A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

MONITORAMENTO E AVALIAÇÃO DO RISCO DE CONTAMINAÇÃO EM ÁGUA SUPERFICIAL POR DEFENSIVOS AGRÍCOLA NA REGIÃO DE MOGI DAS CRUZES.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "MONITORAMENTO E AVALIAÇÃO DO RISCO DE CONTAMINAÇÃO EM ÁGUA SUPERFICIAL POR DEFENSIVOS AGRÍCOLA NA REGIÃO DE MOGI DAS CRUZES."— Transcrição da apresentação:

1 MONITORAMENTO E AVALIAÇÃO DO RISCO DE CONTAMINAÇÃO EM ÁGUA SUPERFICIAL POR DEFENSIVOS AGRÍCOLA NA REGIÃO DE MOGI DAS CRUZES.

2 Objetivo: Dar continuidade ao Projeto que está sendo realizado pelo Sindicato Rural de Mogi das Cruzes - Análise da Qualidade da Água utilizada na atividade agrícola (presença de insumos agrícola). Formar um modelo para que possa ser replicado em outras Bacias Hidrográficas

3 LOCAL: Microbacia do Cocuera situada no Município de Mogi das Cruzes. grande extensão inserida em área de proteção de mananciais, com intensa atividade agrícola principalmente na produção de hortaliças folhosas. aproximadamente 220 produtores rurais, que utilizam a água superficial da região no seu sistema produtivo.

4 Uso de Defensivos: Uso de defensivos agrícolas (químicos ou biológicos) para o controle de pragas, doenças e plantas daninhas quando necessário.

5 Uso de Defensivos: Muitos produtores acabam sendo apontados como os principais causadores de impactos ao meio ambiente; principalmente na contaminação ou poluição dos recursos hídricos; Porém sem dados científicos que comprovem essas afirmações.

6 Proposta: Identificar, através de comprovação científica, a presença ou não de defensivos agrícolas nos recursos hídricos da região, advindos da atividade agrícola.

7 Proposta: Se for constatado a presença desses defensivos agrícolas nos recursos hídricos, permitirá utilizar informações fiéis para elaboração de: planos programas projetos Objetivando a redução direta e o uso racional pelos produtores, caso necessário.

8 Metodologia serão amostrados 8 pontos ao longo do Rio Tietê, no trecho de maior concentração da atividade agrícola. as coletas dos dados ocorrerão em 2 épocas: –época de seca (maio, julho e setembro) –época de chuvas (novembro, janeiro e março) Para maior confiabilidade dos dados serão feitas 3 repetições para cada época do ano, com duas repetições diárias - totalizando 96 amostras.

9 Metodologia As amostras de água serão coletadas por laboratório profissional. conforme o Guia Nacional de Coleta e Preservação de Amostras. Este mesmo laboratório fará a análise físico- química da água. Um profissional da área, tabulará e tratará dos dados oriundos das amostras e interpretação dos resultados finais.

10 DEFENSIVOSALVO BIOLÓGICO CARTAP TRAÇA CHLORANTRANILIPROLE TRAÇA DAS CRUCIFERAS CLORFENAPIR TRAÇA, TRIPS CYROMAZINE LARVA MINADORA DELTAMETRINA PULGÃO, LAGARTA (MEDE PALMO), TRIPS DITIOCARBAMATO MILDIO, CERCOSPORA, SEPTORIOSE METOMIL TRIPS, PULGÃO E TRAÇA OXICLORETO DE COBRE ERWINIA, XANTHOMONAS, PSEUDOMONAS, PINTAS TIOFANATO ESCLEROTINEA, SEPTORIA E CERCOSPORA HIDROXIDO DE COBRE ERWINIA, XANTHOMAS, PSEUDOMONAS, PINTAS Parâmetros analisados

11

12 Eng. Agr. César Kenzo Watanabe Telefone: (11) (11) Site Sindicato Rural de Mogi das Cruzes:


Carregar ppt "MONITORAMENTO E AVALIAÇÃO DO RISCO DE CONTAMINAÇÃO EM ÁGUA SUPERFICIAL POR DEFENSIVOS AGRÍCOLA NA REGIÃO DE MOGI DAS CRUZES."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google