A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Patrícia Ruiz Spyere INSTRUMENTAL ENDODÔNTICO Patrícia Ruiz Spyere.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Patrícia Ruiz Spyere INSTRUMENTAL ENDODÔNTICO Patrícia Ruiz Spyere."— Transcrição da apresentação:

1 Patrícia Ruiz Spyere INSTRUMENTAL ENDODÔNTICO Patrícia Ruiz Spyere

2 Ação mecânica do instrumental endodôntico Ação química das substâncias auxiliares TRATAMENTO ENDODÔNTICO Instrumental Emprego correto e racional Qualidade Instrumental Emprego correto e racional Qualidade SUCESSO

3 Patrícia Ruiz Spyere Instrumental Endodôntico Limas Instrumental para medicação Instrumental para irrigação/aspiração Instrumental para obturação Alargadores Instrumental para isolamento absoluto Instrumental clínico Extirpa-Nervos Brocas

4 Patrícia Ruiz Spyere INSTRUMENTAL CLÍNICO Patrícia Ruiz Spyere

5 Espátula 2- Espelho clínico 3- Hollemback 4- Cureta ou escavador 5- Sonda exploradora nº5 6- Pinça clínica 1- Espátula 2- Espelho clínico 3- Hollemback 4- Cureta ou escavador 5- Sonda exploradora nº5 6- Pinça clínica INSTRUMENTAL CLÍNICO

6 Patrícia Ruiz Spyere Seringa Carpule Seringa Carpule INSTRUMENTAL CLÍNICO

7 Patrícia Ruiz Spyere TESOURA INSTRUMENTAL CLÍNICO

8 Patrícia Ruiz Spyere INSTRUMENTAL PARA ISOLAMENTO ABSOLUTO Patrícia Ruiz Spyere

9 Perfurador de Ainsworth Perfurador de Ainsworth INSTRUMENTAL PARA ISOLAMENTO ABSOLUTO MONDELLI et al., 2002

10 Patrícia Ruiz Spyere Pinça de Palmer Pinça de Palmer INSTRUMENTAL PARA ISOLAMENTO ABSOLUTO Ostby

11 Patrícia Ruiz Spyere Grampos S.S. White Anteriores: 210, 211, 212 Pré-molares: 206, 207, 208, 209 Molares: 200, 201, 202, 203, 204, 205 S.S. White Anteriores: 210, 211, 212 Pré-molares: 206, 207, 208, 209 Molares: 200, 201, 202, 203, 204, 205 INSTRUMENTAL PARA ISOLAMENTO ABSOLUTO

12 Patrícia Ruiz Spyere Ivory Anteriores: 00, 1, 1A, 2 Pré-molares: 1, 1A, 2 Molares: 12A, 13A, 14A Ivory Anteriores: 00, 1, 1A, 2 Pré-molares: 1, 1A, 2 Molares: 12A, 13A, 14A Grampos INSTRUMENTAL PARA ISOLAMENTO ABSOLUTO

13 Patrícia Ruiz Spyere Hygienic Anteriores: 9, 9W Pré-molares: 00, W00, 2, W2, 2A, W2A Molares: 7, W7, 8, W8, 8A, W8A Hygienic Anteriores: 9, 9W Pré-molares: 00, W00, 2, W2, 2A, W2A Molares: 7, W7, 8, W8, 8A, W8A Grampos INSTRUMENTAL PARA ISOLAMENTO ABSOLUTO

