A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Antiguidade Clássica Grécia e Roma. EVOLUÇÃO DO PENSAMENTO GREGO 1- COSMOLOGIA: explica a vida a partir da feitura do universo: água, ar, fogo, terra.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Antiguidade Clássica Grécia e Roma. EVOLUÇÃO DO PENSAMENTO GREGO 1- COSMOLOGIA: explica a vida a partir da feitura do universo: água, ar, fogo, terra."— Transcrição da apresentação:

1 Antiguidade Clássica Grécia e Roma

2 EVOLUÇÃO DO PENSAMENTO GREGO 1- COSMOLOGIA: explica a vida a partir da feitura do universo: água, ar, fogo, terra. 2- ANTROPOLOGIA: explica a vida a partir do estudo do homem: a) Sócrates: o homem jamais entenderá o mundo enquanto não for capaz de entender a si próprio (defende o mundo da razão); b) Platão: o real não existe, é só uma ideia humana (defende o mundo das ideias); c) Aristóteles: o real só se concretiza quando se materializa, toma forma (defende o mundo da matéria).

3 PRINCÍPIOS ESTÉTICOS DA ARTE GREGA: Clássica – é racional, estudada (Sócrates) Belo – é mimética, reproduz o homem com fidelidade (Aristóteles) Ideal – não mostra o homem real, mas o ideal (Platão) PERÍODOS DA ARTE GREGA: 1.PERÍODO HOMÉRICO: Pintura de vasos com características geométricas: Todo o corpo do vaso é decorado com formas geométricas Aparecem cenas no centro do vaso ligadas a cortejos funerários A representação da figura humana é reduzida a formas geométricas

4

5 2 Período Arcaico: * Marca o começo do comércio internacional, * Redução da decoração do vaso com formas geométricas, * Surgimento de cenas com animais do repertório oriental e de animais fantásticos, * Influência egípcia nas esculturas de kouros

6 PERÍODO CLASSICO Grécia antropocêntrica Realismo Exaltação da beleza humana, destacando a perfeição de suas formas; Racionalista - refletindo em suas manifestações as observações concretas dos elementos que envolvem o homem. Enquanto a arte egípcia é uma arte ligada ao espírito, a arte grega liga-se à inteligência, pois os seus reis não eram deuses, mas seres inteligentes e justos que se dedicavam ao bem-estar do povo. E mesmo seus deuses possuíam virtudes e defeitos. A arte grega volta-se para o gozo da vida presente – hedonismo. Contemplando a natureza, o artista se empolga pela vida e tenta, através da arte, exprimir suas manifestações. Na sua constante busca da perfeição, o artista grego cria uma arte de elaboração intelectual em que predominam o ritmo, o equilíbrio, a harmonia ideal. Eles tem como características: o racionalismo; amor pela beleza; interesse pelo homem - a medida de todas as coisas.

7 CARACTERÍSTICAS DA ARTE CLÁSSICA: A PINTURA DE VASOS ATNGE A PERFEIÇÃO, COM FORMAS HUMANAS LIVRES, NATURALISTA E GESTOS DELICADOS, NUMA COMPOSIÇÃO CENTRAL; NUMA PINTURA EM NEGATIVO SOBRE O FUNDO AVERMELHADO DA CERÂMICA; A ECULTURA GANHA LIBERDADE DE MOVIMENTO E REALISMO NA REPRESENTAÇÃO DAS FORMAS; A GRÉCIA ESTÁ NO SEU AUGE CULTURAL, ECONÔMICO, POLÍTICO E MILITARISTA: OS SENHORES DO MUNDO.

8

9 Escultura Feminina Estilo dos panos molhados. Representação do homem forte – poder Corpo quente Corpo em movimento Krítios e Nesiotes: Grupo dos Tiranicidas. Cerca de a.C. Cópia romana. Nápoles. Museu Nacional Afrodite

10 Grupos escultóricos e relevos ornamentação de templos e outros edifícios religiosos. No Paternon – decoração escultórica.

11 Ápice – séc. V a.C. Desenvolvimento da pólis Final da guerra entre Esparta e Atenas Várias guerras culminando com a morte de Alexandre. Iniciando um período chamado helenístico. As cidades que eram restritas a estreitos limites romperam os limites da pólis numa época marcada pelo universalismo em função das grandes colonizações. A representação da figura humana torna-se dramática e marcada pelo conflito. Há um expressionismo forte que reflete o momento histórico que culmina com a decadência da civilização grega.

12

13 Evoluindo para a liberdade total de representação do corpo e da anatomia.

14 ARQUITETURA GREGA Arquitetura como escultura O templo possui valores escultóricos, preocupação como o exterior. Ordens clássicas – dórica, jônica e coríntia. Templos – templos construídos em pedras mas buscando leveza de ornamentos. O fato de serem politeístas e de acreditarem na semelhança entre deuses e homens, criou uma expressão religiosa singular no Mundo Grego, sendo que os templos dos mais variados deuses se espalharam por todas as cidades gregas. Os edifícios públicos também têm importância arquitetônica e refletem as transformações políticas vividas pelas principais cidades gregas, como Atenas. A utilização de colunas de pedra é uma das características marcantes da arquitetura grega, sendo responsável pelo aspecto monumental das construções.

