A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Economia Doméstica e Consumerismo Consumismo vs Consumerismo José Carlos Brito1.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Economia Doméstica e Consumerismo Consumismo vs Consumerismo José Carlos Brito1."— Transcrição da apresentação:

1 Economia Doméstica e Consumerismo Consumismo vs Consumerismo José Carlos Brito1

2 Economia Doméstica e Consumerismo Objectivos: Compreender o que é a economia doméstica Perceber as limitações do orçamento familiar Analisar os níveis de endividamento e poupança em Portugal Ter consciência no consumo e evitar consumismo Conhecer uma patologia chamada oneomania Definição de consumerismo A responsabilidade social do consumidor José Carlos Brito2

3 Economia Doméstica Ganha importância, e é um tema actual devido a: Sobreendividamento das famílias Aliciamento ao crédito (pelos bancos e instituições financeiras) Incentivo ao consumo (preços baixos, promoções e saldos) Sociedade consumista (ideal de felicidade e realização passa pelo consumo de bens e serviços) José Carlos Brito3

4 Economia Doméstica José Carlos Brito 4

5 O que é a Gestão da Economia Doméstica? Práticas de orientação do quotidiano familiar tendo em vista uma melhoria das condições de vida do indivíduo e do seu agregado, por meio de uma administração mais racional das actividades e do orçamento familiar Momentos de pausa e planeamento específicos no tempo Fazer um orçamento (ou pelo menos um resumo de contas periodicamente) Escolhas e atitudes do dia a dia Não ter vergonha de usar uma calculadora no supermercado para aferir das promoções e descontos de packs Evitar as compras por impulso Envolve todos os elementos da família, adultos e crianças (ver anexo: exemplo de presentes de natal) José Carlos Brito5

6 O Orçamento Familiar José Carlos Brito6 Orçamento Familiar Rendimentos do agregado familiar Poupanças Despesas do agregado familiar Para onde vai o dinheiro?De onde vem o dinheiro?

7 O Orçamento Familiar Rendimentos: Fontes: salários, pensões, subsídios, etc. Estrutura e rendimento médio mensal Agregado familiar (nºtotal de pessoas e nºde dependentes) José Carlos Brito7

8 O Orçamento Familiar Despesas do Agregado Familiar Despesas fixas e variáveis Categorizar despesas Definir prioridades Poupanças José Carlos Brito8

9 O Orçamento Familiar Um exemplo: Uma familia constituida por um casal e dois filhos menores: Rendimento = = Emp. Habitação (30 anos) = 372 Educação = 20,5 Alimentação = 186 Saúde = 73 Transportes (crédito 6 anos) = 154 Lazer e cultura = 69 José Carlos Brito9

10 10

11 Gestão Doméstica vs Gestão Empresarial O encargo de uma família, hoje em dia, é semelhante ao de uma microempresa. Tem receitas, tem despesas e os gastos devem ser estruturados. Jornal de Notícias - 11 Janeiro de 2007 José Carlos Brito11

12 Endividamento e Poupança Poupança não chega a 8% Endividamento das famílias ascende a 129% do rendimento disponível Banco de Portugal alerta que isto pode ser um risco para a economia nacional. O endividamento das famílias, face ao rendimento disponível, aumentou novamente em 2007, para 129%, um novo recorde, que compara com 123% em Isto quer dizer que as dívidas das famílias portuguesas superam em 29% os rendimentos, revelam dados do Banco de Portugal, divulgados no Relatório de Estabilidade Financeira /05/27 18:34 José Carlos Brito12

13 Endividamento e Poupança José Carlos Brito13

14 Endividamento e Poupança Mudança cultural e de hábitos Antigamente Acto de poupar era valorizado e ensinado Poupava-se para estar preparado para o amanhã Ficar a dever era encarado como uma vergonha Actualmente Desmaterialização do dinheiro (cartões de débito e crédito) Percepção de que haverá sempre um crédito disponível José Carlos Brito14

15 Consumismo e Sociedade Consumismo é o acto de consumir produtos ou serviços, muitas vezes, sem consciência.produtosconsciência várias discussões a respeito do tema, entre elas o tipo de influência que as empresas, por meio da propaganda e da publicidade, bem como a cultura industrial, por meio da TV e do cinema, exercem nas pessoas.propagandapublicidadepessoas Muitos alegam que elas induzem ao consumo desnecessário, sendo este um fruto do capitalismo e um fenômeno da sociedade contemporânea.consumocapitalismo José Carlos Brito15

