A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Origem e Domesticação das Espécies. Domesticação dos Animais A História da Domesticação Características e Condições da Domesticação Graus e Formas de.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Origem e Domesticação das Espécies. Domesticação dos Animais A História da Domesticação Características e Condições da Domesticação Graus e Formas de."— Transcrição da apresentação:

1 Origem e Domesticação das Espécies

2 Domesticação dos Animais A História da Domesticação Características e Condições da Domesticação Graus e Formas de Domesticação Funções Zootécnicas

3 Animal Doméstico Animal Criado em condições de cativeiro e mansidão natural Com capacidade de reproduzir-se em cativeiro Serviço, lazer, produto ou estima

4 Animais domésticos Cerca de 30 espécies de animais domésticos de interesse econômico. Destas, 2 são de insetos (abelha, bicho da seda), 9 são de aves (galinha, pato,...) e 3 são de pequenos animais (cachorro, gato e coelho). As outras 16 são de mamíferos e animais domésticos mais importantes: equínos, camelídeos, bovídeos (gado europeu, zebu, búfalo, ovelha, cabra - ruminantes), cervídeos (cervos), suínos. É interessante notar que no mundo há mais de espécies de mamíferos. Por que entre estes, somente 30 são considerados animais domésticos? Doméstico: É o animal que quando criado em condições de cativeiro e mansidão natural, não perde a função reprodutiva e se pretende colher dele utilidade, serviço, lazer, produto ou estima.

5 A História da Domesticação Egípcios, babilônicos e chineses já conheciam bem os animais domésticos. Na Bíblia há referências à criação de animais domésticos. Segundo a Bíblia, Abel foi o primeiro pastor da humanidade. Idade Média: predominavam espécies pequenas (ovelhas e cabras).

6 A História da Domesticação: Américas Os primeiros bovinos foram trazidos à América pelos colonizadores espanhóis, portugueses e ingleses; 1532: primeiros bovinos vindos das ilhas de Cabo Verde (oeste da África); Bovinos da Madeira, Açores (Portugal) e Península Ibérica (Portugal, Espanha e Andorra) vieram para o sul dos EUA, México, América Central e do Sul e constituíram as raças de bovinos nacionais, genericamente chamadas de crioulas ou com nomes regionais como Caracu, Curraleiro, Pantaneiro. Ao longo dos anos - houve tentativas de substituir esse gado tardio (demorava muito para entrar em reprodução e crescer) e leve pelas raças aperfeiçoadas da Europa, como Hereford, Angus, Shorthorn, Charolês, Abeerden Angus, entre outras;

7 A História da Domesticação: Américas o Brasil foi o único país que trouxe os zebuínos da Índia, devido às suas condições climáticas. Nelore: ambiente favorável em comparação com as regiões quentes do sul da Índia.

8 Características do Animal Doméstico Animal Doméstico Mansidão e sociabilidadePotencial SimbióticoPerpetuidade 1.Alimentar-se de subprodutos 2.Adaptação ambiental 3.Produtos e serviços

9 Características do animal doméstico Há certas condições que os animais devem atender para serem considerados domésticos, que são: Mansidão e sociabilidade naturais (no sentido de deixar ser manejado e ensinado) - sociabilidade é o fator máximo da domesticação. Perpetuidade de geração em geração - Feras não se reproduzem em cativeiros. Zebra se reproduz, mas não é sociável. Possuir instinto de rebanho, principalmente para certos objetivos (por exemplo, monta) Possuir potencialidade que os capacitem para uma vida simbiótica com o homem (relação mutuamente vantajosa entre dois ou mais organismos vivos de espécies diferentes).

10 Características do animal doméstico Dessas potencialidades, 3 são fundamentais: a) Viver dos subprodutos da agricultura, a maioria dos animais domésticos são herbívoros. b) Alto grau de adaptação e variação ambientais. c) Capacidade de fornecer produtos ou serviços ao homem. Capacidade para o desenvolvimento de funções especializadas como à locomoção e produção (lã, carne, leite, pele, couro).

