A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

SEXO E DESTINO CAPITLO IV – SEGUNDA PARTE. Uma das Senhoras que compunha a equipe de auxilio ao desenlace material de Dn. Beatriz, pede providencias,

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "SEXO E DESTINO CAPITLO IV – SEGUNDA PARTE. Uma das Senhoras que compunha a equipe de auxilio ao desenlace material de Dn. Beatriz, pede providencias,"— Transcrição da apresentação:

1 SEXO E DESTINO CAPITLO IV – SEGUNDA PARTE

2

3 Uma das Senhoras que compunha a equipe de auxilio ao desenlace material de Dn. Beatriz, pede providencias, para que Moreira e seus comparsas sejam retirados do recinto, pois as energia por eles produzidas prejudicavam a harmonia fluídica do ambiente. Livre de qualquer preconceito humano, e reconhecendo a condição de credores dos recém chegados, ela apenas zelava pela tranquilidade necessária e indispensável naquele momento.

4 Em determinadas terapêuticas, só se faz possível a normalidade orgânica se removemos o centro de infecção, e ali, o pivô era Marina. Abeirei – me da menina e supliquei que saísse para repousar, ela pediu licença aos amigos para esperar pelo médico nos aposentos dos fundos. Moreira empenhava – se em me convencer a abandonar meu ponto de vista com relação à moça necessitada de compaixão.

5 Disse a ele que por amizade aos Nogueiras não concordaria que a moça fosse massacrada. Ele concordou em sossegar a vingança, mas não desistiria da correção. Moreira, insensível, tentando arrasar em mim qualquer simpatia pela contadora indefesa, informa que iria submetê-la a interrogatório em torno de Marita.

6 Supliquei que as respostas enobrecessem o inquérito mental, mas minhas esperanças se extinguiram no nascedouro, pois Marina encontrava – se cultivando o canteiro da inveja, vaidade e interesse. Pensamentos nobres não lhe povoavam a mente para que fossem utilizados naquele momento. Intimamente sentia – se aliviada por se ver livre da irmã. À em conversa com a mãe, com quem se afinava mentalmente, é informada de que Marita não morreu, ainda... Mas, os médicos disseram ser questão de dias. Aquelas elucidações no silencio, feriram Moreira profundamente.

7 Moreira não se conformava em perder a companhia de Marita no plano físico. Pois ela inconscientemente despendia recursos fluídicos que se casavam com os dele, ele se utilizava de estimulantes mentais que lhe revigoravam a masculinidade, tanto quanto se valia de Claudio, para viver sobre a terra como qualquer ser humano.

8 Marina refletia quanto ao seu intento de deixar Nemésio e se casar com Gilberto, deixando Moreira ainda mais revoltado, que bradava dizendo: - Você nunca será feliz!... As incriminações de Moreira percutiram – lhe fundo como se alguém lhe vasasse o pensamento. Em total desassossego, mergulhada em seus pensamentos relembra de como planejou se infiltrar na casa dos Torres para se aproximar do pai e mais tarde do filho. Sua alma foi invadida pela culpa e remorso...

9 Recomendações médicas... Consolo de Nemésio... André convida Moreira à retirada, o mesmo desapiedado indagou falta de coragem de ambos para conhecer Marina. E porque ele se inclinava em defesa da moça, acrescentou Moreira, não estar ali na condição de carrasco, e pedindo para não ser acusado, assevera que detinha tanta culpa na indisposição da jovem quanto aquela que teria um bisturi na ablação de um tumor.

10 Aconselha André para que se mantivessem na retaguarda, orientando e auxiliando como fosse, porque chegado seria o momento em que lhe rogariam concurso. Moreira retruca dizendo que não adianta falar grego diante de obscenidades que para ele tinham outro nome, advertindo – lhe de que bastaria o pai sair para que o filho viesse, e assim aconteceu. Quando então, aparece Irmão Félix com simpatia e piedade à desfocar – lhes as mentes.

11

12 De volta ao hospital, percebe – se que, Marita não assimilava as influencias de Telmo com segurança, faltava entre eles a harmonia necessária entre as rodas de uma engrenagem. Telmo, rico em forças, apoiando – a, lembrava um sapato novo e precioso em pé doente. Cedendo lugar ao recém chegado que o rendeu de pronto.

13 Marita ajustara – se mecanicamente aos cuidados que Moreira lhe fornecia, mas a peritonite se instalava dominante. A menina gemia sob a atenção de Cláudio, que a observava com grande sofrimento íntimo e provocava em Moreira unicamente simpatia e compaixão

14 ...Cultive a perseverança, na direção do melhor, jamais a teimosia em pontos de vista. Aceite suas desilusões com realismo, extraindo delas o valor da experiência, sem perder tempo com lamentações improdutivas. Convença-se de que você somente solucionará os seus problemas se não fugir deles. Recorde que decepções, embaraços desenganos e provações são marcos no caminho de todos e que, por isso mesmo, para evitar o próprio enfaixamento na obsessão o que importa não é o sofrimento que nos visite e sim a nossa reação pessoal diante dele. ANDRÉ LUIZ (Francisco Cândido Xavier) EVITANDO OBSESSÕES


Carregar ppt "SEXO E DESTINO CAPITLO IV – SEGUNDA PARTE. Uma das Senhoras que compunha a equipe de auxilio ao desenlace material de Dn. Beatriz, pede providencias,"

Apresentações semelhantes


Anúncios Google