A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Empreendedorismo – Unidade 1. Educação a Distância – EaD Professor: Flávio Brustoloni Empreendedorismo.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Empreendedorismo – Unidade 1. Educação a Distância – EaD Professor: Flávio Brustoloni Empreendedorismo."— Transcrição da apresentação:

1 Empreendedorismo – Unidade 1

2 Educação a Distância – EaD Professor: Flávio Brustoloni Empreendedorismo

3 Cronograma: Turma EMD0168 Empreendedorismo DataAtividade 05/06 ATIVIDADES ACADÊMICAS 22/05 1º Encontro 12/06 3º Encontro 2ª Avaliação Disciplina 26/06 4º Encontro 3ª Avaliação Disciplina (FINAL) 29/05 2º Encontro 1ª Avaliação Disciplina

4 Objetivos da Disciplina: Entender o fenômeno do empreendedorismo no Brasil; Entender a importância das incubadoras de empresas no conjunto regional; Conhecer o papel do novo empreendedor; Avaliar a situação e a evolução do mercado empreendedor; Identificar oportunidades e desenvolver plano de negócios; Identificar as características e conhecer o perfil do empreendedor; Entender a diferença entre ideia e oportunidade; Desenvolver e colocar em prática um plano de negócios;

5 Unidade 1 HISTÓRICO E CONCEITO DE EMPREENDEDORISMO

6 Objetivos da Unidade: Conhecer a origem do empreendedorismo e sua evolução; Entender o processo empreendedor; Contextualizar o empreendedorismo no Brasil; Conhecer as características empreendedoras; Testar o seu perfil empreendedor; Diferenciar idéia e oportunidade; Identificar e aproveitar uma oportunidade;

7 TUTORIAL 2/45 Tópico 1 03 Indicação do Tópico Página da apostila Numeração do slide Unidade 1

8 TÓPICO 1 1/61 Histórico e Conceito de Empreendedorismo no Brasil e no Mundo

9 2 A Revolução do Empreendedorismo O século XX foi marcado por diversas invenções que revolucionaram nosso estilo de vida. Algumas delas, frutos de anos de pesquisas e novas tecnologias. Outras invenções surgiram apenas de um novo olhar, um novo uso para o mesmo produto. 2/61 Tópico 1 05 Unidade 1

10 2 A Revolução do Empreendedorismo Algumas invenções do século XX: 3/61 Tópico 1 05 Unidade : Avião motorizado 1923: Aparelho televisor 1928: Penicilina 1943: Computador 1947: Descoberta da estrutura do DNA 1967: Transplante de coração 1969: Homem chega à Lua 1969: Início da Internet 1989: World Wide Web 1997: Primeira clonagem de animais: ovelha Dolly QUADRO 1 – ALGUMAS INVENÇÕES/CONQUISTAS DO SÉCULO XX FONTE: Dornelas (2008, p.6)

11 2 A Revolução do Empreendedorismo Um exemplo de empreendedor revolucionário é o Bill Gates, que revolucionou o mundo com o sistema operacional Windows, ou ainda, Steve Jobs, que revolucionou o mercado, a tecnologia, com os produtos da Apple. Ou seja, pessoas que criaram novas oportunidades de mercado ou atuação. 3/61 Tópico 1 05 Unidade 1

12 2 A Revolução do Empreendedorismo O Empreendedorismo não é sinônimo de abrir uma empresa ou um negócio próprio. Está relacionado a uma nova visão para um processo já existente. Um exemplo de empreendedorismo na área social é o projeto Doutores da Alegria, que identificou uma oportunidade de melhorar a recuperação dos enfermos internados, levando alegria e entusiasmo através de suas visitas. 4/61 Tópico 1 05 Unidade 1

13 3 Análise Histórica do Surgimento do Empreendedorismo Uma das primeiras alusões ao termo empreendedor foi feita pelo economista francês Richard Cantillon (1755), para explicar a receptividade ao risco de comprar algo por um determinado preço e vendê-lo sob uma perspectiva de incerteza e, assim, associar o termo empreendedor ao fato de assumir riscos nas atividades econômicas. 5/61 Tópico 1 06 Unidade 1

