A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Instituto de Pesquisas Rodoviárias Atividades e Produtos Eng. Civil Chequer Jabour Chequer, M.Sc Gerente de Projeto do DNIT e Coordenador do IPR de 29.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Instituto de Pesquisas Rodoviárias Atividades e Produtos Eng. Civil Chequer Jabour Chequer, M.Sc Gerente de Projeto do DNIT e Coordenador do IPR de 29."— Transcrição da apresentação:

1 Instituto de Pesquisas Rodoviárias Atividades e Produtos Eng. Civil Chequer Jabour Chequer, M.Sc Gerente de Projeto do DNIT e Coordenador do IPR de 29 a 31 de Julho de 2009.

2 51 anos Julho de 2009 Instituto de Pesquisas Rodoviárias Atividades e Produtos

3 O Instituto de Pesquisas Rodoviárias – IPR, fundado em 1957, no âmbito do CNPq, foi incorporado ao DNER em 1972 e conseqüentemente ao DNIT em anos Instituto de Pesquisas Rodoviárias Atividades e Produtos

4 O Instituto é o responsável institucional pelo desenvolvimento de Pesquisas, Normas e Manuais Técnicos, Treinamento Técnico- Científico e Auditorias Técnicas. Responde ainda pela representação do DNIT junto às comunidades técnico-científicas nacionais e internacionais. Em conseqüência, o IPR congrega centros de estudo e pesquisa, de normalização técnica, de treinamento e auditorias técnicas, consolidando-se como pólo de atração de estudantes, acadêmicos, profissionais e especialistas do ramo. O IPR desde que integrou o DNER era representado como uma Diretoria da Autarquia e na transposição para o DNIT, converteu-se em uma Coordenação, subordinada à Coordenação-Geral de Estudos e Pesquisa, da Diretoria de Planejamento e Pesquisa. Atualmente, é uma Gerência ligada diretamente à Diretoria-Geral do DNIT. 51 anos Instituto de Pesquisas Rodoviárias Atividades e Produtos

5 Missão Institucional A missão institucional do IPR segue na integra os objetivos do chamado Ciclo de Desenvolvimento Tecnológico (CDT) que compreende, em linhas gerais, a pesquisa, a normalização, a transferência de tecnologia e, complementarmente, a assistência técnica. Na verdade, esse conceito de Ciclo é um consenso internacional no fomento e no desenvolvimento de qualquer gênero de pesquisa tecnológica, e é adotado por vários outros órgãos de pesquisa no mundo. O autor proeminente nessa área que desenvolveu a noção de Ciclo de Desenvolvimento Tecnológico foi Derek John de Solla Price. Assistência Técnica Apoio Tecnológico, Inspeções e Qualidade Transferência de Tecnologia Cursos, Seminários etc Pesquisa Estudos e Inovação Tecnológica Normalização Normas, Manuais e Outras Publicações Técnicas 51 anos Instituto de Pesquisas Rodoviárias Atividades e Produtos

6 Áreas de Atuação 1 – Pesquisa e Desenvolvimento Tecnológico A pesquisa e o desenvolvimento tecnológico, como forma de aprimorar a tecnologia rodoviária e melhorar o controle de materiais e estruturas, tem como objetivos: Identificar novos produtos, serviços e materiais; Identificar novos produtos, serviços e materiais; Desenvolver estudos e pesquisas geradoras de novas tecnologias; Desenvolver estudos e pesquisas geradoras de novas tecnologias; Desenvolver estudos e pesquisas adaptadoras de tecnologias existentes; Desenvolver estudos e pesquisas adaptadoras de tecnologias existentes; Desenvolver estudos e pesquisas em novos materiais rodoviários; Desenvolver estudos e pesquisas em novos materiais rodoviários; Realizar testes e ensaios em materiais; Realizar testes e ensaios em materiais; Realizar projetos de dosagem de concreto de cimento e de misturas asfálticas; Realizar projetos de dosagem de concreto de cimento e de misturas asfálticas; Controles tecnológicos de materiais de pavimentação; Controles tecnológicos de materiais de pavimentação; Assessoramento às obras rodoviárias; Assessoramento às obras rodoviárias; Seminários e cursos específicos das diversas áreas do complexo laboratorial Seminários e cursos específicos das diversas áreas do complexo laboratorial 51 anos Instituto de Pesquisas Rodoviárias Atividades e Produtos

