A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Fernand Léger Fernand Léger ( 1881 – 1955) Pablo Picasso Pablo Picasso ( 1881 – 1973) André Amarante Luiz.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Fernand Léger Fernand Léger ( 1881 – 1955) Pablo Picasso Pablo Picasso ( 1881 – 1973) André Amarante Luiz."— Transcrição da apresentação:

1 Fernand Léger Fernand Léger ( 1881 – 1955) Pablo Picasso Pablo Picasso ( 1881 – 1973) André Amarante Luiz

2 O Cubismo O Cubismo é um movimento artístico que ocorreu entre 1907 e 1914, tendo como principais fundadores Pablo Picasso e Georges Braque. O Cubismo tratava as formas da natureza por meio de figuras geométricas, representando todas as partes de um objeto no mesmo plano. A representação do mundo passava a não ter nenhum compromisso com a aparência real das coisas.

3 Origem Este movimento artístico tem seu surgimento no século XX e é considerado o mais influente deste período. Com suas formas geométricas representadas, na maioria das vezes, por cubos e cilindros, a arte cubista rompeu com os padrões estéticos que primavam pela perfeição das formas na busca da imagem realista da natureza. A imagem única e fiel à natureza, tão apreciada pelos europeus desde o Renascimento, deu lugar a esta nova forma de expressão onde um único objeto pode ser visto por diferentes ângulos ao mesmo tempo.

4 História Historicamente o Cubismo originou-se na obra de Cézanne, pois para ele a pintura deveria tratar as formas da natureza como se fossem cones, esferas e cilindros. Entretanto, os cubistas foram mais longe do que Cézanne. Passaram a representar os objetos com todas as suas partes num mesmo plano. É como se eles estivessem abertos e apresentassem todos os seus lados no plano frontal em relação ao espectador. Na verdade, essa atitude de decompor os objetos não tinha nenhum compromisso de fidelidade com a aparência real das coisas.

5 O pintor cubista tenta representar os objetos em três dimensões, numa superfície plana, sob formas geométricas, com o predomínio de linhas retas. Não representa, mas sugere a estrutura dos corpos ou objetos. Representa-os como se movimentassem em torno deles, vendo-os sob todos os ângulos visuais, por cima e por baixo, percebendo todos os planos e volumes.

6 Principais Características geometrização das formas e volumes; renúncia à perspectiva; o claro-escuro perde sua função; representação do volume colorido sobre superfícies planas; sensação de pintura escultórica; cores austeras, do branco ao negro passando pelo cinza, por um ocre apagado ou um castanho suave.

7 O movimento cubista evoluiu constantemente em três fases: Fase cezannista ou cezaniana entre 1907 e 1909 – onde o principal representante é a obra de Paul Cézanne; Fase analítica ou hermética entre 1909 a 1912 – que se caracterizava pela desestruturação da obra, pela decomposição de suas partes constitutivas; Fase sintética entre 1911 e 1914 – (contendo a experimentação das colagens) – foi uma reação ao cubismo analítico, que tentava tornar as figuras novamente reconhecíveis, como colando pequenos pedaços de jornal e letras.

8 Desta última fase decorrem dois movimentos: Orfismo: tanto quanto o cubismo, o orfismo preocupa-se em combinar figuras e objetos em uma mesma obra. Uma característica marcante do orfismo era a importância da cor. As obras do artista orfista devem simultaneamente propiciar um puro prazer estético, uma estrutura que é evidente em si mesma e um significado sublime, ou seja, o tema. Essa denominação foi dada por Guillaume Appolinaire, em referência à figura mitológica de Orfeu, poeta e músico. Talvez Apollinaire quisesse, com isso, referir-se ao lirismo que os orfistas queriam imprimir às formas cubistas. Secção de Ouro: conservou do Cubismo, apenas o fraccionamento geométrico da superfície pintada, os artistas que seguiam esta tendência, apenas tinham em comum a admiração por Cézanne, e a sua visão construtiva do mundo.