14 3 Análise Histórica do Surgimento do Empreendedorismo Primeiro uso do termo: Marco Polo, que tentou estabelecer uma rota comercial para o Oriente, por volta dos anos 1270 a Marco Polo assinou um contrato com um homem que possuía dinheiro para vender as mercadorias dele. 6/61 Tópico 1 06 Unidade 1

15 3 Análise Histórica do Surgimento do Empreendedorismo 7/61 Tópico 1 06 Unidade 1 Marco Polo

16 4 Conceituando o Empreendedorismo A raiz da palavra empreendedor vem do verbo francês entreprendre e significa – fazer algo. Desde o seu uso inicial, até os dias atuais, vários autores deram sua contribuição com um enfoque diferente. 8/61 Tópico 1 06 Unidade 1

17 4 Conceituando o Empreendedorismo Existem três causas principais que movem o empreendedorismo: * A natureza humana; * O papel do empreendedor na economia; * A estrutura econômica. 9/61 Tópico 1 07 Unidade 1

18 4 Conceituando o Empreendedorismo No quadro das páginas 8 a 10 é possível verificar a evolução do termo Empreendedorismo ao longo da história. 10/61 Tópico 1 07 Unidade 1

19 4 Conceituando o Empreendedorismo Percebe-se que o empreendedorismo envolve a identificação de novas oportunidades, a paixão, a vontade de transformar o meio social, e todas as funções, atividades e ações associadas à criação de novas organizações. 11/61 Tópico 1 10 Unidade 1

20 4 Conceituando o Empreendedorismo Os principais conceitos do Empreendedorismo: * Correr risco calculado; * Inovação x Lucro Elevado; * Aproveitar as oportunidades; * Autorealização; * Criação de valor. 12/61 Tópico 1 10 Unidade 1

21 4 Conceituando o Empreendedorismo a)Perspectiva: O modo de ver empreendedor Deve haver uma maneira melhor. 13/61 Tópico 1 10 Unidade 1

22 4 Conceituando o Empreendedorismo b) Pioneirismo: campeão da inovação Nós podemos fazer a diferença. 14/61 Tópico 1 11 Unidade 1

23 4 Conceituando o Empreendedorismo c) Prática: partir para a ação As atividades do empreendedor são direcionadas para a ação, criação e realização. 15/61 Tópico 1 11 Unidade 1

24 5 O Empreendedorismo no Brasil O empreendedorismo ganhou força no Brasil somente a partir da década de 1990, com a abertura da economia, que propiciou a criação de entidades como o SEBRAE e SOFTEX. 16/61 Tópico 1 12 Unidade 1

25 5 O Empreendedorismo no Brasil Apesar do pouco tempo, o Brasil apresenta ações que visam desenvolver um dos maiores programas de ensino de empreendedorismo e potencializa o país perante o mundo nesse milênio. Alguns exemplos: 17/61 Tópico 1 13 Unidade 1

26 5 O Empreendedorismo no Brasil 1. Os programas Softex e GENESIS; 2. Ações voltadas à capacitação do empreendedor, como os programas Empretec e Jovem Empreendedor do Sebrae. E ainda o programa Brasil Empreendedor do Governo Federal; 18/61 Tópico 1 13 Unidade 1

27 5 O Empreendedorismo no Brasil 3. Diversos cursos e programas estão sendo criados nas universidades brasileiras para o ensino do empreendedorismo – por exemplo o programa Engenheiro Empreendedor; 19/61 Tópico 1 13 Unidade 1

28 5 O Empreendedorismo no Brasil 4. A recente explosão do movimento de criação de empresas de internet no país, motivando o surgimento de entidades com o Instituto e-Cobra, de apoio aos empreendedores das ponto.com (empresas baseadas em internet), com cursos, palestras e até prêmios aos melhores planos de negócios de empresas Start-ups de internet, desenvolvidos por jovens empreendedores; 20/61 Tópico 1 13 Unidade 1

29 5 O Empreendedorismo no Brasil 5. O enorme crescimento do movimento de incubadoras de empresas no Brasil. 21/61 Tópico 1 13 Unidade 1

30 5 O Empreendedorismo no Brasil O GEM (Global Entrepreneurship Monitor) mede o nível de atividade empreendedora no mundo desde 1999 e, nesta edição, envolveu 54 países. No Brasil, a pesquisa é realizada desde /61 Tópico 1 14 Unidade 1