7 Em termos de desenvolvimento de pesquisas e ensaios laboratoriais, o IPR dispõe de um parque laboratorial constituído de 5 laboratórios e uma Pista Experimental Circular (uma das três existentes no mundo, uma fica em Nantes, na França e a outra em Washington, nos Estados Unidos), operado por administração direta, realizando ensaios em amostras de materiais, fornecendo atestados e dando suporte técnico às Concessionárias locais, empresas privadas e às diversas unidades do DNIT, conforme descrição seguinte: 51 anos Instituto de Pesquisas Rodoviárias Atividades e Produtos Concreto e Materiais de Construção Ligantes e Misturas Betuminosas Sinalização Geologia Geologia Geotecnia LABORATÓRIOS

8 Pista Experimental Circular, uma das três únicas que há no mundo e é utilizada em estudos pioneiros sobre pavimentos realizados pelo próprio Instituto. Atividades desenvolvidas: 51 anos realização de pesquisas e estudos sobre materiais e tecnologias rodoviárias, bem como avaliar seus resultados;realização de pesquisas e estudos sobre materiais e tecnologias rodoviárias, bem como avaliar seus resultados; controle operacional do funcionamento da Pista Experimental;controle operacional do funcionamento da Pista Experimental; construção dos segmentos relativos aos estudos e pesquisas, na Pista Experimental;construção dos segmentos relativos aos estudos e pesquisas, na Pista Experimental; geração de documentação técnica.geração de documentação técnica. Instituto de Pesquisas Rodoviárias Atividades e Produtos

9 Dentre as centenas de pesquisas realizadas pelo IPR, cabe destacar: 51 anos Aterros sobre solos compressíveis ( ) Estudo de basaltos decompostos visando aproveitamento em obras rodoviárias ( ) Protótipo experimental de equipamentos eletrônicos, denominado quantificador de irregularidades em pavimentos – QIPR ( ) Pesquisa para avaliação de desempenho de trechos experimentais com utilização de cinza volante e cal ( ) Estudos das propriedades resilientes de materiais de pavimentação ( ) Aterros sobre solos compressíveis ( ) Norma para utilização da reciclagem a quente em projetos de restauração de pavimentos flexíveis (1987) Ajustamento do método de dimensionamento de pavimentos flexíveis (1987) Estudo de estabilização de solos com betume – técnicas de execução ( ) Estudos preliminares sobre asfalto-epoxi para pavimentação dos vãos metálicos da Ponte Rio- Niterói (1988) Estudos preliminares sobre asfalto-polímeros para pavimentação dos vãos metálicos da Ponte Rio- Niterói (1988) Asfalto modificado com polímeros ( ) Instituto de Pesquisas Rodoviárias Atividades e Produtos

10 51 anos Elaboração de normas e manuais para pavimentos rígidos - concreto de cimento ( ) Pesquisa de viabilidade de implantação da fábrica de argila expandida na região Amazônica (1980) Aperfeiçoamento – Usina protótipo móvel de agregado de argila ( ) Pesquisa sobre pavimentos de concreto rolado ( ) Estudo de módulos de resiliência de revestimentos de pavimentos antigos ( ) Estudo de fadiga de revestimentos asfálticos ( ) Recapeamento de pavimentos flexíveis com concreto do tipo Whitetopping ( ) Desenvolvimento de especificação de serviço para espuma de asfalto (2000) Avaliação Estrutural de Pavimentos com FWD - FALLING WEIGHT DEFLECTOMETER (2005) Custos de Acidentes Rodoviários (2005) Custos de Acidentes Rodoviários (2005) Avaliação de Desempenho de Pavimentos Típicos Brasileiros (2005) Avaliação de Desempenho de Pavimentos Típicos Brasileiros (2005) Sistema de Gerência de Obras-de-Arte Especiais – SGO – 3ª fase (2005) Sistema de Gerência de Obras-de-Arte Especiais – SGO – 3ª fase (2005) Estudos sobre o Desempenho do Produto Multigrade AG (2005) Estudos sobre o Desempenho do Produto Multigrade AG (2005) Plano de Contingência para Sinistros, envolvendo o Transporte de Produtos Perigosos (2005) Plano de Contingência para Sinistros, envolvendo o Transporte de Produtos Perigosos (2005) Instituto de Pesquisas Rodoviárias Atividades e Produtos