14 Patrícia Ruiz Spyere 13A W8A Grampos INSTRUMENTAL PARA ISOLAMENTO ABSOLUTO

15 Patrícia Ruiz Spyere INSTRUMENTAL PARA IRRIGAÇÃO E ASPIRAÇÃO Patrícia Ruiz Spyere

16 SERINGA LUER CÂNULAS INSTRUMENTAL PARA IRRIGAÇÃO/ASPIRAÇÃO

17 Patrícia Ruiz Spyere INSTRUMENTAL PARA IRRIGAÇÃO/ASPIRAÇÃO NAVITIPS

18 Patrícia Ruiz Spyere INSTRUMENTOS ENDODÔNTICOS Patrícia Ruiz Patrícia Ruiz Spyere

19 HISTÓRICO CORDA DE PIANO (Fouchard, séc. XVIII) CORDA DE RELÓGIO (Edwin Mayard e Robert Arthur, séc. XIX) INSTRUMENTOS SEM PADRONIZAÇÃO FABRICAÇÃO EMPÍRICA DIVERSOS FABRICANTES HISTÓRICO CORDA DE PIANO (Fouchard, séc. XVIII) CORDA DE RELÓGIO (Edwin Mayard e Robert Arthur, séc. XIX) INSTRUMENTOS SEM PADRONIZAÇÃO FABRICAÇÃO EMPÍRICA DIVERSOS FABRICANTES INSTRUMENTOS ENDODÔNTICOS

20 Patrícia Ruiz Spyere EVOLUÇÃO DA ENDODONTIA Novos processos de produção Novos processos de produção Melhoria da qualidade Melhoria da qualidade Padronização Ingle e Levine (1958) Associação Americana de Endodontia (1962) Ingle e Levine (1958) Associação Americana de Endodontia (1962) INSTRUMENTOS ENDODÔNTICOS

21 Patrícia Ruiz Spyere INSTRUMENTOS ENDODÔNTICOS ESPECIFICAÇÃO Nº28 DA ADA (INGLE; LEVINE, 1958) ESPECIFICAÇÃO Nº28 DA ADA (INGLE; LEVINE, 1958) INSTRUMENTOS ESTANDARDIZADOS PADRONIZADOS INSTRUMENTOS ESTANDARDIZADOS PADRONIZADOS

22 Patrícia Ruiz Spyere PADRONIZAÇÃO NUMERAÇÃO DO INSTRUMENTO COR DO CABO DIÂMETRO DO INSTRUMENTO COMPRIMENTO DA PARTE ATIVA CONICIDADE DO INSTRUMENTO COMPRIMENTO DO INSTRUMENTO PADRONIZAÇÃO NUMERAÇÃO DO INSTRUMENTO COR DO CABO DIÂMETRO DO INSTRUMENTO COMPRIMENTO DA PARTE ATIVA CONICIDADE DO INSTRUMENTO COMPRIMENTO DO INSTRUMENTO INSTRUMENTOS ENDODÔNTICOS

23 Patrícia Ruiz Spyere A Cabo B Intermediário C Lâmina ou parte ativa D Guia de penetração A Cabo B Intermediário C Lâmina ou parte ativa D Guia de penetração PARTES DOS INSTRUMENTOS A A B B C C D D

24 Patrícia Ruiz Spyere PARTES DOS INSTRUMENTOS LOPES; ELIAS; SIQUEIRA JÚNIOR, 2010 GUIA DE PENETRAÇÃO Serve de guia Facilita a penetração do instrumento Serve de guia Facilita a penetração do instrumento PASSIVA ATIVA Base Ângulo de transição passagem da guia para a hélice da lâmina

25 Patrícia Ruiz Spyere AÇO CARBONO AÇO INOXIDÁVEL SECÇÃO TRANSVERSAL: AÇO CARBONO AÇO INOXIDÁVEL SECÇÃO TRANSVERSAL: QUADRADA QUADRADA TRIANGULAR TRIANGULAR CIRCULAR CIRCULAR INSTRUMENTOS ENDODÔNTICOS