11 Condições da domesticação Sociabilidade: com exceção do gato, as outras espécies são sociais e pacíficas. - É considerada fator máximo de domesticação. - Gato: vive isolado, mas tem relação mais simbiótica com o homem do que a galinha, por exemplo (modo de criação). Mansidão: ligada à sociabilidade. - Zebra e elefante são sociáveis, mas não são mansos. Não transmitem a característica a sua prole. - Lebre: diminui fecundidade. Não se reproduzem facilmente em cativeiro (ficam tristes e morrem). X

12 Condições da domesticação - Elefante: se reproduz em liberdade - é aprisionado jovem para ser amansado. - Zebra: se reproduz em cativeiro, mas não adquire mansidão. - Leão: no Egito, foi usado para a caça, mas não é domesticado. Volta facilmente à vida selvagem. - Falcão: quando amansado, o 1º vôo das ave sozinha é sempre uma incógnita. O animal pode ou não voltar. Fitofagia: Se alimentam de vegetais. Não há competição pela vida. São mais mansos. Também não competem com o homem. Reprodutividade: as espécies que não perderam a fecundidade foram as preferidas.

13 Graus de domesticação 1.Cativeiro (ou aprisionamento): fase inferior de domínio. Facilmente voltam à vida selvagem. 2.Amansamento: se caçados bem cedo, se adaptam à vida doméstica. Elefantes, animais de estimação dos índios. 3.Domesticação: há variações dentro dos animais domésticos em função de seu grau de mansidão e facilidade de voltarem à vida selvagem. Ex.: cavalo, coelho, gato.

14 Formas de domesticação Sem violência: as espécies já possuíam instinto de sociabilidade e procuraram naturalmente a convivência com o homem para obter alimento e defesa (há teorias de que a ovelha teria sido extinta caso não fosse domesticada pelo homem). Com violência: há espécies, que por serem menos mansas naturalmente resistem à domesticação.

15 Formas de domesticação Sem violênciaCom violência Graus de domesticação CativeiroDomesticaçãoAmansamento

16 Modificações causadas pela domesticação O processo de domesticação trouxe grandes modificações tanto em relação a diferenças fisiológicas como morfológicas. Estas mudanças são decorrentes do desenvolvimento da exploração dos animais através da especialização, da seleção, enfim da influência do homem. Há algumas características remanescentes das espécies originais. A mutação natural e o acasalamento também são a fonte das modificações observadas.

17 Modificações causadas pela domesticação 1. Pelagem: Pelagem adaptativa (animal primitivo) x Pelagem variável no animal doméstico (não é mais necessário ser mimética, pois não precisa esconder-se dos inimigos) As pelagens tendiam à cor leonada, mais escuras. Já no animal doméstico encontramos uma grande variedade de pelagens. cor marrom escuro dos cães (selvagem) X grande variedade de pelagem das raças produzidas pelo homem plumagem vermelha das galinhas x variadas plumagens das aves domésticas ovinos semi-lanados: lã fina

18 Modificações causadas pela domesticação 2. Defesas: diminuíram os chifres (são recessivos) reduziram ou desapareceram. Dentes: quando não sumiram, o homem extrai (é o caso dos leitões). Cabras e ovelhas: decadência dos chifres. Orelhas móveis para maior agilidade na audição. Já algumas raças domésticas apresentam orelhas caídas (cabras, suínos), ou imensas (Coelhos).

19 Modificações causadas pela domesticação 3.Funções: Nos animais selvagens as funções estão desenvolvidas em um mesmo nível, não há preponderância de uma em relação às outras. No animal doméstico observa-se a especialização onde há uma tendência acentuada para uma determinada produção como leite, carne, lã, tração, etc Reprodução: Animais selvagens - há somente uma fase do ano em que se reproduzem. Também são espécies menos prolíferas. 5. Cosmopolitismo: Animais selvagens são limitados a certas áreas geográficas (condições biológicas de adaptação). Domésticos: aumentou o cosmopolitismo (inexistência de fronteiras geográficas).

20 Causas das Modificações Decorrentes da Domesticação Consangüinidade: barreiras geográficas nomadismo dos povos isolamento da espécie aumenta a consangüinidade Cruzamentos: deslocamento das espécies para outras regiões Cavalo árabe: Europa Ovino da raça Merina: Espanha para outros Continentes Cabra Angorá: da Turquia para os EUA galinha: Ásia

21 Causas das Modificações Decorrentes da Domesticação Seleção: seleção artificial sobrepujou a natural. Objetivos são diversos dos objetivos da seleção natural (força, agilidade, esperteza para fins de sobrevivência).