11 51 anos Estudos de Impacto do Bitrem nas Rodovias Federais Empresa Contratada: Consórcio GISTRAN / CONTÉCNICA Contrato DIREX n° 164/2007 Publicação do Extrato Contratual no DOU: 29/06/2007 Início dos Serviços: 30/06/2007 Ordem de Serviço: 04/07/2007 Prazo: 720 dias consecutivos Término: 19/06/2009 Relatório Final em 19/06/2009; em exame no IPR. PROGRAMA DE ESTUDOS E PESQUISAS – 2009 Instituto de Pesquisas Rodoviárias Atividades e Produtos

12 51 anos Estudos e Atualização de Banco de Dados na Identificação de Rotas de Transportes Rodoviários de Produtos Perigosos na Malha Rodoviária Federal Empresa Contratada: CONTÉCNICA – Consultoria Técnica LTDA Contrato DIREX n° 231/2007 Publicação do Extrato Contratual no DOU: 05/10/2007 Início dos Serviços: 06/10/2007 Ordem de Serviço: 08/10/2007 Prazo: 360 dias consecutivos Término: 04/10/2008 Relatório Final encaminhado à DIREX para aprovação em 06/04/2009. PROGRAMA DE ESTUDOS E PESQUISAS – 2009 Instituto de Pesquisas Rodoviárias Atividades e Produtos

13 51 anos Pesquisa sobre Utilização de Escória de Aciaria (Acerita) como base e sub-base de Pavimentos, com produtos gerados pela ArcelorMittal Tubarão Convênio DNIT/SREES/IPR x ARCELORMITTAL TUBARÃO Início: 30/04/2004 Os Projetos de Normas foram disponibilizados na INTERNET/INTRANET DNIT em 30/06/2009 para recebimento de críticas, comentários e sugestões: Pavimentação rodoviária - Agregado Artificial - Avaliação do Potencial de Expansão de Escória de Aciaria - Método de ensaio Pavimentação rodoviária - Sub-Base estabilizada granulometricamente com Escória de Aciaria - ACERITA - Especificação de Serviço Pavimentação rodoviária -Base estabilizada granulometricamente com Escória de Aciaria - ACERITA - Especificação de Serviço PROGRAMA DE ESTUDOS E PESQUISAS – 2009 Instituto de Pesquisas Rodoviárias Atividades e Produtos

14 51 anos Desenvolvimento de estudos e pesquisas sobre Escória de Aciaria (SILCOR) gerada pela BELGO SIDERURGIA S/A para base e sub-base em Pavimentos Rodoviários Convênio: DNIT/IPR X BELGO SIDERURGIA AS Início: 29/08/2007 Término: 29/08/2009 Pesquisa em desenvolvimento; estão sendo realizados ensaios com a Escória SILCOR, para pesquisas com a ArcelorMittal Piracicaba. PROGRAMA DE ESTUDOS E PESQUISAS – 2009 Instituto de Pesquisas Rodoviárias Atividades e Produtos

15 51 anos Levantamento das situações (condições estruturais, funcionalidade, manutenção preventiva e corretiva e segurança de tráfego) das obras-de-arte especiais (pontes e viadutos) pertencentes às rodovias federais sob a administração direta do DNIT, mediante a execução de inspeção do tipo rotineira, de acordo com as metodologias utilizadas na 3ª fase do sistema SGO Termo de Referência elaborado pelo IPR em função da Minuta Padrão de Edital vigente. Processo nº / na Procuradoria Federal Especializada (12/06/2009). PROGRAMA DE ESTUDOS E PESQUISAS – 2009 Instituto de Pesquisas Rodoviárias Atividades e Produtos

16 51 anos Ampliação de metodologia desenvolvida pelo IPR, seu tratamento matemático e processamento atualizado para gestão dos custos de acidentes de trânsito ocorridos na malha rodoviária federal Termo de Referência elaborado pelo IPR em função da Minuta Padrão de Edital vigente. Processo nº / na SGCL (02/07/2009). Edital nº 0372/09-00 (Publicado no DOU de 07/07/2009 – abertura da documentação marcada para 25/08/2009). PROGRAMA DE ESTUDOS E PESQUISAS – 2009 Instituto de Pesquisas Rodoviárias Atividades e Produtos

