do método Page 10

11 Desenvolvimento Material e métodos Revisão da literatura
Resultados e discussão Page 11

12 Ilustração As ilustrações (quadros, figuras, fotos e outros), devem ter uma numeração seqüencial. Sua identificação aparece na parte inferior, precedida da palavra designativa, seguida de seu número de ordem de ocorrência do texto, em algarismos arábicos, do respectivo título, a ilustração deve figurar o mais próximo possível do texto a que se refere. (ABNT. NBR 6022, 2003, p. 5). Page 12

13 Tabelas Todas as tabelas deverão ser numeradas seqüencialmente. A fonte utilizada preferencialmente 10 pt

14 Equações Todas as equações deverão ser numeradas seqüencialmente, com os números entre parênteses, As equações devem ser referenciadas no texto da seguinte forma: "Substituindo a Equação (1) na Equação (3), obtém-se ...". Page 14

15 Como fazer? Ficha preliminar Separar material
Tema Objetivos Empresa Tópicos Separar material Artigos Revistas Jornais Livros Sites Escrever o referencial teórico Colocar os conceitos em tópicos numa cronologia lógica A pesquisa Estudo de caso Nome da empresa Localização O período de estudo O que foi utilizado na pesquisa (material e métodos). Exemplo: questionário O resultado obtido Análise do resultado (conclusão da pesquisa) Page 15

16 Elementos Pós-Textuais
Título e subtítulo (se houver) em língua estrangeira; Resumo em língua estrangeira: versão do resumo na língua do texto; Palavras-chave em língua estrangeira: versão das palavras-chave na língua do texto para a mesma língua do resumo em língua estrangeira. Abstract / keywords: abstract é o resumo e keywords são as palavras-chave traduzidos para o inglês, sendo que alguns periódicos aceitam a tradução em outra língua; Notas explicativas: a numeração das notas é feita em algarismos arábicos, devendo ser única e consecutiva para cada artigo. Não se inicia a numeração em cada página; Page 16

17 Elementos Pós-Textuais
Título e subtítulo (se houver) em língua estrangeira; Glossário: elemento opcional elaborado em ordem alfabética; Apêndices: Elemento opcional. “Texto ou documento elaborado pelo autor a fim de complementar o texto principal.” (NBR 14724, 2002, p. 2); Anexos: Elemento opcional, “texto ou documento não elaborado pelo autor, que serve de fundamentação, comprovação e ilustração.” (NBR 14724, 2002, p. 2); Agradecimentos e a data de entrega dos originais para publicação. Page 17

18 Redação Impessoalidade: redigir o trabalho na 3ª pessoa do singular (não utilizar o eu ou o nós e seus derivados); Objetividade: a linguagem objetiva deve afastar as expressões: “eu penso”, “eu acho”, “parece-me” que dão margem a interpretações simplórias e sem valor científico; Estilo científico: a linguagem científica é informativa, de ordem racional, firmada em dados concretos, onde pode-se apresentar argumentos de ordem subjetiva, porém dentro de um ponto de vista científico; Page 18

19 Redação Utilizar estilo de redação de ordem racional, firmada em dados concretos Vocabulário técnico com terminologia própria e com clareza e precisão das idéias: a linguagem científica serve-se do vocabulário comum, utilizado com clareza e precisão, mas cada ramo da ciência possui uma terminologia técnica própria que deve ser observada; Page 19

20 Redação Correção gramatical: é indispensável, onde se deve procurar relatar a pesquisa com frases curtas, evitando muitas orações subordinadas, intercaladas com parênteses, num único período. O uso de parágrafos deve ser dosado na medida necessária para articular o raciocínio: toda vez que se dá um passo a mais no desenvolvimento do raciocínio, muda-se o parágrafo. Page 20

21 Redação Os recursos ilustrativos como gráficos estatísticos, desenhos são considerados como figuras e devem ser criteriosamente distribuídos no texto. Proceder a correção gramatical e evitar parágrafos longos (com mais de 6 linhas) Não utilizar gírias, pedantismos, palavras supérfluas, superlativos e diminutivos que empobreçam a redação Termos estrangeiros devem ser grafadas as palavras estrangeiras em itálico. Page 21

22 Redação Conforme Lakatos; Marconi (2001, p. 238): “Os artigos científicos são pequenos estudos, porém completos, que tratam de uma questão verdadeiramente científica, mas que não se constituem em matéria de um livro. Conforme Lakatos; Marconi (2001), os artigos científicos tratam de uma questão científica verdadeiramente comprovada, caracterizando-se por um estudo reduzido mais complexo que não encontra-se editado em livros. Page 22

23 Referências ABNT. NBR 14724: informação e documentação: trabalhos acadêmicos: apresentação. Rio de Janeiro, p.  ______. NBR 6022: informação e documentação: artigo em publicação periódica científica impressa: apresentação. Rio de Janeiro, 2003.  ______. NBR 6023: informação e documentação: referências: elaboração. Rio de Janeiro, 2003.  ______. NBR 6024: informação e documentação: numeração progressiva das seções de um documento escrito: apresentação. Rio de Janeiro, 2003.  ______. NBR 6028: informação e documentação: resumo: apresentação. Rio de Janeiro, 2003.  ______. NBR 10520: informação e documentação: citações em documentos: apresentação. Rio de Janeiro, 2002. FRANÇA, J. L. et al. Manual para normalização de publicações tecnico-cientificas. 6. ed. rev. e ampl. Belo Horizonte: UFMG, p. IBGE. Normas de apresentação tabular. 3. ed  LAKATOS, E. M.; MARCONI, M. A. Fundamentos de metodologia cientifica. 3. ed. rev. e ampl. São Paulo: Atlas, p.  PÁDUA, E. Metodologia de pesquisa: abordagem teórico-prática. Campinas: Papirus, 1996.  RELATÓRIO final de projetos de pesquisa: modelo de apresentação de artigo científico. Disponível em: <http://www.cav.udesc.br/anexoI.doc.>. Acesso em: 3 mar Page 23


Carregar ppt "Profª Ana Elisa Alencar Silva de Oliveira"

Apresentações semelhantes


Anúncios Google