A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

ANENCEFALIAANENCEFALIA Prof. Dr. Thomaz Rafael Gollop Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência - SBPC Prof. Dr. Thomaz Rafael Gollop Sociedade.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "ANENCEFALIAANENCEFALIA Prof. Dr. Thomaz Rafael Gollop Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência - SBPC Prof. Dr. Thomaz Rafael Gollop Sociedade."— Transcrição da apresentação:

1 ANENCEFALIAANENCEFALIA Prof. Dr. Thomaz Rafael Gollop Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência - SBPC Prof. Dr. Thomaz Rafael Gollop Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência - SBPC SUPREMO TRIBUNAL FEDERAL AUDIÊNCIA PÚBLICA AGOSTO 2008 SUPREMO TRIBUNAL FEDERAL AUDIÊNCIA PÚBLICA AGOSTO 2008

2 A Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência tem associadas 89 sociedades científicas que reúnem cientistas A ciência busca a verdade sem dogmas

3 DefiniçãoDefinição Merocrania: É uma anomalia RARÍSSIMA (menos de 10 casos relatados) na qual há um defeito menos acentuado na formação da caixa craniana e o resquício do cérebro é coberto com uma membrana (cerebrovasculosa). Há também morte cerebral no sentido eletroencefalográfico e o ÊXITO é LETAL embora a membrana possa dar uma sobrevida vegetativa.É uma anomalia RARÍSSIMA (menos de 10 casos relatados) na qual há um defeito menos acentuado na formação da caixa craniana e o resquício do cérebro é coberto com uma membrana (cerebrovasculosa). Há também morte cerebral no sentido eletroencefalográfico e o ÊXITO é LETAL embora a membrana possa dar uma sobrevida vegetativa.Anencefalia: É a ausência total ou parcial do encéfalo e da calota craniana.É a ausência total ou parcial do encéfalo e da calota craniana. Ambas são absolutamente letais – (fatais, mortais, Aurélio,2008) Merocrania: É uma anomalia RARÍSSIMA (menos de 10 casos relatados) na qual há um defeito menos acentuado na formação da caixa craniana e o resquício do cérebro é coberto com uma membrana (cerebrovasculosa). Há também morte cerebral no sentido eletroencefalográfico e o ÊXITO é LETAL embora a membrana possa dar uma sobrevida vegetativa.É uma anomalia RARÍSSIMA (menos de 10 casos relatados) na qual há um defeito menos acentuado na formação da caixa craniana e o resquício do cérebro é coberto com uma membrana (cerebrovasculosa). Há também morte cerebral no sentido eletroencefalográfico e o ÊXITO é LETAL embora a membrana possa dar uma sobrevida vegetativa.Anencefalia: É a ausência total ou parcial do encéfalo e da calota craniana.É a ausência total ou parcial do encéfalo e da calota craniana. Ambas são absolutamente letais – (fatais, mortais, Aurélio,2008) Smith, D.W. Recognizable Patterns of Human Malformation Saunders, Third Edition, 1982

4 AnencefaliaAnencefalia O sistema nervoso pode ser dividido em somático (VIDA DE RELAÇÃO) e visceral (VIDA VEGETATIVA) (Ângelo Machado, 2006). Nos fetos anencéfalos há a ausência do sistema nervoso da vida de relação. Pode haver funcionamento de receptores mas não existe a capacidade de interpretação de informação. No anencéfalo não existe cérebro funcionante. (Machado, 2006)

5 Normal, Merocrania e Anencéfalo

6 Eletroencefalograma Normal

7 Eletroencefalograma de Anencéfalo

8 Eletroencefalograma de morte cerebral

9 Resolução do Conselho Federal de Medicina – 08/09/2004 Interessa para o diagnóstico de morte encefálica exclusivamente a arreatividade supraespinal. Não afasta este diagnóstico a presença de sinais de reatividade infraespinal. Interessa para o diagnóstico de morte encefálica exclusivamente a arreatividade supraespinal. Não afasta este diagnóstico a presença de sinais de reatividade infraespinal.

10 DiagnósticoDiagnóstico Anencefalia é um erro de fechamento do tubo neural (EFTN) e representa a segunda malformação congênita mais comum 1,4 – 2/1000 gestações. 50% dos casos de EFTN – anencefalia. Anencefalia é incompatível com a vida – não há atividade cortical – corresponde a morte cerebral. Anencefalia é um erro de fechamento do tubo neural (EFTN) e representa a segunda malformação congênita mais comum 1,4 – 2/1000 gestações. 50% dos casos de EFTN – anencefalia. Anencefalia é incompatível com a vida – não há atividade cortical – corresponde a morte cerebral. Willians, Tratado de Obstetrícia, 20ª Ed., Editora Guanabara-Koogn, 2000

11 Brasil é o quarto país em freqüência de anencefalia (Organização Mundial da Saúde, OMS – 2003)

12 AnencefaliaAnencefalia Estudo feito em 41 países em 5 continentes: 90% dos países desenvolvidos e 20% daqueles em desenvolvimento permitiam interrupção de gestação em casos de anencefalia em (Iwasso, 2004)