26 Patrícia Ruiz Spyere 21, 25, 31 mm 16 mm LEONARDO; LEONARDO, 2002 COMPRIMENTO DOS INSTRUMENTOS Intermediário + lâmina

27 Patrícia Ruiz Spyere D 16 D0D0 D0D0 DIÂMETRO E NUMERAÇÃO DOS INSTRUMENTOS D 0 : 0,06 a 1,40 mm Instrumentos (ISO) 06 a 140 Séries: Especial: 06, 08, 10 Primeira: 15, 20, 25, 30, 35, 40 Segunda: 45, 50, 55, 60, 70, 80 Terceira: 90, 100, 110, 120, 130, 140 D 0 : 0,06 a 1,40 mm Instrumentos (ISO) 06 a 140 Séries: Especial: 06, 08, 10 Primeira: 15, 20, 25, 30, 35, 40 Segunda: 45, 50, 55, 60, 70, 80 Terceira: 90, 100, 110, 120, 130, 140

28 Patrícia Ruiz Spyere D I Â M E T R O (mm) ISO 0,02 0,05 0,1 Preta1,721,40140 Verde1,621,30130 Azul1,521,20120 Vermelha1,421,10110Terceira Amarela1,321,00100 Branca1,220,9090 Preta1,120,8080 Verde1,020,7070 Azul0,920,6060 Vermelha0,870,5555Segunda Amarela0,820,5050 Branca0,770,4545 Preta0,720,4040 Verde0,670,3535 Azul0,620,3030 Vermelha0,570,2525Primeira Amarela0,520,2020 Branca0,470,1515 Roxa0,420,1010 Cinza0,400,0808Especial Rosa0,380,0606 CorD 16 (mm)D 0 (mm)NúmeroSérie Branca Amarela Branca

29 Patrícia Ruiz Spyere LEONARDO; LEONARDO, 2002 CONICIDADE DOS INSTRUMENTOS

30 Patrícia Ruiz Spyere CONICIDADECONICIDADE 0,02 mm/mm ADA D 16 D0D0 D0D0 0,32 mm

31 Patrícia Ruiz Spyere LIMAS TIPO K

32 Patrícia Ruiz Spyere LOPES; ELIAS; SIQUEIRA JÚNIOR, 2010 LIMAS TIPO K Semelhantes aos alargadores, com parte ativa de passos curtos Espiras: 25 a 32 Conicidade: 0,02 mm/mm Ângulo de inclinação das hélices: 15º e 55º Semelhantes aos alargadores, com parte ativa de passos curtos Espiras: 25 a 32 Conicidade: 0,02 mm/mm Ângulo de inclinação das hélices: 15º e 55º Kerr Manufacturing Co – EUA (1915) Fabricadas a partir de hastes metálicas de aço inoxidável com secção triangular, quadrangular ou losangular, por torção ou usinagem Kerr Manufacturing Co – EUA (1915) Fabricadas a partir de hastes metálicas de aço inoxidável com secção triangular, quadrangular ou losangular, por torção ou usinagem

33 Patrícia Ruiz Spyere Calibres: 06, 08, 10, 1ª, 2ª e 3ª séries Comprimentos: 21, 25, 28 e 31 mm Cinemática: 1. Introdução1. Introdução 2. Rotação2. Tração 3. Retirada3. Retirada Calibres: 06, 08, 10, 1ª, 2ª e 3ª séries Comprimentos: 21, 25, 28 e 31 mm Cinemática: 1. Introdução1. Introdução 2. Rotação2. Tração 3. Retirada3. Retirada LIMAS TIPO K

34 Patrícia Ruiz Spyere LIMAS TIPO K Variedades (haste) SOARES; GOLDBERG, 2002

35 Patrícia Ruiz Spyere Mais antigas Ângulo de 90º Lima K Mais antigas Ângulo de 90º Lima K LIMAS TIPO K > nº espirais > flexibilidade (massa 37,5% menor) > capacidade de corte (ângulo de 60º) < resistência mecânica (< área de secção) K-Flexofile > nº espirais > flexibilidade (massa 37,5% menor) > capacidade de corte (ângulo de 60º) < resistência mecânica (< área de secção) K-Flexofile Dois ângulos de 80º (atuam sobre dentina) Dois ângulos de 100º (espaço favorece a remoção de detritos) K-Flex Dois ângulos de 80º (atuam sobre dentina) Dois ângulos de 100º (espaço favorece a remoção de detritos) K-Flex

