A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Oficina 2 - Situação de Aprendizagem 5º série/ 6ºano – volume 1

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Oficina 2 - Situação de Aprendizagem 5º série/ 6ºano – volume 1"— Transcrição da apresentação:

1 Oficina 2 - Situação de Aprendizagem 5º série/ 6ºano – volume 1
Planeta Terra: História e Forma

2 Esta situação de aprendizagem tem como objetivo fazer com que o aluno reconheça o formato da Terra através de um percurso histórico e científico.

3 Tempo previsto: aulas Conteúdos: Esfericidade e representações da Terra, fatos históricos e científicos. Estratégias: Levantamento de conhecimentos prévios por meio de questões e leitura compartilhada de textos sobre o tema.

4 Competências e Habilidades Ler e interpretar imagens e modelos representativos do planeta Terra fazendo estimativas de suas dimensões. Reconhecer a diversidade histórico cultural das representações da Terra elaborados em diferentes épocas e por diferentes culturas. Pesquisar e comparar representações do planeta Terra em diferentes épocas cultural e civilizações.

5 Avaliação: Discussão dos alunos e apresentação de um Blog.
Estratégias: Levantamento de conhecimentos prévios por meio de questões e leitura compartilhada de textos sobre o tema. Recursos: Imagem da Terra (slides), data show, texto e vídeos. Avaliação: Discussão dos alunos e apresentação de um Blog.

6 Esta atividade será desenvolvida em três etapas
Esta atividade será desenvolvida em três etapas. Para a sensibilização do tema primeiramente será apresentado uma imagem do planeta Terra tirada por um satélite. Após a sensibilização será feita uma leitura compartilhada de texto sobre o assunto. O professor irá explicar e interagir com alunos. Conforme o texto será discutido a origem da Terra: fatos históricos e científicos.

7 Roteiro da situação de aprendizagem
Figura 1:Disponível em: jnettropical.blogspot.com.br. Acesso em: 13/08/2013

8 Etapa 1: Representações do planeta Terra (Sensibilização)  Inicie a atividade levando até a sala de aula uma imagem do planeta Terra e o Globo Terrestre, questionando: O que é observado nessa imagem? Como vocês acham que essa fotografia foi tirada? O que podemos observar em relação à imagem e ao Globo Terrestre? Existe alguma diferença entre a representação do Globo Terrestre e a imagem?

9 Qual a forma da Terra. Quais as cores de destaque da Terra
Qual a forma da Terra? Quais as cores de destaque da Terra? A Terra está parada? A Terra sendo arredondada por que as pessoas não caem? Por que as águas dos oceanos, por exemplo, não escorrem para fora do Globo? E o Globo Terrestre permanece sempre na mesma posição?   Como você acha que ela fica no espaço?

10 Atividade 2: Problematização e contextualização Pergunte aos seus alunos: Você acha que os homens sempre acreditaram que a Terra é redonda?

11 Faça a leitura compartilhada com os seus alunos dos próximos textos.
Eratóstenes e a circunferência da Terra Eratóstenes viveu no Egito entre os anos 276 e 194 antes de cristo. Ele era bibliotecário-chefe da famosa Biblioteca de Alexandria, e foi lá que encontraram, num velho papiro, indicações de que ao meio-dia de cada 21 de junho na cidade de Assuã (ou Syene, no grego antigo) 800 km ao sul de Alexandria, uma vareta fincada verticalmente no solo não produzia sombra.

12 Cultura inútil, diriam alguns
Cultura inútil, diriam alguns. Não para um homem observador como Eratóstenes. Ele percebeu que o mesmo fenômeno não ocorria no mesmo dia e horário em Alexandria e pensou: Se o mundo é plano como uma mesa, então as sombras das varetas têm de ser iguais. Se isto não acontece é porque a Terra deve ser curva!

13 Mais do que isso. Quanto mais curva fosse a superfície da Terra, maior seria a diferença no comprimento das sombras. O Sol deveria estar tão longe que seus raios de luz chegam à Terra paralelos. Varetas fincadas verticalmente no chão em lugares diferentes lançariam sombras de comprimentos distintos. Eratóstenes decidiu fazer um experimento. Ele mediu o comprimento da sombra em Alexandria ao meio-dia de 21 de junho, quando a vareta em Assuã não produzia sombra. Assim obteve o ângulo A, conforme a figura a seguir.

14 Eratóstenes mediu A=7° (aproximadamente)
Eratóstenes mediu A=7° (aproximadamente). Se as varetas estão na vertical, dá para imaginar que se fossem longas o bastante iriam se encontrar no centro da Terra. Preste atenção na figura acima. O ângulo B terá o mesmo valor que A, pois o desenho de Eratóstenes se reduz a uma geometria muito simples: se duas retas paralelas interceptam uma reta transversal, então os ângulos correspondentes são iguais.

15 As retas paralelas são os raios de luz do Sol e a reta transversal é a que passa pelo centro da Terra e pela vareta em Alexandria. O ângulo B(também igual a 7°), é a uma fração conhecida da circunferência da Terra e corresponde à distância entre Assuã e Alexandria! Eratóstenes sabia que essa distância valia cerca de 800 km e então pensou: 7°   1/50 da circunferência (360°) e isso corresponde a cerca de 800 km.

16 Oitocentos quilômetros vezes cinqüenta são quarenta mil quilômetros, de modo que deve ser este o valor da circunferência da Terra.   Referência: COSTA, J. Como medir distâncias no espaço: Eratóstenes e a circunferência da Terra. Disponível em: Acesso em: 13/08/2013.