13 AnencefaliaAnencefalia A interrupção é permitida na Europa, Canadá, China, Cuba, Japão, Índia, Estados Unidos, Rússia, Israel, Leste Europeu e na maioria dos Países da Ásia. Permitida no Irã desde 2004 e também em Portugal, Espanha e Itália. Na Argentina – Lei 1044/2003 – permite interrupção de gravidez em casos de fetos com malformações irreversíveis e incuráveis. A interrupção é proibida na Irlanda, Malta, América do Sul (exceto Brasil, Uruguai), África (exceto na África do Sul) e na maioria dos Países Islâmicos. A interrupção é permitida na Europa, Canadá, China, Cuba, Japão, Índia, Estados Unidos, Rússia, Israel, Leste Europeu e na maioria dos Países da Ásia. Permitida no Irã desde 2004 e também em Portugal, Espanha e Itália. Na Argentina – Lei 1044/2003 – permite interrupção de gravidez em casos de fetos com malformações irreversíveis e incuráveis. A interrupção é proibida na Irlanda, Malta, América do Sul (exceto Brasil, Uruguai), África (exceto na África do Sul) e na maioria dos Países Islâmicos. Alan Guttmacher Institute, New York, 2004

14 AnencefaliaAnencefalia Aproximadamente 75% dos fetos anencefálicos morrem dentro do útero. Dos 25% que chegam a nascer, TODOS tem sobrevida vegetativa que cessa na maioria dos casos dentro de 24 horas e os demais nas primeiras semanas de sobrevida.

15 DiagnósticoDiagnóstico Ultra-sonografia a partir de 12 semanas – pode haver suspeição a partir de 8 semanas. 100% de especificidade – 100% de CERTEZA diagnóstica apenas com ultra-sonografia. Ultra-sonografia a partir de 12 semanas – pode haver suspeição a partir de 8 semanas. 100% de especificidade – 100% de CERTEZA diagnóstica apenas com ultra-sonografia. Johnson e col. Ultrasound Obstet Gynecol 9:14-16, 1997

16 Conselho Federal de Medicina Resolução 1480/97 art. 3 A morte encefálica é conseqüência de processo irreversível e de causa conhecida, sendo o anencéfalo o resultado desse processo, sem qualquer possibilidade de sobrevida, por não possuir a parte vital do cérebro.

17 O feto anencéfalo é um natimorto cerebral. Conselho Federal de Medicina Resolução 1752/2004

18 O Diagnóstico de Anencefalia e Sua Elaboração Opção para a paciente ou o casal de MANTER ou INTERROMPER a gravidez.

19 Figura do Alvará Judicial 1989 Ariquemes, Rondônia – Primeiro Alvará JudicialAriquemes, Rondônia – Primeiro Alvará Judicial1992 Londrina, Paraná – Dr. Miguel Kfoury NetoLondrina, Paraná – Dr. Miguel Kfoury Neto1993 São Paulo – Dr. Geraldo Pinheiro FrancoSão Paulo – Dr. Geraldo Pinheiro Franco Trabalho do Dr. José Henrique Torres em Campinas Trabalho do Promotor Diaulas Ribeiro – Hospital de Base de Brasília - SUS 1989 Ariquemes, Rondônia – Primeiro Alvará JudicialAriquemes, Rondônia – Primeiro Alvará Judicial1992 Londrina, Paraná – Dr. Miguel Kfoury NetoLondrina, Paraná – Dr. Miguel Kfoury Neto1993 São Paulo – Dr. Geraldo Pinheiro FrancoSão Paulo – Dr. Geraldo Pinheiro Franco Trabalho do Dr. José Henrique Torres em Campinas Trabalho do Promotor Diaulas Ribeiro – Hospital de Base de Brasília - SUS

20 AnencefaliaAnencefalia Há mais de 5000 ALVARÁS JUDICIAIS concedidos para interrupção de gestação em casos de ANENCEFALIA no Brasil de 1989 a 2008.

21 Tempo de obtenção do Alvará Judicial varia de 24 horas (Brasília) a 15 dias

22 Manutenção da Gravidez – Riscos Polihidrâmnio (50% dos casos) Gravidez prolongada (18% dos casos) Apresentação pélvica e de face – implicações (25% dos casos) Polihidrâmnio (50% dos casos) Gravidez prolongada (18% dos casos) Apresentação pélvica e de face – implicações (25% dos casos) Referências: 1.Wallenburg HC, Wladimiroff JW. The amniotic fluid: polyhydramnios and oligohif=dramnios. J Perninat Med 1977; 5(6): Romero Rojas N, Sanvhes GL, Pimentel S. Anencefalia. Fronteras med 1995; 122:31. Referências: 1.Wallenburg HC, Wladimiroff JW. The amniotic fluid: polyhydramnios and oligohif=dramnios. J Perninat Med 1977; 5(6): Romero Rojas N, Sanvhes GL, Pimentel S. Anencefalia. Fronteras med 1995; 122:31.

23 Manutenção da Gravidez – Riscos Descolamento prematuro de placenta (3 vezes maior) 1 Distócia bi-acromial (6 vezes maior) 1 Rotura prematura de membranas (3 vezes maior) 1 Retenção de placenta (NC) 2 Atonia uterina (NC) 2 Descolamento prematuro de placenta (3 vezes maior) 1 Distócia bi-acromial (6 vezes maior) 1 Rotura prematura de membranas (3 vezes maior) 1 Retenção de placenta (NC) 2 Atonia uterina (NC) 2 1.Comparado com gestações normais 2.NC – não conhecido 1.Comparado com gestações normais 2.NC – não conhecido

24 AnencefaliaAnencefalia US 3D Concepto

25 Obrigado !!! Os cientistas brasileiros defendem a democracia plural e laica

26


Carregar ppt "ANENCEFALIAANENCEFALIA Prof. Dr. Thomaz Rafael Gollop Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência - SBPC Prof. Dr. Thomaz Rafael Gollop Sociedade."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google