A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Plano de Desenvolvimento Sustentavel da Costa das Baleias

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Plano de Desenvolvimento Sustentavel da Costa das Baleias"— Transcrição da apresentação:

1 Plano de Desenvolvimento Sustentavel da Costa das Baleias
A Fibria e o Plano de Desenvolvimento Sustentavel da Costa das Baleias 1

2 Estrutura societária (em 31/08/2010)
Votorantim Industrial BNDESPar Free Float 29,34% 30,42% 40,24% 50,0% 50,0% Veracel Conpacel 2

3 Presença nacional 06 Unidades de celulose e papel
hectares de florestas plantadas e nativas Faturamento de R$ 6 bilhões* colaboradores Presença em 06 estados e 252 municípios * Soma dos faturamentos da VCP (R$ 2,5 bilhões) e Aracruz (R$ 3,5 bilhões) no ano de 2009 3 3 3 3

4 Líder mundial em celulose de mercado
Capacidade dos maiores produtores de celulose em 2009 (mil t) Market share 30% BEKP 20% BHKP Celulose de mercado 10% Fonte: Fibria Fonte: Hawkins Wright 4

5 Competitividade na floresta
Desenvolvimento genético e tecnológico da Fibria Fibria: competitividade florestal tsa/ha/ano Fonte: Poyry e Fibria 5

6 Mais de 1 milhão de hectares de florestas
104 61 10 175 151 103 35 289 13 1 27 2 3 119 69 12 200 154 68 16 238 43 60 8 110 586 374 83 1.042 Base: 10/2009. Inclui 50% de Veracel e 50% de Conpacel. Não inclui áreas do fomento florestal. 6

7 Florestas bem manejadas
36% da área total manejada pela Fibria é destinada à preservação 7 7

8 Mais de 3.000 parceiros florestais
Áreas de Fomento/ Poupança Florestal – Fibria 2010 Fonte: Fibria, 03/2010, Grupo de Trabalho Interno de Fomento Florestal 8

9 Nossas Florestas são 100% Certificadas
FIBRIA pretende obter a certificação FSC e CERFLOR/ PEFC de todas suas operações 9 9

10 Respeito à Legislação Florestal
Reflorestamento de Áreas de Preservação Permanente FIBRIA Vizinho 10

11 Nossas crenças Missão Visão Valores
Desenvolver o negócio florestal renovável como fonte sustentável da vida Missão Consolidar a floresta plantada como produtora de valor econômico Gerar lucro admirado, associado à conservação ambiental, inclusão social e melhoria da qualidade de vida Visão Solidez Ética Respeito Empreendedorismo União Valores 11

12 Planejamento e Implantação de sistemas Agroflorestais
Integração Floresta e Agricultura Planejamento e Implantação de sistemas Agroflorestais 12 12

13 Integração Floresta e Agricultura
Girasol 13 13

14 Integração Floresta e Agricultura
Milho e Eucalipto 14 14

15 Integração Floresta e Agricultura
Gado 15 15

16 Integração da Agricultura Familiar com a Floresta
Cultivo de Milho, Abóbora e Eucalipto 16 16

17 Floresta à Mesa Programa Floresta a Mesa
Abóbora Feijão Milho Melancia Programa Floresta a Mesa Mais de 500 produtores rurais beneficiados; Planejamento integral da propriedade; Mais de ha plantados desde 2006. Fonte: FIBRIA 17 17

18 Floresta à Mesa – Certificação de Produtos
Acompanhará o produto até o consumidor 18

19 A COSTA DAS BALEIAS

20 Contextualização CODES (Conselho de Desenvolvimento Econômico e Social da Bahia) aprovou a elaboração, do Plano de Desenvolvimento Sustentável da Costa das Baleias, no Extremo Sul da Bahia: Após a exposição da idéia de se criar na região condições para se “construir” de forma participativa um projeto de futuro para os municípios da região, hoje considerada problemática sob o ponto de vista da sustentabilidade principalmente socioeconômica; Sugerida a constituição de uma governança para a elaboração do plano, contando com a participação do governo da Bahia, das prefeituras, dos empresários e da sociedade local organizada, tendo como referência para o desenvolvimento do projeto o PENSAR BAHIA 2023; Sugerida a realização de estudo de mudanças climáticas na região para apoiar a construção de cenários futuros e a elaboração do Plano de Desenvolvimento. Criado o Comitê Executivo para a elaboração e gestão do Plano (Governo da Bahia, Associação de Prefeitos do Extremo Sul da Bahia, Fibria e Suzano). Parceria entre Fibria, Suzano, ArcelorMittal e Governo Estadual para viabilização financeira da elaboração do Plano de Desenvolvimento. 20

21 Região de abrangência O Projeto irá abranger os seguintes municípios agrupados em duas sub-regiões, sendo Teixeira de Freitas o município - pólo da região: . 21

22 OS DESAFIOS DA REGIÃO

23 RETROSPECTO 1- CRISE E ESTAGNAÇÃO DA AGROPECUÁRIA NAS DÉCADAS DE 70 E 80: Migração do interior para os núcleos urbanos, em especial Teixeira de Freitas Redução da atividade econômica e crise de emprego e renda para a população; 2- DINAMISMO ECONÔMICO TRAZIDO PELA SILVICULTURA E INDÚSTRIA DE CELULOSE – DÉCADAS DE 80-90: Melhoria acentuada na oferta de emprego e renda para a população; Diminuição das atividades econômicas tradicionais; Formação de pequenos núcleos de população nas áreas de florestas plantadas. 3- CRISE ATUAL: Situação deteriorada: alta incidência de pobreza, dinâmica econômica precarizada; Aumento da insegurança; Aumento das atividades ilícitas: furto de madeira e comercialização ilegal de carvão.