17 51 anos Pesquisa e estudos para verificação da qualidade das obras e serviços de engenharia rodoviária do DNIT, com base no atendimento as normas da qualidade do Órgão, por intermédio de um Programa de Inspeções de Campo Termo de Referência elaborado pelo IPR. Em elaboração pelo IPR, cronograma, orçamento e indicações particulares, para adequação a Minuta Padrão de Edital. Processo nº / na DIREX (01/07/2009). PROGRAMA DE ESTUDOS E PESQUISAS – 2009 Instituto de Pesquisas Rodoviárias Atividades e Produtos

18 51 anos Pesquisa para Avaliação e Registro das Restrições Físicas à Circulação das Composições de Veículos de Carga – CVC ao longo da Rede Rodoviária Federal, tendo em vista a geometria dos trechos e suas interseções e para a sistematização de procedimentos de controle, por meio de recursos de ITS, de percursos realizados por veículos portando Autorizações Especiais de Trânsito – AET, concedidas pelo DNIT. Termo de Referência em elaboração no IPR. PROGRAMA DE ESTUDOS E PESQUISAS – 2009 Instituto de Pesquisas Rodoviárias Atividades e Produtos

19 51 anos Pesquisa e Estudos para Revisão, Adequação e Modernização do Método de Projeto de Pavimentos Flexíveis – DNER – 1981, levando-se em consideração, inclusive, as recomendações do Relatório Final da Pesquisa sobre Avaliação do Desempenho de Pavimentos Típicos Brasileiros – DNIT – 2004 Termo de Referência em elaboração no IPR. PROGRAMA DE ESTUDOS E PESQUISAS – 2009 Instituto de Pesquisas Rodoviárias Atividades e Produtos

20 51 anos Base de Calibração para o Falling Weight Deflectometer – FWD, Construção, Operação Inicial e Capacitação Termo de Referência em elaboração no IPR. PROGRAMA DE ESTUDOS E PESQUISAS – 2009 Instituto de Pesquisas Rodoviárias Atividades e Produtos

21 2 – Normalização e Publicações Técnicas As Normas Rodoviárias do DNIT, assim como foram as do DNER, são divididas em grupos, a cada um dos quais corresponde uma sigla, a saber: 51 anos Atualmente, o acervo técnico-normativo do IPR compreende um total de 391 Normas Técnicas (Coletânea de Normas) e 733 publicações técnicas diversificadas (Manuais, Diretrizes, Guias, Glossários, etc). Todas as normas técnicas estão disponíveis no site do DNIT. Instituto de Pesquisas Rodoviárias Atividades e Produtos As normas do DNER podem ser adotadas como documento normativo, em caráter transitório, até que sejam substituídas pelo novo padrão DNIT, em decorrência de revisões e/ou atualizações. ­ Relato nº 008/2002 da Diretoria de Planejamento e Pesquisa, aprovado pela Diretoria do DNIT em reunião de 05/06/2002. ­ Portaria nº 166, de 03/07/2002 da Diretoria Geral do DNIT, publicada no Boletim Administrativo nº 013-A, de 01 a 05/07/2002.