17 O mundo não é chato Valor encontrado atualmente: cerca de km ao longo da linha do equador. Um erro muito pequeno para uma medida tão simples, e feita há tanto tempo! Com a circunferência, podemos calcular o diâmetro e o raio ou ainda o volume e a área da superfície, através de fórmulas simples. Repare que o conhecimento utilizado por Eratóstenes (retas paralelas cortadas por uma transversal) é formalmente adquirido hoje nas aulas de geometria do ensino fundamental.  Fica a sugestão para a realização dessa experiência fantástica entre escolas de lugares distantes. Com as facilidades de comunicação de hoje fica ainda mais fácil sentir o prazer de usar um raciocínio tão simples e elegante para obter uma medida tão preciosa.

18 A Terra é redonda Como se sabe que a Terra é redonda. Esta informação é muito útil, ajuda explicar vários fenômenos que observamos no nosso dia a dia, tais como o nosso clima ou o sol ficar vermelho ao se por. Uma das grandes descobertas da humanidade foi perceber que a Terra é redonda. Mais interessante ainda é que isto foi feito numa época onda não havia aviões ou satélites artificiais nem máquinas fotográfica.  Hoje, com a ajuda destas invenções, é possível tirar fotos da Terra de lugares muito distantes, enviá-las de volta para nós. Por isto, hoje para perceber que a Terra é redonda basta olhar uma foto. No fim do texto há uma foto da Terra tirada pela tripulação da Apolo 17. Vendo esta foto será que alguém fica com dúvida  que a Terra é redonda?

19 Por isso hoje é fácil perceber que a Terra é redonda, uma bola, mas antes destas fotos era muito mais difícil chegar a esta conclusão. Quando você olha para a Terra da sua casa, da sua escola, da rua você consegue perceber que ela é redonda? Isto é muito difícil porque comparados a Terra nós somos muito pequenos. Quando e como se suspeitou que a Terra fosse redonda? Pelo que nós sabemos hoje um grego chamado Pitágoras, que viveu à 2500 atrás, concluiu que a Terra era redonda. Ele chegou a esta conclusão por causa da localização das estrelas em diversos locais da Terra e também por causa da maneira como os navios aparecem ou desaparecem no horizonte ao chegarem num porto. Este último argumento de Pitágoras é o mais fácil de entender, vamos apresentá-lo.

20 Se você estiver num porto e observar a chegada de navio verá que primeiro aparece  as partes superiores o mastro ou  a chaminé e por fim o casco.  Se  você olhar a saída do navio verá que desaparece primeiro o casco e depois o mastro ou a chaminé. Isto só é consistente com o fato da Terra ser redonda. Se Terra fosse plana aconteceria outra coisa, semelhante a chegada ou a saída de um avião de um aeroporto. No alto, todo o avião é pequeno mas, na medida em ele que desce tudo aumenta, as asas, a fuselagem, as turbinas e as janelinhas. Quando você observa um avião no aeroporto ele é bem grande. Saber que a Terra é redonda foi importante para a navegação. Este conhecimento motivou a viagem de Cristovão Colombo que chegou as Américas ao tentar atingir as Índias por outro caminho. Antes dele Vasco da Gama, navegador português, tinha descoberto um caminho para as Índias indo pela África. Pegue o globo terrestre e veja as diferenças entre os dois caminhos para a Índia, um pela África e outro pelas Américas.

21 Anos atrás era preciso muita imaginação para perceber que a Terra era redonda. Hoje, com as fotos tiradas pelos satélites ou pelos astronautas, nós podemos perceber este fato de uma forma muita mais simples, basta olhar. Se você mora perto do mar ou se for para a praia aproveite e observe um barco chegar ou sair da praia. Com esta observação você poderá comprovar o argumento de Pitágoras Referência: Paixão, W. A Terra é redonda.Disponível em:http://imre.ifi.unicamp.br/textos/alunos/17-a-terra-e-redonda. Acesso em:13/08/2013. Vídeo: Se a Terra é redonda, porque as pessoas que vivem na parte de baixo não caem: Disponível em: Acesso em: 13/08/2013. Atividade 3: Apresente aos alunos o globo terrestre. Discuta as hipóteses elaboradas por eles sobre o formato da Terra e os fatos científicos. A avaliação será feita através da escrita coletiva dos alunos.

22 Etapa 3: Apresente aos alunos o Globo Terrestre, e em seguida na sala de informática utilizando o Google Earth  que eles busquem a sua própria localização no planeta Terra. Discuta as hipóteses elaboradas por eles sobre o formato da Terra e os fatos científicos. A avaliação será feita através da escrita coletiva dos alunos e a apresentação de um Blog construído pelos próprios alunos (divididos em grupos) elaborando uma narrativa dos fatos históricos apresentados e comparando com o que eles pensavam antes com relação ao formato da Terra.

23 Recuperação Contínua – Sugestão  Professor, a partir das questões levantadas (sondagem) verificar conteúdos não apropriados retomando através de outras etapas, ou atividades práticas, oferecendo para todos os alunos, mesmos aqueles avançados aos que não compreenderam (ou não adquiriram) as habilidades propostas. - Utilização do software “Observatório Astronômico”; - Textos e imagens que forneçam elementos que aproximem das habilidades propostas; - Aula expositiva – retomada de conceitos já tratados/trabalhados; - Vídeo “Planeta Terra”, disponível em:

24 Situação de Aprendizagem construída pelo Grupo 4 da Turma 3 – MGME Ciências: Aleixo David Telles, Catarina Terezinha Cristina da Silva, Edevaldo Nonis Sanchez, Fabrício Fabri, Magna Aparecida dos Santos Meconi, Sofia Valeriano Silva Ratz e Sônia Regina Akinaga Cordeiro – Setembro de 2013.


Carregar ppt "Oficina 2 - Situação de Aprendizagem 5º série/ 6ºano – volume 1"

Apresentações semelhantes


Anúncios Google