A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

O BRASIL NO FINAL DO SÉCULO XVIII Inconfidência Mineira (MG, 1789) & Conjuração Baiana (BA, 1798)

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "O BRASIL NO FINAL DO SÉCULO XVIII Inconfidência Mineira (MG, 1789) & Conjuração Baiana (BA, 1798)"— Transcrição da apresentação:

1 O BRASIL NO FINAL DO SÉCULO XVIII Inconfidência Mineira (MG, 1789) & Conjuração Baiana (BA, 1798)

2 CONTEXTO DO BRASIL Século XVI – Pacto Colonial: o Brasil somente poderia comercializar com Portugal, trazendo-nos grandes prejuízos. Século XVII – Movimentos Nativistas: primeiras manifestações de insatisfação dos brasileiros (mas sem pretender a independência) Século XVIII – Grandes Mudanças: econômicas (Revolução Industrial), políticas (Independência dos Estados Unidos) e sociais (Revolução Francesa).

3

4 CAUSAS DAS REVOLTAS A economia açucareira estava em decadência no Nordeste (principalmente devido à concorrência das Antilhas Holandesas).

5 CAUSAS DAS REVOLTAS A economia aurífera estava em decadência no Sudeste (principalmente devido ao esgotamento das jazidas superiores de ouro).

6 INCONFIDÊNCIA MINEIRA Local: Minas Gerais. Ano: Inspiração: Independência dos Estados Unidos. Participantes: classes médias urbanas (militares, padres, comerciantes, estudantes, professores, funcionários públicos,...) e elite (proprietários de minas de ouro).

7

8 INCONFIDÊNCIA MINEIRA Objetivos: Independência política, proclamação da República, liberação da instalação de manufaturas e anistia das dívidas como governo. Líderes: Joaquim José da Silva Xavier (Tiradentes), Alvarenga Peixoto, Cláudio Manoel da Costa e Tomás Antonio Gonzaga (poetas do Arcadismo)

9 Eu, Marília, não sou algum vaqueiro, Que viva de guardar alheio gado; De tosco trato, dexpressões grosseiro, Dos frios gelos, e dos sóis queimado. Tenho próprio casal, e nele assisto; Dá-me vinho, legume, fruta, azeite; Das brancas ovelhinhas tiro o leite, E mais as finas lãs, de que me visto. Graças, Marília bela, Graças à minha Estrela!

10

11 INCONFIDÊNCIA MINEIRA Estopim: Dia da Derrama (no qual eram cobrados os impostos atrasados). Processo: Os manifestantes iriam aproveitar o Dia da derrama para tomar o poder de Vila Rica (atual Ouro Preto) e declarar a Independência. No entanto, um dos participantes (Joaquim Silvério dos Reis) traiu o movimento, denunciou os envolvidos e tudo foi acalmado antes de estourar.

12

13 INCONFIDÊNCIA MINEIRA Fim: Os participantes foram deportados para a África (Angola e Moçambique) e apenas Tiradentes foi condenado à morte (enforcamento) e esquartejado (as partes de seu corpo foram expostos ao público).

14 INCONFIDÊNCIA MINEIRA

15 CONJURAÇÃO BAIANA Local: Bahia. Ano: Inspiração: Revolução Francesa. Participantes: Camadas populares urbanas (artesãos, desempregados, pequenos comerciantes, escravos libertos,...) e escravos.

16

17 CONJURAÇÃO BAIANA Objetivos: Independência política, proclamação da República, fim da escravidão e diminuição dos impostos. Líderes: Luiz Gonzaga das Virgens e Cipriano Barata. Estopim: Mudança da capital do Brasil de Salvador para Rio de Janeiro.

18

19 CONJURAÇÃO BAIANA Processo: A população divulgou panfletos protestando contra a dominação de Portugal e planejavam tomar o poder de Salvador para declarara a independência. Contudo, foram descobertos pela polícia e o movimento acabou não acontecendo. Fim: Os envolvidos foram condenados à morte (enforcamento) e esquartejados (as partes de seu corpo foram expostos ao público).

20

21 CONSEQUÊNCIAS PARA O BRASIL A Independência do Brasil acabou sendo feita sem alterar o status quo. Status quo: situação econômica, política e social de um determinado local numa dada época.

22


Carregar ppt "O BRASIL NO FINAL DO SÉCULO XVIII Inconfidência Mineira (MG, 1789) & Conjuração Baiana (BA, 1798)"

Apresentações semelhantes


Anúncios Google