22 Manuais disponíveis no site do DNIT Das 733 publicações técnicas disponíveis no IPR, foram selecionadas 43 publicações, dentre as mais procuradas pelos usuários e as que foram objeto de revisão e atualização técnica, para disponibilização no site do DNIT (www.dnit.gov.br / link IPR) Das 733 publicações técnicas disponíveis no IPR, foram selecionadas 43 publicações, dentre as mais procuradas pelos usuários e as que foram objeto de revisão e atualização técnica, para disponibilização no site do DNIT (www.dnit.gov.br / link IPR).www.dnit.gov.br 1 AVALIAÇÃO DE DESEMPENHO DE PAVIMENTOS TÍPICOS BRASILEIROS DNIT/IPR CUSTOS DE ACIDENTES – RELATÓRIO FINAL DNIT/IPR MANUAL DE ANÁLISE, DIAGNÓSTICO, PROPOSIÇÃO DE MELHORIAS E AVALIAÇÕES ECONÔMICAS DOS SEGMENTOS CRÍTICOS DNER MANUAL DE SINALIZAÇÃO DE OBRAS E EMERGÊNCIAS DNER O SISTEMA GERENCIAL DE PAVIMENTOS DO DNERDNER ROTEIRO PARA MONITORAMENTO DE OBRAS RODOVIÁRIAS DNER/IPR DEFENSAS RODOVIÁRIAS DNER/IPR 1979Publicação IPR MANUAL DE TÉCNICAS DE CONCLAVES DNER/IPR 1996Publicação IPR MÉTODO DE PROJETO DE PAVIMENTOS FLEXÍVEIS DNER/IPR 1981Publicação IPR MANUAL DE IMPLANTAÇÃO BÁSICADNER/IPR 1996Publicação IPR MANUAL DE PROJETO DE OBRAS-DE-ARTE ESPECIAIS DNER/IPR 1996Publicação IPR PROCEDIMENTOS BÁSICOS PARA OPERAÇÃO DE RODOVIAS DNER/IPR 1997Publicação IPR GLOSSÁRIO DE TERMOS TÉCNICOS RODOVIÁRIOS DNER/IPR 1997Publicação IPR GLOSSÁRIO DE TERMOS DA QUALIDADE DNER/IPR 1997Publicação IPR MANUAL DE RESGATE DE ACIDENTADOS DNER/IPR 1997Publicação IPR GUIA DE REDUÇÃO DE ACIDENTES COM BASE EM MEDIDAS DE ENGENHARIA DE BAIXO CUSTO DNER/IPR 1998Publicação IPR anos Instituto de Pesquisas Rodoviárias Atividades e Produtos

23 Manuais disponíveis no site do DNIT 17MANUAL DE SINALIZAÇÃO RODOVIÁRIA DNER/IPR 1998Publicação IPR MANUAL DE PROJETO GEOMÉTRICO DE RODOVIAS RURAIS DNER/IPR 1999Publicação IPR INSTRUÇÕES PARA A FISCALIZAÇÃO DO TRANSPORTE RODOVIÁRIO DE PRODUTOS PERIGOSOS DNER/IPR 2000Publicação IPR MANUAL DE INSPEÇÃO DE PONTES RODOVIÁRIAS DNIT/IPR 2004Publicação IPR MANUAL DE CONSERVAÇÃO RODOVIÁRIA DNIT/IPR 2005Publicação IPR MANUAL RODOVIÁRIO DE CONSERVAÇÃO, MONITORAMENTO E CONTROLE AMBIENTAIS DNIT/IPR 2005Publicação IPR MANUAL PARA ORDENAMENTO DO USO DO SOLO NAS FAIXAS DE DOMÍNIO E LINDEIRAS DAS RODOVIAS FEDERAIS DNIT/IPR 2005Publicação IPR INSTRUÇÕES DE PROTEÇÃO AMBIENTAL NAS FAIXAS DE DOMÍNIO E LINDEIRAS DAS RODOVIAS FEDERAIS DNIT/IPR 2005Publicação IPR MANUAL DE PAVIMENTOS RÍGIDOS DNIT/IPR 2005Publicação IPR MANUAL DE HIDROLOGIA BÁSICA PARA ESTRUTURAS DE DRENAGEM DNIT/IPR 2005Publicação IPR MANUAL PARA IMPLEMENTAÇÃO DE PLANOS DE AÇÃO DE EMERGÊNCIA PARA ATENDIMENTO A SINISTROS ENVOLVENDO O TRANSPORTE RODOVIÁRIO DE PRODUTOS PERIGOSOS DNIT/IPR 2005Publicação IPR MANUAL DE PROJETO DE INTERSEÇÕESDNIT/IPR 2005Publicação IPR MANUAL DE PAVIMENTAÇÃODNIT/IPR 2006Publicação IPR MANUAL DE RESTAURAÇÃO DE PAVIMENTOS ASFÁLTICOSDNIT/IPR 2006Publicação IPR anos Instituto de Pesquisas Rodoviárias Atividades e Produtos