31 6 O Processo Empreendedor Num primeiro momento o empreendedorismo envolve o processo de criar algo novo, de valor (não necessariamente uma empresa). No momento seguinte, envolve paixão, comprometimento, doação do tempo e do esforço para fazer o negócio dar certo. Por último, saber assumir riscos calculados, seja nas decisões ou nas atitudes. Ter ousadia é fundamental. 23/61 Tópico 1 15 Unidade 1

32 6 O Processo Empreendedor Para que a nova ideia ou o novo negócio seja bem-sucedido é necessário que haja tanto talento empreendedor, ou seja, percepção, direção, dedicação e muito trabalho das pessoas envolvidas. Se existe talento, existe oportunidade de crescer e obter sucesso. 24/61 Tópico 1 16 Unidade 1

33 6 O Processo Empreendedor Existe ainda outro processo empreendedor, elaborado por Hisrich (2004), cujo foco é garantir que a empresa ou produto idealizado consiga ser colocado em prática, correndo menos riscos de não ser bem- sucedido. 25/61 Tópico 1 16 Unidade 1

34 6 O Processo Empreendedor Identificar e avaliar a oportunidade – criação e abrangência de oportunidade; valores percebidos e reais da oportunidade; riscos e retornos da oportunidade; oportunidade versus habilidades e metas pessoais; situação dos competidores. 26/61 Tópico 1 16 Unidade 1 Desenvolver o Plano de Negócios 1. Sumário Executivo; 2. o conceito do negócio; 3. equipe de gestão; 4. Mercado e Competidores; 5. Marketing e Vendas; 6. Estrutura e Operação; 7. Análise estratégica; 8. Plano Financeiro; 9. Anexos. Determinar e captar os recursos necessários – Recursos pessoais, recursos de amigos e parentes, angels, capitalistas de riscos, bancos, governo e incubadoras. Gerenciar a empresa criada – estilo de gestão; fatores críticos de sucesso; identificar problemas atuais e potenciais; implementar um sistema de controle; profissionalizar a gestão e entrar em novos mercados. FIGURA 3 – O PROCESSO EMPREENDEDOR (ADAPTADO DE HISRICH, 1998) FONTE: Dornelas (2008, p.25)

35 TÓPICO 2 27/61 Características do Empreendedor e Intraempreendedor

36 2 Características do Empreendedor Para ser empreendedor é preciso ser perseverante, ter postura otimista, correr riscos calculados, não desistir facilmente. Empreender tem muitos significados, mas um deles certamente é reconhecer que há problemas e obstáculos e assumir a tarefa de superá-los. 28/61 Tópico 2 21 Unidade 1

37 2 Características do Empreendedor * São visionários * Sabem tomar decisões; * Fazem a diferença; * Exploram ao máximo as oportunidades; * São determinados e dinâmicos; * São dedicados; * São otimistas e apaixonados pelo que fazem; 29/61 Tópico 2 22 Unidade 1

38 2 Características do Empreendedor * São independentes e constroem seu próprio destino; * São líderes e formadores de equipes; * São bem relacionados (networking); * São organizados; * Planejam, planejam, planejam; * Possuem conhecimento; 30/61 Tópico 2 23 Unidade 1

39 2 Características do Empreendedor * Assumem riscos calculados; * Criam valor para a sociedade. 31/61 Tópico 2 23 Unidade 1

40 2 Características do Empreendedor Algumas habilidades necessárias aos empreendedores: * Saber escrever, ouvir e falar; * Captar informações; * Conhecimento técnico na área; * Organizar; * Saber trabalhar em equipe. 32/61 Tópico 2 24 Unidade 1

41 2 Características do Empreendedor Habilidades gerenciais: * Saber criar; * Saber gerenciar nova empresa: marketing, finanças, produção, controle, entre outras habilidades. 33/61 Tópico 2 24 Unidade 1

42 2 Características do Empreendedor Características pessoais: * Ser ousado; * Saber correr riscos calculados; * Ser visionário. 34/61 Tópico 2 24 Unidade 1