16 Consumismo e Sociedade A diferença entre o consumo e o consumismo é que no consumo as pessoas adquirem somente aquilo que lhes é necessário para sobrevivência. diferença entre o consumo e o consumismo Já no consumismo a pessoa gasta tudo aquilo que tem em produtos supérfluos, que muitas vezes não é o melhor para ela, porém é o que ela tem curiosidade de experimentar devido a propagandas na TV, devido a ser um produto de marca. produtos supérfluos Isto pode gerar violência, pois as pessoas que cometem crimes na maioria das vezes não rouba ou furta nada por necessidade, e sim por vontade de ter aquele produto, e de não ter condições de adquiri-lo. pode gerar violência José Carlos Brito16

17 Consumismo e Sociedade Muitas vezes o consumismo chega a ser uma patologia comportamental.patologia comportamental A doença do consumismo tem nome, chama-se oneomania, ou consumo compulsivo. oneomania As pessoas compram compulsivamente coisas que elas não irão usar ou que não têm utilidade para elas apenas para atender à vontade de comprar. atender à vontade de comprar. José Carlos Brito17

18 Consumismo e Sociedade Explicação histórica: A explicação da compulsão pelo consumo talvez se possa amparar em bases históricas. O mundo nunca mais foi o mesmo após a Revolução Industrial.Revolução Industrial A industrialização agilizou o processo de fabricação, o que não era possível durante o período artesanal. A indústria trouxe o desenvolvimento, num modelo de economia liberal, que hoje leva ao consumismo. José Carlos Brito18

19 Consumismo e Sociedade Algumas causas do consumismo Leque variadíssimo de bens e serviços à disposição dos consumidores Técnicas de marketing, publicidade e vendas agressivas com forte apelo ao consumo Fácil acesso ao crédito Alguns efeitos do consumismo Aquisição irracional – compra por impulso Recurso a créditos mal planeados Ecologia e saúde José Carlos Brito19

20 José Carlos Brito20

21 Sugestões para te tornares um consumidor equilibrado Orçamento familiar Educação financeira Dicas para poupar Saber comprar Conservação de casa, mobiliário, roupas (reciclar) Organização das férias Ecoconsumo Ou seja, temos de nos tornar consumidores responsáveis... José Carlos Brito21

22 A responsabilidade social do consumidor José Carlos Brito22 O consumerismo designa a organização dos consumidores, a formação de associações e o desenvolvimento dos respectivos meios de informação e de acção com a finalidade de verem reconhecidos os seus direitos.

23 A responsabilidade social do consumidor Exercício prático: - Vamos usar uma das armas preferidas do apelo ao consumo José Carlos Brito23

24 A responsabilidade social do consumidor José Carlos Brito24 Ecoconsumo é o comportamento responsável e preventivo que o consumidor adopta quando usa ou elimina um bem ou serviço, de forma a preservar o ambiente.

25 A responsabilidade social do consumidor José Carlos Brito25 Direitos dos consumidores: qualidade Direito á qualidade dos bens e serviços; Direito á protecção da saúde e da segurança física; á formação e á educação Direito á formação e á educação para o consumo; á informação Direito á informação sobre o consumo; Direito á protecção dos interesses económicos; Direito á prevenção e reparação de danos; Direito á protecção jurídica e a uma justiça acessível e pronta; Direito á participação, por via representativa, na definição legal ou administrativa dos seus direitos e interesses.

26 A responsabilidade social do consumidor José Carlos Brito26 Deveres dos consumidores: impactos provocados ter consciência dos impactos provocados pelo seu consumo; exigir saber exigir os seus direitos; ambiente proteger o ambiente; reciclados e recicláveis preferir produtos reciclados e recicláveis; não consumir produtos agressivos ao ambiente; proceder á selecção dos lixos; defender o ecosistema.

27 Organismos de defesa do consumidor José Carlos Brito27 Instituto do Consumidor (IC); Associação de Defesa do Consumidor (DECO); União Geral dos Consumidores (UGC). Serviço Municipal de Informação e Apoio ao Consumidor (SMIAC) Agência Europeia de Informação sobre o Consumo


Carregar ppt "Economia Doméstica e Consumerismo Consumismo vs Consumerismo José Carlos Brito1."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google