A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Pensamento Pré-Socrático e Medicina Novembro/2008.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Pensamento Pré-Socrático e Medicina Novembro/2008."— Transcrição da apresentação:

1 Pensamento Pré-Socrático e Medicina Novembro/2008

2 - A Medicina se inspirou no conceito filosófico da Natureza do Todo (physis toû hólou) erigido pela filosofia jônica da natureza para estabelecer seu conceito de Natureza do Homem (physis toû anthrõpou).

3 - A enfermidade não pôde mais ser compreendida isoladamente, mas associada à natureza que a circunda (condições climáticas, curso das estações, classes de águas, qualidade do terreno, etc) em suas leis gerais, e com as leis de sua própria individualidade.

4 - A Medicina se converteria em Ciência mediante uma observação imparcial e uma explicação natural, reduzindo os efeitos às suas causas e eliminando elementos misteriosos e arbitrários.

5 - A relação de causa e efeito descobriu a existência de uma ordem natural e necessária – a Physis.

6 - A consideração teórica da natureza mediante a razão é arte (tékhn). - A tékhn iatrik progride quando a razão sistematiza a experiência e une a doutrina à observação.

7 Pitágoras de Samos

8 - Tudo é número, tudo é harmonia. Os homens, seus órgãos e membros são números. - Sua harmonia gera vida e saúde; sua desarmonia, enfermidade e morte. Pitágoras de Samos (Cerca de 580/78 – 497/6 a.C.)

9 - A saúde, principal bem para o homem, é encontrada na medida (métron epí pâsin ariston) e a vita pythagorica é o método para conservar a divina harmonia da saúde ou para reconquistá-la se, por uma enfermidade, foi perdida. Pitágoras de Samos (Cerca de 580/78 – 497/6 a.C.)

10 - A medida deve manter o homem acostumado ao domínio de seu estômago, sono, cólera, vinho e libido. Pitágoras de Samos (Cerca de 580/78 – 497/6 a.C.)

11 - O processo terapêutico estava caracterizado: a) por uma higiene à base de exercícios corporais e o emprego do valor curativo da música (farmacopéia musical); b) pela concepção catártica da dieta, que tem sentido físico e ético. Pitágoras de Samos (Cerca de 580/78 – 497/6 a.C.)

12 - O ar que rodeia a terra é nocivo e tudo o que vive nele é mortal; as camadas superiores são puras e sagradas e ali vive o imortal e divino. - Deuses são o Sol, a Lua e os Astros, que retêm o calor que é a causa da vida. Pitágoras de Samos (Cerca de 580/78 – 497/6 a.C.)

13 - Os vegetais são seres vivos, mas carecem da alma. - A alma é uma emanação do éter, do quente e do frio, e é imortal. A parte dirigente (hegemônica) da alma está no coração e a parte evidente está no cérebro. Pitágoras de Samos (Cerca de 580/78 – 497/6 a.C.)

14 - O esperma é espuma do sangue e do alimento assimilado. - Dos humores e sangue procedentes do cérebro nascem a carne, nervos, ossos, cabelos e o corpo em geral; do hálito (sopro), a alma e as sensações. Pitágoras de Samos (Cerca de 580/78 – 497/6 a.C.)

15 - No Corpus Hippocraticum (CH) há influência pitagórica nos livros Juramento,Sobre as Hebdómadas, Sobre as Carnes e Dias Críticos. Pitágoras de Samos (Cerca de 580/78 – 497/6 a.C.)

16 Alcmeon de Crotona

17 - Médico e Filósofo. - Perì physiõs, em jônico, é o primeiro livro de Medicina de que se tem notícia. Alcmeon de Crotona (Nasceu no último terço do séc. VI a.C.)

18 - A saúde depende da isonomia das forças (dynámeis) do úmido, seco; frio, quente; amargo, doce e dos demais; a monarquia de uma delas é causa da enfermidade; a saúde é a mescla proporcionada das qualidades. - Em conexão com a doutrina empedocléica dos quatro elementos e a hipocrática dos humores, influenciou consideravelmente o pensamento mé-dico. Alcmeon de Crotona (Nasceu no último terço do séc. VI a.C.)

19 - O tratamento das enfermidades deve basear-se na ação das forças opostas àquelas cujo excesso ou deficiência as produz. Alcmeon de Crotona (Nasceu no último terço do séc. VI a.C.)