43 2 Características do Empreendedor 2.1 Tipos de Empreendedores a) O realizador; b) O supervendedor; c) O autêntico gerente; d) O gerador de idéias. 35/61 Tópico 2 25 Unidade 1

44 2 Características do Empreendedor 2.1 Tipos de Empreendedores Em uma pesquisa, McClelland (1972) identificou 10 características comportamentais empreendedoras: 36/61 Tópico 2 27 Unidade 1

45 2 Características do Empreendedor 2.1 Tipos de Empreendedores 1. Busca de oportunidades e iniciativa; 2. Persistência; 3. Comprometimento; 4. Exigência de Qualidade e Eficiência; 5. Correr riscos calculados. 37/61 Tópico 2 27 Unidade 1

46 2 Características do Empreendedor 2.1 Tipos de Empreendedores 6. Estabelecimento de metas; 7. Busca de informações; 8. Planejamento e monitoramento sistemático; 9. Persuasão e rede de contatos; 10. Independência e autoconfiança. 38/61 Tópico 2 27 Unidade 1

47 3 Intraempreendedorismo O intraempreendedorismo é quando o processo empreendedor acontece internamente, ou seja, dentro da organização em que se trabalha. O intraempreendedor pode ter ideias e ser visionário, porém, não tem necessidade de criar um negócio próprio para isso. 39/61 Tópico 2 29 Unidade 1

48 3 Intraempreendedorismo 3.1 Características dos Intraempreendedores É o empreendedor dentro da própria empresa, que tem a habilidade de manter naturalmente a inovação sistemática no negócio, diferenciando- o e mantendo-o competitivo no mercado. 40/61 Tópico 2 30 Unidade 1

49 3 Intraempreendedorismo 3.1 Características dos Intraempreendedores A principal razão de as empresas buscarem desenvolver comportamentos empreendedores parece residir na dificuldade de se implementar projetos pessoais e profissionais. 41/61 Tópico 2 30 Unidade 1

50 3 Intraempreendedorismo 3.1 Características dos Intraempreendedores Algumas competências do intraempreendedor, segundo Lanny Herron (1993 apud HASHIMOTO 2006) podem ser visualizadas na tabela da página /61 Tópico 2 31 Unidade 1

51 3 Intraempreendedorismo 3.1 Características dos Intraempreendedores Para estimular ou resgatar o espírito empreendedor na empresa é necessário promover o envolvimento do pessoal. Pelo menos três caminhos são apontados por Hashimoto (2006): 43/61 Tópico 2 32 Unidade 1

52 3 Intraempreendedorismo 3.1 Características dos Intraempreendedores * A participação na gestão; * A participação no capital da empresa; * A participação nos lucros ou resultados da empresa. 44/61 Tópico 2 32 Unidade 1

53 3 Intraempreendedorismo 3.1 Características dos Intraempreendedores É importante analisar as diferenças entre o empreendedor, o intraempreendedor e o gerente tradicional (vide tabela nas páginas 32 a 35). 45/61 Tópico 2 32 Unidade 1

54 4 Mitos sobre o Empreendedor Desde que o tema empreendedorismo se tornou conhecido, muito se fala sobre ele, porém, nem tudo é verdade. Vejamos alguns mitos e realidades no destaque das páginas 36 a /61 Tópico 2 36 Unidade 1

55 5 Teste: Você é Empreendedor? O formulário das páginas 39 a 40 foi desenvolvido por Miner (1998). 47/61 Tópico 2 39 Unidade 1

56 TÓPICO 3 48/61 Conceituando Ideia e Oportunidade

57 2 Diferenciando Ideia de Oportunidade ideia [Do gr. idéa < v. gr. ideîn, infinitivo aoristo de horân, ver; lat. idea.] substantivo feminino. 1.Representação mental de uma coisa concreta ou abstrata; imagem: 2.Elaboração intelectual; concepção: 3.P. ext. Projeto, plano: 4.Invenção, criação: 5.Maneira particular de ver as coisas; opinião, conceito, juízo: 6.Visão imaginária, irreal; imaginação, quimera, sonho: 7.Mente, pensamento: 8.Conhecimento, memória, lembrança: 9.Noção, informação: 10.Tino, juízo. 49/61 Tópico 3 49 Unidade 1

58 2 Diferenciando Ideia de Oportunidade 50/61 Tópico 3 49 Unidade 1 O que são oportunidades? Oportunidade é um ideia que esteja vinculada a um produto ou serviço que agrega valor ao consumidor, seja através da inovação ou da diferenciação. É atrativa, tem potencial para gerar lucros e está disponível em momento e/ou local adequado para quem vai utilizá-la.

