A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Engenharia de Software Professora Lucélia. IEEE Computer Society Aproximadamente 100.000 membros. Organização de suporte aos profissionais da computação,

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Engenharia de Software Professora Lucélia. IEEE Computer Society Aproximadamente 100.000 membros. Organização de suporte aos profissionais da computação,"— Transcrição da apresentação:

1 Engenharia de Software Professora Lucélia

2 IEEE Computer Society Aproximadamente membros. Organização de suporte aos profissionais da computação, provendo informação técnica, serviços a comunidade e personalizados. Fundada em A maior das 39 sociedades do IEEE. Dedicada ao avanço teórico, prático e aplicação de computadores e tecnologia da informação. Aproximadamente 40% dos membros vive e trabalha fora dos EUA, fomentando a comunicação internacional, a cooperação e a troca de informação. Tem um escritório central de serviços em Tokyo, Japão; um escritório de publicação em Los Alamitos, California; e a sede em Washington.

3 The Guide to the SWEBOK Não é o conhecimento em si, mas uma síntese e uma referência ao material disponível em diversas publicações que se complementam para formar o corpo de conhecimento. Descreve que parte do conhecimento é geralmente aceita pela comunidade profissional. Organiza o conhecimento. Provê acesso por tópicos ao conhecimento. Patrocinado por empresas como: Rational (IBM), SAP, Boeing, entre outras.

4 Objetivos 1.Promover uma visão consistente da engenharia de software em todo o mundo (500 revisores de 42 países na fase Stoneman, versão Trial, e 120 revisores de 21 países na fase Ironman, versão 2004). 2.Definir as fronteiras de atuação da engenharia de software e as áreas de interseção com outras disciplinas como: engenharia da computação, ciência da computação, gestão de negócios, matemática, gerenciamento de projetos, gestão da qualidade, ergonomia (acessibilidade e usabilidade) e engenharia de sistemas (SWEBOK, capítulo 12).

5 Objetivos (Continuação) 3.Caracterizar o conteúdo da disciplina engenharia de software, subdividindo-o hierarquicamente em áreas de conhecimento (o Apêndice A descreve como as AC devem ser organizadas). 4.Prover acesso por tópicos a base de conhecimento da engenharia de software (material de referência e matriz em cada AC). 5.Fornecer um alicerce para desenvolvimento do currículo, certificação individual e licenciamento de material (conhecimento geralmente aceito: aplica-se a maioria dos projetos e das equipes pelo consenso e pela efetividade).

6 Uma Crise no horizonte A industria de Software tem tido uma crise que a acompanha há quase 30 anos. Problemas não se limitam ao software que não funciona adequadamente, mas abrange: – desenvolvimento, testes, manutenção, suprimento, etc.

7 Therac-25 Equipamento de Radioterapia. Entre 1985 e 1987 se envolveu em 6 acidentes, causando mortes por overdoses de radiação. Software foi adaptado de uma antecessora, Therac-6: – falhas por falta de testes integrados – falta de documentação página 382 do Pfleeger.

8 Denver International Airport Custo do projeto: US$ 4.9 bilhões – 100 mil passageiros por dia – vôos – 53 milhas quadradas – 94 portões de embarque e desembarque – 6 pistas de pouso / decolagem

9 Denver International Airport Problemas: – Erros no sistema automático de transporte de bagagens: – Atraso na abertura do aeroporto com custo total estimado em US$360 Milhões 86 milhões para consertar o sistema.

10 Ariane 5

11 Projeto da Agência Espacial Européia que custou: – 10 anos. – US$ 8 Bilhões. Capacidade 6 toneladas. Garante supremacia européia no espaço.

12 Vôo inaugural em 4/junho/1996

13 Resultado Explosão 40 segundos após a decolagem. Destruição do foguete e carga avaliada em US$ 500 milhões.

14 O que aconteceu? Fato: o veículo detonou suas cargas explosivas de autodestruição e explodiu no ar. Por que? Porque ele estava se quebrando devido às forças aerodinâmicas. Mas por que? O foguete tinha perdido o controle de direção (atitude). O que causou isso? Os computadores principal e back-up deram shut- down ao mesmo tempo

15 O que aconteceu? (II) Por que o Shut-down? Ocorrera um run time error (out of range, overflow, ou outro) e ambos computadores se desligaram. De onde veio este erro? Um programa que convertia um valor em ponto flutuante para um inteiro de 16 bits recebeu como entrada um valor que estava fora da faixa permitida.