9 Fase Cezannista (1907 – 1909) Tudo na natureza, se poderia reduzir a cones, cilindros e esferas, e em que, os vários elementos são definidos por grandes planos de cor. Natureza-morta com maçãs e laranjas, , óleo sobre tela, 74 x 93 cm. Musée dOrsay, Paris – França: orsay.fr BRAQUE, Georges Houses at L'Estaque

10 Cézanne não utilizou o mesmo ponto de vista para construir a perspectiva e preencher o espaço da tela, como ocorre na perspectiva científica. Antes trabalha em diferentes pontos de vista, produzindo vários planos, e permitindo uma angulação de visão diversificada dos objetos. Esse conceito de ponto de vista múltiplo atingirá sua plenitude no Cubismo. Mas, já aqui, a distorção resultante reforça o entendimento de que existe uma grande distância entre realidade e visão, entre o objeto e a imagem criada a partir dele, questão já levantada pelo Impressionismo.

11 Cubismo Analítico (1909 – 1912) O artista representa não só o que vê, mas também o que conhece, sendo representadas várias partes não visíveis do objeto observado, resultando numa complexa composição formal. As obras são monocromáticas, trabalhadas numa cor base, que andava em volta dos ocres e cinzentos esverdeados, numa fase de teorização do Cubismo, em que os temas eram essencialmente naturezas mortas.

12 Pablo Picasso ( ) Título: Retrato de Ambroise Vollard Técnica: óleo s/ tela, 92 x 65 cm Data: 1910

13 Georges Braque ( ) Título: Violino e Cântaro Técnica: 117 x 81,5 cm Data: 1910

14 Fernand Léger ( ) Título: Retrato de Picasso Técnica: 74 x 93,5 cm Data: 1912

15 Resumindo: o cubismo analítico é caracterizado pela desestruturação da obra em todos os seus elementos. Decompondo a obra em partes, o artista registra todos os seus elementos em planos sucessivos e superpostos, procurando a visão total da figura, examinado-a em todos os ângulos no mesmo instante, através da fragmentação dela. Essa fragmentação dos seres foi tão grande, que se tornou impossível o reconhecimento de qualquer figura nas pinturas cubistas. A cor se reduz aos tons de castanho, cinza e bege.

16

17

18 A chamada fase das colagens, foi uma fase intermédia, entre a fase analítica e a fase sintética, no qual eram introduzidos elementos exteriores ao quadro. O cada vez maior abstracionismo das obras, estava ligado à mentalidade matemática e intelectualizada dos seus autores. A par das formas simplificadas, surgiu a cor vibrante, a sobreposição e transparência de planos. Os temas do Cubismo analítico, foram mantidos, mas aqui foi utilizado claramente um processo de simplificação, eliminando tudo o que era acessório.

19 O Cubismo de Colagens

20 Teresa DAmico. Semeador, Colagem Juan Gris. Guitarra diante do mar, Óleo.

21 Cubismo Sintético ( ) Por fim a terceira fase, o Cubismo Sintético, que se distingue das outras por ser, a mais sintética, mais abstrata, e a mais geometrizada de todas as fases do Cubismo. Esta, fase pode ser subdividida em outras duas, o Orfismo, e a Secção de Ouro. A primeira das duas fases de trabalho da cor, é a chamada fase do Cubismo Órfico, no qual o lirismo aliado à exaltação da cor serviu de elementos base, para o desenvolvimento destas obras.

22 Juan Gris ( ) Título: Retrato de Picasso Técnica: 74 x 93,5 cm Data: 1912

23 A Secção Áurea A definição de Secção de Ouro provem de uma medida, uma proporção, formulada por Vitrúvio, que definia a proporção ideal entre duas grandezas. Esta proporção foi retomada no Renascimento com o tratado da Divina Proporção, de Luca Pacioli, e o Tratado da Pintura de Leonardo da Vinci. Estes conhecimentos serviram de base, para o desenvolvimento de conceitos como, a visão piramidal do Homem, segundo o qual, o olho humano seria o vértice de varias pirâmides, provenientes de todo e qualquer objecto observado. A substituição dos planos estáticos das fases anteriores, por estes novos planos piramidais, conferiu um novo movimento e dinamismo, ás obras realizadas.