59 2 Diferenciando Ideia de Oportunidade 51/61 Tópico 3 50 Unidade 1 Atrás de uma oportunidade existe uma ideia, mas só com um estudo de viabilidade se terá o potencial do negócio. Esse estudo pode ser feito através de um Plano de Negócios.

60 3 Criatividade 52/61 Tópico 3 52 Unidade 1 A criatividade é o ato de surgir com algo que é ao mesmo tempo inovador e útil. Ser simplesmente novo não é o suficiente. Para poder ser considerada criativa, a ideia também precisa ter o potencial de ser útil.

61 3 Criatividade 53/61 Tópico 3 53 Unidade 1 Habilidades intelectuais; Ampla e rica base de conhecimento; Estilo apropriado de pensamento; Atributos de personalidade; Motivação intrínseca focada em tarefas; Um ambiente que apóia ideias criativas. A criatividade tem vários recursos básicos:

62 4 A Fonte de Novas Ideias 54/61 Tópico 3 54 Unidade 1 A maneira mais popular de se obter novas ideias é a técnica do brainstorming (tempestade cerebral), ou ainda no popular toró de parpite.

63 4 A Fonte de Novas Ideias 55/61 Tópico 3 54 Unidade 1 Trata-se de uma reunião de pessoas que são estimuladas a gerar ideias a respeito de um determinado assunto. Nesse momento é permitido listar toda e qualquer ideia, por mais absurda que possa parecer, além de ser proibido criticar ou ridicularizar qualquer expressão.

64 4 A Fonte de Novas Ideias 56/61 Tópico 3 54 Unidade 1 Num segundo momento, um mediador retoma as ideias relacionadas e o grupo vai, em conjunto, trabalhando as ideias, descartando aquelas que não têm chance de serem utilizadas ou ainda, adequando as que assim permitirem.

65 5 Identificando e Avaliando uma Oportunidade 56/61 Tópico 3 55 Unidade 1 Dolabela (2008) afirma que a identificação das oportunidades depende de habilidades do empreendedor.

66 5 Identificando e Avaliando uma Oportunidade 57/61 Tópico 3 56 Unidade 1 Surgem em função de identificação de desejos e necessidades insatisfeitas; Estão em qualquer lugar; São um presente para a mente preparada – experiência – intuição;

67 5 Identificando e Avaliando uma Oportunidade 58/61 Tópico 3 56 Unidade 1 São simples na sua concepção – raramente coisas complicadas dão certo; Ajusta-se ao empreendedor – uma oportunidade para um empreendedor pode não ser para outro;

68 5 Identificando e Avaliando uma Oportunidade 59/61 Tópico 3 56 Unidade 1 Boas oportunidades são menos numerosas que boas ideias; Identificá-las é um desafio – em geral estão camufladas em gaps tecnológicos, atrasos, avanços, caos – quanto mais imperfeito o mercado, maiores as oportunidades.

69 5 Identificando e Avaliando uma Oportunidade 60/61 Tópico 3 56 Unidade 1 Alguns aspectos devem ser analisados ao se avaliar uma oportunidade: Qual mercado ela atende? Qual o retorno econômico que ela proporcionará?

70 5 Identificando e Avaliando uma Oportunidade 61/61 Tópico 3 56 Unidade 1 Quais as vantagens competitivas que ela trará ao negócio? Qual é a equipe que transformará essa oportunidade em negócio? Até que ponto o empreendedor está comprometido com o negócio?

71 Parabéns!!! Terminamos a Unidade.

72 PRÓXIMA AULA: Empreendedorismo 2º Encontro da Disciplina 1ª Avaliação da Disciplina (Redação com consulta)


Carregar ppt "Empreendedorismo – Unidade 1. Educação a Distância – EaD Professor: Flávio Brustoloni Empreendedorismo."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google