20 - Investigou a anatomia do corpo humano e dos animais. - Descobriu os nervos principais - que denominou póroi (canais, condutos) - e a artéria traqueal e distinguiu, de certa forma, veias de artérias. Alcmeon de Crotona (Nasceu no último terço do séc. VI a.C.)

21 - O homem é um ser pneumático que se distingue dos demais animais pela inteligência. Os animais sentem, mas não entendem. - As fontes da vida são quatro órgãos: cérebro, coração, umbigo e órgãos reprodutores; o cérebro é o centro da vida. Alcmeon de Crotona (Nasceu no último terço do séc. VI a.C.)

22 - Conheceu a irrigação sanguínea do cérebro e viu nesse órgão o ponto de partida do sistema circulatório. - O sono se produz pela saída de sangue do cérebro; se total, origina-se a morte. O esperma é parte do cérebro. Alcmeon de Crotona (Nasceu no último terço do séc. VI a.C.)

23 - A sensação dá-se por meio de algo diferente ao percebido. O gosto é devido à ação dos humores sobre o macio e morno da língua. - A audição se origina pelo vazio do ouvido que produz eco quando o ar entra nele. Alcmeon de Crotona (Nasceu no último terço do séc. VI a.C.)

24 - No CH, a patologia ambiental de Sobre os ares, águas e lugares se relaciona com a doutrina alcmeônica. Alcmeon de Crotona (Nasceu no último terço do séc. VI a.C.)

25 Empédocles de Agrigento

26 - Na base de sua doutrina figura a teoria dos quatro elementos denominados por ele raízes - fogo, terra, água e ar - que se mesclam ou se separam pela ação de dois princípios, o amor e o ódio. - A enfermidade se produz pelo predomínio ou deficiência de um elemento. Empédocles de Agrigento ( a.C.)

27 - Enunciou o conceito de condutos (póroi) e emanações (apórroiai). - Uma sensação acontece quando as emanações do objeto percebido se ajustam aos condutos do perceptor. - As imagens vistas enviam raios que são captados pela mente. Ouvimos quando o ar de dentro do ouvido é posto em movimento e chega ao cérebro. Empédocles de Agrigento ( a.C.)

28 - Concluiu, com seus estudos embriológicos, que o sexo é decidido pelo calor ou frio, sendo o feminino mais frio que o masculino. - O coração é o primeiro que se forma no embrião. - Os abortamentos devem-se ao excesso ou deficiência de esperma ou pela divisão do embrião. Empédocles de Agrigento ( a.C.)

29 - Os gêmeos e trigêmeos nascem por excesso de esperma. - O cordão umbilical se compõe de quatro vasos - duas veias e duas artérias - pelas quais circula o sangue que, procedente do fígado, alimenta o embrião. - Os períodos menstruais se devem aos ciclos lunares e variam suas datas segundo a natureza individual da mulher. Empédocles de Agrigento ( a.C.)

30 - Sua influência no CH é evidente emSobre as carnes, Sobre a dieta, Sobre a natureza do homem, Sobre as enfermidades IV e Sobre as ventosidades. Empédocles de Agrigento ( a.C.)

31 Demócrito de Abdera

32 - Estudioso da anatomia, praticou a dissecção em cadáveres humanos e de animais. - De suas observações tirou conclusões sobre o sistema venoso e a respiração e descreveu o pulso. - Admite uma alma pensante, que explica a partir de átomos especiais redondos e ígneos. Demócrito de Abdera (460 – 370 a.C.)

33 - O fim da saúde e da conduta moral são devidos ao excesso (hyperbolé) e ao defeito (élleipsis), cujos contrários são harmonia e simetria. - A saúde corresponde ao bom ânimo (euthymía). - A medida (métron) é o critério da dieta de Demócrito. Demócrito de Abdera (460 – 370 a.C.)

34 - Há vestígios da sua influência no CH principalmente no livro Sobre os ares, águas e lugares. Demócrito de Abdera (460 – 370 a.C.)

35 - Enunciou a idéia da filosofia como cura da alma (therapeía psykhs). - A medicina cura a enfermidade, a sabedoria libera a alma das paixões. Demócrito de Abdera (460 – 370 a.C.)


Carregar ppt "Pensamento Pré-Socrático e Medicina Novembro/2008."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google