24

25 Resumindo: o cubismo sintético veio para reagir à excessiva fragmentação dos objetos e à destruição de sua estrutura. Basicamente, essa tendência procurou tornar as figuras novamente reconhecíveis. Também chamado de Colagem porque introduz letras, palavras, números, pedaços de madeira, vidro, metal e até objetos inteiros nas pinturas. Essa inovação pode ser explicada pela intenção do artistas em criar efeitos plásticos e de ultrapassar os limites das sensações visuais que a pintura sugere, despertando também no observador as sensações táteis

26

27 O Cubismo Urbano

28

29

30

31 Cubistas e artistas com obras cubistas Pablo Picasso (1881 – 1973) Georges Braque (1882 – 1963) Juan Gris (1887 – 1927) Kazimir Malevich (1878 – 1935) Lyonel Feininger (1871 – 1956) Fernand Léger (1881 – 1955) Umberto Boccioni (1882 – 1916) Robert Delaunay (1885 – 1941) Diego Rivera (1886 – 1957) Alexandra Nechita (27 de agosto de 1985) Tarsila do Amaral (1886 – 1973)

32 Georges Braque Georges Braque (13 de maio de 1882 – 31 de agosto de 1963) Foi um pintor e escultor francês que fundou o Cubismo juntamente com Pablo Picasso. Braque iniciou a sua ligação às cores na empresa de pintura decorativa de seu pai. A maior parte da sua adolescência foi passada em Le Havre, mas no ano de 1899, mudou-se para Paris onde, em 1906, no Salão dos Independentes, expôs as suas primeiras obras no estilo de formas simples e de cores puras (fauvismo). No Outono de 1907, conheceu Picasso com quem se deu quase diariamente até que em 1914, devido à Grande Guerra se separaram. Braque foi mobilizado e ferido na cabeça em 1915, tendo sido agraciado com a Cruz de Guerra e da Legião de Honra. Durante dois anos, devido ao ferimento esteve afastado da pintura.

33 BRAQUE, Georges. Casas de L'Estaque, 1908.

34 Juan Gris Juan Gris (23 de março de 1887 – 11 de maio de 1927) Pseudônimo de Juan José Victoriano González, foi um dos mais famosos e versáteis pintores e escultores cubistas espanhóis. Apesar de ter falecido jovem, Juan Gris representa o expoente máximo do cubismo sintético. Iniciou a sua formação ingressando na Real Academia de Belas-Artes de São Fernando. Após este período tornou-se aluno do pintor José Moreno Carbonero, começando também a ilustrar algumas revistas modernistas de poesia da época. No ano de 1906, mudou-se para Paris, a "cidade-luz", centro mundial das artes. Ali conhece artistas como Guillaume Apollinaire, André Salmon, Max Jacob e, o que mais o marcou e influenciou, Pablo Picasso. Através deste último, conhece também Georges Braque. Em 1912, passou, finalmente, a integrar o movimento cubista, tornando-se assim, conhecido em todo o mundo. Celebrou também, a sua primeira exposição individual, realizada na Galeria Sagot. Continuou a expôr nas melhores galerias de arte, até 1927, ano em que falece, com 40 anos de idade.

35 Juan Gris ( ) Título: Retrato de Picasso Técnica: 74 x 93,5 cm Data: 1912

36 Alexandra Nechita Alexandra Nechita (27 de agosto de 1985, Vaslui, Romênia) Nasceu em Vaslui, três meses após, seu pai Niki Nechita conseguiu fugir do regime comunista romeno. Ela e sua mãe, Viorica Nechita, esperaram dois anos para ele voltar dos Estados Unidos para buscá-las. A família instalou-se na biblioteca pública de Whittier, na Califórnia. A jovem foi convidada para se apresentar-se no programa Oprah Winfrey Show da televisão norte-americana e tem aparecido com inúmeras celebridades, incluindo Bill Clinton. Seu talento levou-a a ser conhecida como a "Pequena Picasso". Pequena Picasso