24 Manuais disponíveis no site do DNIT 31GLOSSÁRIO DE TERMOS TÉCNICOS AMBIENTAIS RODOVIÁRIOSDNIT/IPR 2006Publicação IPR MANUAL DE GESTÃO DA QUALIDADE EM EMPREENDIMENTOS RODOVIÁRIOSDNIT/IPR 2006Publicação IPR MANUAL DE ESTUDOS DE TRÁFEGODNIT/IPR 2006Publicação IPR MANUAL DE DRENAGEM DE RODOVIAS DNIT/IPR 2006Publicação IPR ÁLBUM DE PROJETOS – TIPO DE DISPOSITIVOS DE DRENAGEMDNIT/IPR 2006Publicação IPR DIRETRIZES BÁSICAS PARA ELABORAÇÃO DE ESTUDOS E PROJETOS RODOVIÁRIOS – ESCOPOS BÁSICOS E INSTRUÇÕES DE SERVIÇO DNIT/IPR 2006Publicação IPR DIRETRIZES BÁSICAS PARA ELABORAÇÃO DE ESTUDOS E PROJETOS RODOVIÁRIOS – INSTRUÇÕES PARA APRESENTAÇÃO DE RELATÓRIOS DNIT/IPR 2006Publicação IPR MANUAL DE ACESSO DE PROPRIEDADES MARGINAIS A RODOVIAS FEDERAISDNIT/IPR 2006Publicação IPR DIRETRIZES BÁSICAS PARA ELABORAÇÃO DE ESTUDOS E PROGRAMAS AMBIENTAIS RODOVIÁRIOS – ESCOPOS BÁSICOS E INSTRUÇÕES DE SERVIÇOS DNIT/IPR 2006Publicação IPR MANUAL PARA ATIVIDADES AMBIENTAIS RODOVIÁRIASDNIT/IPR 2006Publicação IPR INSTITUTO DE PESQUISAS RODOVIÁRIAS – 50 ANOSDNIT/IPR 2007Publicação IPR MANUAL DE NORMALIZAÇÃODNIT/IPR 2009Publicação IPR CUSTOS DE ACIDENTES – SUMÁRIO EXECUTIVODNIT/IPR 2004Publicação IPR anos Instituto de Pesquisas Rodoviárias Atividades e Produtos

25 Revisão de Normas Técnicas TERRAPLENAGEM Especificação de Serviço – ES Serviços preliminares Caminhos de serviço Cortes Empréstimos Aterros 51 anos Instituto de Pesquisas Rodoviárias Atividades e Produtos PROGRAMA DE NORMALIZAÇÃO – 2009/2010

26 PAVIMENTAÇÃO FLEXÍVEL Especificação de Serviço – ES Regularização do subleito Reforço do subleito Sub-base estabilizada granulometricamente Sub-base de solo melhorado com cimento Base estabilizada granulometricamente Base de solo melhorado com cimento Base de solo-cimento Imprimação Pintura de ligação Tratamento superficial simples Tratamento superficial duplo Tratamento superficial triplo Macadame betuminoso de penetração superior Lama asfáltica Acostamento Base de macadame hidráulico Pré-misturado a frio Recuperação de defeitos em pavimentos flexíveis Revisão de Normas Técnicas 51 anos Instituto de Pesquisas Rodoviárias Atividades e Produtos

27 PAVIMENTAÇÃO FLEXÍVEL Método de Ensaio – ME Delineamento da linha de influência longitudinal da bacia de deformação por intermédio da viga Benkelman Solos - determinação do módulo de resiliência Misturas betuminosas - determinação de módulo de resiliência Misturas betuminosas - determinação da resistência à tração por compressão diametral Revisão de Normas Técnicas 51 anos Instituto de Pesquisas Rodoviárias Atividades e Produtos PROGRAMA DE NORMALIZAÇÃO – 2009/2010

28 OBRAS-DE-ARTE ESPECIAIS Especificação de Serviço – ES Serviços preliminares Concretos e argamassas Armaduras para concreto armado Armaduras para concreto protendido Fôrmas Fundações Estruturas de concreto armado Estruturas de concreto protendido Escoramentos Revisão de Normas Técnicas 51 anos Instituto de Pesquisas Rodoviárias Atividades e Produtos PROGRAMA DE NORMALIZAÇÃO – 2009/2010

29 OBRAS COMPLEMENTARES Especificação de Serviço – ES Cercas de arame farpado Sinalização horizontal Sinalização vertical PROTEÇÃO DO CORPO ESTRADAL Especificação de Serviço – ES Proteção vegetal Impermeabilização betuminosa de taludes Estruturas de arrimo com gabião Procedimento – PRO Projeto e execução de barreiras de segurança Revisão de Normas Técnicas 51 anos Instituto de Pesquisas Rodoviárias Atividades e Produtos PROGRAMA DE NORMALIZAÇÃO – 2009/2010