36 Patrícia Ruiz Spyere 1ª SÉRIE 2ª SÉRIE LIMAS TIPO K

37 Patrícia Ruiz Spyere LIMAS TIPO HEDSTRÖEM

38 Patrícia Ruiz Spyere LIMAS TIPO HEDSTRÖEM Parte ativa pequenos cones superpostos com base voltada para o cabo e ligeiramente inclinados (parte cortante na base dos cones) Aço inoxidável, usinagem Espiras: 18 a 22 Conicidade: 0,02 mm/mm Ângulo de onclinação da hélice: 65º Parte ativa pequenos cones superpostos com base voltada para o cabo e ligeiramente inclinados (parte cortante na base dos cones) Aço inoxidável, usinagem Espiras: 18 a 22 Conicidade: 0,02 mm/mm Ângulo de onclinação da hélice: 65º LOPES;ELIAS;SIQUEIRA JÚNIOR, 2010

39 Patrícia Ruiz Spyere LIMAS TIPO HEDSTRÖEM LOPES; ELIAS; SIQUEIRA JÚNIOR, 2010 Secção em forma de vírgula Excelente capacidade de corte Ângulo do fio de corte agudo (42º) Ponta cônica, lisa, não-cortante Secção em forma de vírgula Excelente capacidade de corte Ângulo do fio de corte agudo (42º) Ponta cônica, lisa, não-cortante LOPES; ELIAS; SIQUEIRA JÚNIOR., 2010

40 Patrícia Ruiz Spyere Indicações: Regularização de paredes Canais retos Preparo do terço cervical Remoção de resíduos Remoção de obturação Indicações: Regularização de paredes Canais retos Preparo do terço cervical Remoção de resíduos Remoção de obturação LIMAS TIPO HEDSTRÖEM

41 Patrícia Ruiz Spyere LIMAS TIPO HEDSTRÖEM Numeração: 08, 10, 1ª, 2ª, 3ª séries Comprimentos: 21, 25, 28 e 31 mm Cinemática: 1. Introdução 2. TraçãoNão devem ser giradas 3. Retirada Numeração: 08, 10, 1ª, 2ª, 3ª séries Comprimentos: 21, 25, 28 e 31 mm Cinemática: 1. Introdução 2. TraçãoNão devem ser giradas 3. Retirada

42 Patrícia Ruiz Spyere 1ª SÉRIE2ª SÉRIE LIMAS TIPO HEDSTRÖEM

43 Patrícia Ruiz Spyere LIMAS DE NÍQUEL- TITÂNIO

44 Patrícia Ruiz Spyere LIMAS NiTi LOPES; ELIAS; SIQUEIRA JÚNIOR, 2010 Usinagem haste metálica de secção circular de NiTi Grande elasticidade Resistência à torção Resistência à fratura Resistência à corrosão Grande elasticidade Resistência à torção Resistência à fratura Resistência à corrosão Lâmina, ponta e secção semelhantes às limas K ou H

45 Patrícia Ruiz Spyere LIMAS NiTi NiTi Recupera a forma inicial após deformação e retirada da carga NiTi Recupera a forma inicial após deformação e retirada da carga Materiais convencionais Carregamento ultrapassa o limite de escoamento Remoção da carga Deformação permanente Materiais convencionais Carregamento ultrapassa o limite de escoamento Remoção da carga Deformação permanente EFEITO MEMÓRIA DE FORMA (EMF) SUPERELASTICIDADE NiTi Capacidade de recuperar a forma inicial após deformação e retirada da carga Capacidade de recuperar a forma inicial após deformação e retirada da carga

