A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

5ª CONFERÊNCIA BRASILEIRA DE ARRANJOS PRODUTIVOS LOCAIS Ações do Instituto Nacional de Tecnologia Domingos Manfredi Naveiro Brasília, 09 de novembro de.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "5ª CONFERÊNCIA BRASILEIRA DE ARRANJOS PRODUTIVOS LOCAIS Ações do Instituto Nacional de Tecnologia Domingos Manfredi Naveiro Brasília, 09 de novembro de."— Transcrição da apresentação:

1 5ª CONFERÊNCIA BRASILEIRA DE ARRANJOS PRODUTIVOS LOCAIS Ações do Instituto Nacional de Tecnologia Domingos Manfredi Naveiro Brasília, 09 de novembro de 2011

2 5ª CONFERÊNCIA BRASILEIRA DE ARRANJOS PRODUTIVOS LOCAIS A criatividade existe no universo das idéias, em que os processos são cognitivos; a invenção, no universo das tecnologias, em que os processos são tecnológicos; e a inovação, no universo dos mercados, em que os processos são empresariais. Uma idéia só se transforma numa invenção se puder gerar algo que funcione; uma invenção só se torna uma inovação se puder ser implementada com sucesso na sociedade Inovação

3 5ª CONFERÊNCIA BRASILEIRA DE ARRANJOS PRODUTIVOS LOCAIS Premissas - Fator de diferenciação competitiva no mercado - Oportunidade para o desenvolvimento do parque industrial brasileiro, com consequente geração de emprego e renda - Necessária ação governamental de apoio à inovação - Necessária aproximação entre ambiente de P,D&I e ambiente empresarial Inovação

4 5ª CONFERÊNCIA BRASILEIRA DE ARRANJOS PRODUTIVOS LOCAIS Instituto Nacional de Tecnologia – MCTI Unidade de Pesquisa do Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação, criado em 1921 por Ernesto da Fonseca Costa, com o nome de Estação Experimental de Combustíveis e Minérios.

5 5ª CONFERÊNCIA BRASILEIRA DE ARRANJOS PRODUTIVOS LOCAIS Instituto Nacional de Tecnologia – MCTI Participar do desenvolvimento sustentável do Brasil, por meio da pesquisa tecnológica, da transferência do conhecimento e da promoção da inovação. Missão

6 5ª CONFERÊNCIA BRASILEIRA DE ARRANJOS PRODUTIVOS LOCAIS -Foco da atuação na inovação tecnológica aplicada a temas estratégicos nacionais -Forte interação com o setor produtivo, através da realização de projetos de P&D e da prestação de serviços técnicos especializados como forma de identificar demandas concretas da Sociedade -Atuação em redes cooperativas -Geração, proteção e transferência de tecnologia -Utilização do arcabouço legal (Lei de Inovação, Lei do Bem) Formas de atuação Instituto Nacional de Tecnologia – MCTI

7 5ª CONFERÊNCIA BRASILEIRA DE ARRANJOS PRODUTIVOS LOCAIS Estudo de caso: apoio tecnológico ao setor de jóias Modelagem 3D / Prototipagem rápida / Postos de trabalho Instituto Nacional de Tecnologia – MCTI

8 5ª CONFERÊNCIA BRASILEIRA DE ARRANJOS PRODUTIVOS LOCAIS Estudo de caso: apoio tecnológico ao setor de jóias Exportação de jóias brasileiras crescem Atualmente, o Brasil é pólo de exportação para 40 países e o número de mercados-alvos vem aumentando significativamente nos últimos anos. (Fontes: IBGM e AJORIO) Instituto Nacional de Tecnologia – MCTI

9 5ª CONFERÊNCIA BRASILEIRA DE ARRANJOS PRODUTIVOS LOCAIS Estudo de caso: seringueiros de Xapuri – Acre Kit para coleta de látex na Amazônia Instituto Nacional de Tecnologia – MCTI

10 5ª CONFERÊNCIA BRASILEIRA DE ARRANJOS PRODUTIVOS LOCAIS Estudo de caso: seringueiros de Xapuri – Acre Inaugurada fábrica de preservativos em Xapuri - Abril de 2008 O Governo do Acre inaugurou em Xapuri, a NATEX, a primeira fábrica do mundo a utilizar látex de seringal nativo para produção de preservativos masculinos, que sela um novo tempo para o extrativismo na Amazônia. Instituto Nacional de Tecnologia – MCTI

11 5ª CONFERÊNCIA BRASILEIRA DE ARRANJOS PRODUTIVOS LOCAIS Estudo de caso: ceramistas de Muquém – Alagoas Capacitação de artesãos Muquém – Alagoas Instituto Nacional de Tecnologia – MCTI