30 PAVIMENTOS FLEXÍVEIS Especificação de Material – EM Especificação de Serviço – ES Procedimento – PRO Cimento asfáltico modificado por borracha de pneus inservíveis pelo processo via úmida, do tipo Terminal Blending Concreto asfáltico com asfalto-borracha, via úmida, do tipo Terminal Blending Calibração e controle de deflectômetro FWD Criação de Normas Técnicas 51 anos Instituto de Pesquisas Rodoviárias Atividades e Produtos PROGRAMA DE NORMALIZAÇÃO – 2009/2010

31 Manual de Normalização Manual de Implantação Básica Manual de Sinalização de Obras e Emergências Manual de Sinalização Rodoviária Revisão de Manuais Técnicos 51 anos Instituto de Pesquisas Rodoviárias Atividades e Produtos PROGRAMA DE NORMALIZAÇÃO – 2009/2010

32 CRIAÇÃO DE MANUAIS TÉCNICOS Manual de Gerência de Pavimentos Manual de Reabilitação de Pavimentos Rígidos Manual de Recuperação de Obras-de-Arte Especiais Diretrizes Básicas para Elaboração de Estudos e Projetos Rodoviários - Instruções para Acompanhamento da Elaboração de Estudos e Projetos Manual do Projeto Geométrico de Travessias Urbanas Manual de Projetos e Práticas Operacionais relativas à Segurança do Tráfego Rodoviário Manual de Vegetação Rodoviária 51 anos Instituto de Pesquisas Rodoviárias Atividades e Produtos

33 3 – Transferência de Tecnologia - Treinamento No campo do Treinamento técnico-científico pode-se constatar que desde 1972 o IPR treinou profissionais nos mais diversos campos da engenharia rodoviária, ministrando 723 cursos de curta e longa duração, conforme veremos a seguir: Período: Fase DNER : 650 cursos Treinandos: Período: Fase DNIT : 61 cursos Treinandos: Período: 2007 Fase DNIT : 9 cursos Treinandos: 171 Período: 2008 Fase DNIT : 3 cursos Treinandos: anos Instituto de Pesquisas Rodoviárias Atividades e Produtos

34 Áreas (66 Títulos) Planejamento Projeto Materiais Construção Manutenção Conservação Operação Segurança Controle da Qualidade Desenvolvimento Gerencial Informática Outras 51 anos Instituto de Pesquisas Rodoviárias Atividades e Produtos

35 ÁREACURSO 1 Capacitação Gerencial 2 Auditoria de Licitações e Contratos 3 Contabilidade Aplicada à Administração Pública 4 Acompanhamento de Estudos e Projetos Rodoviários 5 Engenharia de Tráfego na Redução e Prevenção de Acidentes de Trânsito 6 Avaliação Ambiental de Projetos Rodoviários e Controle de Transporte de Produtos Perigosos 7 Direito Ambiental 8 Administração da Manutenção Rodoviária 9 Controle da Qualidade da Obra Cursos realizados em anos Instituto de Pesquisas Rodoviárias Atividades e Produtos

36 ÁREACURSO 1 Inspeções em OAE e Utilização do SGO 2 Controle da Qualidade de Obras Rodoviárias 3 Administração da Manutenção Rodoviária 4 Supervisão de Obras Rodoviárias Cursos realizados em anos Instituto de Pesquisas Rodoviárias Atividades e Produtos

37 ÁREACURSO 1 Controle da Qualidade de Obras Rodoviárias 2 Administração da Manutenção Rodoviária 3 Supervisão de Obras Rodoviárias Cursos realizados em anos Instituto de Pesquisas Rodoviárias Atividades e Produtos

38 51 anos Instituto de Pesquisas Rodoviárias Atividades e Produtos PROGRAMA DE TREINAMENTO - CRONOGRAMA DE CURSOS DO IPR 2009