46 Patrícia Ruiz Spyere MANUAIS LIMAS NiTi

47 Patrícia Ruiz Spyere LIMAS NiTi ACIONADAS A MOTOR SISTEMAS ROTATÓRIOS Aprimoramento e simplificação da Endodontia Revolução na técnica Tratamento mais eficaz Realização de trat. difíceis Maior variedade de casos Redução das dificuldades Rapidez Cansaço Aprimoramento e simplificação da Endodontia Revolução na técnica Tratamento mais eficaz Realização de trat. difíceis Maior variedade de casos Redução das dificuldades Rapidez Cansaço

48 Patrícia Ruiz Spyere LIMAS NiTi ACIONADAS A MOTOR

49 Patrícia Ruiz Spyere BROCAS E PONTAS

50 Patrícia Ruiz Spyere BROCAS GATES-GLIDDEN LOPES; ELIAS; SIQUEIRA JÚNIOR, 2010 Preparo do segmento cervical e médio dos canais radiculares Haste fina e longa Fratura Ponta ativa em forma de chama 3 hélices/plano radial/parte côncava Ponta de segurança lateralidade Preparo do segmento cervical e médio dos canais radiculares Haste fina e longa Fratura Ponta ativa em forma de chama 3 hélices/plano radial/parte côncava Ponta de segurança lateralidade

51 mm 32 mm BROCAS GATES-GLIDDEN 15 mm 19 mm

52 Patrícia Ruiz Spyere BROCAS GATES-GLIDDEN CUIDADOS Selecionar o diâmetro Inundar o canal * Selecionar o diâmetro Inundar o canal * Levar girando ao interior do canal Movimento vertical Leve pressão Direção ao ápice Levar girando ao interior do canal Movimento vertical Leve pressão Direção ao ápice Retirar acionada

53 Patrícia Ruiz Spyere BROCAS GATES-GLIDDEN

54 Patrícia Ruiz Spyere BROCAS DE BATT SOARES; GOLDBERG, 2002 Aço inoxidável, forma cônica ou cilíndrica Ponta arredondada Desgaste das projeções dentinárias (acesso) N os 4 a 9 Evitar pressões laterais Fratura Aço inoxidável, forma cônica ou cilíndrica Ponta arredondada Desgaste das projeções dentinárias (acesso) N os 4 a 9 Evitar pressões laterais Fratura

55 Patrícia Ruiz Spyere BAIXA ROTAÇÃO BAIXA ROTAÇÃO DIAMANTADAS ALTA ROTAÇÃO DIAMANTADAS ALTA ROTAÇÃO CARBIDE BROCAS E PONTAS ESFÉRICAS

56 Patrícia Ruiz Spyere PONTA INATIVA PONTA INATIVA 2O82 PONTAS DIAMANTADAS TRONCO-CÔNICAS

57 Patrícia Ruiz Spyere Diâmetro: 0.20 = Amarela 0.35 = Verde 0.45 = Branca Conicidade: 0.06 mm/mm Diâmetro: 0.20 = Amarela 0.35 = Verde 0.45 = Branca Conicidade: 0.06 mm/mm LAAXXESS

58 Patrícia Ruiz Spyere OUTROS INSTRUMENTOS

59 Patrícia Ruiz Spyere RÉGUA ENDODÔNTICA MILIMETRADA

60 Patrícia Ruiz Spyere CURSORES / STOPS

61 Patrícia Ruiz Spyere TAMBOREL

62 Patrícia Ruiz Spyere FLEXOBEND

63 Patrícia Ruiz Spyere SERINGA ENDODÔNTICA ML

64 Patrícia Ruiz Spyere PROPULSOR DE LENTULO

65 Patrícia Ruiz Spyere ESPAÇADOR DIGITAL # 15 – 40 A, B, C, D

66 Patrícia Ruiz Spyere SONDAS ENDODÔNTICAS

67 Patrícia Ruiz Spyere CONDENSADORES DE PAIVA

68 Patrícia Ruiz Spyere


Carregar ppt "Patrícia Ruiz Spyere INSTRUMENTAL ENDODÔNTICO Patrícia Ruiz Spyere."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google