12 5ª CONFERÊNCIA BRASILEIRA DE ARRANJOS PRODUTIVOS LOCAIS Estudo de caso: Fábrica ARGAMIL – Rio de Janeiro Problema Ambiental: Pó fino proveniente da serragem das rochas ornamentais levado para o solo e mananciais pela água utilizada no processo. Cerca de 300 empresas na sua maioria de pequeno porte, em Santo Antônio de Pádua/RJ. Solução tecnológica: INT/CETEM Instituto Nacional de Tecnologia – MCTI

13 5ª CONFERÊNCIA BRASILEIRA DE ARRANJOS PRODUTIVOS LOCAIS Estudo de caso: Fábrica ARGAMIL – Rio de Janeiro 2008 – Empresa ARGAMIL inaugura fábrica de argamassa com capacidade de 20mil ton/mês e geração de 200 empregos diretos Instituto Nacional de Tecnologia – MCTI

14 5ª CONFERÊNCIA BRASILEIRA DE ARRANJOS PRODUTIVOS LOCAIS Estudo de caso: Produtores de Cachaça Inicio do projeto: um fabricante com necessidade de desenvolvimento de embalagens. Posterior processo de Certificação da Qualidade. Atualmente projeto com 15 alambiques Instituto Nacional de Tecnologia – MCTI

15 5ª CONFERÊNCIA BRASILEIRA DE ARRANJOS PRODUTIVOS LOCAIS Estudo de caso: Moda praia – Cabo Frio/RJ Atendimento a 30 empresas, com criação de site, papelaria, embalagens e capacitação em Design Estratégico, Marketing e Vendas, Produção, Formação de preço, Finanças e Análise Financeira. Instituto Nacional de Tecnologia – MCTI

16 5ª CONFERÊNCIA BRASILEIRA DE ARRANJOS PRODUTIVOS LOCAIS Estudo de caso: Embalagens para frutas e orgânicos Projeto em parceria com EMBRAPA e UFRJ, com apoio do BNDES Instituto Nacional de Tecnologia – MCTI COM aplicação do bio revestimento SEM aplicação do bio revestimento

17 5ª CONFERÊNCIA BRASILEIRA DE ARRANJOS PRODUTIVOS LOCAIS Análise dos Estudos de Casos - Inovação como elemento fundamental para APL´s - Grau de maturidade de um APL deve nortear forma de atuação - Forma de relacionamento (principalmente no inicio) influencia resultados

18 5ª CONFERÊNCIA BRASILEIRA DE ARRANJOS PRODUTIVOS LOCAIS Análise dos Estudos de Casos - Ação de extensão tecnológica deve observar todos os aspectos relacionados as empresas atendidas -Soluções homogêneas nem sempre funcionam - Importância de integração de agentes e instrumentos - Necessidade de acompanhamento pós atendimento

19 5ª CONFERÊNCIA BRASILEIRA DE ARRANJOS PRODUTIVOS LOCAIS Desafio: : 460 diferentes arranjos produtivos no País : 957 arranjos : ?

20 5ª CONFERÊNCIA BRASILEIRA DE ARRANJOS PRODUTIVOS LOCAIS Considerações finais: - Necessidade de maior integração e articulação de agentes, políticas, programas e ferramentas (FINEP, SEBRAE, BNDES, Institutos tecnológicos, etc) - Necessidade de perenidade de políticas, programas e ferramentas - Ações focadas na formação de extensionistas - Importância de conhecer dimensões regionais, culturais, sociais, ambientais e valores

21 5ª CONFERÊNCIA BRASILEIRA DE ARRANJOS PRODUTIVOS LOCAIS Considerações finais: - Necessidade de ações complementares e de acompanhamento - Grandes oportunidades atuais (pré-sal, sustentabilidade, grandes eventos, construção civil etc) - Fortalecimento das Redes de Extensão Tecnológica do SIBRATEC – Sistema Brasileiro de Tecnologia visando apoiar o processo de inovação dos APL´s

22 5ª CONFERÊNCIA BRASILEIRA DE ARRANJOS PRODUTIVOS LOCAIS Muito obrigado. Instituto Nacional de Tecnologia Av. Venezuela 82 – Rio de Janeiro – RJ Tel.:


Carregar ppt "5ª CONFERÊNCIA BRASILEIRA DE ARRANJOS PRODUTIVOS LOCAIS Ações do Instituto Nacional de Tecnologia Domingos Manfredi Naveiro Brasília, 09 de novembro de."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google