37

38

39

40

41 Tarsila do Amaral Tarsila do Amaral (Capivari, 1 de setembro de 1886 – São Paulo, 17 de janeiro de 1973) Foi uma pintora e desenhista brasileira e uma das figuras centrais da pintura brasileira e da primeira fase do movimento modernista brasileiro, ao lado de Anita Malfatti. Seu quadro Abaporu, de 1928, inaugura o movimento antropofágico nas artes plásticas. Nascida em 1 de setembro de 1886, na Fazenda São Bernardo, em Capivari, interior de São Paulo, era filha de José Estanislau do Amaral Filho e de Lydia Dias de Aguiar do Amaral, e neta de José Estanislau do Amaral, cognominado o milionário em virtude da imensa fortuna acumulada em fazendas do interior paulista. Seu pai herdou a fortuna e diversas fazendas, onde Tarsila e seus sete irmãos passaram a infância. Desde criança, fazia uso de produtos importados franceses e foi educada conforme o gosto do tempo. Sua primeira mestra, a belga Mlle. Marie van Varemberg dEgmont, ensinou-lhe a ler, escrever, bordar e falar francês. Sua mãe passava horas ao piano e contando histórias dos romances que lia às crianças. Seu pai recitava versos em francês, retirados dos numerosos volumes de sua biblioteca.

42 Abaporu'-1928 óleo/tela 85 X 73cm Assin.:" ", aniversário de Oswald de Andrade

43 ABAPORU (1928), uma das obras mais famosas da pintora brasileira, Tarsila do Amaral, foi um presente de aniversário para Oswaldo de Andrade, seu marido na época. A obra inspirou Oswaldo a escrever o Manisfesto Antropófago e a criar o Movimento Antropofágico. O quadro em óleo sobre tela é a pintura brasileira mais valorizada no mundo, tendo alcançado o valor de US$ 1,5 milhão, pago pelo colecionador argentino Eduardo Costantini em Encontra-se exposta no Museu de Arte Latinoamericano de Buenos Aires (MALBA).

44 'Sol Poente' óleo/tela 54 X 65cm Assin:"Tarsila" Col. Jean Boghici, RJ

45 'A Negra'-1923 óleo/tela 100 X 80cm, Assin.:"Tarsila" Col do MAC da USP

46 A Negra - Esta tela foi pintada por Tarsila em Paris, enquanto tomava aulas com Fernand Léger. A tela o impressionou tanto que ele a mostrou para todos os seus alunos, dizendo que se tratava de um trabalho excepcional. Em A Negra temos elementos cubistas no fundo da tela e ela também é considerada antecessora da Antropofagia na pintura de Tarsila. Essa negra de seios grandes, fez parte da infância de Tarsila, pois seu pai era um grande fazendeiro, e as negras, geralmente filhas de escravos, eram as amas-secas, espécies de babás que cuidavam das crianças.

47 'Antropofagia' óleo/tela 126 X 142cm Assin.:"Tarsila 29"

48 A Gare'-1925 óleo/tela 84,5 x 65cm Assin.:"Tarsila" Col. Rubens Schahin,SP

49 Fernand Léger ( 4 de fevereiro de 1881 – 17 de agosto de 1955) a arte consiste em inventar, e não em copiar

50 Nascido na Baixa-Normandia, iniciou a sua formação artística aos catorze anos, sendo aprendiz de um arquitecto em Caen. Em 1900 rumou para Paris, onde ingressou na Escola de Artes Decorativas, após uma tentativa frustada de ingressar na Escola das Belas-Artes. Em 1908, e na mesma cidade, instalou-se num edifício conhecido como "Ruche" (colmeia, em português), onde conviveu com outros artistas como Jacques Lipchitz, Robert Delaunay e até Marc Chagall, tendo-se tornado um dos melhores amigos deste último. Entre 1909 e 1910, realizou a sua primeira grande obra Nus no bosque, uma pintura onde são notáveis as aspirações impressionistas. A partir do ano de 1911, conheceu Pablo Picasso e Georges Braque, os quais lhe transmitiram influências cubistas, nas quais se aplicou e trabalhou durante a maior parte da sua carreira artística. Em 1914, com o início da Primeira Grande Guerra, Léger foi recrutado para as trincheiras. Após esta etapa da sua vida, a sua pintura passou a representar a sua admiração pelos objectos mecânicos, tendo especial interesse pelos tanques de guerra. A partir de 1920, predomina em sua obra a figura humana enquadrada por elementos industriais. Ainda na segunda década do século, numa nova fase da sua vida, produz e dirige o filme O ballet mecânico.