16 Especificamente: O que faltou? strict precondition 1: { Set."x"=FLPT and Set."y"=INT16 and <= x <= } program code: y := int(x); postcondition: {Set."x"=FLPT and Set."y"=INT16 and y=int(x)}

17 Ironia... O resultado desta conversão não era mais necessário após a decolagem...

18 No começo da década de 80, a Receita Federal dos Estados Unidos (IRS) contratou a empresa Sperry Corporation para construir um sistema automatizado de processamento de formulários de impostos federais. De acordo com o jornal americano Washington Post, o sistema se mostrou inadequado à carga de trabalho, custou cerca de duas vezes o esperado e deve ser logo substituído (Sawyer, 1985) Professora: Lucélia Oliveira Receita Federal dos Estados Unidos

19 Em 1985, foi necessário adicionar US$ 90 milhões aos US$ 103 milhões que já haviam sido pagos pelos equipamentos da Sperry. Além disso o problema acarretou o atraso das restituições da IRS aos contribuintes, o que forçou a IRS a pagar US$ 40,2 milhões em juros e US$ 23 milhões em horas extras para os funcionários que tentaram compensar o estrago. Professora: Lucélia Oliveira (continuação)

20 Em 1996, a situação não havia melhorado. O jornal americano Los Angeles Times publicou, em 29 de março daquele ano, que ainda não havia nenhum plano para a modernização dos computadores da IRS, somente um relatório com páginas. O congressista americano Jim Lighfoot chamou o projeto de um fiasco de quatro bilhões de dólares que está afundando por falta de planejamento Professora: Lucélia Oliveira (continuação)

21 Quais são os problemas? A sofisticação do software ultrapassou nossa capacidade de construção. Nossa capacidade de construir programas não acompanha a demanda por novos programas. Nossa capacidade de manter programas é ameaçada por projetos ruins.

22 Em 1994, uma pesquisa realizada pelo The Standish Group demonstrava que nos Estados Unidos apenas cerca de 19% do total de projetos de software iniciados eram terminados com sucesso. 52,2% dos projetos eram concluídos com atrasos e acima dos orçamentos. 31,1% eram cancelados. Professora: Lucélia Oliveira Importância do Planejamento

23 Perguntas que a Engenharia de Software quer responder: Porque demora tanto para concluir um projeto (não cumprimos prazos)? Porque custa tanto (uma ordem de magnitude a mais)? Porque não descobrimos os erros antes de entregar o software ao cliente? Porque temos dificuldade de medir o progresso enquanto o software está sendo desenvolvido?

24 Causas óbvias Não dedicamos tempo para coletar dados sobre o desenvolvimento do software - resulta em estimativas a olho. Comunicação entre o cliente e o desenvolvedor é muito fraca. Falta de testes sistemáticos e completos.

25 Causas menos óbvias O Software é desenvolvido ou projetado por engenharia, não manufaturado no sentido clássico. Profissionais recebem pouco treinamento formal. Falta investimento (em ES). Falta métodos e automação.

26 Mitos do Software - Administrativos Um manual oferece tudo que se precisa saber. Computadores de última geração solucionam problemas de desenvolvimento. Se estamos atrasados, basta adicionar programadores e tirar o atraso (chamadoconceito de hordas de mongois).

27 Mitos do Software - do Cliente Uma declaração geral é suficiente para começar a escrever programas. Mudanças podem ser facilmente acomodadas em um projeto.

28 Mitos do Software - do Profissional Um programa está terminado ao funcionar. Quanto mais cedo escrever o código, mais rápido terminarei o programa. Só posso avaliar a qualidade de um programa em funcionamento. A única coisa a ser entregue em um projeto é o programa funcionando.

29 Segundo Pfleeger, o custo para a correção de um erro cometido em um projeto durante a etapa inicial da análise é um décimo do custo para corrigir um erro semelhante depois que o sistema foi entregue ao cliente. Metade dos custos de correção de defeitos encontrados durante a fase de testes e manutenção vem de erros cometidos no início de vida do sistema. Professora: Lucélia Oliveira Quanto mais tarde a detecção de um erro, mais cara é a sua correção!

30 Muitos estudantes estão acostumados a desenvolver e testar o seu próprio software; Seus testes podem ser menos efetivos do que pensam; Fagan, estudou o modo como os defeitos têm sido detectados: ele descobriu que executar um programa com dados de teste revela somente cerca de um quinto dos defeitos cometidos durante o desenvolvimento do sistema. Professora: Lucélia Oliveira Sugestão para detecção de erros

31 O processo de revisão, realizado por colegas que mutuamente examinam e comentam o código e o projeto que eles criam, revela quatro dos cinco defeitos restantes (Fagan, 1986) Então, a qualidade do software pode aumentar consideravelmente somente com a revisão e dos trabalhos pelos colegas. Professora: Lucélia Oliveira Sugestão para detecção de erros(continuação)

32 Pense como era a vida das pessoas antes dos processadores de texto, das planilhas eletrônicas, do correio eletrônico, da telefonia sofisticada. Os produtos de softwares têm apoiado avanços na medicina, na agricultura, nos transportes, etc… Além de nos permitir realizar as coisas nunca feitas antes, como microcirurgias, educação, multimídia e robótica. Professora: Lucélia Oliveira Qual tem sido o grau de sucesso dos sistemas atuais?


Carregar ppt "Engenharia de Software Professora Lucélia. IEEE Computer Society Aproximadamente 100.000 membros. Organização de suporte aos profissionais da computação,"

Apresentações semelhantes


Anúncios Google