A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Toxicodependência Drogas Praticas de acção social 2006/2007.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Toxicodependência Drogas Praticas de acção social 2006/2007."— Transcrição da apresentação:

1 Toxicodependência Drogas Praticas de acção social 2006/2007

2

3 Introdução O tema do nosso trabalho é as drogas, que ao longo dos tempos se têm afirmado como uma problemática da nossa sociedade. O tema do nosso trabalho é as drogas, que ao longo dos tempos se têm afirmado como uma problemática da nossa sociedade. Todo o uso de drogas, lícitas ou ilícitas, têm consequências que em alguns casos podem ser insignificantes e negligenciáveis mas que em outros casos assumem proporções bastante graves. Um simples copo de vinho, ou um charro, podem ser o objecto de uma primeira experiência que pela repetição pode ter efeitos graves num futuro mais ou menos distante, ou mesmo durante o período em que se está sob a sua influência. Todo o uso de drogas, lícitas ou ilícitas, têm consequências que em alguns casos podem ser insignificantes e negligenciáveis mas que em outros casos assumem proporções bastante graves. Um simples copo de vinho, ou um charro, podem ser o objecto de uma primeira experiência que pela repetição pode ter efeitos graves num futuro mais ou menos distante, ou mesmo durante o período em que se está sob a sua influência.

4 Drogas: o que são? Droga é toda a substância que introduzida no organismo pode modificar uma ou mais funções deste provocando dependência originada pela necessidade de consumo compulsivo, de um moído continuado, a fim de obter os mesmos efeitos e muitas vezes, para evitar o mal estar que provoca a sua falta. Droga é toda a substância que introduzida no organismo pode modificar uma ou mais funções deste provocando dependência originada pela necessidade de consumo compulsivo, de um moído continuado, a fim de obter os mesmos efeitos e muitas vezes, para evitar o mal estar que provoca a sua falta.

5

6 Drogas podem ser: Licitas: socialmente aceites; Licitas: socialmente aceites; Ilícitas: proibidas pela lei; Ilícitas: proibidas pela lei;

7 Droga provoca alterações ao nível: Psíquico: consciência; memoria;… Físico: ao nível da postura; apresentação da pessoa;…

8

9 Dependência A síndrome de dependência, segundo a Classificação Internacional de Doenças, CID-10 (Classificação de Transtornos Mentais e de Comportamento da CID-10), é descrita por um conjunto de fenómenos fisiológicos, comportamentais e cognitivos, no qual o uso de uma substância ou uma classe de substâncias alcança uma prioridade muito maior para um determinado indivíduo que outros comportamentos que antes tinham valor. A síndrome de dependência, segundo a Classificação Internacional de Doenças, CID-10 (Classificação de Transtornos Mentais e de Comportamento da CID-10), é descrita por um conjunto de fenómenos fisiológicos, comportamentais e cognitivos, no qual o uso de uma substância ou uma classe de substâncias alcança uma prioridade muito maior para um determinado indivíduo que outros comportamentos que antes tinham valor.

10 Nem todo uso de drogas é devido à dependência e a maior parte das pessoas que apresentam uso disfuncional de alguma droga não são dependentes. Estudos recentes têm mostrado que a condição de uso nocivo de uma droga nem sempre progride para a dependência. Nem todo uso de drogas é devido à dependência e a maior parte das pessoas que apresentam uso disfuncional de alguma droga não são dependentes. Estudos recentes têm mostrado que a condição de uso nocivo de uma droga nem sempre progride para a dependência.

11 O dependente.. O dependente, portanto, é alguém que desenvolve um comportamento que em grande parte não consegue controlar. Mas não há uma fórmula para se saber quem, entre os usuários de drogas, se vai tornar dependente. O terreno é de possibilidades, de riscos, de situações relativas... O dependente, portanto, é alguém que desenvolve um comportamento que em grande parte não consegue controlar. Mas não há uma fórmula para se saber quem, entre os usuários de drogas, se vai tornar dependente. O terreno é de possibilidades, de riscos, de situações relativas...

12

13 Tipos de drogas Ácidos: LSD Ácidos: LSD Anfetaminas: anfetamina; Anfetaminas: anfetamina; Barbitúricos: veronal; Barbitúricos: veronal; Cocaína; Cocaína; Heroína; Heroína; Ópio; Ópio; Cogumelos e plantas alucinogéneas; Cogumelos e plantas alucinogéneas; Ópio

14 Inalantes; Tranquilizantes; Tabaco; Álcool; Crack;

15 Problemática Presentemente, a problemática da droga faz parte do nosso dia a dia. Considera-se importante que os jovens tenham conhecimentos que lhes permitam compreender esta tão complexa problemática, de forma a facilitar a criação de mecanismos de defesa nas situações de risco de consumo. Presentemente, a problemática da droga faz parte do nosso dia a dia. Considera-se importante que os jovens tenham conhecimentos que lhes permitam compreender esta tão complexa problemática, de forma a facilitar a criação de mecanismos de defesa nas situações de risco de consumo. A curiosidade, a pressão do grupo e o gosto pelo risco são as principais causas que levam os jovens a experimentar a droga. A curiosidade, a pressão do grupo e o gosto pelo risco são as principais causas que levam os jovens a experimentar a droga.

16 A fuga a determinados problemas afectivos, de ordem pessoal ou familiar é uma razão comum, tanto nos jovens como nos adultos. A fuga a determinados problemas afectivos, de ordem pessoal ou familiar é uma razão comum, tanto nos jovens como nos adultos.

17 O percurso do consumo de droga está intimamente ligado à dependência que esta cria no consumidor. O consumidor sente um intenso desejo de se drogar (dependência psicológica). O organismo fica dependente da droga e a falta desta provoca um grande mal estar físico (dependência física). Para conseguir o efeito desejado, o consumidor tem necessidade de ir aumentando a quantidade de droga. O percurso do consumo de droga está intimamente ligado à dependência que esta cria no consumidor. O consumidor sente um intenso desejo de se drogar (dependência psicológica). O organismo fica dependente da droga e a falta desta provoca um grande mal estar físico (dependência física). Para conseguir o efeito desejado, o consumidor tem necessidade de ir aumentando a quantidade de droga.

18 Conclusão Com este trabalho concluímos que as drogas são substâncias muito prejudiciais á saúde do homem, e que podem mesmo levá-lo á morte. Existem vários tipos de drogas umas mais fortes, outras menos, mas sendo consumidas, todas elas têm efeitos quer ao nível físico quer ao nível psicológico. Concluímos ainda que o melhor método de prevenção é a abstinência. Com este trabalho concluímos que as drogas são substâncias muito prejudiciais á saúde do homem, e que podem mesmo levá-lo á morte. Existem vários tipos de drogas umas mais fortes, outras menos, mas sendo consumidas, todas elas têm efeitos quer ao nível físico quer ao nível psicológico. Concluímos ainda que o melhor método de prevenção é a abstinência.

19 Bibliografia Internet: google: toxicodependência; drogas Internet: google: toxicodependência; drogas Livro: práticas de Acção social 11º ano Livro: práticas de Acção social 11º ano Revista: juvenil Revista: juvenil

20 Trabalho elaborado por: Francisco nº 6 11e Rosa nº 10 11e


Carregar ppt "Toxicodependência Drogas Praticas de acção social 2006/2007."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google