51 Devido à Segunda Grande Guerra, exilou-se nos Estados Unidos da América, onde foi professor na Universidade de Yale e no Mills College, tendo voltado para França em De volta à sua terra natal, concebeu os vitrais da Igreja do Sacré-Coeur de Audincourt e um painel para o Palácio das Nações Unidas de Nova Iorque. Em 1945 filiou-se no Partido Comunista e a sua obra passa a focar o trabalhador e o proletariado. Pintou, em 1954, o seu mais conhecido quadro: A grande parada. Em 1955, ano do seu falecimento, foi homenageado com o prémio da Bienal de São Paulo. O trabalho de Léger exerceu uma influência importante no construtivismo soviético. Os modernos pôsteres comerciais, e outros tipos de arte aplicada, também se vieram influenciar por seus desenhos. Em seus últimos trabalhos, realizou uma separação entre a cor e o desenho, de tal maneira que suas figuras mantêm seus formulários robóticos definidos por linhas pretas.

52 Nus na Floresta,

53 Mulher de Azul, 1912

54 Fernand Léger ( ) Título: Retrato de Picasso Técnica: 74 x 93,5 cm Data: 1912

55 Pablo Diego José Francisco de Paula Juan Nepomuceno María de los Remedios Cipriano de la Santísima Trinidad Ruiz y Picasso Pablo Diego José Francisco de Paula Juan Nepomuceno María de los Remedios Cipriano de la Santísima Trinidad Ruiz y Picasso ( 25 de outubro de 1881 – 8 de abril de 1955) "A Arte não é a verdade. A Arte é uma mentira que nos ensina a compreender a verdade"

56 Su vida: 1881: nasce a 25 de outubro em Málaga, Espanha. 1900: primeira viagem a Paris. 1902: fase azul (até 1904, aproximadamente). 1904: instala-se definitivamente em Paris; conhece Fernanda Olivier; fase rosa (até 1906). 1907: As Senhoritas de Avinhão: início do cubismo. 1909: cubismo ortodoxo (até 1912). 1912: conhece Eva Groult; fase das colagens. 1918: casamento com Olga Khoklova; volta ao passado, através de um estilo neoclássico. 1921: nasce seu filho Paulo; época de grandes composições em um cubismo livre, como Três músicos.

57 Su vida: 1925: Natureza Morta com Cabeça Antiga, Três Graças e Três Dançarinas: um resumo da obra, e um salto. 1927: conhece Maria Teresa Walter; começa as gravuras de Suite Vollard; pinturas harmoniosas e sensuias. 1935: nasce sua filha Maya. 1936: conhece Dora Maar. 1937: Guerra Civil Espanhola: Guernica e outras composições num estilo angustiado e expressionista. 1943: conhece Françoise Gilot. 1946: une-se a Françoise; período da alegria de viver. 1947: nasce Claude. 1949: nasce Paloma.

58 Su vida: 1953: passa a viver com Jacqueline Roque, que desposa em : completa noventa anos, em plena atividade, e a data é comemorada com uma das únicas exposições de um artista vivo realizada pelo Museu do Louvre (Paris). 1973: morre a 8 de abril, em sua villa de Mougins, na Riviera francesa.

59 Paulo, óleo 1923 Maya, crayon 1938Claude, óleo 1948Paloma, litog 1952

60 Guernica, A mais famosa obra de Picasso conta o horror da guerra. Está no Museu de Arte Moderna, Nova York.

61 Máscaras africanas

62 As senhoritas de Avinhão, Museu de Arte Moderna, Nova York. Passo Decisivo em direção ao cubismo, este quadro revela a influência da arte negra, com a qual o pintor entrou em contato antes de terminá-lo.

63 Cubismo X Relativismo Picasso e Einstein: mera coincidência ?

64 A Persistência da Memória, Salvador Dali 1931.

65 As senhoritas de Avinhão, Museu de Arte Moderna, Nova York. Passo Decisivo em direção ao cubismo, este quadro revela a influência da arte negra, com a qual o pintor entrou em contato antes de terminá-lo.


Carregar ppt "Fernand Léger Fernand Léger ( 1881 – 1955) Pablo Picasso Pablo Picasso ( 1881 – 1973) André Amarante Luiz."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google