24 O Furto de Madeira é comum na região
FATOS E CONSTATAÇÕES Poucas alternativas econômicas na região; Trabalho infantil; Capital social reduzido; Tráfico de drogas e prostituição; Comunidades isoladas; “Quadrilhas” do carvão ilícito; Agressão ambiental; Incêndios criminosos; Furto de madeira. O Furto de Madeira é comum na região

25 IMPACTOS DA SITUAÇÃO Circulo Vicioso
A geração de renda das atividades ilegais dificulta o início de outras atividades na região, que poderiam a médio prazo serem muito mais rentáveis. A atividade de produção de carvão vegetal em fornos rudimentares gera doenças graves, que afetam adultos, e o que é mais grave, crianças. O clima de impunidade favorece outros crimes, como exploração sexual, trabalho insalubre, trabalho infantil e tráfico de drogas.

26 OS DESAFIOS DA PROSPERIDADE
A REGIÃO TEM RIQUEZAS, POTENCIALIDADES E OPORTUNIDADES PARA CRESCER E DESENVOLVER-SE DE FORMA MAIS JUSTA, ABRANGENTE E INCLUSIVA

27 O PROJETO

28 O que se quer com o plano? Objetivos do projeto
Elaboração, construção e execução participativa de um projeto comum e coletivo de desenvolvimento sustentável - Plano de Desenvolvimento Sustentável para o território, sustentado por uma Visão Costa das Baleias 2023. O que se quer com o plano? Crescimento econômico; Crescimento dos pequenos empreendimentos; Geração de emprego e distribuição de renda; Redução das Desigualdades; Qualidade de vida; Equilíbrio social, de gênero, étnico e racial; Equilíbrio sócio-territorial; Fortalecer as identidades culturais. 28

29 Princípios Para isso, o Projeto buscará:
Construir uma visão de futuro (imagem ideal) e determinar os objetivos estratégicos (imagem objetiva), metas e indicadores para a região que compõe o território; Estimular a convergência das estratégias dos agentes econômicos, do poder público e da sociedade; Criar as condições para estabelecimento permanente de parcerias entre o setor público e setor privado em projetos voltados para a melhoria das comunidades locais; Criar espaços sociais de diálogos para a solução de problemas e construção de projetos compartilhados de desenvolvimento da comunidade. 29

30 AS ETAPAS DO PROJETO Organização e Mobilização;
Diagnóstico Estratégico e Construção de Cenários; Diagnóstico participativo: Pesquisas Oficinas municipais: 13 Oficinas regionais: 3 Construção de Propostas de Enfrentamento de Desafios e de Promoção do Desenvolvimento da Região; Trabalhos Finais de Elaboração do Plano; Seminário de validação final Construção de Modelo de Gestão do Plano: Como o Plano vai ser implementado. 30

31 MODELO DE ELABORAÇÃO DO PLANO
Condicionantes internos e externos Diagnóstico Inventário de dados e informações Organização dos trabalhos e treinamento da equipe Problemas, necessidades, potencialidades, oportunidades e recursos Montagem dos projetos Lançamento e mobilização Cenários Carteira de projetos Objetivos estratégicos Construção da Visão de Futuro Formulação do plano Formulação do Modelo de Governança do Plano Mobilização dos atores locais Quali em profundidade com atores Oficinas municipais Oficinas regionais Evento final 31

32 Operacionalização do projeto
Finalizado e aprovado o Termo de Referência para elaboração do Plano de Desenvolvimento Sustentável para o Território da Costa das Baleias – Bahia – VISÃO 2023; Contratada a empresa de consultoria Futura para a elaboração do Plano, que será conduzida em um processo participativo agregando os conteúdos e resultados produzidos pelo trabalho do governo do estado, Pensar Bahia 2023; Contratada a Escola Politécnica da Universidade Federal da Bahia para elaboração do estudo "Mudanças Climáticas na Costa das Baleias“; Pesquisa Quantitativa com a População – campo finalizado. Relatório em andamento; Inventário de informações sobre a região – em andamento; Em execução um plano de interlocução para sustentação do projeto; Elaborado Site do Projeto - Link Provisório - (http://www.futuranet.ws/costabaleia)

33 Obrigado! 33 Fibria Alameda Santos 1357 | 6º andar
| São Paulo SP Tel 33


Carregar ppt "Plano de Desenvolvimento Sustentavel da Costa das Baleias"

Apresentações semelhantes


Anúncios Google