15 Templo de Atena Niké. Fins do século V a.C. Atenas. É de certa forma a antítese do Partenon. Em seu tamanho diminuto, impõem-se as formas do delicado jônico, a elegância de suas colunas, o primoroso acabamento dos elementos arquitetônicos e de sua ornamentação escultórica. A ordem jônica representa a graça e o feminino.

16 Paternon de Atenas -Os templos gregos eram sempre construídos sobre uma base de 4 degraus. - Simetria entre o pórtico de entrada e dos fundos. - Totalmente em mármore – séc. V a.C. A ordem dórica traduz a forma do homem – o masculino

17 Coluna Dórica Coluna Jônica Coluna Coríntia

18 Ginásios, edifícios destinados à cultura física – culto ao corpo Olimpíadas: Realizavam-se em Olímpia, cada 4 anos, em honra a Zeus. Os primeiros jogos começaram em 776 a.C. As festas olímpicas serviam de base para marcar o tempo. Praça - Ágora onde os gregos se reuniam para discutir os mais variados assuntos, entre eles; filosofia – democracia.

19 O que mais sobressai da arquitetura grega é: a ordem (a que cada edifício pertence); a harmonia das suas proporções: os edifícios não são excessivamente grandes; são construídos à dimensão humana; o equilíbrio do conjunto apesar da natureza geométrica da planta; a delicadeza da decoração: presente no canelado das colunas, no adorno dos capitéis, nos relevos dos frisos e do frontão, assim como na utilização de cores garridas que dão luz, brilho e alegria ao conjunto.

20 Teatros, que eram construídos em lugares abertos (encosta) Um exemplo típico é o Teatro de Epidauro, construído, no séc. IV a.C., ao ar livre, composto por 55 degraus divididos em duas ordens O teatro grego surgiu a partir da evolução das artes e cerimônias gregas como, por exemplo, a festa em homenagem ao deus Dionísio (deus do vinho e das festas). Nesta festa, os jovens dançavam e cantavam dentro do templo deste deus, oferecendo-lhe vinho. Com o tempo, esta festa começou a ganhar uma certa organização, sendo representada para diversas pessoas. A tragédia e a comédia. Ésquilo e Sófocles são os dramaturgos de maior importância desta época. A ação, diversos personagens e temas cotidianos foram representados nos teatros gregos desta época.

21 O teatro como ritual: Cortejo dionisíaco das cidades para as aras (estátuas ou altar) O corifeu (homem fantasiado de bode) realiza um ditirambo (diálogo litúrgico) com o coro(grupo que age e fala simultaneamente).

22 Origem do Espetáculo:Carro de Thespis: * Carroça que se fazia de palco, * Coro e corifeu realizam ditirambo falando de um phrotagonista (personagem principal), * Surgimento de outros agonistas (personagens secundários) e do antagonista (vilão ou antiheroi), * O teatro era feito nas feiras livres e vira a principal diversão dos gregos,

23 O AUGE DO ESPETÁCULO: * O imperador Pisístrato institui concursos oficiais de teatrro * As apresentações vão para as aras de Dionísio, * Nascem os primeiros prédios teatrais, * Evolução dos recursos cênicos, * Evolução do texto teatral e seu estudo filosófico (Aristóteles)

24

25 PRINCIPAIS AUTORES E OBRAS TRAGÉDIA: ÉsquiloÉsquilo (525 a 456 aC aproximadamente) – Principal Texto: Prometeu Acorrentado. Tema Principal que tratava: Contava fatos sobre os Deuses e os Mitos.Ele morreu com uma tartarugada na cabeça enquanto andava pela praia. SófoclesSófocles (496 a 406 a.C.aproximadamente) – Principal Texto: Édipo Rei. Tema Principal que tratava: das grandes figuras Reais. EurípidesEurípides (484 a 406 a.C.aproximadamente) – Principal Texto: As Troianas – Tema Principal que tratava: dos renegados, dos vencidos (Pai do Drama Ocidental). COMÉDIA: Aristófanes Aristófanes e a Comédia: Dramaturgo grego (445 a 386 a.C.)É considerado o maior representante da comédia antiga. Principal obra: LisístrataComédia

26 ARISTÓTELES E A TRAGÉDIA Princípios de unidade: Unidade de Tempo: 1 dia, Unidade de Lugar: 1 cenário, Unidade de Ação: a) Início: apresentação do conflito, b) Meio: desenvolvimento do conflito, c) Fim: resolução do conflito

27 A AÇÃO DRAMÁTICA Uma ação é dramática quando é envolvente, cartática (catarse), para isso: Toda PERSONAGEM deve ter... Um OBJETIVO a atingir, uma razão de ser e existir, para isso... Tem que enfrentar CONFLITOS (internos ou externos), encadeados... Do menor para o menor (TRAMA OU INTRIGA)... Até atingir o ápice (NÓ), desembocando no... DESENLACE DO NÓ. Além, de PISTAS (dicas do autor sobre o rumo da trama), SUSPENSE (jogo de espectativa) e PERIPÉCIAS (Jogo de virada do destino: começa rico, termina pobre).


Carregar ppt "Antiguidade Clássica Grécia e Roma. EVOLUÇÃO DO PENSAMENTO GREGO 1- COSMOLOGIA: explica a vida a partir da feitura do universo: água, ar, fogo, terra."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google