A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Rm 15.5-7 5 Ora, o Deus da paciência e da consolação vos conceda o mesmo sentir de uns para com os outros, segundo Cristo Jesus,

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Rm 15.5-7 5 Ora, o Deus da paciência e da consolação vos conceda o mesmo sentir de uns para com os outros, segundo Cristo Jesus,"— Transcrição da apresentação:

1

2 Rm Ora, o Deus da paciência e da consolação vos conceda o mesmo sentir de uns para com os outros, segundo Cristo Jesus,

3 6 para que concordemente e a uma voz glorifiqueis ao Deus e Pai de nosso Senhor Jesus Cristo.

4 7 Portanto, acolhei-vos uns aos outros, como também Cristo nos acolheu para a glória de Deus.

5 1. Uma pessoa decide-se por uma igreja, via de regra, por causa da acolhida que lhe é dada. Ninguém fica numa igreja, onde não consegue fazer amizade.

6 a) A igreja não é a sede de um clube, onde cada um paga a sua mensalidade e vive isoladamente;

7 b) A igreja não é um abrigo de salvos, onde cada um busca os seus próprios interesses;

8 c) A igreja procura a qualidade total, como corpo, busca ser igual a Jesus.

9 Como nós podemos ser uma igreja acolhedora?

10 I. SENDO UMA IGREJA QUE AGE COMO CORPO. I Co 12:12-26

11 1. Um corpo possui UNIDADE. v

12 12 Porque, assim como o corpo é um e tem muitos membros, e todos os membros, sendo muitos, constituem um só corpo, assim também com respeito a Cristo.

13 13 Pois, em um só Espírito, todos nós fomos batizados em um corpo, quer judeus, quer gregos, quer escravos, quer livres. E a todos nós foi dado beber de um só Espírito.

14 2. Um corpo possui DIVERSIDADE. v. 14

15 a) Complexo de Inferioridade. v. 15,16

16 15 Se disser o pé: Porque não sou mão, não sou do corpo; nem por isso deixa de ser do corpo.

17 16 Se o ouvido disser: Porque não sou olho, não sou do corpo; nem por isso deixa de o ser.

18

19 b) Complexo de Superioridade. v. 21

20 21 Não podem os olhos dizer à mão: Não precisamos de ti; nem ainda a cabeça, aos pés: Não preciso de vós.

21

22 3. Um corpo possui MUTUALIDADE. v

23 25 para que não haja divisão no corpo; pelo contrário, cooperem os membros, com igual cuidado, em favor uns dos outros.

24 26 De maneira que, se um membro sofre, todos sofrem com ele; e, se um deles é honrado, com ele todos se regozijam.

25

26 a) A solidão e o isolamento da vida moderna – O homem é apenas um número, sem nome, sem cara, sem sonhos. A igreja é a comunidade da solidariedade e não da solidão;

27 b) O tratamento pessoal é fundamental – A importância de chamar as pessoas pelo nome. É assim que Jesus faz conosco. Jo 10:14,27

28 c) A necessidade de ser sensível às necessidades das pessoas – Jesus ensinou, pregou e curou. Ele se compadecia das multidões porque estavam exaustas e aflitas como ovelhas sem pastor.

29 d) A necessidade de sermos afetuosos no relacionamento Paulo beija e chora com os presbíteros de Éfeso.

30 e) A necessidade de entendermos que só somos conhecidos como discípulos pelo amor.

31 II. SENDO UMA IGREJA QUE AGE COMO FAMÍLIA. 1 Ts 4:9-10

32 9 No tocante ao amor fraternal, não há necessidade de que eu vos escreva, porquanto vós mesmos estais por Deus instruídos que deveis amar- vos uns aos outros;

33 10 e, na verdade, estais praticando isso mesmo para com todos os irmãos em toda a Macedônia. Contudo, vos exortamos, irmãos, a progredirdes cada vez mais

34 É inimaginável pensar que um irmão cobiça a mulher do outro, que se entristece com a vitória do outro. É amar os outros com amor de irmão de sangue. É chorar com os que choram e se alegrar com os que se alegram.

35 III. SENDO UMA IGREJA QUE GERA PESSOAS SAUDÁVEIS E MADURAS. Ef 4:12-13

36 12 com vistas ao aperfeiçoamento dos santos para o desempenho do seu serviço, para a edificação do corpo de Cristo,

37 13 até que todos cheguemos à unidade da fé e do pleno conhecimento do Filho de Deus, à perfeita varonilidade, à medida da estatura da plenitude de Cristo,

38 Os principais problemas que impedem de termos crentes saudáveis na igreja.

39 a) Crescimento retardado. Uma pessoa depois de 15 anos usando fralda. Igreja berçário – Igreja APAE.

40 b) Hidrocefalia Cabeça grande e corpo mirrado. Crentes que têm muito conhecimento, mas não praticam o que sabem.

41 c) Sedentarismo Alimento sem exercício. Torna-se obeso atrofiado. Come sem se exercitar. Corre o risco de colesterol alto e infarto.

42 d) Flacidez. descanso sem atividade.

43 e) Altismo desligado de tudo à sua volta. No seu mundo só tem espaço para si mesmo.

44 f) Alimentação inadequada. morte na panela.

45 g) Inanição. crentes que se alimentam apenas uma vez por semana.

46 IV. SENDO UMA IGREJA QUE AGE COMO COMUNIDADE TERAPÊUTICA.

47 O que pode adoecer uma igreja?

48 a) Relacionamentos quebrados. Amargura e ressentimento: falar mal Tg 4:11, antropofagia Gl 5:15, autofagia Fp 4:6.

49 b) Problemas desinstaladores enfermidade, luto, divórcio, falência, desemprego, escândalos, término noivado, etc.

50 Por que os clientes desaparecem? Standart Oil Company: 1% dos clientes morrem; 3% mudam para outro lugar; 5% encontram um preço melhor; 9% em função de conveniência; 14% descontentamento pessoal; 68% em função de indiferença demonstrada pelos empregados.

51 Vejamos os dez mandamentos do relacionamento humano.

52 1) Fale com o visitante 2) Sorria para as pessoas – São necessários 72 músculos para franzir o rosto e apenas 14 para sorrir 3) Mencione o nome das pessoas 4) Seja amigável e cooperador – quer ter amigos? Seja amigo! 5) Seja cordial – Tenha uma palavra e uma atitude encorajadora.

53 6) Tenha um interesse genuíno pelas pessoas 7) Seja generoso nos elogios e cauteloso nas críticas 8) Tenha consideração com os sentimentos das pessoas 9) Considere a opinião das outras pessoas 10) Esteja pronto para ouvir.

54 Em 2012, continuaremos a ser uma igreja saudável e acolhedora.


Carregar ppt "Rm 15.5-7 5 Ora, o Deus da paciência e da consolação vos conceda o mesmo sentir de uns para com os outros, segundo Cristo Jesus,"

Apresentações semelhantes


Anúncios Google