22 Domesticação de acordo com as espécies Cão: auxiliar na caça alguns povos (indígenas da Nova Guiné) - alimento Há teorias de que sua origem é o lobo ou chacal. Outros dizem que há um elo desaparecido (lobo não late). Cão X lobo = possível cruzar Cão X chacal = possível cruzar Ovelha e cabra: em 4000 a.C. há colunas com imagens de cabras sendo ordenhadas. Em 5000 a.C. egípcios já pintavam imagens de ovelhas nos monumentos. carneiro selvagem da Europa (mouflon) carneiro africano carneiro asiático

23 Domesticação de acordo com as espécies Boi: originário da Ásia Iaque: cabeça semelhante ao boi e o andar e o corpo semelhante ao cavalo, originário dos altiplanos do Tibet Bisão e Gaur : são selvagens: (Índia e Birmânia) Bisões (europeu / americano): nunca foram domesticados.

24 Domesticação de acordo com as espécies Suínos: uma das espécies que deu origem ao porco moderno é o javali. Aptidão à engorda vem do porco oriental. Indus, maometanos, israelitas: não comem porco por questões religiosas. Cavalo: A domesticação do cavalo foi importante para transporte e multiplicação da força. Árias: Idade do Bronze - domesticação Mongóis: invadiram a Grécia e criaram a figura do Centauro na mitologia. Eípcios: 1600 A.C. - criavam pôneis Arabes: criam a raça Árabe já na idade cristã

25 Domesticação de acordo com as espécies Jumento: antes do cavalo na África e Ásia. Pelos europeus foi usado bem depois do cavalo. Filologia ajuda no estudo das origens: nome do cavalo -origem sânscrita nome do jumento -origem semita (+ antiga) Gato: origem gato selvagem, no oriente (Ásia, China). Galinha: origem asiática

26 Funções Zootécnicas Alimento Força Vestuário Leite Carne Banha Graxa Ovos Indústrias frigoríficas/leiteiras

27 Funções Zootécnicas 1. Alimento 1.1 Carne: 1ª bovinos, ovinos, suínos, aves, caprinos Razões: grande palatabilidade, riqueza em aminoácidos essenciais, alta digestibilidade, rica em vitamina B12. Cerca de 50% da alimentação total da humanidade vem dos animais. Todos os animais domésticos já foram usados para carne, apesar das preferências de hoje. Árabes: carne de camelo (muita gordura e não-palatável) Indios: camelídeos Rena é comida na Escandinávia e Sibéria. França: cavalo (carne adocicada e pouco digestível) Romanos, chineses - comem carne de cachorro

28 Funções Zootécnicas 1.2 Banha: porco O consumo diminuiu muito com a chegada dos óleos vegetais e sua correlação com problemas cardiovasculatórios (menor quantidade de ácidos graxos saturados e colesterol no caso dos óleos vegetais). 1.3 Graxa: gordura do bovino 1.4 Leite: vaca - Sub-produtos cabra ovelha - Roquefort búfala égua: Ásia 1. 5 Ovos: galinhas 1.6 Indústrias frigoríficas / leiteiras (Agroindústrias)

29 Funções Zootécnicas 2. Força: bovinos, cavalos, jumentos, camelos/camelídeos, rena, cachorro. Mesmo com a evolução, há muito uso de tração animal.

30 Funções Zootécnicas 3. Vestuário: couro (7% do peso vivo): suíno -muito resistente (malas) e ovino (caprino) - macio lã: ovelha Angorá: cabra Vicunha (uma das mais finas): camelídeos peles: pelica pêlos bovinos - tapetes, escovas crinas - colchões, pincéis

31 Funções Zootécnicas Escolha da Função Zootécnica a)Localização (ambiente, valor da terra). b)Meio social e cultural. c)Mão de obra e infraestrutura. d)Transporte. e)Mercado consumidor (tradição, criação de hábito, rejeições culturais).

32 Trabalho 3 1.Faça um resumo do artigo, respondendo a questão: Na sua opinião, a pecuária é uma ameaça ambiental? Justifique.


Carregar ppt "Origem e Domesticação das Espécies. Domesticação dos Animais A História da Domesticação Características e Condições da Domesticação Graus e Formas de."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google