39 Na esfera internacional, o IPR mantém, permanentemente, intercâmbio visando transferência de tecnologia, atualização sobre pesquisas em desenvolvimento e documentações técnicas editadas, com organizações tais como: Federal Highway Administration – FHWA dos EUA, Associação Mundial de Rodovias – AIPCR/PIARC, Federação Internacional de Rodovias – IRF, Instituto Panamericano de Carreteras – IPC, Conselho de Diretores de Rodovias de Países Ibéricos e Ibero-Americanos e Organização para Cooperação Econômica e Desenvolvimento – OECD. No âmbito nacional este intercâmbio é realizado com várias organizações, destacando-se: Associação Brasileira de Normas Técnicas – ABNT, Associação Brasileira de Cimento Portland – ABCP, Instituto Brasileiro de Petróleo – IBP, Concessionárias de Exploração de Rodovias e outras. Intercâmbio com organizações nacionais e internacionais 51 anos Instituto de Pesquisas Rodoviárias Atividades e Produtos

40 4 – Apoio Tecnológico O Instituto de Pesquisas Rodoviárias (IPR) possui desde 2001 na sua estrutura funcional uma equipe técnica e administrativa atuando na área de apoio tecnológico. Esta equipe é oriunda da Divisão de Apoio Tecnológico (DAT/IPR) criada em 1990 na reforma administrativa do Departamento Nacional de Estradas de Rodagem (DNER), extinto com a criação em 2001 do Departamento Nacional de Infra- Estrutura de Transporte (DNIT). A Área de Apoio Tecnológico tem as seguintes atribuições gerais: Programar, organizar e coordenar estudos pertinentes a novas metodologias e tecnologias relacionadas a: Planejamento rodoviário Engenharia de segurança e trânsito Transporte rodoviário Gestão da Qualidade em obras e serviços de engenharia rodoviária Meio ambiente Tecnologias cartográficas digitais –Prestar apoio e suporte técnico nas áreas relacionadas acima; –Coordenar e executar auditorias técnicas (qualidade e meio ambiente); –Elaborar projetos cartográficos digitais viabilizando novas tecnologias na confecção de mapas para apoio à engenharia rodoviária. 51 anos Instituto de Pesquisas Rodoviárias Atividades e Produtos

41 5 – Espaço Físico Numa área total de m 2 o Instituto de Pesquisas Rodoviárias tem seu espaço físico na cidade do Rio de Janeiro. Instalado no Centro Rodoviário em Vigário Geral, entre a BR 116/RJ e a Av. Brasil, o IPR ocupa quatro prédios principais: o primeiro inclui a Coordenação e as Divisões de Capacitação Tecnológica e Apoio Tecnológico, com suas Salas de Trabalho, além da Biblioteca (única no gênero), o Auditório e o Centro de Treinamento, composto por várias Salas de Aula. O segundo compreende a DPqD, composta por quatro laboratórios (de Ligantes e Misturas Betuminosas; de Sinalização; de Geologia; de Geotecnia), Salas de trabalho, e outro Auditório. O Terceiro é um prédio Anexo ao da DPqD compreendendo o Laboratório de Concreto. Por fim, o quarto prédio, de menor área, opera a Pista Experimental Circular, por excelência o ponto de referência do IPR. É uma das três únicas que há no mundo e é utilizada em estudos pioneiros sobre pavimentos realizados pelo próprio IPR. 51 anos Instituto de Pesquisas Rodoviárias Atividades e Produtos

42 Prédio principal – Engº Galileo Antenor de Araújo (Coordenação do IPR, Divisão de Capacitação Tecnológica, Divisão de Apoio Tecnológico, Gráfica, Auditório, Centro de Treinamento e Biblioteca) m 2 Prédio da DPqD (Divisão de Pesquisas e Desenvolvimento e Complexo Laboratorial – Ligantes e Misturas Betuminosas, Sinalização, Geologia e Geotecnia) m 2 Prédio Anexo da DPqD (Laboratório de Concreto) m 2 Prédio da Pista Experimental Circular1.256 m 2 Área Total m 2 51 anos Instituto de Pesquisas Rodoviárias Atividades e Produtos

43 VISTA AÉREA IPR

44 (6.648 m 2 ) (1.256 m 2 ) (1.950 m 2 ) (1.920 m 2 )

45 Rodovia Presidente Dutra, km 163, Centro Rodoviário - Rio de Janeiro-RJ Internet: Internet: anos


Carregar ppt "Instituto de Pesquisas Rodoviárias Atividades e Produtos Eng. Civil Chequer Jabour Chequer, M.Sc Gerente de Projeto do DNIT e Coordenador do IPR de 29."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google